Bate-voltas a partir de Munique

Munique é a capital do estado da Baviera, no sul da Alemanha, e porta de entrada que dá acesso a lugares incríveis: castelos e palácios, cidades históricas, lagos e montanhas alpinos. Neste post sugiro alguns bate-voltas a partir de Munique, mas que podem ser destinos a incluir em sua viagem à Alemanha ou Áustria, como fizemos.

roteiro Munique

Eu não gosto muito de bate-voltas e só os faço se não há outro jeito, tanto que consegui conhecer a maioria dos lugares sugeridos aqui sem fazer bate-voltas, mas traçando um roteiro circular chegando e partindo de Munique (leia o roteiro). Aliás, no post 15 Bate-voltas e viagens curtas a partir de Paris, eu listo as vantagens e desvantagens de bate-voltas, não copiei aqui pra não ficar repetitivo, então é só clicar no link acima. Mas como muita gente só tem esse outro jeito, organizei o post em duas categorias: lugares para conhecer até 100 km de distância de Munique e outra até 150km de distância da capital da Baviera.

Você consegue chegar a todos de transporte público, mas alguns têm acesso mais fácil sobre quatro rodas, e foi assim que viajamos pelo Sul da Alemanha, com breve passagem pela Áustria e Alsácia, região francesa com muitas características alemãs.

Se você for de carro, faça um orçamento no Rentcars, o site que usamos para alugar nosso carro, e leia as dicas sobre aluguel de carro, sinalização de trânsito, estradas e combustível, em Dirigindo na Alemanha. Se não tiver tempo agora, salve o pin abaixo no Pinterest pra voltar quando puder.

dirigir na Alemanha

Até 100 km de Munique

Schloss Herrenchiemsee
Herrenchiemsee é mais um palácio de Ludwig II e foi construído numa ilha do lago Chiemsee. Com inspiração no francês Versailles, seus jardins e salas douradas e espelhadas não vai decepcionar. Não o conhecemos, pois estava um dia horrível quando passamos pelo lago. Veja informações no site oficial.

Dachau Campo de Concentração
Apenas 28 km separam Munique do primeiro campo de concentração da Alemanha e que serviu de modelo para os demais. É uma visita sensível e muitos dizem necessária, mas eu já tive minha cota de mal estar em outros memoriais e minha sensibilidade aflora demais em locais assim, então prefiro não visitá-los. Quem esteve lá e deixou um relato e fotos tocantes foi o Robson do blog Um Viajante, aproveite suas dicas! Para saber como chegar e outras informações, visite o site oficial do Dachau.

Augsburg
Uma das maiores cidades da Rota Romântica Alemã e talvez a mais rica, Augsburg esbanja charme e num bate-volta é possível conhecê-la bem, principalmente porque fica a apenas 80 km de Munique. Leia sobre Augsburg e porque gostei tanto dela.

bate-voltas de Munique

Palácio de Linderhof
Delírio de Ludwig II, este palácio é pequeno mas seu interior guarda aquelas belezas inesquecíveis. Em um dia de sol, os jardins são  perfeitos para passeios e para fotografar, porque não faltam assuntos! Leia o post sobre o Palácio Linderhof, onde você encontra informações completas para sua visita.

Jardins de Castelos

Zugspitze e Garmisch-Partenkirchen
Nomes difíceis, né? Eu demorei muito pra aprender a pronunciar Garmisch-Partenkirchen, mas depois de conhecê-la eu nunca mais esquecerei do nome (a pronúncia continua pífia). Que cidade encantadora, cercada por montanhas de picos lindos, com casarões alpinos ou de pintura Lüftlmalerei, e uma cena gastronômica bem interessante, além de um comércio de invejar nossos shoppings. Quando publiquei este post ainda não havia escrito sobre Ga-Pa, então visite a página Alemanha para atualizações.

E é nesta cidade que se dá o acesso mais fácil ao pico mais alto da Alemanha, o Zugspitze. Chegamos lá às 16h e o último bondinho estava subindo, uma pena.

Resort esqui Alemanha

Oberammergau
Passamos algumas horas nesta cidade depois de conhecer o Linderhof e antes de ir a Ga-Pa. A 90 km de Munique, a vida parece seguir tranquila em meio a casas com afrescos no estilo Lüftlmalerei, característicos da Alta Baviera. 

Oberammergau

Aqui no blog você encontra dicas de como ir do aeroporto ao centro de Munique de trem, com um passo a passo para comprar o bilhete, além de sugestão de roteiro no centro e passeio no English Garden, o parque urbano de Munique. Todos os links estão na página-índice de Munique.

