Trocando em miúdos (ou seja, fazendo o câmbio)

Nos tempos do dez réis e do vintém,
Se vivia muito bem, sem haver reclamação
Eu ia no armazém do Seu Manuel com um tostão,
Trazia um quilo de feijão
Depois que inventaram o tal cruzeiro,
Eu trago um embrulhinho na mão
E deixo um saco de dinheiro

Beth Carvalho

OK, essa entregou minha idade, mas eu juro que era bem pequena! rsrsrs

Lembrei dessa música da minha infância porque essa é a impressão que temos quando trocamos reais por euros ou dólares: deixamos um “bolo” de dinheiro e saímos com um “beijinho” (escolhi esse doce para representar o dinheiro trocado porque moeda estrangeira significa viagem. Viagem=beijinhos=adoro! ai, como sou bobinha…).
Ah, legal é trocar reais por dinheiro da América Latina! Dá uma sensação (ilusória, claro) de se ser muuuuito rico ahahaha.

IMG_0958
20 mil pesos chilenos não é muita grana: você faz uma refeição

Desde o final de 2014 o dólar disparou e, além de mais caro, viajar para o exterior tem requerido maior pesquisa de formas de pagamento, de onde e quando fazer o câmbio. Especialistas financeiros sugerem que se programe a viagem internacional com ao menos 4 meses de antecedência e que se compre a moeda estrangeira aos poucos. Outros dizem que em época de alta do dólar o melhor é comprar o mais cedo possível e tudo de uma vez, porque a coisa pode piorar. Ou seja, não há consenso porque o mercado é imprevisível.

Formas de pagar suas despesas no exterior

– dinheiro local. Fazer o câmbio no Brasil e levar as cédulas estrangeiras exige um planejamento e controle de gastos maior. Se você não costuma viajar para aquele país, se sobrar dinheiro precisará trocá-lo por reais novamente – ou gastá-lo com supérfluos. No exterior, evite as casas de câmbio de aeroportos e em zonas turísticas, que costumam ter câmbio desfavorável. A taxa de IOF é de 0,38%.

– cartão de crédito internacional. Eu uso menos o cartão agora, não só pela alta taxa de IOF de 6,38%, mas porque daqui a um mês o dólar pode estar mais alto, mas ainda é a forma mais prática e segura. Além disso, gastar no cartão acumula pontos que rendem mais viagens se seu cartão emitir passagem ou for afiliado de um programa de milhagens.

– habilitar o cartão de débito do seu banco para funcionar para saques fora do Brasil. A taxa de IOF é de 6,38%, acrescida de uma taxa a cada utilização dos caixas eletrônicos da rede Plus (Visa) e Cirrus (Mastercard). Com tantas taxas, acho interessante deixar para emergências.

– emitir traveler’s checks. Sim, eles ainda existem, mas eu não os uso há muitos anos então não sei como é sua aceitação. Nas viagens internacionais, também não tenho visto ninguém usando em lojas ou restaurantes. Fale com o gerente do seu banco.

O que considerar para decidir, além das taxas

– segurança: levar tudo em dinheiro requer uma preocupação maior com a guarda dele. Divida a quantia total entre os viajantes. Se uma bolsa se perder ou for roubada, você não perde a quantia total. Eu não sou fã daqueles Money belts, mas se você vai a um país inseguro ou vai ficar longas horas pelas ruas com grandes quantias, talvez valha a pena. Nos hotéis, guarde sempre seus valores em cofres.

– praticidade: se você optar por sair do Brasil com reais ou mesmo com dólares mas visitará país ou países que não utilizam essa moeda, vai gastar as horas preciosas de suas férias para pesquisar câmbio e se deslocar para isso.

foto de nkcl.com.hk
foto de nkcl.com.hk


Outras dicas

Este site brasileiro lista casas de câmbio em várias capitais do Brasil. As atualizações não seguem um padrão: algumas dispõem o câmbio diariamente, outras a cada hora, mas podem ajudar a ter uma ideia de quanto desembolsar:

O Conexão Paris deu a dica deste site, que lista casas de câmbio na Cidade Luz. Lembre-se que se você levar quantia em real acima de 10 mil reais, precisará declarar em sua saída ao Brasil.

