Dicas sobre bilhete aéreo, da série “Vou viajar. E agora?”

Viajar é minha paixão, mas ainda não é minha profissão (tô trabalhando para acontecer!) e mesmo que eu viaje bastante, ainda tenho uma série de dúvidas a respeito do mundo das passagens aéreas. Isso só comprova que estamos mesmo engatinhando no mundo das viagens – e dos direitos do consumidor.  emissão de passagem aérea

Bom, você vai viajar (que legal!) e precisa se organizar. Eu sou a pessoa perfeita pra te ajudar: professora de formação e coração, adoro explicar, ensinar, compartilhar o que sei. Neste post falo sobre o básico do básico da emissão de passagem aérea, mas é um bom começo. E sempre que aprendo algo novo eu volto aqui e atualizo este post.

Comprando as passagens aéreas
É sempre melhor esperar uma promoção e a partir daí programar a viagem, mas normalmente acontece o inverso por algum ou alguns dos motivos:

1. ansiedade;
2. as promoções acontecem normalmente em períodos em que você não pode sair de férias;
3. você não segue os blogs ou não curtiu as páginas do Facebook dos sites que divulgam promoções;
4. você trabalha demais e não tem tempo para acompanhar o que acontece no mundo das viagens;
5. é fiel à companhia aérea onde tem o plano de fidelidade e só emite passagens por lá;
6. não tem um agente de viagens que te ofereça as “barbadas”.

Bem, algumas dessas questões podem ser alteradas, outras não. Vou te ajudar no que der, sugerindo alternativas. Olha aí uma nova profissão: travel coach! 

1. controle sua ansiedade programando-se. Quanto maior a antecedência, melhores os preços em hospedagem, passagens de avião e trem e possibilidade de resgate de pontos no seu programa de fidelidade. Use o intervalo entre a compra das passagens e a viagem para ler sobre o destino, pesquisar restaurantes, lojas… Já é uma viagem!
2. converse com seu chefe sobre a possibilidade de alterar a data de suas férias. Nas escolas, a semana das crianças normalmente tem uma programação mais leve, que não prejudica tanto a criança em caso de ausência. O Carnaval é alta temporada no Brasil, mas não no exterior, então também é uma boa opção para quem viaja com crianças.
3. No blog eu não costumo divulgar promoções. Faço isso na página do Facebook. Curta a página e fique por dentro!
4. Aqui, só me cabe ser solidária. Ou a gente tem dinheiro e não tem tempo ou tem tempo e não tem dinheiro, não é mesmo? Mas uma curtida na página do Mulher Casada Viaja no FB vai te trazer informações que podem te ajudar a escolher um destino que caiba no seu bolso.
5. Diferente da monogamia, sua fidelidade pode se estender a mais de uma companhia aérea. As companhias aéreas fazem parte de grupos e quando você voa por uma, é possível transferir suas milhas para outra companhia do mesmo grupo, mas você para uma taxa de transferência. Essa informação pode ajudar em caso de tarifas de valor próximo. Você escolhe a que estiver no grupo de seu programa de milhagem. Abaixo, as alianças das companhias aéreas. Atenção: estas alianças costumam ter alterações frequentes. Atualize-se sempre. Na data da publicação do post eram:

TAM-AN~1

Star Alliance

sky team

6. Ter um agente de viagem vai te ajudar a montar sua viagem, mas como toda prestação de serviço há um custo envolvido. As agências tradicionais têm roteiros prontos, pois os comercializam com operadoras, ou seja, vem tudo empacotado, sem grande flexibilidade. Se você quiser um roteiro do seu jeitinho, vai precisar fazer por sua própria conta (o que não é nada impossível se tiver tempo e paciência) ou contratar o serviço. Muitos blogueiros de viagem já prestam assessoria ou montam o roteiro completo. Eu só faço isso em roteiros que já fiz, não programo viagens para onde ainda não fui. Leia as condições em “Personalize sua viagem”. Apesar do custo pelo serviço, sai muuuuito mais barato do que viajar de pacote.

