Bate-Voltas a partir de Florença ou Siena

Neste post sugiro bate-voltas a partir de Florença ou Siena, cidades práticas para montar base para visitar a região da Toscana, uma das mais populares da Itália.

toscana bate volta florença
A famosa igrejinha do Vale d Orcia, na Toscana

Começo dizendo que eu não gosto muito de bate-voltas, mas como muita gente tem aversão a mudar de hotel a cada um ou dois dias, Florença pode ser uma boa opção – e Siena uma ótima – para montar base e visitar as cidades mais rurais, muradas e erguidas no alto de colinas, cheias de historia e beleza – e paisagens toscanas dos sonhos!

San Quirino d'Orcia Toscana
San Quirico d’Orcia

Não deixe de ler Florença: guia para planejar sua viagem e Quanto Custa uma Viagem à Toscana

Florença bate-voltas
Florença vista da Piazzale Michelangelo, na super foto de Mustang Joe, em Pixabay

Estive três vezes na Toscana, de três maneiras diferentes: em ônibus de excursão, de trem e finalmente de carro. Excursões são bem práticas para quem quer cortar a etapa de planejamento (para mim, é das mais saborosas), mas te engessa em horários e destinos. O trem foi bem tranquilo, mas me limitei a Florença e Siena, com acesso mais fácil de trem. Sem dúvida, o carro foi a melhor forma de viajar pela Toscana “rural”. Aluguei em Siena, com a Rentcars, retirando e devolvendo na loja da Hertz, pertinho da estação de trem. A Rentcars é um site de busca de preços e reservas com as maiores locadoras, tendo a vantagem da Rentcars de pagar em reais, ficando livre do IOF, e de parcelar. A assistência já testei e aprovei quando tive um problema no aluguel de carro em Anchorage, Alasca, por isso indico com propriedade e segurança.

carro toscana

Se optar por viajar de carro pela Toscana, leia o post Diringindo na Itália, escrito depois da viagem pela Toscana e Trentino Alto Adige

Bate-voltas a partir de Florença, ao Sul

SIENA – Distante 80 km de Florença (1h30 de trem), Siena tem muitos atrativos para um bate-volta e foi assim que a conheci, mas precisei voltar e passar duas noites lá para realmente senti-la. Além disso, na minha opinião, é melhor base para conhecer a Toscana do que Florença, pela proximidade com o Vale d’Orcia, que personifica o imaginário que fazemos da Toscana: campos de flores, ruas alinhadas por ciprestes, casas medievais de pedra, vinícolas, e as cidades listadas a seguir.

siena bate volta florenca
Um dos cartões postais de Siena: a Torre del Mangia

Confira outros posts da Toscana aqui no Mulher Casada Viaja:
Roteiro de 1 Dia em Siena 
O que Fazer em Montepulciano 

MONTEPULCIANO – Esta foi a primeira cidade pequena da Toscana (de uma porta a outra, tem apenas 1 km) que visitei, saindo de Siena. Se você vai desde Florença, a viagem é mais longa, são 110km, e de transporte público levará pouco mais de 2 horas. Achei a cidade bem mais tranquila que as demais (=menos turistas), e tem edifícios e vistas lindas.

Montepulciano porta al prato
Uma das entgradas para o centro histórico de Montepulciano

PIENZA – Pienza é daquelas cidades bem turísticas, enfeitadas com flores nas janelas, com lojinhas de souvenirs e cafés e restaurantes aconchegantes. Fica a 117 km de Florença e de transporte público também será necessário trem+ônibus, o que consumirá quase 3 horas.

Pienza Toscana
uma das ruas fofas de Pienza

Importante: Não se esqueça de que para viajar pela Europa precisará obrigatoriamente de um seguro viagem. Faça sua cotação com a Seguros Promo, pois a parceria que temos oferece desconto aos leitores do Mulher Casada Viaja.

SAN QUIRICO D’ORCIA – Não sei se já te convenci a fazer Siena como base para a Toscana, mas veja só outra cidade distante 120 km de Florença, mais de 2 horas de transporte público (47km de Siena, 1h20 de transporte público). Eu adorei San Quirico d’Orcia, porque assim como Colle di Val d’Elsa a achei bastante autêntica, sem maquiagem para turistas. 