Para cada país que você visitar, há uma particularidade, então convém pesquisar em blogs e fóruns de viajantes. Em Buenos Aires, por exemplo, pessoas oferecem o câmbio na rua, mas isso pode ser inseguro devido a golpes e notas falsas. Alguns lugares da Capital argentina aceitam reais e o câmbio é feito na hora, em cidades menores isso já não acontece e é preciso levar dólares. Meu blogueiro favorito, o Ricardo Freire do Viaje na Viagem, dá a dica para capitais da América Latina:

Para viagens a Buenos Aires, Montevidéu, Punta del Este, Santiago e Lima você não precisa comprar dólares: pode levar reais mesmo, que têm boa cotação nas casas de câmbio das áreas centrais (em Buenos Aires, use as “cuevas”, agências de câmbio paralelo que são toleradas pelo governo e oferecem uma cotação pelo menos 50% mais alta do que a praticada pelos bancos e casas de câmbio oficiais). Em Punta del Este e Buenos Aires o real é aceito também no comércio (em Buenos Aires, pergunte sempre a cotação antes de pagar). Na Argentina, no Chile e no Peru, fora das capitais é melhor levar dólar.

Outra opção é viajar pelo Brasil e esquecer tudo isso.

Abraços e bom câmbio para você!

Anúncios

Viajar: seu cartão de crédito dá uma forcinha

Muita gente tem uma dificuldade enorme em controlar os gastos no cartão de crédito e acaba se enroscando. Se você é assim, melhor parar de ler por aqui. Porque se você está lendo um blog de viagens significa que adora viajar e então talvez queira gastar ainda mais utilizando o cartão como forma de pagamento para pontuar no seu programa de fidelidade ou para emitir passagens aéreas, reservar hotéis ou veículos.

Em casa, combinamos de pagar tudo o que for acima de R$ 100,00 com cartão de crédito e sou daquelas que não troca pontos por cafeteira ou fritadeira de jeito nenhum! Acumulo e quando tenho o suficiente emito bilhete(s). Já fui a Fortaleza, Buenos Aires e Miami com a pontuação. Fique de olho nas promoções da companhia aérea parceira de seu cartão e de quantos pontos precisa para ir a determinado destino. Para a Europa, por exemplo, é preciso menos pontos do que para Orlando. Leia da Oferta e procura…

Foto de viagemnalata.com
Foto de viagemnalata.com

A revista Exame da Editora Abril fez um apanhado de 63 cartões dos bancos Itaú, Banco do Brasil, Bradesco, Santander, HSBC, Caixa e Citi e os classificou em três categorias, de acordo com a taxa de conversão dos gastos (contabilizados em dólar) para milhas. Veja a seguir:

Cartões com pontuação alta 

Cartões Renda exigida Anuidade Conversão de dólar para ponto Validade dos pontos
Itaucard Master Black* Não informa R$ 750,00 US$ 1,00 = 2 ponto 36 meses
Itaucard Visa Infinite* Não informa R$ 750,00 US$ 1,00 = 2 ponto 36 meses
Banco do Brasil Smiles Platinum MasterCard R$ 7.000,00 R$ 398,00 US$ 1,00 = 2 milhas 36 meses
Banco do Brasil Ourocard Platinum Amex Não informa R$ 363,00 US$ 1,00 = 1,6 ponto 36 meses
Bradesco Smiles Platinum R$ 6.000,00 R$ 398,00 US$ 1,00 = 2 milhas 36 meses
Bradesco Infinite Visa R$ 20.000,00 1ª anuidade: R$ 553,00/ 2ª anuidade: R$ 790,00 US$ 1,00 = 1,8 ponto (compras até R$ 9 mil) / 2 pontos (compras acima de R$ 9 mil) 24 meses (36 meses para clientes cadastrados até 31/08/14)
Bradesco Mastercard Black R$ 20.000,00 R$ 790,00 US$ 1,00 =1,8 ponto (compras até R$ 9 mil)/ 2 pontos (compras acima de R$ 9 mil) 24 meses (36 meses para clientes cadastrados até 31/08/14)
Santander Unlimited Visa Infinite/ Mastercard Black Somente para clientes Private R$ 816,00 US$ 1,00 = 2,2 bônus Não expira
HSBC Premier Mastecard Black Não informa R$ 780,00 US$ 1,00 = 2 pontos (transação nacional)/ 3 pontos (transação internacional) 36 meses
Caixa Vista Infinite R$ 15.000,00 R$ 600,00 US$ 1,00 = 2,1 pontos 36 meses

