Roteiro Nova Iorque – dia 6: Central Park e seu zoológico

Este post faz parte do relato de uma viagem realizada em -outubro de 2014 por dois adultos e uma pré-adolescente. Descreve a última manhã em Nova Iorque, quando visitamos o Central Park mais uma vez e seu zoo.

central park brigde nova iorque

Era nosso último dia, meio dia, em Nova Iorque, pois nosso voo e retorno sairia do La Guardia às 15h. Como nunca antes na história desta viagem, acordei cedo e pulei logo da cama (por que falta gás pra fazer isso nos demais dias? preciso aprender a tomar energético!). Tomamos café na manhã no Green Café (de novo!) e enquanto meu marido levou café da manhã pra Ju eu fui fotografar o Central Park. Eu tinha cerca de 1h30 antes de reencontrá-los na bilheteria do zoológico às 10h, então foi uma maratona com pequenas pausas para contemplação. Clichê, eu sei, mas eu adoro o Central Park.

Eu em minha primeira visita ao Central Park
Eu em minha primeira visita ao Central Park, em 1996

Se você acompanhou os posts anteriores sabe que eu visitei o Central Park em faixas, leste e depois Oeste, então hoje era dia de revisitar o “miolo”, mas incluí aqui as dicas das principais atrações de todo o parque, para facilitar seu planejamento caso não queira “parcelar o parque em suaves prestações”.

central park mapa nova iorque
O Central Park não tem nada de palmeirense, mas é uma mancha verde. Nenhuma novidade em dizer que é um oásis em meio aos arranha-céus, mas é exatamente esta a sensação. Tem 340 hectares – representando 6% da ilha de Manhattan – de árvores, lagos, gramados, quadras de tênis, campos de beisebol, rinque de patinação no inverno, playgrounds e muitas trilhas para corredores e ciclistas. Ruas também cortam o parque, você deve ter visto em filmes. Os cães também marcam presença e muitos deles são levados pelos dog walkers. Projetado no século 19, foi o primeiro parque público dos Estados Unidos e é orgulho dos nova-iorquinos – e quintal da casa de muita gente abastada, claro.

central park no outono Nova Iorque
O Central Park no início do Outono

Como Chegar ao Central Park
Você pode chegar ao Central Park pelas linhas B ou C e descer nas ruas W 59th, 72nd, 81st, 96th e 103rd. Quanto maior o número, mais ao Norte da ilha – e do parque – você estará. Se quiser, comece sua visita do centro de informações no The Dairy, caminhando de leste a oeste na rua 65th, e ganhe mapinhas e dicas. Como abre às 10h, eu não fui até lá.

central park no outono Nova Iorque

Eu acessei o parque pelo lado leste, em frente ao Plaza, contornando o lago (The Pond) que havia sido minha vista em primeiro plano naqueles últimos dias.

central park vista nova iorque
Central Parque vista a partir do hotel

 

central park o que ver nova iorque

central park  nova iorque

Sem mapa (metida, né?! kkkkk), dependi exclusivamente de minha memória para me localizar e reencontrar alguns pontos principais do parque. Isso também é legal, porque encontramos outros tesouros.

central park nova iorque principais pontos

Muitos bancos foram doados em troca de uma plaquinha homenageando pessoas queridas que já se foram.

central park nova iorque

central park folhas
Me lembrei de Monet…

Na altura da Rua 72, começando a Oeste, você vai encontrar o Strawberry Fields, área em homenagem ao ex-Beatle John Lennon, que morreu assassinado ali pertinho. A obra foi feita em um descampado com doações do mundo todo e hoje tem várias espécies de plantas, inclusive morangos (strawberry). O mosaico com a inscrição Imagine (uma de suas lindas músicas já em carreira solo) foi doado pela cidade de Nápoles, Itália. Quando visitei era dia no aniversário de Lennon e estava bem cheio de turistas e fãs.

Central Park  John Lennon imagine

Seguindo em direção Norte, você encontrará a Bow Brige, que passa sobre o lago (The Lake). É uma das sete pontes originais do parque. Olhando as fotos, você não diria que está em Nova Iorque, aposto!

central park ponte nova iorque

central park brigde nova iorque

central park brigde nova iorque

Continuando na altura da 72nd em direção Leste, você sai na área mais bonita do parque, na minha opinião, e também uma das mais fotografadas: a Bethesda Fountain and Terrace. Você certamente já viu diversos filmes em que ela serviu de cenário!

central park fountain nova iorquecentral park fonte nova iorquecentral park fountain nova iorque

Continuando a Leste, na mesma linha da 72, você encontra uma área que eu também adoro, que é a Conservatory Water, mais conhecida como Lago dos Barcos, onde nos finais de semana as crianças participam de corridas de barquinhos movidos a controle remoto, inspiração do Luxemburgo de Paris ehehe.

Central Park onde comer
ouve jazz ao vivo

No inverno parte da água é retirada e com seu congelamento os barquinhos dão lugar a um rinque de patinação. A área tem um café (tivemos a sorte de música ao vivo na tarde em que estivemos lá) e no verão há contação de histórias perto da estátua de Hans Christian Andersen, o criador de O Patinho Feio, entre outras. A escultura de Alice é um “trepa-trepa” pois, diferente de outras esculturas, ali as crianças são convidadas a subir!