San Quirino d'Orcia bate-volta de Florença
jovem pratica sbadieratori, espécie de esporte e performance típica local

Informações de o que fazer em Pienza e San Quirino d’Orcia podem ser encontradas em San Quirico d’Orcia e Pienza: Toscaninhas do Vale d’Orcia e leia também Toscana: o que Fazer em Montalcino

MONTALCINO – Montalcino foi o sonho toscano realizado. Cheguei numa manhã linda, o vale todo coberto por nuvens, a cidade ainda quase vazia. E nos hospedamos num agriturismo, um tipo de B&B muito comum na região, geralmenet em uma fazenda produtora de vinho. Montalcino é muito visitada por apreciadores de vinho, por causa do famoso Brunello, mas a cidade vale o passeio por si só. Acho meio complicado fazer bate-volta até lá a partir de Florença, pois são mais de 3 horas de transporte público e 2 horas de carro (117 km). A partir de Siena cai para 43 km e 1h30 de trem+ônibus. Confira mais abaixo o box com sugestões de excursões saindo e Siena e Florença.

toscana montalcino
Montalcino, acima das nuvens

COLLE DI VAL D’ELSA – Esta cidade foi uma surpresa boa do roteiro, porque não é muito conhecida e tive a impressão de estar cercada por moradores, em vez de turistas. A partir de Siena se chega em 40 min de trem ou carro e de Florena em 1 hora ou 1h40 de transporte público.

Veja como foi minha visita a Colle di Val d’Elsa em
Boa Parada entre Florença e Siena

Colle di Val d'Elsa atrações
Muralha em Colle di Val d’Elsa

SAN GIMIGNANO – conhecida como a Manhattan medieval, por causa de suas altas torres, é das cidades mais conhecidas da Toscana. Tem muitas lojas de souvenirs, mas procure as mais originais, de louças pintadas. Quando estive lá, parecia Manhattan, mesmo: entupida de gente! A partir de Florença são 62 km e chega-se em 1h30 (trem+ônibus). É dos poucos bate-voltas que não fazem diferença em termos de distância, seja de Siena ou Florença.

San Gimignano a partir de Florença
San Gimignano

CORTONA – Não consegui chegar a Cortona por falta de tempo, mas é a cidade onde a escritora americana se estabeleceu e rendeu o livro/filme Sob o Sol de Toscana. São 2h10 a partir de Siena em trem+ônibus ou apenas 1h de carro. A partir de Florença são 120km, vencidos em 1h40 (trem+ônibus).

Excursões com guia saindo de Florença e Siena

Se preferir se juntar a um grupo com guia local, há várias excursões partindo de Florença ou Siena, comercializadas pelo site Get Your Guide, com quem o Mulher Casada Viaja tem parceria. Confira algumas delas:
Excursão Guiada em San Gimignano, Siena e Chianti
passeio de Fiat 500 vintage, com café da manhã
excursão a Pisa com guia, com entrada para a Torre e Catedral
excursão a Assis e Cortona, saindo de Florença
excursão a Cortona e Montepulciano, saindo de Florença
degustação de vinho em Montalcino, saindo de Siena
degustação de vinho em Montalcino, Pienza e Montepulciano, saindo de Florença
Vale de Orcia-Excursão de Degustação de Queijos e Vinhos

Bate-voltas a partir de Florença, a Oeste

PISA – Apenas 1 hora de trem ou carro separa Florença de Pisa, o que a torna uma ótima opção de bate-volta. Você pode comprar os bilhetes antecipadamente pela Trenitalia ou no momento do embarque na Estação SM Novella. Quando fui, estava de excursão e fiz apenas o básico, a foto segurando a Torre passeei pela Piazza dei Miracoli, onde ficam a Catedral, a torre inclinada e o Battistero. 

Pisa em bate-volta de Florença
Pisa, claro

LUCCA – Se você aproveitar o mesmo dia da visita a Pisa, em 30 minutos de trem regional chegará à estação Lucca.