Quando comprar passagens aéreas

  • Planeje-se com pelo menos três meses de antecedência para garantir melhores preços. Isso também ajuda caso você precise parcelar a compra. Se a viagem for em alta temporada, comece a pesquisa de preços ao menos seis meses antes.
  • Por outro lado, promoções de última hora, para liquidar lugares não vendidos de voos com decolagem próxima, são boa opção se você for um felizardo que tem datas flexíveis e pode se dar ao luxo de dizer: “boa esta promoção” Vou para _______ na semana que vem!” – e se tiver nervos de aço. Os descontos são maiores em voos menos solicitados, como os que partem entre as 10h e 16h ou com embarques às terças e quartas.
  • Se você ficar acordado de madrugada para comprar seu bilhete terá melhores chances de conseguir um bom custo. A lenda diz que sexta-feira é o melhor dia.Inclua na sua pesquisa certa flexibilidade. A diferença entre ir numa sexta-feira ou num sábado pode ser significativa em termos de custo. O Voopter, site de busca de voos, tem uma ferramenta em que você marca 4 datas como opção para a pesquisa.

Sites de Busca de Passagem aéreas e de prmoções

  • Existem vários sites de busca de passagem aérea, como o Voopter que citei, o SkyScanner, Viajanet, Expedia, Kayak… Além desses, eu também pesquiso nas companhias aéreas e uso o Google Explore Flights.
  • Vale se cadastrar em mailing das companhias aéreas para receber ofertas. Eu também estou inscrita no Melhores Destinos (que também tem app com alertas) e Passagens Imperdíveis.

 

Aproveitando promoções de bilhetes aéreos

  • Antes de casar ou juntas os passaportes na mesma gaveta, a gente namora, não é? O mesmo tem que ser com viagem: leia, leia, leia sobre o destino. Namore-o, sonhe com ele, mas acima de tudo aprenda sobre ele, conheça-o antes de pisar seus pezinhos lá. Nos blogs você vai encontrar roteiros bastante diferentes sobre o mesmo destino e informação pode ajudar também na compra de passagem aérea. Talvez uma conexão em uma cidade que nem estava nos planos pode sair mais barata do que um voo direto para seu destino. Escrevi a respeito no post Buenos Aires em Conexão no Aeroparque, que fala sobre conexão em Buenos Aires, mas tem dicas para conexões em geral.
  • Promoção divulgada, preço bom, mesmo assim pesquise no site da companhia aérea por datas próximas, pois as promoções costumam ter datas fixas, ou seja, valem para aqueles dias especificados apenas. Entretanto, elas podem ser alteradas às vezes pagando-se bem pouco a mais.

