Stuttgart: Museu da Mercedes-Benz

Então, vale a pena visitar o Museu da Mercedes-Benz em Stuttgart, mesmo que o tema carros não seja sua praia? Como sempre, só indo pra saber, mas a gente dá uma ajudinha e conta como é a visita, neste post – e aí você decide.Museu Mercedes Benz Stuttgart

Oh, Lord, won’t you buy me a Mercedes Benz?, gravou Janis Joplin, um dos símbolos da cultura hippie apenas 2 dias antes de sua morte, pregando que bens materiais não trazem felicidade. Como se sabe, álcool, drogas e fama também não (e viagem, traz?). Mas naquele dia a viagem a Stuttgart estava me fazendo muito feliz, principalmente por ver a empolgação do maridão durante nossa visita ao Museu da Mercedes Benz. E olhe que ele não é de se empolgar muito com as coisas, então considere isso como algo grande!

Stuttgart é a capital da região de Baden-Württemberg, no Sul da Alemanha, e entrou em nosso roteiro porque estava no caminho entre a última cidade que visitamos da Rota Romântica, Würzburg, e Estrasburgo, região francesa da Alsácia. Por isso nossa passagem pela cidade foi rapida e só tivemos tempo de conhecer o Museu da Mercedes-Benz e de curtir a Oktoberfest (por mais horas do que havíamos antecipado), mas se você tiver mais tempo e gostar de museus de carros, Stuttgart tem também o museu da Porshe (e Munique, o da BMW) e apresentando o ingresso da Mercedes no Museu da Porsche, você ganhará 25% de desconto.

Mercedes Benz Stuttgart
Estacionamos o nosso Mercedes bem em frente. SQN

Confesso que se eu estivesse viajando sozinha eu não teria entrado neste museu, porque adoro andar pelas ruas das cidades, mas sabe que no fim acabei curtindo? Primeiro porque o edifício é lindo – e adoro arquitetura – segundo porque o acervo impressiona pela variedade, organização e beleza; sim, não falta bom gosto por aqui.

Museu Mercedes Benz Stuttgart

O Museu da Mercedes-Benz
Em 2018 o Museu da Mercedes-Benz completou 12 anos de atividade e recebeu em 2017, quando fomos, 876.109 visitantes. O espaço interno do museu foi concebido para facilitar a circulação dos visitantes e rampas unem os andares, permitindo que se volte à coleção anterior sem problemas.

Mercedes Benz Stuttgart

O desenho do elevador é limpo e parece algo futurístico saído da prancheta de algum designer nos anos 1960 para uma série de TV, tipo Perdidos no Espaço. Além disso, ele projeta nas parede oposta imagens históricas.

Museu Mercedes Benz Stuttgart
foto: divulgação

Museu Mercedes Benz Stuttgart

Ao caminhar pelas rampas, encontramos painéis (em alemão e inglês) que situam o momento histórico da Alemanha e do mundo, traçando um paralelo com as necessidades e a tecnologia da época da coleção prestes a ser visitada. Estava curiosa para saber como seria tratada a época da Segunda Guerra Mundial, quando as indústrias da Alemanha e de suas aliadas passaram a fabricar materiais bélicos. Sim, eles mencionam a postura da Mercedes-Benz naqueles anos terríveis para a humanidade, confessando que usaram trabalho escravo ou, nas palavras deles, ‘trabalhadores forçados’, e que Daimler-Benz admitiram o envolvimento no Terceiro Reich, desculpando-se e oferecendo ajuda financeira a causas dos direitos humanos.

Museu Mercedes Benz Stuttgart

O tour do Museu Mercedes-Benz
Depois de comprar os ingressos no lobby no térreo e de pegar os audio guides, somos direcionados para o elevador até o nível 8, onde começa o tour, e a partir de lá vamos descendo pelas rampas aos andares inferiores.

Ah, à direita da bilheteria, você encontra um corredor e onde tem um balcão para retirar a chave para um locker, assim você pode deixar bolsa, mochila, casaco, e curtir o museu mais leve.

