Roteiro em Amsterdam: sem bike, mas de guarda-chuva!

Amsterda dicas de viagem

Nice to meet you. I’marcia! Amsterdam (com M, porque é assim que eu gosto!) entrou na minha bucket list oficial, escrita sob o efeito do pisco sour horas depois de conhecer Machu Picchu.  E lá, comendo uma truta e ouvindo música típica peruana, decidi que, pela proximidade, Amsterdam e Vale do Loire (nem tão próximos assim, eu sei, mas era uma boa desculpa, hehe) estariam dentro do mesmo “pacote” numa próxima viagem a Paris. Aproveitei e coloquei a belíssima Bruges no caminho e assim conheci cidades totalmente diversas em uma só viagem. A Eurotrip 2014 só não foi melhor porque faltou Londres.

Amsterda arquitetura

Em Amsterdam, foram dias de primavera frios e chuvosos. Não gosto de dias chuvosos. Não gosto de frio molhado. Dias cinzas me deixam pra baixo. E demorou para eu gostar de Amsterdam. Acho que só me apaixonei pela cidade quando voltei a SP e fiquei pensando nela, no calor do inverno de 2014! Well, eu sabia que chovia muito em Amsterdam e que a temperatura média não era nada animadora, embora às vezes bata uns 28 graus – mas haja sorte para estar lá quando isso acontece! Então comprei uma bota impermeável, vesti várias camadas de roupas e compramos um guarda-chuva “de casal”, porque a sombrinha que levei não era páreo para a chuva incessante. E pé na poça para ver e sentir essa cidade de difícil definição, pois é muitas em uma só.

Amsterda turismo
Cada cantinho vale uma foto

Chegamos a partir de Bruges, com troca de trem na bela estação de Antuérpia. A plataforma da estação de trem é a cara de Amsterdam: sem glamour, cheia de bitucas de cigarro nos trilhos, muito movimentada – e um detalhe descolado com o qual me identifiquei de cara: a impressão em relevo nos bancos da plataforma, que traziam citações sobre Viagem em Inglês e holandês (?). Uma das inscrições pode ser traduzida assim: “Você está aqui de passagem. Não se apresse, não se preocupe. E pare para apreciar as flores no caminho.”

Leia as dicas sobre trem entre Paris, Bruges e Amsterdã

Amsterda estação trem
Banco na plataforma de desembarque da Centraal

Primeira impressão: Nossa, quanta gente! e Nossa, que gente apressada! Acho que ficamos mal acostumados com o marasmo de Bruges (rsrsrs). Como nós, muitos turistas arrastavam suas malas pelas largas calçadas da Damrak. Nosso hotel, o Best Western Dam Square ficava a pouco mais de 10 minutos, então caminhar seria mais fácil do que pegar o bondinho e, além disso, já nos proporcionava uma primeira perspectiva da cidade. É nessas horas que vale seguir a dica de levar apenas uma mala M de 4 rodinhas ou uma mochila.

Amsterda hotel bom e barato
Rua Gravenstraat, em frente ao hotel


ROTEIRO em Amsterdam

Amsterdam se divide em 7 regiões: Niuwe Zijde, Oude Zijde, Plantage, Grachten GodelZuid, Downtown, Bairro dos Museus e Jordaan. Por isso, organizei meu roteiro pela localização e pelo tema:

Dia 1- como não teríamos o dia todo, ficamos perto de nosso hotel: passeio pela Niuwe e Oude Zijde. À noite, passeio pelo Red Light District.

Dia 2 – mercado de flores, andar, andar e andar pelo Jordaan e navegação pelos canais. À noite, degustação em cervejaria

Dia 3 – Museu Van Gogh, passeio pelo bairro dos museus e o Vondelpark

Como você pode ver, não fiz uma lista grande de itens para ticar e deixei de fora atrações turísticas “obrigatórias”, como o Ann Frank Museuum (acho mais interessante ler o livro), Heineken Experience, não entrei em igrejas… não sei, queria mais era perambular por ruas e canais, apesar da chuva que caía o tempo todo.

Leia mais abaixo o item ‘O que Fazer em Amsterdam’, com sugestões de passeios que não fizemos.

Onde fica Amsterdam
Amsterdam fica na parte ocidental da Holanda, país entre a Bélgica e a Alemanha.

