Warner Studios Tour: ótima opção em Los Angeles

que é que há, velhinho?
que é que há, velhinho?

Visitar a Warner Studios é uma experiência muito diferente de visitar a Universal Studios, seja de Hollywood, seja de Orlando. Primeiro porque não se trata de um parque de diversões, é um passeio pelos estúdios atualmente usados para gravar séries e longa metragens. Não tem show de efeitos especiais ou de dublê, não tem tubarão ou King Kong. Se você quer adrenalina, não vai encontrar ali. É um passeio tranquilo, como uma visita guiada a um museu.

Fui a convite da Warner e, claro, levei a família junto! Minha filha então com 14 anos gostou bastante – e nós mais ainda! Conto aqui como é o tour e deixo várias dicas.

passeio nos estúdios da Warner

Depois de trocar o voucher impresso on line pelos ingressos, esperamos em uma recepção onde são entregues uma ficha (A, B ou C), que equivale ao grupo a que você pertence. Depois de 5 ou 10 minutos somos levados a um cineminha onde é exibido um filminho sobre a Warner e os guias se apresentam e chamam seus respectivos grupos. A jardineira está à nossa espera e passamos pelos portões em direção ao complexo onde ficam os 35 estúdios (sound stages), galpões com área de 1.800 a 9 mil metros quadrados que além de servirem de estúdios de gravações também guardam equipamentos, mobília e itens diversos usados nas filmagens e até marcenaria e oficina. Os estúdios são numerados de 1 a 34 e lá são gravados shows como The Voice, séries de TV como The Big Bang Theory.

celular-25
foto aérea dos Estúdios da Warner Bros

A estrela na foto acima mostra o edifício onde fica a bilheteria e de onde parte o tour. O estúdio 1 é onde acontecem os shows com público grande, como “The Ellen Degeneres Show”. O 8 é onde foram filmados os episódios de “ER” e os de “Friends”, no 13. Estes são os números da legenda do mapa, não os números dos estúdios.

A caixa d'água mais famosa do mundo
A caixa d’água mais famosa do mundo, na Warner Boulevard.

Além dos estúdios fechados, a jardineira te leva pelos sets externos e o guia te apresenta alguns segredinhos de filmagem. Entramos em uma casa sem nenhum detalhe: sem maçanetas, sem decoração, sem piso, sem móveis, sem cor, uma casa pelada esperando ser vestida de acordo com o seu “morador”.

Um outro truque (financeiro) é usar a mesma casa e fazer duas fachadas, como em Gilmore Girls: a fachada frontal era a casa de uma personagem e a fachada dos fundos servia como fachada frontal para a casa de uma segunda personagem.

estúdios da Warner Hollywood
a casa de duas fachadas de Gilmore Girls

Internamente as casas têm um só andar e não têm teto, pois o espaço do segundo andar é usado para a tubulação de ar condicionado, para as luminárias, microfones… As cenas internas são feitas em estúdios.

Uma parte engraçada, pelo menos para mim que sou fã, foi quando a guia mostrou um canto com grama e árvores ao fundo e disse que ali era o Central Park deles e que o espaço havia sido usado na cena em que Rachel e Phoebe correm no parque de NY, em Friends. Aí entendi porque elas mal saíam do lugar, que tosco!

T

Outra coisa legal foi a fachada (acima) com o efeito trompe l’oeil, técnica em que o assunto pintado parece ter três dimensões. Eu já tinha visto isso em palácios da Europa e realmente é difícil de perceber se é real ou não. Ali nos estúdios, era claro se tratar de uma pintura, mas o truque é outro: a guia nos pediu para ver a fachada através das lentes de nossas câmeras e então voilá: a fachada estava em 3D! Na foto não se percebe isso, engraçado, né?

As casas são bem rasas!
As “casas” são bem rasas!

untitled-34 celular-30

Em quantos filmes você já viu aquele prédio de colunas redondas ao fundo? Batman subiu aqueles degraus para chegar à Delegacia Central de Gotham City, na série dos anos 1960.  Mais recentemente, Ben Affleck e Lester Siegel discutiram ali, em “Argo.” À esquerda, o prédio usado em “Blade Runner”, sem os neons, claro, que também era o Daily Planet da série “Luis & Clark”. A guia nos contou que a saída do metrô (escadaria verde) é um corredor  muito apertado no subsolo e que os figurantes eram sempre os mesmos, trocando apenas chapéu e uma ou outra peça de roupa/peruca, entrando pelo prédio e saindo pela escada, simulando o movimento de uma cidade grande.

set de filmagem da Warner

O prédio acima foi usado na série “Pretty Little Liers” como a Escola de Ensino Médio Rosewood, mas nos anos 1970-1980 era a delegacia e fórum da série “Os Gatões” (The Dukes of Hazzard). As meninas de 40 e muitos vão se lembrar!