Como fui há muito tempo, não escrevi sobre Pisa e Lucca, mas a Analuiza do blog Espiando pelo Mundo fez bate-voltas a partir de Florença, confira nos links acima

Bate-voltas a partir de Florença, ao Norte

BOLONHA – Localizada na região vizinha, Emilia Romagna, Bolonha é uma cidade grande, universitária, e acredito ser uma boa base para conhecer cidades mais ao norte, como Módena, Parma, Ravena, mas se você estiver com tempo restrito, o trem rápido te levará em 35 minutos a partir de Florença. 

A Marcela do Diário  de um Navegador escreveu
O que Fazer em Bolonha, confira suas dicas

Bolonha em foto de Cristina Lama, Pixabay

Há muitas outras opções de cidades para visitar na Toscana, mas acredito ter coberto as principais, seja para bate-voltas a partir de Florença ou Siena, seja para esticar a viagem, como eu prefiro fazer, nem que leve ‘vida de cigano’, como reclama meu marido, ficando uma ou duas noites em cada cidade.

Confira as sugestões já publicadas aqui no Mulher Casada Viaja
de bate-voltas a partir de outras cidades: 
Salzburgo
Santiago do Chile 
Nova Iorque
Milão
Paris
Munique

Gostou das dicas? Se tiver alguma pergunta, deixe nos comentários que terei prazer em ajudar.

Não se esqueça de planejar sua viagem com nossos parceiros. Dá pra reservar hotel com o Booking.com, contratar seguro viagem com a Seguros Promo, reservar carro com a Rentcars.com, comprar tours e passeios, chip internacional com a Travel Mobile ou com a Viaje Conectado, enfim, só faltou a passagem aéra! Você só tem vantagens e ainda ajuda a manter o blog no ar.

Que a Toscana te seja leve, como os melhores sonhos. Beijinhos

33 COMENTÁRIOS

  1. Bem completo esse seu post. Dessas cidades eu conheci poucas. Concordo que a melhor forma de viajar é de carro. Eu, por exemplo, não vou de excursão de jeito nenhum. Adoro planejar meus roteiros! Achei linda a foto de Colle di Val d’Elsa!

    • Também adoro uma roadtrip, e em lugares como a Toscana, Alsácia e Rota Romântica Alemã, aonde os trens não chegam, o carro faz tda diferença.

  2. Eita Italia linda, nao? Nao vejo a hora de conhecer!
    To com um passeio pela Toscana na bucket list ha um tempao e ja vou deixar esse port salvo pra futuras referencias – que seja em breve!!!!!

  3. Esse post chegou em um momento certo! Estou pensando em ir para a Toscana e dessa vez fazer uma road trip. Suas sugestões foram ótimas, especialmente as cidades menores que não são mencionadas nos roteiros padrão. Adorei!!

    • Bate-volta em roteiro circular é desperdício, na minha opinião, mas as duas formas têm suas vantagens, Itamar. Obrigada pela visita, abraços

  4. Aqui meu marido e eu gostamos de vigens bate-volta mas acontece algumas vezes de estarmos na cidade e na hora de voltarmos para nossa base pensarmos que deveríamos ter nos organizado para pernoitar ali ou ficar mais dias mesmo, mas preferimos assim do que ficarmos ‘à força’ em algum lugar porque temos hotel pago por exemplo. Há certas cidadezinhas que em poucas horas vimos tudo porque são bem pequenas mas que nem por isso devemos passar pouco tempo não é? Mas como numa vida não dá tempo para conhecermos o mundo todo como queríamos os bate-voltas nos ajudam nisso. Adorei seu roteiro, fomos 2 vezes para a Toscana de carro e conhecemos algumas dessas cidades de sua lista, mas não fizemos bate-voltas, dormimos algumas noites em Florença e seguimos de carro pra Siena onde pernoitamos e de lá seguimos para outras cidades até Milão. Foram 2 viagens maravilhosas e pretendemos voltar para conhecermos mais ainda da região.

    • Acho que a noite transforma as cidades e se fazemos bate-voltas acabamos perdendo esta experiência. Acho que nossas viagens foram bem parecidas, Cynara. Sim, eu faço bate-voltas e aproveito conexões para visitar cidades, como você disse, o mundo é grande e a vida é curta!