Amsterda onde fica
A Holanda e Amsterdam

Onde Ficar em Amsterdã
Ficar no velho centro é vantajoso por ser perto de muitas das atrações, principalmente históricas. Por outro lado, a região central é muito movimentada. Então, se quiser um pouco mais de paz, escolha um hotelzinho gostoso em frente a um canal, do Singel em diante. Nós ficamos bem perto da Dam Square, a praça principal da cidade. Não foi ruim, mas como eu disse é bem agitado.

Você pode pesquisar preços de hotéis e pousadas no site Booking.com, o que uso no planejamento de minhas viagens e com quem acabei firmando parceria. Se gostar de um hotel listado lá e quiser reservar, a dica é faer isso aqui pelo blog Mulher Casada Viaja, clicando no link a seguir ou no logo do Booking que também está por aqui. Você não vai pagar nem um centavo a mais se fizer a reserva fazendo esta delicadeza, e o blog recebe uma comissão que ajuda a pagar a manutenção do servidor. Obrigada!

Como circular em Amsterdam
🚲 Se você tem por hábito se locomover em cima de uma magrela – com destreza e em cidades grandes, vai adorar fazer isso em Amsterdam, embora muitas vezes o espaço seja disputado entre pedestres, ciclistas, bonde e automóveis. Em regiões bem centrais, há ciclovias e até semáforo para as bikes. Além da chuva, outro ponto que pode pesar em sua opção é estacionar a bike, que pode ser tão difícil quanto estacionar um carro em SP. Há cerca de 540 mil bicicletas na cidade. O estacionamento ao lado da estação Centraal, tem vaga para “apenas” 2 mil.

Amsterda estacionamento bike
O estacionamento de bicicletas ao lado da Centraal Station!!!

🚶 Caso esteja na região central, é possível fazer tudo a pé. Amsterdam tem cara de cidade grande, tem muita gente, mas é bem pequena tendo por referência as grandes capitais do Brasil. Além disso, é plana e há sinalização com indicação dos pontos turísticos por toda parte.

Amsterda dicas blogueira

🚌 Os tradicionais ônibus de dois andares presentes na maioria das grandes idades turísticas, os hop-on, hop-off, também podem ser uma boa opção para quem não quer ou não gosta de caminhar.

🚃 Os trams (bondes modernos) são muito fáceis de tomar e levam a todos os pontos turísticos. O próprio condutor receberá seu dinheiro caso você não tenha comprado o cartão OV-chipkaart temporário, e te dará um cartão azul de papel como comprovante. Você notará que o cartão OV precisa ser validado na entrada e na saída do bonde. As paradas são anunciadas pelo sistema de som e os pontos turísticos são citados. Entra-se pela porta da frente e desce-se pela do meio.

Amsterda é caro

Amsterda pontos turísticosmuseu Amsterda letras

Amsterda de trem
A estação Central de trem de Amsterdam

Dinheiro: euro

Língua falada em Amsterdam: holandês é o oficial, mas o Inglês foi usado em todos os lugares para nos comunicarmos sem problemas.

Fuso horário em Amsterdam: 4 horas a mais que Brasília

WiFi em Amsterdam: o mapa abaixo exibe os locais onde há wifi gratuito.

Amsterda wifi

Compras em Amsterdam
A Kaverstraat é a rua de maior comércio popular. A espanhola Mango tem loja por lá, masculina e feminina. Um tipo de lojas americanas, legal para comprar stroopwafels, é a Hema (eu comprei na unidade da Kalverstraat). Se quiser itens mais descolados, vá ao Jordaan, onde também vi alguns antiquários e lojas com coisas fofas para mulheres românticas (gaiolas, penduricalhos, moldurinhas…).

Mas se você é mais chique e tem a conta bancária com mais dígitos, nos arredores da Leidesplein e especialmente na P.C. Hooftstraat, você encontrará as melhores grifes internacionais , como Hermees, Hugo Boss, Louis Vuitton.

Decoração e itens para casa mais acessíveis, como latinhas, garrafas de leite retrô, capas de almofada, gaiolas, etc., na Xenos, na Niewendijk 202.

Mesmo se não for ao Van Gogh Museum (o que seria uma pena!), vá à lojinha que fica na Museumplein, que tem alguns itens da loja que fica dentro do Museu. A loja do museu é fantástica. Além de livros, tem guarda-chuvas (claro!), echarpes, camisetas, louças, canecas, uma variedade imensa de artigos com impressões de trabalhos de Van Gogh.