Depois da visita aos sets externos, a gente entra em dois galpões de exposições: o dos veículos do Batman e onde ficam as exposições temporárias, sobre as quais falo mais abaixo. Entre um estúdio e outro, passamos pelos trailers (star waggon, assim, com dois esses, porque é o sobrenome do fundador da empresa) que servem de camarim e espaço de repouso para os atores.

celular-44

Atravessamos o galpão marcenaria, onde são feitas portas, paredes, mesas, cadeiras e outros itens para uso em cenários, e depois entramos no The Prop Department, um galpão cheio de obejtos que foram usados em cenas de filmes. Perguntei à guia como se escolhe um objeto dali e ela disse que é mais ou menos como fazer compras: o responsável caminha pelos corredores e anota o número do inventário, requerendo o item. Eu achei que esta parte do tour seria mais legal, mas pouca coisa está identificada para os visitantes, como a poltrona de couro de Morpheus em The Matrix e o piano de Casablanca. Mas que tal ser presidente por um minuto?

salão oval Warner Studios

Toque outra vez, Sam.
Toque outra vez, Sam. O piano usado em Casablanca

Eu estava ansiosa pelo tour no estúdio onde são gravados os episódios de The Big Bang Theory, mas não foi como eu esperava. As salas, quartos e corredores estão dispostos lado a lado e de frente para uma arquibancada, onde nos sentamos – onde se senta a platéia nos dias de gravação, dando aquelas risadas irritantes típicas das séries cômicas. Mas os ambientes estavam amontoados de objetos e móveis e a não pudemos chegar perto ou fotografar. Da arquibancada, a guia respondeu a nossas perguntas e contou algumas curiosidades, como terem de adaptar as cenas e falas para o horário em que a série é exibida, evitando palavrões ou cenas de sexo, assim como para atender aos anunciantes – e é por isso que eles comem tanta comida oriental!

Fianlmente, o grand finale: a guia se despede em frente ao Estúdio 48, que é bem didático e interativo e onde você pode ficar quanto tempo quiser. A exposição mostra as várias fases para se fazer um filme:

  • pré produção, como escolha de roteiro, de elenco, montagem de storyboards, desenho de figurino (você pode criar um virtualmente).
    celular-64
  • Na fase Produção, é onde fica o cenário do Central Perk, de “Friends” e você pode sentar no famoso sofá laranja, fotografar e até participar de uma gravação com os amigos! Também aprende sobre truques, como o da cena do “Senhor dos Anéis” em que Gandalf está gigante perto do hobbit. Muito legal saber que é apenas um truque de perspectiva! Vejam como minha filha ficou gigante em comparação ao meu marido. A olho nu, não se percebe diferença alguma, mas olhando pelo monitor em frente de cada um que se senta à mesa, é possível ver o truque. Eu fotografei o monitor para registrar o efeito.
    celular-69
  • Na Pós produção é hora de virar a estrela e você pode experimentar a técnica da tela verde e voar sobre Londres numa vassoura, quer dizer, numa Nimbus 2000! Ou virar astronauta numa cena de “Gravity”. Ou pilotar a moto de Batman!

untitled-72

20161026_113010Minha filha virou bruxa e enquanto o ventilador soprava seus cabelos e a máquina movimentava a vassoura, ela ia obedecendo aos comandos do “diretor”: incline-se para a direita, abaixe-se, levante os punhos em sinal de vitória, entre outros. Acho que o “diretor” deveria ter preparado melhor sua “atriz “. Apesar de ela ser bilíngue, foi difícil seguir aos comandos rápidos e sem muito entusiasmo de alguém que faz aquilo centenas de vezes por semana. Esta parte do tour é paga à parte.