Museu Mercedes Benz Stuttgart

O acervo de está dividido em dois tipos: Mitos (legend rooms), que narra cronologicamente a historia da montadora, e Coleções (collection rooms), onde os modelos estão agrupados em temas. Nós fizemos o percurso intercalando um ou outro, mas pode ser uma boa ideia conferir a exposição Mitos e só depois a Coleção. E é fácil identificá-las: ‘mitos’ fica em ambiente com luz artificial, enquanto o acervo de ‘coleção’ é banhado pela luz natural, e uma boa chance para ver o entorno – inclusive o parque onde rola a Oktoberfest (Cannstatter Wasen) e outros festivais.

Museu Mercedes Benz Stuttgart

O nível 8 (legend 1) cobre o período de 1886 a 1900, os primórdios dos veículos motorizados.

Mercedes Benz Stuttgart Mercedes Benz Stuttgart

No nível 7 (Legend 2) começa a historia da Mercedes (1900-1914) e também a primeira sala de exibição das coleções, em nível intermediário.

Mercedes era a filha do cônsul da Áustria em Nice (França), Emil Jelinek, o qual revendia os carros da Daimler fabricados  em Stuttgart e também os utilizava em corridas. Em 1901 encomendou um carro especial que deveria se chamar Daimler-Mercedes para homenagear a filha. O sucesso de vendas foi tão grande que o nome foi mantido comercialmente e registrado em 1902.  Somente em 1926 as fábricas Daimler e Benz se uniram, com a marca que conhecemos até hoje.

Mercedes Benz Stuttgart
O mais veloz da época
Mercedes Benz Stuttgart
da rampa, temos uma visão geral e de um ângulo privilegiado das coleções
Mercedes Benz Stuttgart
Primeiro modelo produzido em série com 6 cilindros

Mercedes Benz Stuttgart

O tema da primeira coleção é Viajantes (isso muito me interessa, ahaha). Em 1895, Carls Benz apresentou o ônibus que foi o primeiro meio de transporte público em veículo motorizado. Abaixo, o Mercedes-Benz 320, sedan produzido de 1937 a 1942.

Museu Mercedes Benz Stuttgart

Museu Mercedes Benz Stuttgart
ônibus que rodou pelas ruas de Londres a partir de 1904, com capacidade para 34 passageiros

No nível 6 (legend 3), estão os veículos movidos a diesel e os superchargers, que segundo o maridão são carros com um dispositivo acoplado ao motor que gera maior potência, no período de 1914 a 1945.

Museu Mercedes Benz Stuttgart

Museu Mercedes Benz Stuttgart

Museu Mercedes Benz Stuttgart

O nível 5 (legend 4) tem o tema Forma e Diversidade, compreende o período de 1945 a 1960 e na sala onde estão exibidas as coleções, há veículos desenhados para o trabalho, como tratores, carros policiais, bombeiro, etc.

Museu Mercedes Benz Stuttgart
300 SL coupé: sonho de consumo nos anos 1950

As coleções continuam nos níveis inferiores, com destaque para a Galeria de Celebridades, onde tem até um papa-móvel.

Nível 2 (legend 7) -Não sei se é a melhor exposição do museu, mas pode ser a mais divertida: são os carros de corrida e que bateram recordes e a forma como foram organizados é muito legal: em uma plataforma elevada e em curva imitando uma pista de corrida.

Museu Mercedes Benz Stuttgart

Também estão expostos ali o troféus, capacetes e macacões usados por corredores.

Museu Mercedes Benz Stuttgart

Simulador
E se você se inspirou com a velocidade, por €4 você entra num simulador e ‘dirige’ os principais carros de corrida produzidos pela Mercedes-Benz ao longo das décadas, é bem divertido, pena que seja tão rápido e um pouco frustrante porque você não tem controle algum sobre o volante (ou será que isso é bom?). No início, com os carros mais antigos, é um sacolejo só e no final já sentimos a loucura que e guiar em Mônaco, por exemplo.

Onde Ficar em Stuttgart
Como era época de Oktoberfest, os hotéis da cidade estavam cheios, então ficamos a 14 km de distância do Museu, perto do aeroporto, num bairro lindo, e falei sobre ele no post Onde Ficar em Stuttgart 

Ingressos, horário de funcionamento e outras informações
O museu fica na Mercedesstraße 100, e abre de terça a domingo, das 9h às 18h. 