Bulbos de tulipas, tamancos, ímãs de geladeira e outras lembrancinhas (comprei pantufas-tamancos de pelúcia, uma delícia!) podem ser adquiridos no Mercado de Flores, embora haja lujinhas em toda cidade.

Amsterda souvenirs
put yourself im my clogs!
Amsterda lembrancinhas souvenir
Algumas vitrines são inusitadas!

Preços de passeios e refeições em Amsterdam (em euros em maio/15)

  • cerveja: de 3,00 a 7,00
  • suco de laranja natural: 3,20
  • sopa de ervilha (a esposa do Daniel do Ducs disse que eles consideram comida típica): 4,75 e se chama Erwtensoep
  • refeição para casal: com 30,00 dá para se alimentar razoavelmente bem
  • pizza:  de 7,00 a 12,00
  • tram (bondinho): 2,80, com validade de 1 hora
  • Museu Van Gogh: 15,00
  • Museu Rijksmuseum:15,00
  • Madame Tussauds: 22,00
  • Heineken Experience: 18,00
  • passeio de barco de 1 hora: 15,00
  • ônibus hop on hop off: 20,00 (28,00 o combo com barco)
  • aluguel de bicicleta: 10,00 por 3 horas. Empresas mais conhecidas: Orange Bike e Macbike.
  • tour até os campos de flores: 50,00
  • passar algumas horas na bela Bruges, na Bélgica: 70,00
  • reprodução de Van Gogh (30X40cm): 8,00. Eu queria comprar a loja toda!

O que comer/beber emAmsterdam

Se quer a comida típica, vá de arenque curtido no vinagre – e cru! Quem mora lá diz que os doces são a especialidade, então acabamos nos alimentando do cardápio de café da manhã inglês e uma ou outra tentativa  não muito feliz em restaurantes ditos holandeses e italianos.

Amsterda restaurante típico

Amsterda café manhã restaurante

Os queijos também estão por toda parte. Em frente ao Mercado de Flores você vai encontrar várias lojas.

Amsterda flores mercado

Algo que imagino ser exclusivo de Amsterdam é o Febo, um fast food-vending machine. Você insere a moeda e recebe um lanche quente saindo do forninho. Sabe quando você passa em frente todo dia e deixa pra depois e o depois nunca acontecepois é.

Todo mundo que já foi vai te indicar o Heineken Experience, uma espécie de museu da cerveja. Nós preferimos ir a uma das cervejarias onde os locais bebem, e que produz sua própria cerveja, ali mesmo, a De Bekeerde Suster, na Kloveniersburgwal 6, perto da Neuwmarkt, em frente a um… canal.  O atendente nos sugeriu as diversas cervejas e a de que mais gostei foi a Manke Monik. Pedimos uma tábua de queijo (kaasplankle) e uma porção do croquete que eles dizem ser o “prato típico” (!) de lá.

Amsterda comida típica

Agora, não deixe de comer o stroopwafel, um biscoito formado por duas finas partes de massa com textura quadriculada, unidas por uma espessa calda, em formato de disco. Eu trouxe pro Brasil um pacote e saboreio cada unidade como se fosse caviar.  Só me restam duas… Traga um pacote pra mim, quando você for a Amsterdam, please!

Mesmo que o café da manhã esteja incluso no seu hotel, vá a esta casa de chá para uma sobremesa ou para comer o menu do café da manhã às 5 da tarde como fizemos. Greenwoods. Como tudo em Amsterdam, é bem pequena e se vê o cozinheiro preparando os alimentos.  Fica na Singel, 103. Eu comi eggs Benedict e maridão foi de breakfast Veggie. O cheesecake estava bom, mas nada parecido com o impatível da rede americana Cheesecake Factory.

Amsterda restaurantes
English Tea Room Greenwoods
Amsterda onde comer
o Veggie breakfast do Greenwoods: nosso almoço-jantar

O que fazer em Amsterdam

  • Museu Van Gogh, onde se aprende em uma visita muito mais do que os livros te contaram. Comprei o ingresso na loja da praça, fotografei e já tinha dado o horário de entrar no museu. Havia uma longa fila, mas não a pegamos. Imagino que ela fosse para quem compra o passe de 5 atrações da cidade ou o ingresso com desconto. Por isso, pergunte antes de adquirir esses combos. Quem também visitou o Muse Van Gogh e comparilhou em seu blog, o Turistando.in, foi a Juliana. Passe lá e confira como vale a pena visitar o museu.