Na saída, tem uma lojinha de suvernires (leia mais abaixo) e lá você pode fazer uma foto no elevador de The Big Bang Theory:celular-71
Ah, e na entrada tem Central Perk, que não tem nada do cenário da série além do vidro, mas serve comidinhas e bebidas:

celular-70

Quanto custa e como comprar ingresso para o tour da Warner Studios?
O Studio Tour, que foi o que eu fiz, custa $62 para adultos e $52 para crianças para compras antecipadas online. Comprando na hora o preço sobe $3. Além de ser mais barato, você vai precisar reservar, então visite o website oficial da Warner Studios. Ah, e compre com antecedência (eu comprei 20 dias antes) para garantir o dia e horário mais convenientes para você.

reserva , ingressos e estacionamento
reserva , ingressos e estacionamento

O que vou ver na visita aos Estúdios da Warner em Los Angeles?
O tour não é igualzinho para todos, porque a cada dia pode ter um estúdio ou outro sendo usado para filmagem, impedindo a visita. Além disso, como em um museu, há exposições temporárias e quando fui (set/2016) vimos o DC Universe, com roupas e objetos usados nos filmes da Liga da Justiça, Esquadrão Suicida e Batman X Superman. Mas o melhor foi a exposição dos bruxinhos de Hogwarts, no andar acima.

untitled-46 harry potter em Los Angeles

Qual o melhor dia para ir aos Estúdios da Warner?
Not the million dollar question, mas é uma pergunta difícil de responder e o pessoal que trabalha lá dá uma boa enrolada e a única informação que consegui foi a mesma que mencionei acima. Escolhi ir num Domingo, quando não há gravações. Talvez perca um pouco a graça porque o lugar está completamente vazio, mas por outro lado todos os estúdios estavam abertos para visitação. Já pensou ir até lá e não poder ver onde são gravados os episódios de The Big Bang Theory?! Mas, se você quiser ter a chance de ver algum famoso por lá, escolha de segunda a sexta.

Ah, para saber os horários de maior ou menor movimento, digite Warner Studios Tour no Google e à direita aparecerá um gráfico com a frequência média.

Quanto tempo dura a visita aos Estúdios da Warner?
Há dois tipos de tour: o Deluxe, mais caro ($295) e mais longo (em média 6 horas) que inclui almoço, e o mais curto, que fizemos. Mas como no final você fica sem guia, pode demorar o quanto quiser para curtir as exposições, observar os cenários e brincar de efeitos especiais.

Locação de séries em Los Angeles
Cenário do Two and a Half Men, no Estúdio 48

Em que língua é o tour?
Há tours em Inglês e em Espanhol.

Qual o endereço da Warner Studios?
Fica em Los Angeles e da Hollywood Boulevard dá uns 20 minutinhos de carro. Não pegamos trânsito, talvez porque fosse domingo. Programe-se para chegar com 30 minutos de antecedência, como instruído no site deles. No site oficial, aparece o endereço 3400 W. Riverside Dr., Burbank, mas a entrada que usamos foi a da Warner Boulevard, onde o Patolino e o Pernalonga te dão as boas-vindas.

Estacionamento nos Estúdios da Warner
Em frente à entrada da Warner, na Warner Boulevard, há um bolsão de estacionamento ($ 10 com taxas). Se você der sorte, na rua tem onde parar sem parquímetro. E na 3400 W Riverside Dr, tem estacionamento no subsolo.

Segurança, crianças e documentação
Bolsas e mochilas grandes não são permitidos e você passa por um Raio X na chegada aos estúdios. Leve um documento com foto (passaporte ou carteira de habilitação). Também não é permitido filmar nada, em nenhum lugar, nem mesmo nos espaços ao ar livre. E nos estúdios do Big Bang Theory não são permitidas nem fotografias. snif snif . Apenas crianças acima de 8 anos podem participar da visita, mas quer saber? acho que as menores nem iam gostar.

Tem onde comer nos estúdios da Warner?
Sim, na sala de espera tem um Starbucks (really!) e no Estúdio  48, o último a ser visitado, tem um café chamado Central Perk, mas não tem a ambientação do original, tá?

Comprinhas
Também no Estúdio 48, você encontrará uma gift shop com suvenires muito legais de séries e filmes. Alguns produtos são os mesmo que você encontra no parque Universal Studios, como os de Harry Potter. Mas não encontrei suvenires de Friends e The Big Band Theory em nenhum outro lugar em LA. Que tal uma camiseta com a clássica frase de Sheldon Cooper (Bazinga já está batida): “I1m not crazy, my mother had me tested” (Não sou maluco, minha mãe me levou ao médico).

untitled-82 untitled-80

Gostou das dicas? Então que tal contribuir com a manutenção do blog sem pagar nada além do que você já gastaria? O blog tem parceria com três empresas que você pode precisar para organizar sua viagem. Se você clicar no logo delas aqui no blog ou nos links abaixo, eu recebo uma pequena comissão – e agradeço por isso!

Booking.com – para reservar seu hotel, pousada ou apartamento

Mondial Assistance – para viajar tranquila e com cobertura em caso de acidentes, doença, extravio de malas… E leitores têm desconto de 15% com o código AFILI2016.