Cartões com pontuação intermediária

Cartões Renda exigida Anuidade Conversão de dólar para ponto Validade dos pontos
TAM Itaucard 2.0 Gold Visa R$ 2.500,00 R$ 306,00 US$ 1,00 = 1,33 Multiplus 24 meses
TAM Itaucard 2.0 Gold MasterCard R$ 2.500,00 R$ 290,00 US$ 1,00 = 1,33 Multiplus 24 meses
TAM Itaucard 2.0 Platinum MasterCard R$ 9.400,00 R$ 432,00 US$ 1,00 = 1,5 Multiplus 24 meses
TAM Itaucard 2.0 Platinum Visa R$ 9.400,00 R$ 456,00 US$ 1,00 = 1,5 Multiplus 24 meses
Itaucard 2.0 Platinum Programa Sempre Presente MasterCard R$ 5.000,00 R$ 333,00 US$ 1,00 = 1,5 ponto 36 meses
Itaucard 2.0 Platinum Programa Sempre Presente Visa* R$ 5.000,00 R$ 366,00 US$ 1,00 = 1,5 ponto 36 meses
Tudo Azul Itaucard 2.0 Gold Mastercard R$ 2.500,00 R$ 290,00 US$ 1,00 = 1,33 milha (compras comuns) US$ 1,00 = 2 milhas (compras de passagens azul) 24 meses após a data de transferência dos pontos
Tudo Azul Itaucard 2.0 Platinum Mastercard R$ 5.000,00 R$ 432,00 US$ 1,00 = 1,5 milha (compras comuns) US$ 1,00 = 2,5 milhas (compras de passagens azul) 24 meses após a data de transferência dos pontos
Banco do Brasil Smiles International MasterCard R$ 800,00 R$ 123,00 US$ 1,00 = 1,35 milha 36 meses
Banco do Brasil Smiles Gold MasterCard R$ 2.000,00 R$ 261,00 US$ 1,00 = 1,5 milha 36 meses
Banco do Brasil Ourocard Platinum Visa / MasterCard R$ 7.000,00 R$ 339,00 US$ 1,00 = 1,2 ponto (compras até R$ 4 mil reais) / 1,5 ponto (compras acima de R$ 4 mil reais) 36 meses
Bradesco Smiles Gold R$ 2.000,00 R$ 261,00 US$ 1,00 = 1,5 milha 36 meses
Bradesco Smiles Internacional R$ 800,00 R$ 123,00 US$ 1,00 = 1,35 milha 36 meses
Bradesco Master Platinum R$ 6.000,00 R$ 399,00 US$ 1,00 = 1,2 ponto 24 meses (36 meses para clientes cadastrados até 31/08/14)
Bradesco Visa Platinum R$ 6.000,00 1ª anuidade: R$ 239,40/ 2ª anuidade: R$ 399,00 US$ 1,00 = 1,2 ponto 24 meses (36 meses para clientes cadastrados até 31/08/14)
Santander Platinum R$ 10.000,00 R$ 432,00 US$ 1,00 = 1,5 bônus 36 meses
Santander Platinum Style R$ 4.000,00 R$ 384,00 US$ 1,00 = 1,3 bônus 36 meses
Santander Elite Platinum R$ 10.000,00 R$ 432,00 (Cliente Van Gogh não paga anuidade) US$ 1,00 = 1,5 bônus 36 meses
HSBC Platinum e HSBC Advance R$ 5.000,00 1ª anuidade: R$ 171,00/ 2ª anuidade: R$ 342,00 US$ 1,00 = 1,3 ponto 24 meses
HSBC Advance R$ 5.000,00 1ª anuidade: R$ 171,00/ 2ª anuidade: R$ 342,00 US$ 1,00 = 1,3 ponto 24 meses
HSBC Platinum Visa R$ 5.000,00 1ª anuidade: R$ 191,00/ 2ª anuidade: R$ 382,00 US$ 1,00 = 1,5 ponto 24 meses
HSBC Premier MasterCard R$ 3.000,00 1ª anuidade: Não cobra/ 2ª anuidade: R$ 370,00 US$ 1,00 = 1,5 ponto 24 meses
Caixa Platinum R$ 6.000,01 R$ 307,00 US$ 1,00 = 1,35 ponto 24 meses
Citi Aadvantage Platinum R$ 7.000,00 1ª anuidade: R$ 420,00/ 2ª anuidade: R$ 390,00 US$ 1,00 = 1,3 milha Não expira
Citi Credicard Diners Club Internacional Exclusive R$ 7.000,00 1ª anuidade: R$ 225,00/ 2ª anuidade: R$ 450,00 US$ 1,00 = 1,5 ponto 36 meses