Amsterda van Gogh museu

  • Rijksmuseum, o museu de arte da cidade, em lindo edifício neogótico

Rijksmuseum Amsterda

  • visitar a Oude Kerk e a Niewe Kerk.
  • Koninklijk Paleis, o prédio cuja construção se iniciou em 1648 para ser a prefeitura, foi palácio real e exibe aposentos luxuosos, principalmente com mobiliário do século XIX.
amsterda
Koninklijk Paleis
  • Stedelijk Museum, museu de arte moderna.
  • Museumplein: a praça onde ficam os museus e as letras gigantesamsterda museus
  •  Conhecer o portão medieval Waag
  • Begijnhof também estava na minha lista, mas o horário em que estive por perto não coincidiu com o horário de funcionamento. Fica ali, no pátio verde e tranquilo, a casa mais antiga de Amsterdam, onde há também  uma igreja clandestina. Historicamente, foi construído como santuário de uma irmandade católica.
  • Visitar Bloemenmarkt, o mercado de flores e encontrar, além de flores, plantinhas medicinais…
amsterda venda maconha
mudas de Cannabis, a planta da maconha. è permitido que os moradores tenham até 5 pés em casa. Aqui são pirulitos!

amsterda mercao flores

  • Vondelpark: lindo parque na região dos museus. Lá também tem as letras gigantes I Amsterdam, primeira foto deste post.
amsterda bicicletas parques
Vondelpark, pertinho da Museumplein, em área de 470 mil m2
  • Minha lista incluía conhecer o Museum Ons Lieve Heer op Solder, uma igreja católica guardada no sótão de um prédio, na época da Reforma Protestante.
  • Eu não fui, mas acho que o livro é melhor (rsrsrs): Museu de Ann Frank
  • Coffee shop não vende café, viu? Até tem em alguns, mas se quiser fumar maconha legalmente, visite um. Eu dei muita risada quando achei o menu de uma coffeeshop de Amsterdam na Internet! Coisa para especialista nenhum botar defeito.
amsterda bicicletas
Cardápio de uma coffee shop de Amsterdam
  •  Pré adolescentes podem gostar de visitar o NEMO Science Center, espécie de museu da tecnologia interativo.

amsterda bicicletas museus

  • Caminhar pelas ruas, principalmente as que têm canais.
principais atrações de amsterdam
Lindo, mesmo sob chuva! – mas com pés quentes, claro!
  • Visitar o bairro da Luz Vermelha e suas sex shops. Mas cuidado: todos advertem que não se deve fotografar diretamente uma “janela”, pois pode ser ofensivo para as moças.

amsterda luz vermelha

amsterda lojas sexo
Se você assistiu ao filme Eurotrip vai se lembrar da Vandersex e vai rir como o Homem Casado Viaja.
  • Passeio de barco pelos canais, que saem de frente à Centraal
amsterda passeio de barco canais
Passeio de barco da empresa Lovers: 31 euros para dois
  •  andar de bicicleta, ou observá-las, mas com certeza, fotografá-las! Eu não cansava de me encantar com a quantidade delas pelas ruas, e ainda mais com as crianças que aos 3 anos já sabiam andar de bike sem rodinhas de apoio!

andar de bicicleta em amsterdam

amsterda bicicletas
Sempre ficava imaginando como era em dia de chuva. Tive muitas chances de conferir!

amsterda bicicletas

  • Madame Tussards Scenerama, o museu de cera franquia.
  • Heineken Experience. Quem dá dicas em primeira mão é a Luciana do blog Let’s Fly Away, no post Aula de Marketing na Heineken Experience
  • Se vai com crianças, visite o zoológico da cidade, o Artis, em Plantage, onde ficam também o Planetário e o Aquário.
  • Keukenhof. Caso você sonhe em conhecer os campos de tulipas, saiba que precisará visitar bem no início da primavera. Quando estive lá, no final de maio, já não era mais época.
  • Fotografar os canais à noite, mesmo que seja com a câmera do celular e a foto saia cheia de ruídos.

amsterda noite

Coisas de Amsterdam

É uma pena que uma cidade tão linda seja mais lembrada pela prostituição do Red light Disctrict ou pela maconha das coffeeshops. Amsterdam é uma cidade como nenhuma outra, difícil de explicar, assim como muitos de nossos sentimentos.

canais Amsterda

Amsterda quanto custam refeiçoes

Amsterda bairro luz vermelha

Amsterdan coffe shop

Amsterda onde fumar maconha

passeio barco Amsterda
Casas-barco são outro símbolo de Amsterdam
O que fazer em Amsterda
No dia em que partimos, o sol deu as caras. Mas tudo bem. Amsterdam é mais Amsterdam sob chuva!