Travelmobile – para chegar ao seu destino já com o celular conectado, compre um chip (SIM card) ainda no Brasil. Foi o que usei nesta viagem à Califórnia.

Na página-índice da Califórnia você encontra os demais posts desta viagem.

Anúncios

Roteiro de 2 dias em Los Angeles

Esta foi minha segunda vez em Los Angeles, mas fiz as visitas básicas de uma estreia na cidade do cinema, pois era a primeira vez da minha filha, então você pode usar este roteiro se for a LA pela primeira vez – e se for um repeteco também tenho sugestões de o que fazer além do basicão.

hollywood Estrela na Calçada da Fama

Roteiro de 2 dias em Los Angeles
dia 1 – Hollywood: chegamos a partir de Anaheim (Disneyland), Calçada da Fama, Chinese Theater, Dolby Theater, Warner Studios Tour, Griffith Park

dia 2 – chegamos a partir de Monterey (viagem consumiu boa parte do dia, foram 520 km), fizemos o check in em Venice Beach e só!

dia 3 – praias de Los Angeles:  Venice Beach e Santa Monica

Para o roteiro completo da Califórnia, leia o post Roteiro de 14 dias na Califórnia e entenderá porque dividi a estada em Los Angeles em duas “parcelas”.

Roteiro Detalhado dia 1 em Los Angeles

Deixamos o hotelzinho perto da Disneyland e fomos direto ao hotel de Los Angeles. Como ainda não era hora de check in, deixamos nossas malas na recepção e o carro no estacionamento gratuito do hotel (isso é um achado!) e fomos a pé até a Calçada da Fama. Sim, o Hollywood Celebrity  fica numa rua sem saída, atrás do Dolby Theater, localização excelente, indico!

Leia as dicas sobre a Calçada da Fama e o Chinese Theater, fotinhos e links úteis no post Vendo Estrelas em Hollywood.

los angeles hollywood
Tem loja da Disney, tem loja de chocolate Ghirardelli, tem cinema histórico

 

Deixamos o Hollywood Boulevard e fomos para o hotel fazer o check in. Não é que ganhamos um upgrade? Fiz a reserva para um quarto com duas camas queen e recebemos um apartamento com cozinha e dois quartos. Ter uma cozinha disponível é muito prático para quem viaja com bebês e crianças pequenas. Não era nosso caso, mas só gostamos porque 2 quartos permitem mais de privacidade. Saímos logo em seguida pois tínhamos o tour da Warner Studios agendado para as 12h30.

Rua Carmem Miranda, travessa da Hollywood Blvd
Carmem Miranda Square, travessa da Hollywood Blvd com a North Orange Dr.

Sobre o Tour da Warner Studios,  vou escrever um post à parte, porque tem muuuuita coisa para contar e principalmente fotos para compartilhar, então aguardem os próximos posts.

Na lojinha da Warner Studios
Na lojinha da Warner Studios

Voltamos para o hotel porque não encontramos nenhum restaurante no caminho da Warner Studios, então deixamos o carro no estacionamento novamente e almoçamos no Hard Rock Café da Hollywood Boulevard (preços no post Guia de Los Angeles).

O cadillac azul de Elvis Presley está na entrada na loja LA LA Land
O cadillac azul de Elvis Presley está na entrada na loja LA LA Land

Compramos suvenires na Loja LA LA Land, que fica na esquina da Hollywood Boulevard com a North Orange Dr e rumamos para o Griffith Park, onde fica o Observatório de mesmo nome, no alto de uma montanha, para ver o pôr do sol. Bem, nós tentamos ver, porque todo mundo teve a mesma ideia e o acesso ao observatório foi fechado por falta de espaço no estacionamento. Então a dica é: vá cedo. Ah, é lá que muita gente vai para fotografar as letras que formam a palavra Hollywood no Mount Lee. By the way, você sabia que originalmente o letreiro dizia Hollywoodland e que era anúncio para um empreendimento imobiliário? Depois de mobilização de moradores, políticos e famosos de Hollywood, a ideia do condomínio foi abandonada, mas as placas permaneceram. Décadas depois, elas foram restauradas e tiveram a ideia de deixar apenas a palavra Hollywood.

O mais perto que chegamos do Observatório Griffith
O mais perto que chegamos do Observatório Griffith

Não é o tipo de trilha que gosto, a região é árida e Los Angeles tem temperaturas altas, mas cada um sabe o que curte e o que busca em suas viagens e estou aqui para ajudar com dicas mesmo do que não curto ou do que não fiz, dando sugestões. Então se você quiser fazer a trilha para chegar perto das placas Hollywood no Mount Lee, leia este post do blog Viajoteca.