Informações úteis para emitr seu bilhete aéreo

  • Múltiplos destinos: Não se esqueça de que é possível combinar vários destinos em uma única compra para que não precise rodar quilômetros e quilômetros só para voltar à cidade de origem e pegar o avião para casa. Cada companhia utiliza uma expressão: a Latam, “várias cidades”;  Alitalia, você clica no campo de origem e aparecerá a opção “vários stopovers”; Delta, “cidades múltiplas”. Estes bilhetes ficam mais caros, então faça as contas do famigerado custo-benefício antes de decidir. Você ganha em tempo e desgaste de voltar à origem só para pegar o voo e isso pesa para quem tem pouco tempo, principalmente.
  • Caso fique muito caro escolher o voo de ida para uma cidade e de volta a partir de outra, há a possibilidade de deslocamentos internos com as aéreas lowcost, companhias que não oferecem entretenimento ou serviço de bordo e onde o conforto é reduzido. Ou optar por trens ou ônibus.
  • Comprar passagem pelo site ou por telefone? Pelo site é mais barato, mas muitas vezes você não consegue voos domésticos junto do bilhete internacional se o destino de partida e chegada não forem os mesmos. Exemplo: cheguei em Roma, fiquei lá alguns dias e peguei um trem para Nápoles. De Nápoles, como não fiz o trecho Roma-Napóles de avião, é possível que não consiga emitir o bilhete no mesmo trecho, dependendo da companhia aérea, mas isso é possível por telefone. Mas por telefone você paga uma tarifa por bilhete emitido, tá?
  • Fique de olho na classe de bilhete que você compra. Alguns permitem alteração de datas sem custo, noutros você terá que pagar multa. Alguns pontuam mais que outros no programa de fidelidade.
  • Para fazer sua pesquisa, talvez você precise saber a sigla do aeroporto, como quando há conexão (troca de avião) ou escala (parada para abastecer ou receber novos passageiros), pois muitas companhias aéreas só exibem a sigla do aeroporto e você se pergunta: “tá, mas onde é isso?”. Este site traz as siglas dos aeroportos.
  • Dica super quente, vou falar baixo pra Latam não ouvir: pesquisando o trecho Santiago-Calama (Chile), achei uma diferença de 50% no mesmo voo! o segredo: se você está no Brasil, e compra pelo site da Latam Brasil, os trechos domésticos (do Chile) serão mesmo mais caros. Mude para Latam Chile, no topo da página (o site ficará em espanhol, mas dá pra entender, sem problema) e faça a compra. Eu tentei várias vezes e não consegui porque o sistema reconhecia minha localização como no Brasil. No dia seguinte tentei novamente e consegui! 50% de desconto! Ainda não testei, mas o mesmo deve valer para qualquer companhia aérea. Compare com preços de lowcost, claro, para ver se ainda assim vale a pena.

Escolha de assento

  • Muitas vezes você pode escolher o assento no momento da compra do bilhete, seja online, seja por telefone. Algumas companhias estão cobrando pela marcação de assento, dependendo do trecho ou da companhia. As lowcost não permitem marcação.
  • Agora, um abuso que tenho notado e que já aconteceu ao menos duas vezes comigo:  ao comprar um bilhete com antecedência, o que significa que deveriam ter assentos disponíveis, apenas os piores lugares ou assentos separados (para quem viaja em duas ou mais pessoas) estão disponíveis, te “obrigando” a comprar os assentos plus ou premium, os primeiros da classe econômica, que têm mais espaço para as pernas e custam mais que um assento comum da mesma classe. A dica é: não compre! No check in a companhia vai ter que te dar um assento, pois ele foi vendido. E mesmo em caso de overbooking, é a companhia aérea que resolverá a questão.E se não tiver assentos juntos, antes da decolagem é sempre possível pedir aos comissários de bordo para fazerem a troca.
  • Em geral, assentos próximos aos sanitários são os piores. Evite-os por motivos óbvios: barulho e mau cheiro. Alguns assentos não reclinam, cuidado! Este site descreve em detalhes cada assento da aeronave  selecionada, inclusive com fotos.

Check in

  • Faça o check in no site da companhia aérea, de 30 a poucas horas antes do voo (o regulamento varia de companhia para companhia), assim você tem melhores chances de escolher um bom assento e evita surpresas como overbooking (quando a companhia vendeu mais passagens do que há disponível)

Outras dicas

  • E por falar em overbooking, você sabe o que é? Para garantir que o voo não sai com muitos assentos vazios, as companhias aéreas vendem mais bilhetes do que a quantidade disponível de assentos no avião. Normalmente quando isso acontece uma quantia em dinheiro ou em milhas é oferecida a quem se dispuser a ceder seu lugar. Acomodação em hotel e despesas de transporte e alimentos também ficam por conta da companhia aérea. Outra possibilidade, que já aconteceu comigo do tipo relâmpago, que cai só uma vez no mesmo lugar, é a companhia oferecer assentos na classe executiva ou primeira classe para quem estava na executiva.
  • Você sabia que existe algo chamado Passagem de Volta ao Mundo? Quem comprou e conta é o pessoal do blog 360 Meridianos. E não é coisa de milionário, não. Se você vai para a Ásia ou Austrália, talvez fique só um pouco mais caro e se tiver tempo, poderá aproveitar uma ou mais paradas no caminho. Pesquise. É uma delícia ficar sonhando em escolher destinos para uma volta ao mundo. Quem sabe vira realidade um dia!