Até 150 km de Munique

Castelo de Harburgo
Seguindo a Rota Romântica ao Norte por 127 km você visitará esta joia autêntica medieval, tão relevante que ganhou um post só pra ele: Castelo de Harbugo, na Rota Romântica Alemã.

castelos perto de Munique

Donauwörth
Antes de Harburg, faça uma parada nesta cidadezinha, a apenas 116 km de Munique.

Alemanha cidades para visitar

Leia as dicas sobre Que Cidades Visitar na Rota Romântica Alemã

Berchtesgaden, Lagos Konigsee e Oberssee, Ninho da Águia
Apenas 150 km separam Berchesgaden de Munique, cidadezinha nos Alpes muito requisitada para conhecer os lagos Konigsee e Obersse. Mas me apaixonei mesmo foi pelos campos entre montanhas, me sentindo a própria Noviça Rebelde! 

Berchesgaden Alemanha
campos em  Berchesgaden
konigssee
O Konigsee

Se você tiver tempo, visite também o Ninho da Águia, casa no alto da montanha construída para Hitler e que hoje é ponto turístico. Não subimos até lá porque o tempo estava muito fechado, então optamos pelo passeio pelo lago Konigsee. 

Veja as dicas sobre a região no post Berchtesgaden e os Lagos Konigssee e Obersee

passeio barco lago Konigsee Alemanha

Fussen, Schwangau e os Castelos Neuschwanstein e HohenSchwangau
Talvez este seja o bate-volta mais batido (eita trocadilho) a partir de Munique, porque todo mundo quer conhecer o “Castelo da Cinderela” Neuschwanstein, que realmente é de fazer cair o queixo, mas não se limite a visitá-lo, apenas. A cidade de Fussen é uma gracinha e os arredores oferecem lagos e trilhas até o alto de montanhas que dão vistas para rei nenhum botar defeito.

Veja o relato de nossa visita ao Castelo Neuschwanstein e siga as dicas para um dia perfeito!

Neuschwanstein Fussen Rota Romântica
Neuschwanstein, o Castelo ‘da Cinderela’
de Munique a Fussen
centrinho de Fussen

Passamos duas noites em Schwangau, cidade quase anexa a Fussen, mais rural. Não visitamos o segundo castelo das redondezas, o Hohenschwangau, porque acabamos fazendo outros passeios próximos, como o Linderhof , o lago Plamsee e a ponte Highline 179.

lugares perto de Munique
Plamsee, no caminho entre Fussen e Linderhof

Highline 179 (Áustria)
Se você esticou até Fussen e sobrou tempo (viajar no verão é sempre legal porque há mais horas de sol por dia), que tal rodar mais 20 km para atravessar a segunda mais longa ponte suspensa do mundo? Eu adorei a experiência de balançar sobre a estrada 179, na Áustria, pertinho da fronteira com a Alemanha. Leia o post que escrevi a respeito da Highline 179, que fica ainda mais especial no outono.

bate-voltas de Munique e Fussen

Salzburgo (Áustria)
São 150 km e há bastante para ver, mas num bate-volta você consegue visitar a Fortaleza Hohensazburg, os jardins do palácio Mirabell, a bela catedral, a Mozartplatz (praça principal da cidade). Se puder, fique até o anoitecer, que a cidade parece se transformar: a iluminação dos paredões rochosos, as ruas de comércio, o rio, tudo fica ainda mais bonito. Quando publiquei este post, ainda não havia escrito sobre Salzburgo, mas confira na página-índice Áustria por atualizações.

Salzburgo. Foto da Secretaria de Turismo

Innsbruck (Áustria)
Ainda não foi desta vez que conheci Innsbruck, mas pelas imagens que vi posso dizer que a cidade é uma graça. Quem conta sobre a cidade é a Maitê, do Passaporte com Pimenta.

Veja aqui todos os bate-voltas a partir de Munique citados neste post:

 

o que fazer perto de Munique

 

Anúncios

21 comentários sobre “Bate-voltas a partir de Munique

  1. Tânia Maria Granzotto agosto 7, 2018 / 10:03 am

    Parabéns Márcia, amei tudo! Fiz um roteiro de mais ou menos 20 dias conjugando a Alemanha, Áustria e República Tcheca p setembro/2019, mas tô quase eliminando Praga e Viena para aproveitar mais essa região que você mostrou e fazer tudo de carro, dormindo em várias cidades pequenas, o que vc acha?

    Curtir

    • Marcia agosto 7, 2018 / 2:10 pm

      Oi, Tânia, obrigada pelo comentário. Nesta viagem nós fizemos Áustria, porque é bem próximo (mas não incluímos Viena) de Salzburgo e Hallstatt, a rota romântica e a Alsácia na França (https://mulhercasadaviaja.com/destinos/europa/franca/alsacia/) e foi uma viagem maravilhosa, não mudaria nada. Se eu tivesse 20 dias, teria incluído Bamberg, Heidelberg e Frankfurt.
      Agora, se você quiser mudar de ares (porque esta rota toda é muito parecida), aí pode optar por Viena e Praga, sim. Se seguir exatamente meu roteiro de 14 dias, te sobram 6 dias e dá pra ficar 3 noites em cada. Qualquer coisa, pode escrever de novo. Abraços e bom planejamento!