Frustrados por termos ficado no trânsito sem chegar ao objetivo, voltamos ao hotel e descansamos, porque no dia seguinte teríamos mais de 500 km de estrada até Yosemite National Park. No final deste post tem links para você ler sobre o parque. Lá, sim, vale fazer trilhas, na minha opinião.

Atualização: A Stephanie do blog Não é Berlim deu uma dica para fotografar a placa mais ou menos de perto, a partir do Hollywood Lake Reservoir.

Roteiro Detalhado dia 2 em Los Angeles

Nem vou considerar o dia 2 aqui porque foi inteiro de viagem e vou descrevê-lo quando contar sobre a CA-1, a famosa estrada costeira da Califórnia, com trechos lindos em Carmel, Monterey e Big Sur. Para efeitos didáticos, o dia 2 então é nosso dia 3 real, quando acordamos no Hotel Erwin em Venice Beach e vimos o Pacífico da cobertura, que é um bar bem legal.

untitled-86 untitled-88 untitled-89

Como vocês podem ver, esava bem nublado, mas tinha sido assim em todas as cidades do litoral, de San Diego a San Francisco, e o sol aparecia no final da manhã (ou não aparecia, como em Monterey). Era setembro, final de verão, e o clima estava parecido com o de SP, precisando de uma blusinha de manhã e de noite, e um calorão na hora do almoço.

celular-79
A vista do quarto não era tão legal quanto do rooftop, mas quis mostrar para vocês verem como as ruas no quarteirão atrás da praia são estranhas. O clarão ali atrás é o mar, tá?

Passeamos pelo Ocean Front Walk de Venice Beach, que é uma faixa larga pavimentada onde as pessoas andam de bicicleta, de skate e de patins e caminham. Observamos a “arquitetura” totalmente diferente de tudo o que tínhamos visto na Califórnia. OK, não dá pra falar de arquitetura: eram lojas entupidas de produtos de gosto duvidoso, estilo Brás (bairro historicamente industrial e agora comercial de São Paulo). Muitos nóias caminhavam ali e os “artistas” dos quais eu tinha lido a respeito… bem tire suas conclusões pela foto abaixo. Estou soando preconceituosa, mas o que vi não era legal, não era estético… era Arte?

untitled-108
“Arte” em Venice Beach. Pelo menos o cachorrinho é simpático
Tipo de mercadoria comercializada no Boardwalk de Venice Beach
Tipo de mercadoria comercializada no Boardwalk de Venice Beach

Conversei com outras dois amigos que estiveram em Venice Beach e tive opiniões bem diferentes a respeito. Uma amiga que foi com a filha de 5 anos e achou o lugar super família e um amigo que pratica skate e foi com a turma para o berço do skate. Ele concordou comigo a respeito dos muitos drogados que circulam por ali. No hotel, a recepcionista nos aconselhou a não caminhar no Ocean Front Walk à noite. Se você quer minha opinião, se quiser se hospedar em praia, fique em Santa Monica. Só fiquei em Venice Beach porque tinha lido que o calçadão era divertido e porque os hotéis são mais baratos do que em Santa Monica.

o Ocean Front Walk de Venice Beach
o Ocean Front Walk de Venice Beach

Apesar da frequência, não tive em nenhum momento o medo que sentiria se estivesse com uma câmera fotográfica na mão em SP. Outra coisa que me chamou à atenção é que apesar dos muitos viciados em drogas circulando por ali (sério, o povo anda falando sozinho, gesticulando, a coisa é séria), as casas ao lado da praia não têm grades ou muros altos. E aí vem aquela inveja…

untitled-103

casas em Venice Beach
casas em Venice Beach

Mas a praia é bonita, tem banheiros públicos, quadras, playground,  uma faixa de areia bem larga, sem fim, cabines de salva-vidas estilo BayWatch (Malibu, Marcia, não Venice Beach!) e o mar lindo e gelado que é o Pacífico.