Cartões com pontuação baixa

Cartões Renda exigida Anuidade Conversão de dólar para ponto Validade dos pontos
TAM Itaucard 2.0 Nacional MasterCard R$ 670,00 R$ 139,00 US$ 1,00 = 1 Multiplus 24 meses
TAM Itaucard 2.0 Nacional Visa R$ 670,00 R$ 147,00 US$ 1,00 = 1 Multiplus 24 meses
TAM Itaucard 2.0 International MasterCard R$ 1.000,00 R$ 186,00 US$ 1,00 = 1 Multiplus 24 meses
TAM Itaucard 2.0 International Visa R$ 1.000,00 R$ 198,00 US$ 1,00 = 1 Multiplus 24 meses
Itaú Múltiplo Internacional MasterCard* R$ 1.000,00 R$ 165,00 US$ 1,00 = 1 ponto 24 meses
Itaucard 2.0 Internacional Programa Sempre Presente MasterCard* R$ 1.000,00 R$ 165,00 US$ 1,00 = 1 ponto 24 meses
Itaucard 2.0 Internacional Programa Sempre Presente Visa* R$ 1.000,00 R$ 180,00 US$ 1,00 = 1 ponto 24 meses
Itaucard 2.0 Gold Programa Sempre Presente MasterCard* R$ 2.500,00 R$ 252,00 US$ 1,00 = 1 ponto 24 meses
Itaucard 2.0 Gold Programa Sempre Presente Visa* R$ 2.500,00 R$ 276,00 US$ 1,00 = 1 ponto 24 meses
Tudo Azul Itaucard 2.0 International Mastercard R$ 1.000,00 R$ 186,00 US$ 1,00 = 1 milha (compras comuns) US$ 1,00 = 1,5 milha (compras de passagens azul) 24 meses após a data de transferência dos pontos
BB Ourocard Gold Visa/Master R$ 2.000,00 R$ 220,00 US$ 1,00 = 1 ponto 24 meses
BB Ourocard International Visa / MasterCard R$ 800,00 R$ 132,00 US$ 1,00 = 1 ponto 24 meses
Bradesco Master Gold R$ 2.000,00 R$ 275,00 US$ 1,00 = 1 ponto 24 meses (36 meses para clientes cadastrados até 31/08/14)
Bradesco Visa Gold R$ 2.000,00 1ª anuidade: R$ 192,50/ 2ª anuidade: R$ 275,00 US$ 1,00 = 1 ponto 24 meses (36 meses para clientes cadastrados até 31/08/14)
Santander Light** R$ 700,00 R$ 216,00 R$ 3,00 = 1 bônus 24 meses
Santander Free** R$ 700,00 (R$ 19,90 por mês, caso não utilize o cartão) R$ 3,00 = 1 bônus 24 meses
Santander Flex Nacional** R$ 700,00 R$ 135,60 R$ 3,00 = 1 bônus 24 meses
Santander Internacional Não informa R$ 152,00 US$ 1,00 = 1 bônus 36 meses
HSBC Open Card R$ 490,00 1ª anuidade: R$ 75,00/ 2ª anuidade: R$ 150,00 US$ 1,00 = 1 ponto 24 meses
HSBC SuperClass Card R$ 490,00 R$ 150,00 US$ 1,00 = 1 ponto 24 meses
HSBC Gold Card R$ 1.500,00 1ª anuidade: R$ 117,00/ 2ª anuidade: R$ 234,00 US$ 1,00 = 1 ponto 24 meses
HSBC Auto Gold Card R$ 1.500,00 1ª anuidade: R$ 117,00/ 2ª anuidade: R$ 234,00 US$ 1,00 = 1 ponto 24 meses
HSBC Delta Sky Miles R$ 1.500,00 R$ 234,00 US$ 1,00 = 1 milha Não expira
Caixa Turismo Internacional R$ 1.500,01 R$ 125,00 US$ 1,00 = 1 ponto 24 meses
Caixa Gold R$ 2.500,01 R$ 190,00 US$ 1,00 = 1 ponto 24 meses
Citi Aadvantage International R$ 1.000,00 R$ 204,00 US$ 1,00 = 1 milha Não expira
Citi Aadvantage Gold R$ 3.000,00 R$ 300,00 US$ 1,00 = 1 milha Não expira
Citi Credicard Diners Club Internacional R$ 7.000,00 1ª anuidade: R$ 225,00/ 2ª anuidade: R$ 450,00 US$ 1,00 = 1 ponto 24 meses

*No cartão, cada ponto equivale a 0,8 milha
**Como a conversão dos pontos nesse cartão é baseada em reais, é necessário gastar mais de um dólar para acumular uma milha, caso seja utilizada a cotação da moeda americana no fechamento do pregão de sexta-feira (6/2/15): 2,78 reais

Leia a matéria completa na Exame.