San Diego: Roteiro de 3 dias e impressões

La Jolla Cove
La Jolla Cove

Difícil colocar dentro de 3 dias tudo o que há para fazer em San Diego e claro que não foi possível ver todas as principais atrações da “última” cidade ao sul da Califórnia antes da fronteira com o México. Por isso, além de compartilhar o que efetivamente fizemos, deixo para você uma listinha dos lugares para onde não fomos e assim você monta seu próprio roteiro.

Uma das áreas mais fotogênicas do Balboa Park
Uma das áreas mais fotogênicas do Balboa Park

Deixo também minhas impressões da cidade, que mudou muito desde minha primeira vez, assim como eu, assim como o mundo. Em 1996, a Califórnia estava no meu roteiro de 31 dias pelos Estados Unidos e era minha primeira viagem internacional, então é compreensível que tudo fosse novo e fascinante. Vinte anos apuraram meu olhar e ter viajado para tantos outros lugares me deixou mais exigente. Percebi problemas, não me encantei tanto com algumas atrações como há vinte anos, mas San Diego continua sendo um destino que agrada a muitas tribos: as crianças encontram animais selvagens, seja nas praias, seja no San Diego Zoo ou Sea World, e as menores se divertem no parque Legoland. As praias e o clima de paquera rolam nas areias e nas muitas opções de atividades noturnas (dá até pra pegar um trem no centro da cidade e curtir uma noitada à mexicana em Tijuana). Famílias têm a opção de inúmeros museus e passeios ao ar livre no Balboa Park e Old Town. Por outro lado, o número de moradores de ruas me assustou, mas tenho visto isso desde a crise imobiliária de 2008. Para os próximos vinte anos, San Diego se compromete a ser a primeira cidade americana com 100% de energia limpa, um plano ambicioso que tomou fôlego depois dos bons resultados de ações propostas com relação à seca que castiga a Califórnia.

Museu Aeroespacial, no Balboa Park
Museu Aeroespacial, no Balboa Park

Nestes vinte anos, San Diego vem se reinventando: o centro antigo foi revitalizado e transformado em uma região com boa oferta de bares e restaurantes, conhecida como Gaslamp Quarter. São edifícios lindos, que restaurados trouxeram charme ao centro. Fiquei num hotel (veja aqui) que havia sido um banco e manteve suas características no lobby e fachada. Edifícios novos foram erguidos, como a biblioteca central (330 Park Boulevard), e o USSMidway, antigo porta-aviões, inaugurado como museu. O século 21 também viu a inauguração do estádio-sede do time de baseball local, o San Diego Padres. Downtown em nada lembra que estamos pertinho do mar e isso é um ponto extra, na minha opinião, pois parece que visitamos dois lugares distintos. Apesar de ser uma cidade grande, a quietude impera e eu que sou de São Paulo achava muito engraçado olhar pela janela e ver as ruas quase desertas às nove da manhã de um dia de semana. Movimento de veículos fica mesmo nas autoestradas I-5 e I-8 que servem de avenidas para a gente se deslocar de um lado a outro da cidade – mas com rapidez e gratuitamente. Há transporte público fácil para se locomover pelos principais pontos turísticos e do centro é fácil caminhar até o waterfront, onde tem mais atrações.

A biblioteca central. Foto divulgação
A biblioteca central. Foto divulgação

Aproveito para agradecer o San Diego Tourism Authority, que gentilmente me ofereceu um press pass para que eu pudesse visitar museus, fazer passeios e conhecer atrações para contar aqui e ajudar na sua viagem. Vamos lá?

Um dos lindos prédios do Gaslamp Quarter
Um dos lindos prédios do Gaslamp Quarter

Roteiro de 3 dias em San Diego resumido

Listo abaixo o que efetivamente fizemos. Cada dia do roteiro ganhou uma descrição completa nos posts que publicarei nas próximas semanas, com dicas de transporte e preços de refeições – e muitas fotinhos, claro.

Dia 1 em San Diego
– chegada de carro a partir de Los Angeles
– passeio e almoço em La Jolla
– visita ao Cabrillo National Monument em Point Loma
– breve passeio em Old Town
– caminhada noturna e jantar no Gaslamp Quarter

Cabrillo National Monument, em Point Loma
Cabrillo National Monument, em Point Loma

Dia 2 em San Diego
– 
USS Midway Museum
– caminhada por Downtown e waterfront
– comprinhas e almoço na região de Seaport
– fim de tarde em Coronado

a estátua Unconditional Surrender, vista da plataforma de lançamentos do USS Midway
a estátua – imagem que você certamente já viu em algum lugar – Unconditional Surrender, vista da plataforma de lançamentos do USS Midway

Dia 3 em San Diego
– dia dedicado ao Balboa Park, que concentra áresa verdes, jardins e museus. Visitamos o Museu de História Natural, o Espacial e Aéreo, o Museu Automotivo e o respeitado San Diego Zoo.

Ju alimentando as girafas
Ju alimentando as girafas

 

O que não entrou em nosso Roteiro de San Diego – mas pode entrar no seu

Petco Park
Que tal assistir a uma partida de baseball, de preferência num jogo com os donos da casa, Los Padres? Infelizmente não teria jogo nos dias em que estivemos em San Diego, então dê uma olhada no site oficial e confira a agenda para ver se você consegue viver esta experiêcnia.

Legoland
É um parque que agrada principalmente as crianças pequenas e fica a 56 km do centro, num bate-volta possível e simples. Mais informações no site oficial.

Maritime Museum of San Diego – Localizado na orla, na Harbor Drive, o que permite que  seu acervo esteja sobre as águas: são 11 navios, balsas e barcos e alguns deles ainda podem navegar e você pode ser o passageiro! Confira as exposições permanentes e temporárias no site oficial do Museu Marítimo de San Diego.

Sea World – Eu nunca quis mexer neste vespeiro porque acho que para se declarar a favor ou contra atrações como esta – ou mesmo zoológicos, seria preciso mais que um post – ou um livro. Nós visitamos o Sea World Orlando em 2014, quando o número  de visitantes já havia despencado devido ao polêmico documentário Blackfish, ao qual assisti só em 2015. Trata da forma como as orcas são capturadas, de sua vida social antes e depois e do relacionamento com seus tratadores, especificamente sobre a morte de uma delas, em 2010, e ataque a tantos outros. A repercussão do documentário foi tamanha que o SeaWorld cancelou os shows com orcas em novembro de 2015. Está disponível na Netflix. O outro lado da moeda diz que o SeaWorld já resgatou e tratou de mais de 28.000 animais em perigo. Leia, informe-se e julgue por si mesmo. Para informações sobre o Sea World, clique aqui.

Wild Animal Park ou San Diego Zoo Safari Park – Então, a polêmica continua aqui? Qual a diferença entre ir ao SeaWorld e ao Wild Animal Park? Sem pesquisar muito, eu diria que só pelo Wild Animal Park estar associado ao San Diego Zoo já significa que existe todo um trabalho de pesquisa para manutenção das espécies, readaptação de animais que sofreram contrabando, etc., etc. Trata-se de um parque com várias opções de safari para ver animais africanos e pássaros. Também fica perto de San Diego, a 50 quilômetros. Mais informações aqui.

Leia mais sobre San Diego e outras cidades desta trip clicando na página índice da Califórnia.

Anúncios

Um comentário sobre “San Diego: Roteiro de 3 dias e impressões

Vamos trocar figurinhas! Deixe seu comentário ou dúvida:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s