El Calafate: Hospedagem

A cidade de El Calafate no Sul da Patagônia Argentina tem opções de hospedagem para todos gostos e bolsos. Neste post falarei sobre os dois hotéis em que me hospedei, o Terrazas del Calafate e o MadreTierra Patagonia. Fiquei em dois hotéis diferentes por duas noites cada um porque no meio da viagem fiquei outras duas noites em Torres del Paine. No final, falo brevemente sobre outras formas de hospedagem.

O Terrazas del Calafate

IMG_0652

O hotel não tem piscinas ou jacuzzis, é de porte pequeno, com apenas um funcionário na recepção por turno, mas muito prestativos. A sala de convivência e o restaurante têm vista hipnotizante para o Lago Argentino e pé direito duplo, te convidando a não sair do hotel!

IMG_0643
A vista da sala de estar
IMG_0644
E a vista do restaurante

Fica em um bairro bem residencial e afastado do centrinho. É possível caminhar para a área dos restaurantes e lojas, mas se você estiver com pressa ou cansado/a, pegue um taxi. Custou cerca de 5 dólares ou 40 pesos, em jan/15. Nas vezes que pedimos um, ele chegou ao hotel em 5 ou 10 minutos e na cidade tem vários pontos de taxi. Caminhar com vista para o Lago Argentino é um prazer, mas use o taxi principalmente para retornar ao hotel, que fica no alto de uma colina e a subida é de tirar o fôlego – ou preparatória para as trilhas que pegará se for a El Chaltén ou Torres del Paine! O recepcionista nos deu um mapinha da cidade, mas nem precisaria, pois é muito fácil se encontrar na cidade pequena. Se preferir, o hotel serve pratos quentes no jantar, mas é preciso reservar.

A vista
A vista

O quarto é amplo e limpo com decoração padrão de hotel e todos têm janelões para o Lago Argentino. As camas e travesseiros são muito confortáveis.

 
Wif-fi e café da manhã inclusos na diária. O café da manhã é bem servido, mas não oferece pratos quentes.

DSC_2295 DSC_2296

Ponto negativo foi o chuveiro: a cada 7 segundos vinha um jato de água fria. Mas você está viajando, divirta-se! Conte 1-2-3-4-5-6-7, dê passinho pra trás, 1-2, passinho pra frente e 1-2-3-4-5-6-7, passinho pra trás… Se você perder a conta, note que se o fluxo de água diminuir é porque a água vai esfriar. É rítmico e cíclico.

IMG_0697
O chuveiro compassado

IMG_0698

Embora seja um hotel pequeno, os hóspedes mal se olhavam, o que achei super estranho. Se eu dizia bom dia no café da manhã, me respondiam, mas se eu esperasse pela iniciativa alheia, nada!

O Madre Tierra Patagonia

IMG_1009

O MadreTierra é uma pousada, não tem vista para o Lago, mas todo mundo bate papo e valorizo isso numa hospedagem (acho que é minha parte mochileira não vivida falando alto – rsrsrs). Cada cantinho traz aconchego e denota cuidados. Se você gosta de atendimento personalizado, este é o lugar.

A localização é excelente, na 9 de Julio, uma travessa da av. Libertador, mas muito tranquilo. Tem uma confeitaria maravilhosa ao lado e o restaurante El Cucharon.

A tranquila o de Julio, na tranquila El Calafate
A tranquila 9 de Julio, na tranquila El Calafate

A proprietária garimpou móveis em antiquários e a escolha dos acabamentos do banheiro e mesmo das portas e janelas foi feita com critério e bom gosto (agora é meu lado decoradora não vivido profissionalmente – rsrsrs).

IMG_1173

Adorei ter ficado lá, principalmente pelo jeitinho de B&B. Os donos são quem atendem na recepção e no café da manhã e o Mariano dá até receita de pão de queijo!

Capricho: caneta com pena de Condor e chaveiro com lã de alpaca
Capricho: caneta com pena de Condor e chaveiro com lã de alpaca

Fiquei no primeiro quarto à direita do corredor térreo, bem próximo à recepção, e as vozes vindas de lá não chegaram a atrapalhar; mas se você tem sono leve, considere pedir um quarto mais afastado. O quarto é pequeno e não tem frigobar. Cama e travesseiros macios e roupa de cama de boa qualidade. Mantas andinas também decoram camas e mesas e uma lousa emoldurada na porta traz os nomes dos hóspedes, em vez de número do quarto. No checkout, um cartão de agradecimento com uma flor sobre a cama e pastilhas de chocolate.

IMG_1005
Pra que número se somos pessoas!
IMG_1008
Flores naturais na cabeceira
IMG_1172
Um gentil Adeus

Tem apenas sete quartos e uma área de convivência muito aconchegante no segundo andar, com livros sobre a Patagonia à disposição dos hóspedes. Ponto negativo: não aceitam cartão de crédito.

IMG_1174

O café da manhã é bem variado e caseiro, mas não está incluso na diária (saiu a US 10 por pessoa). Os ovos são feitos na hora ao seu estilo e saladinha de frutas frescas no capricho!

IMG_1020
Outras formas de ficar em EL Calafate

  • Alugar uma casa inteira ou apenas um quarto, pelo AirBnB. Estou cada vez mais inclinada a eleger estas formas de hospedagem. A gente pode fazer novos amigos ou brincar de “viver como um local”:
  • Ah, esta modalidade já me ganhou! Entre no Home Exchange, inscreva sua casa e pague nadinha para se hospedar nas suas férias. Claro que exige um grau de desapego e muita pesquisa para confiar em quem deixar ficar na sua casa. Além disso, pesquisei casas disponíveis em El Calafate e só existia, na época em que publiquei este post, uma opção. Confira, se tiver a ousadia de trocar de casa nas férias! Vou fazer minha primeira troca em Julho e aí eu conto como foi a experiência.
  • Camping. Se você for no verão, é possível encarar um camping. Eu não conheci, mas há boas referências e a localização é excelente.
  • Que tal um amor e uma cabana? – pelo menos nas férias!

f2

  • Hostels são maneiras econômicas e ricas, pois sempre se conhece muita gente e sempre tem perrengues para contar! Há quartos coletivos ou individuais. Clique aqui para ver opções.

Escolhi os hotéis lendo avaliações de viajantes no TripAdvisor e no Booking.com, que também usei para efetuar as reservas. Seja lá para onde você for viajar, consulte-os, mas faça a reserva através do Mulher Casada Viaja, que tem parceria com o Booking. Você não perde nada e ganha meu agradecimento por reservar através do meu blog. 😇


Posts relacionados

Patagônia Argentina e Chilena: plano de viagem

De El Calafate a Torres del Paine
 
El Calafate: o que fazer por lá

El Calafate, aquela da geleira Perito Moreno

Perito Moreno: Caminhando sobre o gelo

Com esta publicação, encerro a série sobre El Calafate. E como sempre, fica a vontade de voltar um dia, afinal, faltou conhecer muita coisa por lá!

Anúncios