Lago di Como em bate volta a partir de Milão

Lago di Como

OK, que George Clooney tem uma villa no Lago di Como e que todas as mulheres maduras que para lá vão brincam que vão encontrá-lo tomando um café em algum terraço à beira do lago todo mundo sabe (rsrsrs). A última campanha da Nespresso, lançada no final de 2015, com Clooney e Jack Black, foi filmada nesse “devaneio” (Clique aqui para assisti-la), entre gerânios, Alpes como pano de fundo e morros como deveriam ser os do Rio de Janeiro. What else? (se não sabe, este é o jargão das campanhas publicitárias da maquininha doméstica de café em cápsulas).

Lago Como Geroge Clooney

Bem, meu voo chega a Milão no finalzinho de uma manhã de sábado  e depois que pesquisei sobre Como para escrever este post estou decidida a fazer um bate-volta a partir do aeroporto Malpensa, de trem, em vez de ir direto a Milão e passear por lá.  Parece uma escolha óbvia, já que visitei Milão há três anos e não conheço o Lago Como, mas não foi tão simples assim.  Tudo o que tinha lido sobre o Como não me entusiasmou muito, apesar de ser um lugar muito bonito. Foi na unha, vendo imagens, mapas, lendo sites, fóruns e guias que eu decidi que valeria a pena, sim, dar um pulo lá. E com isso você ganha um guia da região!

Eu quase dispensei o passeio porque verei muitos lagos na região das Dolomitas (quando eu voltar vou rechear o blog com fotos e dicas dos Alpes Italianos!), mas o Lago di Como é dono de um charme especial. Em 2013 eu visitei o Lago di Garda, mais especificamente na cidade de Sirmione, onde você pode chegar a partir de um bate-volta de Verona tranquilo, tranquilo. Além destes dois, há ainda outros lagos compondo os chamados lagos pré-alpinos: o Maggiori, o Lugano e o Iseo, como mostra a imagem abaixo.           lake_district_vian

O Lago di Como
Trata-se de um lago de formação glacial e como todos lagos assim, é muito profundo: 414 metros! Como é o nome do lago e também de uma de suas comunas (veja as demais no mapa abaixo). Pensar no formato do lago como um humanoide, com duas pernas correndo para Oeste, ajudou-me a memorizar a localização de alguns pontos, como Bellagio, Lecco e a própria Como. OK, é um Y invertido, mas o humanoide sem braços é mais divertido e isso ajuda o cérebro!

Lago Como, Itália

Como chegar do aeroporto Malpensa ao Lago di Como
O trem é o meio mais rápido e fácil para um bate volta e a empresa da Lombardia, região onde ficam Milão e o Como, é a Trenord. Escolha como ponto de partida “Malpensa Aeroporto” e como ponto de chegada “Como Nord Lago”, a estação mais próxima ao limite sul do lago, da Catedral, do funicular que vai até Brunate (leia sobre o que fazer em Como mais abaixo)…trem para lago di Como
Os bilhetes não são vendidos online, mas como você pode ver na imagem acima os trens partem a cada 30 minutos e levam em média 90 minutos. A troca de trens acontece na Estação Saronno, a segunda depois de o trem partir do Malpensa. Depois é um pinga pinga de 11 paradas.

Como mostra o mapa abaixo, há outras estações em Como e se você estiver hospedado/a em outro ponto, talvez seja mais interessante.

como_map1[1]

De Milão a Como
Partindo de Milão, o trem sai da estação Cadorna para chegar até a Como Nord Lago. Da Centrale, o trem chega na estação San Giovanni.

De Como a Milão
Em minhas pesquisas descobri que a Trenitalia tem uma linha que sai da estação San Giovanni e chega na Milano Centrale em apenas 37 minutos, com uma ou duas paradas, apenas. Na volta eu conto como foi e dou mais detalhes.

O que Fazer em Como

Tempio Moltiano
Tempio Moltiano
  • Caminhar na via para pedestres às margens do lago a partir da Piazza Cavour, passando pelo Tempio Voltiano, museu dedicado a Alessandor Volta, cientista que entre outras coisas inventou a bateria elétrica.  Em seguida você verá um memorial feioso, o Monumento ai Caduti de 1931 em homenagem aos mortos na Primeira Guerra Mundial.  Alguns clubes particulares impedirão a vista do lago por alguns metros, mas continue em direção a Passeggiata Villa Olmo e será presenteado/a com vistas de lindos jardins. O interior de Villa Olmo pode ser visitado por €10 e abriga exposições temporárias de arte.
Olmo
Villa Olmo
  • Visitar a Catedral de Como (Cattedrale di Santa Maria Assunta ou Duomo di Como), que começou a ser construída 1396 e só terminou em 1770.
  • Ver Como do alto: pegue o funicular que existe desde 1894, quando ainda era movido a vapor e representava o progresso industrial e o início do turismo. Hoje a energia elétrica dá uma forcinha para te levar a Brunate, a mais de 700 metros de altitude em apenas 7 minutos.