Alice no Central Park
Alice e Julia
ou o próprio criador!
Homenagem ao grande Hans Christian Andersen

Caminhando em direção Norte você vai cruzar com a Rua 79. Vire à esquerda e você sairá no Belvedere Castle, que em italiano significa vista bonita. O castelinho tem um mirante de onde se vê boa parte do parque e é ali que a temperatura da cidade é tirada.

central park castle nova iorque

Ali também fica o Great Lawn, o gramado que vira a praia dos nova-iorquinos no verão!

Nova Iorque Central Park gramado
The Great Lawn no verão de 1996

Como eu disse, eu tinha poucas horas. Se você quiser e puder, visite o website oficial do Central Park para se planejar e conhecer o parque por inteiro, pois tudo isso que eu falei é só a metade dele!

central park pontes nova iorque

Você pode fazer o percurso mais rapidamente se for de bicicleta, mas nem todos os pontos têm ciclovias. Se quiser mesmo assim, vá até a Columbus Circle (no lado Sudoeste do parque) ou ao restaurante Tavern on the Green, que fica dentro do parque na altura da rua W 67th.

Central Park em outubro

Maratona encerrada, me restava voltar e escolhi ir pela Quinta Avenida por se um caminho em linha reta. A calçada ainda abrigava as arquibancadas montadas para a parada do dia de Colombo, feriado americano. Encontrei minha família em frente à bilheteria do zoológico do Central Park (entre a East 66th e a 63rd). Conhecê-lo era desejo de minha filha, talvez pelo imaginário legado da animação Madagascar.

central park zoológico nova iorque

zoológico de nova iorque Central Park

Os leões marinhos são um espetáculo! Exibidos, barulhentos e engraçados sempre agradam a todos. Mas se quiser, pode vê-los à distância, sem pagar ingresso, como o pessoal ali da foto, no portão.zoológico de nova iorque Central Parkzoológico de nova iorque Central Park

Bem, se você me perguntar se vale a pena conhecer o zoo do Central Park, eu vou te dizer que não. E não é porque não tem Gloria, Alex ou Melman. É um zoo antigo, do tipo que tinha “vitrines” de animais. Com boa vontade e conhecimento, o zoo foi modernizado nos anos 1980 e hoje tem áreas mais amigáveis aos animais. Mas são poucos e como visitamos no outono e em dia de semana, algumas áreas estavam fechadas, então considere esses fatores em sua visita a NYC.

Além do Central Park Zoo, existe o Tisch Children’s Zoo, muito legal para crianças menores que vivem em cidade grande, pois há animais domésticos como cabras, ovelhas, uma vaca e porcos. Entre os dois, o relógio Delacorte, que a cada meia hora toca uma melodia. Os animais “dançam” a sua volta. Os macacos tocam o sino.

Zoo de Nova York
Zoo de Nova York

O ingresso dava direito a uma sessão de cinema 4D do filme Rio. Claro que fomos prestigiar! É um resumão da animação e conta a história toda em 15 ou 20 minutos, mas com direito a vento e água no rosto!

Zoo de Nova York

Zoo de Nova York

Deixamos o parque, meu marido seguiu para o hotel e nós meninas fomos para a Fao Schwarz buscar uma Elsa (se você não vive o universo infantil ou esteve congelado nosúltimos anos, saiba que Elsa é a “Rainha Gelada”, personagem de Frozen que canta Let it Go). Sobre a Fao, leia post Lojas de Brinquedo em NY -link abaixo). Voltamos ao hotel, pegamos a mala, dei uma última olhada no Central Park da janela do quarto para me despedir e tomamos um taxi para o Aeroporto La Guardia. Sobre o aeroporto La Guardia. Dicas no post com link logo abaixo.

E vamos que vamos, que tem viagem à Patagônia em breve!

Posts Relacionados (clique sobre cada título para ir ao respectivo post)

Nova Iorque: planejando sua viagem

NY em 5, 6, 7 dias

Roteiro New York: dia 1

Roteiro New York – dia 2: Upper West Side

Roteiro Nova Iorque – dia 3: Downtown

Roteiro Nova Iorque – dia 4

Roteiro NY – dia 5: Brooklyn Bridge e High Line Park

Outono e o Fall Foliage em NY

Atração turística em NY: lojas de brinquedos

Aeroporto La Guardia e Delta NY-SP NY

Anúncios

3 comentários sobre “Roteiro Nova Iorque – dia 6: Central Park e seu zoológico

  1. Meire outubro 14, 2015 / 6:47 pm

    Estou indo para NY em novembro e seu roteiro foi dos melhores e mais detalhados que li. Obrigada pela generosidade em compartilhar!

    Curtir

    • mulhercasadaviaja outubro 14, 2015 / 6:51 pm

      Obrigada Meire! Muito bom saber disso. Se vc ainda precisa reservar hotel, lembre-se que o blog tem parceria com o Booking e oferecemos desconto no seguro viagem para leitores. Tenha uma boa viagem!

      Curtir

Vamos trocar figurinhas! Deixe seu comentário ou dúvida:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.