Venice Beach

Não sei se a praia se transforma mais tarde, pois fizemos o checkout às 10h e fomos para Santa Monica. No caminho, passeamos de carro pelos bairros de Venice Beach e lá tudo parece estar dentro da normalidade de um bairro norte-americano. Como sempre, friso que escrevo sobre as impressões que tive do lugar, então não posso afirmar que Venice Beach seja isso o que eu vi.


untitled-105

Santa Monica é um município de apenas 21 quilômetros quadrados e as atrações se concentram próximo à praia, principalmente perto do Pier. Lá fizemos umas comprinhas na Bed, Bath and Beyond (mas ou estou mega pão dura, ou o dólar está mesmo muito alto e quase nada mais compensa) e depois fomos almoçar no The Cheesecake Factory (preços no post Guia de Los Angeles), que fica no Santa Monica Place, um shopping bem legal com praça de alimentação no último andar e vista parcial do mar.

O shopping Santa Monica Place
O shopping Santa Monica Place

Outra opção para compras e para passear é o 3rd Street Promenade, uma rua de pedestres que é travessa da Broadway, em frente ao Santa Monica Place. Lá você encontra um centro de Informações Turísticas. O outro fica no Pier.

3rd street promenade
3rd street promenade

Santa Monica pier dicas

Mas a atração mais famosa de Santa Monica é seu Pier, que tem lojas, restaurantes e um parque de diversões, o Pacific Park. Mesmo que você não curta parquinhos, vale a pena passear na roda gigante por causa da vista. Os ingressos são vendidos por atração (pagamos $8 na roda gigante) na bilheteria.

Santa Monica pier

Santa Monica a partir da roda gigante
Santa Monica Beach. Molhando só os pezinhos porque a água é de doer
o que fazer em Santa Monica
o pier a partir da Roda gigante

Los Angeles Santa Monica

Legal também é registrar em foto onde termina a lendária Route 66, ali no Pier.

Get your kicks on route 66 - or on Santa Monica Pier!

O pier é ponto de encontro para ver o sol se pondo no mar e as duas escadarias de restaurantes viram arquibancadas.

untitled-135

Infelizmente perdemos o pôr do sol porque nosso voo partiria às 21h e tivemos que ir para o aeroporto, devolver o carro, aquela burocracia toda. Nosso carro ficou o tempo todo estacionado no Santa Monica Place, mas há estacionamento também no pier.

untitled-139

Se você leu um ou outro post aqui do blog, sabe que sempre me entusiasmo com os lugares para onde vou e fui. Los Angeles está longe de ser um desses lugares, mas meu voo chegava e partia de lá, então aproveitei a oportunidade de rever Hollywood e as praias. Mas você deve ter notado que deixei de fora lugares aonde os turistas costumam ir, como Rodeo Drive e Beverly Hills, porque não fazem minha cabeça. Por isso, não deixe de ler o próximo item:

O que Ficou de Fora de nossa Viagem mas Pode Entrar na sua

  • Universal Studios – mesmo que você já tenha ido na Universal de Orlando, vale visitar a de Hollywood, pois as atrações e o espaço são diferentes, embora alguns brinquedos sejam iguais. Veja outros parques do Sul da Califórnia em Guia de Los Angeles
  • Rodeo Drive – rua de comércio chique e famosa, onde Julia Roberts virou Uma Linda Mulher.
  • Beverly Hills – bairro onde moram celebridades do cinema, TV e música, com casas escandalosas.
  • Museu de Historia Natural de Los Angles – é o maior da Costa Oeste americana.
  • Getty Center em Los Angeles – Pinturas da Idade Média ao Impressionismo, mobiliário europeu de época, esculturas contemporâneas e um jardim de 134 mil metros quadrados (grande feito no clima seco e estiagem da Califórnia)
  • Getty Villa em Malibu
  • Praia de Malibu
  • Farmer’s Market de Los Angeles
  • Velejar para ver baleias, golfinhos e leões marinhos (no inverno) ou para o pôr do sol. $399 para 6 pessoas (fone 310-8812338), Boatlife Charters.
  • Hollywood & Highland – é onde fica o Hard Rock Cafe e outros tantos restaurantes e lojas de grifes famosas, mas acima de tudo é onde está o Dolby Theatre, sede da entrega do Oscar.
  • Staples Center – ginásio onde acontecem os jogos da cidade. Quem sabe em sua visita você dá sorte de assistir aos Lakers, o time local. Eu fiz isso em Miami, quando assisti a um jogo histórico do Miami Heat e contei neste post.