No dia em que partimos, o sol deu as caras. Mas tudo bem. Amsterdam é mais Amsterdam sob chuva!

Leia sobre Bruges, cidade na Bélgica que visitamos antes de Amsterdam. Se ouder explorar mais a Holanda, a Juliana do blog Turistando.in tem dicas de Haia, a terceira maior cidade da Holanda, e a Cris do Viajante Comum dá dicas de Rotterdam.

Anúncios

26 comentários sobre “Roteiro em Amsterdam: sem bike, mas de guarda-chuva!

  1. Hugo Santos abril 1, 2018 / 5:09 pm

    Boa tarde, gostei muito da sua viagem, apesar de conhecer amsterdão, gostei muito das suas colocações.- estarei novamente por la em maio na primavera.
    Hugo

    Curtir

    • Marcia abril 2, 2018 / 9:48 am

      Que gostoso, quero muito voltar um dia. Obrigada pela visita e comentário, Hugo.

      Curtir

  2. Josiane Bravo novembro 13, 2016 / 4:02 pm

    Que post mais completo, amei. Como estou em um prcesso para fazer um intercâmbio ano que vem na Holanda, já estou aqui pesquisando tudo sobre o país e esse post veio em uma boa hora. Agora, que loucura é aquela do estacionamento de bicicleta, kkkkk, irado. Não imaginava que era tão popular assim a ponto de ter congestionamento. Se tudo dá certo, ano que vem ou em 2018, estarei no país andando de bike kkkk, seja com chuva ou com sol 😉

    Beijos

    Curtir

  3. Mariana G. novembro 13, 2016 / 2:13 pm

    Sabe que não odiei Amsterdam? Mas também me senti um pouco incomodada com aquela gente apressada hahaha Se bem que isso deixa a cidade mais viva, né? Post completinho, completinho. Parabéns!

    Curtir

  4. Camila Lisbôa novembro 12, 2016 / 3:44 pm

    Preciso muito conhecer! O post ficou completo e deu pra ter uma ideia do que fazer com poucos dias e do que acrescentar para um roteiro mais gordo 🙂

    Curtir

  5. Pollyane Martins (@diariodepolly) novembro 12, 2016 / 1:02 pm

    Uau, que post super completo! Me deu saudade de Amsterdam! Estive lá ano passado e até hoje não consegui tempo para postar no blog.. Mas vc acabou de me motivar! Adorei! Beijo grande.

    Curtido por 1 pessoa

  6. Katarina Holanda novembro 12, 2016 / 12:56 pm

    Curti o roteiro sem bike por motivos de… não sei andar de bicicleta, hahaha. Sempre fico meio frustrada vendo os passeios lindos que dá pra fazer em Amsterdam. Sonho conhecer! E espero daqui pra lá aprender a andar de bike, hahaha.

    Curtir

  7. Lorraine Faria novembro 11, 2016 / 5:17 pm

    Que post mais completo Márcia! olhando os preços dos alimentos dá até uma alegria, até pensar na conversão do euro pro real hahahaha

    morro de vontade de conhecer Amsterdã <333

    Curtir

  8. Keul Fortes novembro 11, 2016 / 4:25 pm

    Amsterdam.. Que cidade! Adorei viajar por meio desse post. Parabéns pelo post!

    Curtir

  9. Lucas Alvarenga julho 2, 2015 / 11:19 pm

    Ótimo texto.. parabéns!! Me ajudou em váaarios pontos. Achei que o passe de atrações compensasse.

    Curtir

    • mulhercasadaviaja julho 2, 2015 / 11:34 pm

      Lucas, eu nunca compro passes porque não gosto de ficar enfiada em museus, mas muita gente compra. Espero que você tenha feito as contas para saber se compensa no seu estilo de viajar. Abraços

      Curtir

Vamos trocar figurinhas! Deixe seu comentário ou dúvida:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.