Compramos os ingressos na bilheteria (€10), que dá direito a um guia gravado (audio guide) que traz zilhões de informações sobre as exposições. Eu usei em Inglês e meu marido em Espanhol, não tinha em Português.  Eles também te entregam um folhetinho explicativo de onde se encontram as exposições.

Confira se haverá jogo ou show nos estádios próximos, a Porsche Arena e a Mercedes-Benz Arena, pois isso pode dificultar encontrar vaga para estacionar, pois os três são muito próximos. Nós paramos quase em frente ao museu, gratuitamente.

Reserve ao menos 2 horas para conhecer o museu.

Museu Mercedes Benz Stuttgart

Compras e refeições
No museu há uma lanchonete e um restaurante, além da loja de produtos licenciados pela Mercedes-Benz, tudo com o bom gosto e qualidade da marca, mas a
cho que só compra um souvenir ali quem pode bancar um Mercedes ahaha, caraca, que produtos caros! Sem contar que se eu comprar um boné deles vou sair fazendo propaganda, então devia ser mais barato pra incluir a comissão. 😂

Foto: divulgação

Nossa, não foi fácil escrever sobre este museu, até tentei passar a bola pro maridão, mas não teve jeito. Tenho certeza que você que acompanha o blog percebeu a falta de empatia com o assunto e percebeu a falta de paixão, tão presentes nos destinos que abordo, mas acredite, visitar o Museu da Mercedes-Benz merece estar no roteiro de Stuttgart.

Anúncios

13 comentários sobre “Stuttgart: Museu da Mercedes-Benz

  1. Ana Carolina Miranda junho 9, 2018 / 5:32 pm

    Sou doida para conhecer esse museus. Adoro carros e embarcar pela história deles é tudo de bom!

    Curtir

    • Marcia junho 12, 2018 / 1:53 pm

      Que legal, Ana, geralmente as mulheres preferem ‘pular’ museus de carro.

      Curtir

  2. Ana Carolina Miranda junho 6, 2018 / 10:09 pm

    Acho que não curtiria muito, mas meu marido com certeza iria ficar o dia todo e amaria conhecer todos os carros!!!

    Curtir

    • Marcia junho 7, 2018 / 8:16 pm

      Nossa, fiquei feliz de ver os olhinhos do meu marido brilhando, igual a criança!

      Curtir

  3. Lulu Freitas junho 5, 2018 / 12:33 pm

    Que prédio lindo! Amei o design.Também não seria minha primeira opção de visita se estivesse viajando sozinha, mas é super interessante! Gostei muito das fotos, ficaram lindas.

    Curtir

    • Marcia junho 7, 2018 / 8:15 pm

      A Mercedes-Benz nao poderia mesmo ter um museu num prédio menos especial. Obrigada pelo elogio, a gente aceita e agradece ehehe

      Curtir

  4. Jair Prandi junho 4, 2018 / 8:37 pm

    Nossa! parece que é bem grande o museu, pois simula até uma corrida!
    realmente um museu de automóveis bem completo e com exemplares que nunca havia visto!

    Curtir

    • Marcia junho 7, 2018 / 8:14 pm

      Jair, o simulador é desses eletrônicos, tipo os de montanha russa, sabe?

      Curtir

  5. Patricia junho 4, 2018 / 7:58 pm

    Que maravilha de museu! Uma verdadeira viagem no tempo no mundo automobilístico.
    Ótimas dicas. O post está super completinho. Parabéns!

    Curtir

  6. Camila Lisbôa junho 4, 2018 / 2:17 pm

    Ah, mesmo não sendo das mais fanáticas sobre o assunto, arrasou nas fotos! Eu também não sou das mais fãs, mas os carros antigos me ganham ❤

    Curtir

    • Marcia junho 7, 2018 / 8:13 pm

      ahaha, tava me sentindo a fotógrafa automobilística, achando que a Quatro Rodas ia me contratar! Falando sério, o display e o acervo são muito fotogênicos.

      Curtir

Vamos trocar figurinhas! Deixe seu comentário ou dúvida:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.