      Curtir

  2. Andrea fevereiro 24, 2018 / 10:00 am

    Que cidade mais linda, fala sério!!! Ainda não conheço mas está nos meus planos (e em breve). Adorei as dicas do que fazer nos arredores. Já anotei para incluir na minha visita. Parabéns pelo post.

    Curtido por 1 pessoa

  3. cris fevereiro 23, 2018 / 1:16 pm

    Eu também não gosto desse vai e vem mas, às vezes, é tão pertinho e vale tanto à pena que abro uma exceção! Você, por exemplo, conheceu lugares lindinhos! E o que são essas paisagens no caminho entre Fussen e Linderhof! Lindimais!

    Curtir

    • Marcia fevereiro 27, 2018 / 3:02 pm

      Com certeza, Cris, às vezes o bate-volta compensa, mas confesso que evito.

      Curtir

  4. Fabricio fevereiro 22, 2018 / 7:38 pm

    Eu morei em Frankfurt e conheço muito bem essa região como a palma da minha mão. Seu post está excelente, leitura obrigatória para quem for para a Bavária. Parabéns!

    Curtir

    • Marcia fevereiro 27, 2018 / 3:03 pm

      Que gostoso ouvir isso, Fabricio, obrigada. Mas mais gostoso deve ser ter vivido ali, como gostei dessa parte da Alemanha.

      Curtir

  5. Cristina fevereiro 21, 2018 / 2:02 pm

    Uau, post mega completo! Fiz alguns passeios a partir de Munique, mas infelizmente o tempo foi curto. Achei super interessante a região de Berchtesgaden, Lagos Konigsee e Oberssee, Ninho da Águia, que você mostrou! Dá próxima vez, ficarei muito mais. Obrigada pelas dicas!

    Curtir

    • Marcia fevereiro 27, 2018 / 3:05 pm

      Difícil eleger o melhor desta região, amei tudo o que vi e conheci. Obrigada pela visita e comentário, Cristina.

      Curtir

  6. Edson Jr fevereiro 20, 2018 / 5:52 am

    O sul da Alemanha é maravilhoso, né? Tanto lugar para conhecer e tanto lugar para voltar. :-O

    Curtir

    • Marcia fevereiro 27, 2018 / 3:05 pm

      Isso, voltar, Edson, vou ter que voltar um dia e espero que seja em breve!

      Curtido por 1 pessoa

  7. Angela Castanhel fevereiro 19, 2018 / 10:21 pm

    Também acho que o ideal é ficar mais de um dia nas cidades, mas nem sempre conseguimos né. Um dia pode fazer toda a diferença sim. Na última vez que eu fui na Alemanha, fiz muito bate e volta e valeu muito a pena

    Curtido por 1 pessoa

  8. brunabarbosa277065278 fevereiro 19, 2018 / 10:32 am

    Adorei o post! Guardei para quando fizer esse roteiro! Também não sou adepta do bate e volta, até porque, dormir nessas cidades menores costuma ser delicioso e muito mais vazio! Bjo!

    Curtir

    • Marcia fevereiro 27, 2018 / 3:08 pm

      Verdade, Bruna. As manhãs e finais de tarde são sempre os melhores horários, porque as hordas de turistas se foram. Isso vale pra tantos lugares da Europa…

      Curtir

  9. Ana fevereiro 19, 2018 / 9:29 am

    oi Márcia… eu também não gosto de bate/volta e os evito. Prefiro mesmo deixar de conhecer um lugar do que passar algumas poucas horas, mas às vezes um lugar comporta sim, algumas horinhas apenas. Caso, por exemplo, de Dachau, como você cita no texto.

    Visitei também o campo de concentração e passei um dia inteiro ali, saindo e voltando de Munique. Foi ótimo e para mim mais que suficiente.

    Contudo, eu conheço muitos viajantes que gostam muito de bate/volta, de passar apenas 1 dia em cada cidade, então este é um texto muito bem vindo! 🙂

    Em tempo: cada lugar lindo, maravilhoso você cita neste texto!!! 🙂

    Curtir

    • Marcia fevereiro 27, 2018 / 3:10 pm

      Ana, você precisa ir pra esta parte da Alemanha, a natureza é grandiosa e as cidades encantadoras. Fiquei pouco em cada lugar, mas não ficou a sensação de que devia ter ficado mais, não. E a gente sempre pode voltar um dia, não é?

      Curtir

Vamos trocar figurinhas! Deixe seu comentário ou dúvida:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.