Funicolar Lago Como

O que fazer nas outras comunas da província de Como

Como é apenas o ponto de partida. Navegar pelo lago e visitar as comunas com suas villas e jardins parece ser o grande barato. Fico aqui imaginando se não é uma furada igual o passeio em Miami ou Beverly Hill pelas mansões de artistas, mas com uma paisagem dessas acho difícil que eu não goste.

CERNOBBIO: A primeira comuna da costa oeste do lago, tem  como destaque a Villa d’Este. De frente para o lago, foi residência da Princesa de Gales no século XVI e agora é um hotel de luxo. Só não fiquei lá porque era bate volta, claro (rsrsrs)

Villa d'Este
Villa d’Este

TORNO: Porticciolo, Santa Tecla e Igreja San Giovanni

ISOLA COMACINA: a única ilha do lago

LENNO: Villa del Balbianello, construída no século XVIII no lugar de um monastério franciscano, pode ser visitada e apreciada tal como era na época de seu proprietário, o conde Guido Monzino, famoso explorador e o primeiro italiano a chegar ao topo do Everest. Era lá que ele planejava suas aventuras, como a viagem à Antártida. Hoje abriga um museu dedicado a suas explorações. Foi ali que cenas da série do Star Wars II e do James Bond Casino Royale foram rodadas. Um filme que ainda não assisti é A Month by the Lake, Um Encontro para Sempre, em Português, que pode ser um aperitivo para uma viagem a Como.

Villa del Balbianello
Villa del Balbianello

TREMEZZO: o Jardim Botânico da Villa CarlottaVilla-Carlotta Lago Como

BELLAGIO: Li em todo lugar que é o lugar mais bonito para visitar no Lago e um dos pontos para conhecer é a Villa Melzi (clique aqui para assistir a um vídeo e visite o website oficial).

MENAGGIO: Bom ponto para se hospedar e explorar as demais comunas, com serviços de balsa e ônibus.

VARENNA: Uma das atrações é o Castelo de Vezio, construído no século VII e que hoje abriga um criadouro de aves de rapina, que podem ser visitadas. Veja o website oficial aqui.

Castelo Vezio, em Varenna
Castelo Vezio, em Varenna

BELLANO: cansou de villas, jardins à beira do lago e passeios de barco? Como também tem um cânion (Orrido di Bellano)!

Orrido-di-Bellano-Visit-Lake-Como

Estas são algumas sugestões. Veja os links no final deste post para saber sobre todas as comunas.

Indo de um ponto a outro sobre as águas
Há muitas opções de aluguel de barcos motorizados ou a vela, com ou sem motorista, particulares ou públicos. Balsas, catamarãs e até um histórico barco a vapor fazem passeios pelo lago, ou servem para transporte de moradores, levando a pontos como Lecco, Bellagio e Varenna.

Os horários e preços variam de acordo com a estação do ano e o trecho a ser percorrido. De Como a Bellagio, por exemplo, o site da Gestione Navigazione Laghi, que administra a navegação nos Lagos Como, Maggiori e Garda, informava o custo de €10 o trecho, em abril/2016, levando cerca de duas horas, mais duas horas para voltar.

3cf_NONDEFINITO_45A

Fonte das imagens

Temperatura média e histórica

temperatura e clima Lago Como

Ainda não fui, mas tenho certeza de que um bate volta não é suficiente para conhecer ou aproveitar o melhor do lago. Passar uma ou duas noites seria o ideal. Se você for fazer um bate volta, madrugue para conseguir aproveitar melhor.

Onde ficar no Lago di Como
O ideal seria ficar em Belaggio ou outra comuna no meio do lago, para facilitar o acesso a todos os pontos. É onde eu ficaria. Faça sua pesquisa e reserve seu hotel através do site Booking.com. Eu tenho uma parceria com eles e a cada reserva recebo uma pequena comissão que vai me ajudar a manter o blog no ar. É uma maneira simpática de agradecer pelas dicas sem gastar nada além do que você já gastaria em hospedagem.

Deixo claro que todas essas informações são fruto da pesquisa que fiz enquanto planejava a visita. Quando eu voltar vou atualizar este post, com minhas impressões do lugar e dicas mais práticas. Atualização: quando cheguei em Milão chovia, então abortei a ideia do bate volta a Como, que merece um dia de sol para ser ainda mais apreciado.

Links para ler mais sobre o Como (clique sobre o título):

 

Atualização: Cheguei no Malpensa e estava chovendo! Com isso, resolvi ficar em Milão e adivinha? Depois o sol abriu e fez um dia l-i-n-d-o! Como ficou para uma próxima…

milao-16
piove a Milano
Anúncios

Vamos trocar figurinhas! Deixe seu comentário ou dúvida:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s