Um dia eu estava me descabelando para emitir bilhete utilizando o programa Sempre Presente do Banco Itaú e achei este gráfico com dicas. A pressa era tanta que não peguei a fonte. Sorry.

melhor época para passagem aérea

Antes de emitir seu bilhete

  1. Em que época ir
    Talvez o mês que você escolheu para visitar aquele destino tenha maior incidência de tornados ou chova demais. Ou pode ser que não tenha neve, quando o que você quer é… ver neve. Ou vai ter um mega festival e tudo vai estar lotado e mais caro. Outra questão é o número de horas de sol. Nas zonas de clima temperado, extremos norte e sul do Globo, os dias são muito curtos no inverno (sol poente às 15h) e muito longos no verão (sol poente às 22h), agradando a gregos e troianos. Pesquise. Pode haver outra dezena de situações, como o Spring Break nos Estados Unidos, quando os destinos turísticos lotam.
  2. Roteiro
    Já tem uma ideia do roteiro? Vai colocar um monte de cidades “já que são tão pertinho umas das outras” sem levar em conta que é preciso curtir cada uma delas e não só passar por elas? Faça sua pesquisa. Muitos blogs informam a média de dias para se poder dizer que “conheceu” uma cidade sem sair frustrado.
  3. Passaporte e visto
    Se você está emitindo passagem, acredito que já tenha passaporte e visto, caso seja necessário. Vez ou outra tem greve da Polícia Federal, problemas com consulado. You’d better be safe than sorry.

E você, tem alguma dica de bilhete aéreo? Deixe seu comentário.
Abraços!

3 comentários sobre “Dicas sobre bilhete aéreo, da série “Vou viajar. E agora?”

  1. Luciana novembro 6, 2016 / 1:39 pm

    Boa tarde, meu nome é Luciana, estou programando uma viagem com a minha irmã para Junho do próximo ano de sete dias a Nova York.
    Sem a mínima noção de nada, olhando em blogs, vendo preços de passagens e me confundindo, pois quando se chega as empresas que vendem pacotes, os valores quadriplicam, gostaria de deixar meu cartão de crédito livre para usar lá, levar um valor,.e algumas empresas me oferecem compras parceladas no boleto..Mais não sei se vale a pena, seria mesmo uma viagem na qual nos esforçaríamos para pagar, mais não sei qual a melhor forma de proceder
    Abraços

    Curtir

    • Marcia, blogueira do Mulher Casada Viaja novembro 7, 2016 / 9:54 am

      Oi, Luciana. Você está no caminho certo: ler e se informar é o melhor para uma viagem mais econômica e proveitosa. Olha, junho não costuma ser um mês de grandes promoções para NY, mas fique atenta a sites como Melhores Destinos (inscreva-se ou baixe o app) e Passagens Imperdíveis. Você pode tentar, também, pacotes já prontos, com passagem e hotel, porque NY é um destino muito popular entre brasileiros, então operadoras (agências de viagem) podem ter um preço mais legal do que se você fizer a viagem por conta. Isso vale só para destinos batidos, como Cancun, Orlando, Miami…
      Outras dicas: 1. Quando for pesquisar preços de passagem aérea, abra sempre uma aba anônina no seu navegador. 2. Voos com conexões costumam ser mais baratos. Aí é decidir pelo melhor custo-benefício. 3. Pesquise no site “Reclame Aqui” sobre o site de onde comprará o bilhete. Já li muita reclamação de Submarino e afins e no FB tem gente vendendo passagem aérea muito barata e é golpe. 4. Última dica: procure no Facebook grupos como Viagem para EU, Viagem EU e inscreva-se. São portais de pessoas que estão para viajar ou já viajaram e trocam dicas. Espero ter ajudado. Abraços

      Curtir

Vamos trocar figurinhas! Deixe seu comentário ou dúvida:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s