Post Relacionados a esta Viagem à Califórnia (é só clicar para ler)

Calçada da Fama e como encontrar seu ídolo por lá
Guia de Los Angeles
– Roteiro de 2 dias em Yosemite
Yosemite Park: guia para planejar sua viagem
Roteiro de 14 dias na Califórnia e planejamento da viagem

Não perca o que vem por aí:

  • Warner Studios Tour: de Friends a Harry Potter
  • Dirigindo na Califórnia
  • San Diego: guia da cidade, descrição de visitas no USS Midway, San Diego Zoo, Cabrillo National Monument, La Jolla e ao Balboa Park e seus museus
  • São Francisco: guia da cidade, passeio de barco pela baía de São Francisco e por Salsalito, Visita ao Exploratorium
  • Monterey: guia da cidade, 17-Mile Drive e Carmel
  • HW CA-1: os mirantes da costeira na região de Big Sur

 

Vendo Estrelas em Hollywood

Não me machuquei para ver estrelas tal qual nos desenhos animados, mas também não encontrei nenhum famoso ou famosa em minha breve passagem por Los Angeles e Hollywood. As estrelas que vi foram as rosadas da Calçada da Fama em Hollywood e escrevi este post para te ajudar a encontrar seu ator ou sua atriz favoritos por lá! O mais próximo de famosos que cheguei foi o monte de malucos em fantasias de super heróis ou ícones como Marilyn Monroe.

Dicas de Hollywood

Confesso que quando visitei a Calçada da Fama há 20 anos fiquei bastante decepcionada, porque parece ser um lugar tão glamouroso e eu achei tão largadinho… Nesta segunda visita, os deuses entenderam mal minha observação e tinha tanta gente, de dia e de noite, que beirava o insuportável – pelo menos para quem como eu é avesso a multidões. Ou isso ou o fato de ser um fim de semana prolongado pelo feriado americano do dia do trabalho.

Nest post, você vai encontrar:

  • um pouco da historia da Calçada da Fama e do Chinese Theater
  • informação sobre o tour no Chinese Theater
  • dicas para encontrar a marca de seu artista favorito na Calçada da Fama
  • relação de artistas que não estão na Calçada da Fama
  • mapa das impressões de pés e mãos de artistas no Chinese Theater
  • outras dicas

Vai uma musiquinha que tem tudo a ver com Hollywood pra você curtir enquanto lê o post: Californication.

A Calçada da Fama
Nos anos 1950, com a mudança dos estúdios de cinema para o centro de Los Angeles, Hollywood se encontrava derrubada, com moradores de rua e muita pobreza, então o presidente da Câmara de Comércio teve a ideia de criar a Calçada da Fama. Originalmente, a placa deveria ser azul, mas não se encontravam pedras azuis com facilidade então foi escolhida a pedra rosa com detalhes em bronze. Para decidir que celebridades seriam escolhidas, formou-se um comitê com grandões como Cecil B DeMille, Walt Disney e Sam Goldwyn.

A verba de $1.25 milhões seria paga pelos comerciantes ao longo da Hollywood Boulevard, que em protesto processaram a Câmara. Outro processo teve uma motivação política: com a caça às bruxas do macartismo, o grande Charles Chaplin não havia sido escolhido para figurar entre as estrelas, processo que só acabou em 1959 e atrasou o projeto. Ah, Além do Oscar pelo conjunto de sua obra, Chaplin finalmente ganhou a estrela na Calçada da Fama em 1972, depois do exílio de 20 anos.

Você vai notar que abaixo do nome da celebridade tem um símbolo que ilustra sua profissão: filmadora (atores e atrizes de cinema), uma TV com antena (todos da indústria da TV), um microfone (rádio) e as máscaras da dramaturgia (teatro). Alguns poucos artistas têm mais de uma estrela na calçada da fama por atuarem em mais de uma categoria.

hollywood Estrela na Calçada da Fama

Como encontrar as estrelas na Calçada da Fama
São mais de 5 km de calçada na Hollywood Boulevard e Vine street, o que torna encontrar a estrela de seu ídolo difícil, dá torcicolo, dá bobeira com bolsa e carteira… Então que tal ganhar tempo e ir direto à estrela dos seus ídolos para aquela fotinho? O wikipedia traz uma lista com nome e endereço dos astros registrados na Calçada da Fama, organizado pelo sobrenome do artista. Também encontrei este site, cujo processo de busca é mais fácil pois tem um campo próprio para digitar o nome completo e no resultado aparece o endereço certo de onde está a estrela.

Walk of Fame Hollywood Harry Potter

Como ganhar uma estrela da Calçada da Fama
Além de  reconhecidamente ser um dos melhores de seu ramo, para ganhar uma estrela é preciso levantar a quantia de 30 mil dólares, o que não deve ser um problema vistos os cachês milionários de Hollywood.