  5. Quanto lugar bonito em uma região só! Ual. A Itália é realmente apaixonante e gostaria muito de visitar em uma roadtrip, como vocês! Obrigada pelas dicas!

  6. Que ótimas opções de bate-volta saindo de Florença! Eu gostei de todos, mas fiquei especialmente interessada em conhecer San Gimignano… já vou anotar pra minha próxima viagem à Itália 😉

  7. Essa é a viagem que mais tenho vontade de fazer novamente, adorei a região da Toscana e suas pequenas vilas. Lindo demais! 🙂

  8. Adorei o post e as colocações. E o que dizer da Toscana, né? Amo Pienza e San Quirico. Dá vontade de mudar pra lá. Com certeza vou deixar essas lista de bate e volta de Florença gurdadinha aqui!

  9. Três cidades que também valem a pena de Siena para bairro: Grosseto, Massa Maritima e Castiglione della Pescaia. A Toscana realmente dá uma possibilidade infinita de opções.

  10. Ah que lindo e organizado blog!!! Muito feliz em achá-lo! Iremos em Junho, de Roma saindo de carro até Florença… Ficaremos 2 noites em Montepulciano e 2 noites em Colle Val di D’Elsa para explorar arredores… depois seguimos para Florença 4 noites… Dúvidas:
    1) recomendas conhecer Pisa de carro ou deixo pra fazer bate e volta de Florença?
    2) o que achas de incluir 1 dia em cinqueterre? viável? poderia aumentar 1 noite em Val di D’Elsa ou pernoitar em La Spezia, o que achas??

    Grata!!!
    Ana Cris

    • Oi, Ana Cristina, que legal seu feedback, bem-vinda ao blog! Ótima sua distribuição de dias na Toscana. Você não mencionou Siena, mas deve ir, certo? Olha, Pisa vale a pena de carro se você for também a Lucca.
      Muita gente faz Cinque Terre em um dia, mas com certeza teria que pernoitar em La Spezia ou numa das terre.
      Eu também estarei na Itália na segunda quinzena, mas ainda estou fechando o roteiro, que vai ter Costa Amalfitana, Nápoles, Cinque Terre e uma passadinha nas Dolomitas. Quem sabe nos encontramos! Bom planejamento!

      • Olá!!! Sim, claro que passaremos em Siena!!! e acho q vamos entregar carro em Pisa! bem central o ponto de entrega do carro (europcar) mas só vimos no maps,… e pensando em 2 pernoites em Pisa., como base, e em 1 dia inteiro faremos Cinque Terre e depois de Pisa trem direto para Florença! Eu já viajo nos planejamentos!!!! kkkkk seu blog ajuda muito!!!!

  11. Oii Márcia! Amei as dicas!!! Vou para Toscana em Novembro, estou na dúvida do trajeto. Estaremos em Roma e vamos subir até Milão, passando alguns dias na Toscana. Pensamos em ir de trem até Florença, fazer bate e volta em Pisa e Lucca (no mesmo dia) e ficar umas 3 noites em Siena (alugar um carro e conhecer a região). Acha que uma pernoite em Florença é pouco? Compensa alugar o carro desde Florença ou só em Siena? Muuuuito obrigada pela ajuda já!rs

    • Oi, Maria Eduarda, acho que seu roteiro está muito bom. Uma noite em Florença é suficiente para conhecer os principais pontos turísticos, mas obviamente terá que fazer escolhas – sempre fica algo de fora, né? Quanto a alugar o carro, tanto o centro histórico de Siena quanto de Florença têm tráfego limitado, onde se precisa de autorização para entrar com carro, o que achei uma burocracia pela qual não queria passar. Talvez possa escolher um hotel fora do centro histórico, ou então resolver esta questão com o hotel onde ficará, seja em Siena ou Florença. Não sei se ajudei, porque algumas escolhas são bem pessoais. Qualquer coisa, pode voltar aqui. bom planejamento e espero que curta muito a Toscana!

    • Oi, Antenor, obrigada pelo comentário. Na verdade todas as cidades sugeridas podem ser alcançadas tanto de Florença como se Siena, daío título.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui