Roma: surpresas na Basílica Santa Maria dos Anjos e dos Mártires

A combinação Roma e igreja não é exatamente uma surpresa, mas foi o que senti ao ver pela primeira vez a Basílica Santa Maria dos Anjos e dos Mártires, e conto aqui o porquê de esta ser uma igreja especial, que não pode faltar no seu roteiro – principalmente se você gosta de religião ciência.

A primeira surpresa está na cara, ou melhor, na fachada da Santa Maria dos Anjos e dos Mártires, e foi por isso mesmo que quis conhecê-la, afinal, como assim uma igreja em Roma com tijolos aparentes, parede parcialmente demolida, sem mármore ou colunas, mesmo sendo uma basílica?

As enormes portas de bronze também me causaram estranhamento, e confesso que um certo desconforto, não sei porquê. Pesquisando, descobri que se trata da cena da Anunciação, com o anjo conversando com virgem Maria. A porta da esquerda (não tenho a foto) retrata a ressurreição de Cristo. Estas portas são de 2006, quando as originais de madeiras foram retiradas. Além disso, nas primeiras décadas do século 20 a fachada sofreu enorme transformação.

Roma igrejas

Entretanto, quando entramos, percebemos uma igreja dentro dos padrões: afrescos, cúpula magnífica, capelas, muito mármore, anjos e colunas…

Mas não se engane achando que esta é uma igreja como todas as outras! Em 1582 foi instituído o calendário gregoriano e o então papa Clemente XI mandou que fosse contruída dentro da basílica uma linha do meridiano, uma espécie de relógio solar, para provar o quanto o calendário era correto, já que países protestantes não o aceitaram a princípio.

No brasão de Clemnte XI há um furo (foto abaixo) por onde passa a luz do sol diretamente para o meridiano, apontando a data da Páscoa, que estava a cada ano se distanciando mais e mais do equinócio da primavera (no hemisfério Norte, claro), por causa do calendário anterior usado, o Juliano.

Achou demais, né? Mas não é só isso. A basílica foi construída em 1561 nas antigas Termas de Diocleciano, precisamente sobre o frigidarium, a piscina de água fria do complexo, com projeto de ninguém menos que Michelangelo!

Uma porta nos fundos da igreja, à esquerda, leva a uma espécie de museu, com informações sobre a construção e restauração da basílica e depois disso há uma porta para este pequeno pátio:

A Santa Maria dos Anjos e dos Mártires fica na Piazza della Repubblica, pertinho do metro Repubblica, um lugar bem legal para se hospedar, e foi onde fiquei em minha segunda vez em Roma. Confira no post Onde Ficar em Roma a melhor região para você se hospedar e sugestões de alguns hoteis. Para dicas gerais (e bem legais) sobre Roma, leia o Guia de Roma que publiquei aqui no Mulher Casada Viaja. Quer mais dicas da bota? Tenho um monte, confira na página-índice Itália.

Se você leu o post, for a Roma e visitar a Santa Maria dos Anjos e dos Mártires, não terá a mesma surpresa que eu, por outro lado chegará lá mais instruído e preparado para a visita. Boa Roma pra você!

E se vai viajar pela Itália, já deve saber que igrejas são verdadeiros museus e terá que incluir ao menos uma em cada cidade que visitar. A Luciana do blog Let’s Fly Away listou 8 igrejas na Itália Imperdíveis, confira.

Anúncios

17 comentários sobre “Roma: surpresas na Basílica Santa Maria dos Anjos e dos Mártires

  1. Elisabete Martins 6 de fevereiro de 2019 / 4:13 pm

    Olá tudo bem?? Sou do Brasil estive em dezembro nessa igreja linda…mas minha pergunta é..tem uma parte de uma cabeça estátua sobre uma pedra eu não entendi oque significa…e já olhei na reportagem da igreja não consigo saber oque é ?? Ou oque representa essa estátua.?? Um abraço obrigada

    Curtir

    • Marcia 7 de fevereiro de 2019 / 5:49 am

      Oi, Elisabete, não sei de que cabeça você se refere, mas fiquei curiosa! Se descobrir me conta. Abraços

      Curtir

  2. Mariana Antunes 7 de outubro de 2018 / 9:24 pm

    As igrejas são fantásticas…adoro visitá-las…a arquitetura e a história são gratas surpresas. Parabéns pelo relato!

    Curtido por 1 pessoa

  3. De boa na trip 6 de outubro de 2018 / 10:10 am

    Sempre fico encantada e bastante impressionada com a beleza e a riqueza de detalhes das catedrais. Logo procuro quando chego a algum lugar. E esta deve ter sido uma grata surpresa mesmo.

    Curtido por 1 pessoa

  4. Lulu Freitas 5 de outubro de 2018 / 5:50 pm

    Também achei essa igreja surpreendente, exatamente pelo contraste do seu exterior com o interior. Não estava nos meus planos conhecer, foi meio por acaso e, no final foi uma excelente surpresa. Ótimo recordar pelo seu post.

    Curtido por 1 pessoa

  5. Débora Resende 5 de outubro de 2018 / 5:38 pm

    Que demais! A Basílica é lindíssima e cheia de história! Amo lugares assim e adorei conhecer um pouco sobre o local!

    Curtido por 1 pessoa

  6. Fabíola Moura 5 de outubro de 2018 / 11:50 am

    Muito curiosa a fachada e as portas de bronze, bem fora do comum. Mas a parte de dentro é ainda mais interessante e cheia de descobertas. Muito bom saber dessa dica diferente em Roma.

    Curtido por 1 pessoa

  7. Gabriela Torrezani 5 de outubro de 2018 / 10:23 am

    Post que chegou em boa hora, vou pra Roma mês que vem! Essa igreja não estava nos meus planos iniciais mais depois de ver suas fotos estou reconsiderando… 😀

    Curtir

  8. Edson Amorina Jr 5 de outubro de 2018 / 9:41 am

    Nós gostamos muito de ter visitado Roma e suas igrejas, essa da porta com o anjo fazendo a anunciação com parte dos corpos só , eu achei lindo 🙂

    Curtir

    • Marcia 6 de outubro de 2018 / 9:30 pm

      É linda, sim, mas sei lá, foi uma sensação estranha a que tive, Fiquei até curiosa pra saber se tem algo por trás da historia delas…

      Curtir

  9. Rui Barbosa Batista 5 de outubro de 2018 / 8:17 am

    Verdadeiras obras de arte… não sou religioso, mas visito todas as igrejas, mesquitas… são das melhores lições de história…

    Curtir

    • Marcia 6 de outubro de 2018 / 9:30 pm

      Concordo. Por uotro lado, observar as pessoas de fé também é algo lindo e que sempre faço.

      Curtir

  10. carlaalexmota 5 de outubro de 2018 / 6:06 am

    Cada igreja em Roma é uma surpresa. AS igrejas são autenticos museus e uma das coisas obrigatórias a fazer na cidade. Adorei.

    Curtido por 1 pessoa

  11. Luciane 4 de outubro de 2018 / 6:20 pm

    Quando estive em Roma não entrei na basílica, por conta disso adorei saber dos detalhes e relembrar minha viagem.

    Curtido por 1 pessoa

  12. Paulo 4 de outubro de 2018 / 12:35 pm

    Legal, visitei essa Basílica em 2016, tive a mesma curiosidade, achei a fachada diferente e quis conhecer o interior, me surpreendi, mas na época não tinha o conhecimento o qual estou tendo agora lendo sua postagem. Valeu!!!

    Curtir

    • Marcia 4 de outubro de 2018 / 3:06 pm

      Às vezes me pergunto se ler sobre um destino, planejar tudo não chega a ser spoiler (ese for, estou sendo a chata rsrs). Foi tão bom descobrir isso tudo durante a visita, se tivesse lido antes, estragaria a surpresa. Obrigada pela visita e comentário, Paulo.

      Curtir

Vamos trocar figurinhas! Deixe seu comentário ou dúvida:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.