Artistas que não estão na Calçada da Fama
Não pesquisei os motivos de estes renomados artistas não terem seu nome em uma estrela, mas como isso é coisa de turista, talvez eles não tenham dado importância. Porque, francamente, pelo dinheiro é que não é! Então nem adianta procurar as estrelas das seguintes celebridades, pois por um motivo ou outro ainda não existem:

Robert De Niro
Leonardo DiCaprio (mas já tem até Oscar! rsrs)
Judi Dench
Tina Fey
Diane Keaton
Brad Pitt e Angelina Jollie (devem ter combinado! será que com o divórcio isso muda?)
Julia Roberts
Jerry Seinfeld
Denzel Washington

Marcas de Mãos e pés famosos no Chinese Theater

Além das estrelas, você pode ver a impressão em cimento de pés e mãos e da assinatura do seu astro no pátio do Chinese Theater. A tradição começou por acaso, quando uma atriz pisou no cimento fresco em frente ao Chinese Theater enquanto o admirava.

Marcas pés e mãos Hollywood

;geroge Clooney em Hollywood

Robert Downey Junior é mesmo mignon, que fofo!
Robert Downey Junior é mesmo mignon, que fofo!
Vale tudo em Hollywood: até robozinho ganha imortalidade
Vale tudo em Hollywood: até personagem ganha imortalidade no Chinese Theater
Os bruxinhos mais legais ever
Os bruxinhos mais legais ever

O Chinese Theater é um cinema construído em 1927 e além de sua original arquitetura e das impressões de artistas, é um cinema histórico, pois um de seus sócios, o tal Sid (Grauman) cujo nome aparece em várias placas de cimento como agradecimento, foi quem lançou a ideia das glamourosas pré-estreias de tapete vermelho. O espaço também abrigou algumas cerimônias do Oscar e você pode visitá-lo num tour de 30 minutos. Informações e ingressos aqui. Não quer fazer o tour, mas quer assistir a um filme nesse cinema que além de histórico é a maior sala com tecnologia IMax do mundo? Também dá. Se eu fui? Não. A multidão diante do cinema me afugentou rapidinho da Hollywood Boulevard.

Chinese Theater Hollywood dicas

Embora o pátio do Chinese Theater não seja tão grande assim, toda ajuda é válida e encontrei este site com um mapinha das placas.

O que Fazer na Hollywood blv além da Calçada da Fama

Lojas, restaurantes, museus, shopping, você vai encontrar de tudo um pouco nos quarteiros próximos ao Chinese Theater:

  • Dolby Theater – A atual sede das cerimônias do Oscar também pode ser visitada em 2 tours diários de 30 minutos por $22. Leia mais no website oficial do Dolby Theater.
  • Madame Tussauds – Eu nunca fui e não tenho vontade, mas o museu de cera mais famoso do mundo fica ao ladinho do Chinese Theater. Informações aqui.
  • Quer algo mais relacionado a estrelas? Aposte no Hard Rock Cafe.
  • Mais cinema? O Egyptian Theater fica na Hollywood Blv com a North Las Palmas Ave.
  • Gosta mesmo de cinema? Não perca o Museu de Hollywood, no 1660 da Avenida N. Highland.

Como Chegar à Calçada da Fama e ao Chinese Theater
Se estiver sem carro, use a linha vermelha do metrô e desça na estação Hollywood/Highland, que é a mais próxima do Chinese Theater. De carro, só parando em estacionamento. Veja este site que dá localização de estacionamentos e preços.

Hotel perto da Calçada da Fama
O Hotel Hollywood Celebrityonde ficamos, foi um achado! Além da localização excelente, na quadra de trás do Chinese e do Dolby Theater, fica numa rua sem saída (Orchid Ave) super tranquila e tem estacionamento gratuito na Franklin Ave. Confira o preço e faça sua reserva através do blog, clicando no logo do Booking. Você não paga nada a mais por isso e eu recebo uma pequena comissão que ajuda a manter o blog no ar. Uma maneira simpática de retribuir pelas dicas daqui. 

E pra concluir, só posso dizer que este é um dos posts menos entusiasmados que já escrevi. Quem lê os posts do Mulher Casada Viaja sabe que costumo me apaixonar pelos lugares que visito. Tentei Hollywood duas vezes. Não é mesmo para mim, mas pode ser para você. Divirta-se!

Não perca o que vem por aí:

  • Guia de Los Angeles, com várias dicas práticas para você organizar sua viagem
  • Roteiro de 2 dias em Los Angeles: Hollywood, Santa Monica e Venice Beach
  • Warner Studios Tour: de Friends a Harry Potter

Na página-índice da Califórnia você encontra os demais posts desta viagem.