Igreja Sainte Chapelle, a pérola de Paris

Sainte-Chapelle-Paris-inngresso

Capelas de castelos e palácios são sempre low profile mas muitas vezes guardam riquezas, tal qual uma concha guarda belas e delicadas pérolas. Assim é Sainte Chapelle (leia sant-shah-pel), a capela sagrada de Paris localizada no complexo do atual Palácio de Justiça na Ille de la Cité, a mesma ilha onde fica a Catedral de Paris, Notre Dame, onde a cidade começou. E é sobre esta pérola que escolhi falar nesta Blogagem Coletiva do 8on8, quando todo dia 8 publicamos 8 imagens sobre um assunto escolhido entre as blogueiras do grupo. Apesar de a ideia do projeto é que sejam posts fotográficos, não consigo me conter e acabo escrevendo um pouquinho, afinal, tenho certeza que os leitores esperam por um pouco de informação, também.

Tombada como Patrimônio Mundial pela Unesco, foi construída durante o reinado de Luís IX em apenas 2 anos, de 1246 a 1248, e segue o estilo gótico muito apreciado na época. O rei que posteriormente foi até canonizado, construiu a capela real para abrigar a suposta coroa de espinhos que teria sido usada por Jesus Cristo e um pedaço da cruz, que havia adquirido em 1239 do imperador bizantino Balduíno II. O custo escandaloso da aquisição rendeu a Paris o título de capital religiosa do Ocidente, e naquela época era tudo o que um reino poderia querer. As relíquias hoje se encontram no Tesouro da Notre Dame.

Quando fui a Paris pela primeira vez, acho que ainda não existiam blogs de viagem e foi uma tia que me disse que eu não deveria deixar de visitar a Sainte Chapelle. Chegando em Paris, guia na mão, estranhei a localização escondida e a entrada controlada por raio X, mas assim que entrei no térreo da capela entendi o porquê da indicação, pois fui imediatamente transportada à Idade Média, lembrando-me dos contos do Rei Arthur, sir Lancelot e Guinevere (sei que são ingleses, mas minha educação formal careceu de cultura francesa, excusez moi).

Igrejas_Paris_Sainte-chapelle

A capela inferior era usada por servos e pessoas comuns e suas colunas estão um pouco desgastadas, precisando de restauração. Ali você encontra algumas banquinhas onde pode comprar souvenires e estranhei isso e o fato de a capela estar despida de bancos, órgão, altar. Depois descobri que durante a Revolução Francesa muitos objetos da Sainte Chapelle foram roubados ou destruídos.

Paris_lugares-imiperdíveis
Teto da capela inferior

Passei um tempo considerável no térreo, achando que aquela era a capela quando notei as pessoas subindo uma claustrofóbica escada em espiral próxima à porta de entrada, por onde também fomos e voilà! O que senti é indescritível, mas vou tentar: a sensação é de se estar num lugar sagrado, mesmo, e raramente sinto isto em lugares feitos pelo homem, não sei se pela majestade dos 600 metros quadrados de vitrais, pela luz que os atravessa e banha o espaço do pé direito de 15 metros. Não sei. Mas é literalmente de arrepiar e nas duas vezes em que estive na Sante Chapelle me emocionei a ponto de chorar.

Paris melhores igrejas

Dois terços dos vitrais que contam a historia completa do Velho Testamento são originais do século 13, o que é incrível considerando que Paris passou por uma enchente que danificou consideravelmente a Sainte Chapelle e por várias revoluções e guerras. Aliás, os painéis foram removidos durante a Segunda Guerra Mundial para preservá-los.

Mais recentemente, os vitrais passaram por uma restauração com tecnologia do século 21, para comemorar o aniversário do rei Luís IX. Os painéis foram desmontados e limpados a laser e tiveram seu exterior revestido com outra camada de vidro para protegê-los da poluição sem que tivessem a aparência alterada. Mas eu bem senti uma diferença entre a primeira visita e a última, do lado de fora, ao menos. igrejas_mais_lindas_Paris

Os arcos do teto, característicos do gótico, além de adornar a capela, são um truque arquitetônico que permitem um número reduzido de colunas, o que contribuiu para a elegância da Sainte Chapelle. Enquanto na capela inferior flores de lis decoram o teto, aqui são estrelas douradas, simbolizando talvez o Paraíso.

que_igrejas_visitar_Paris
Teto da capela real

Afixadas às doze colunas da capela, encontram-se esculturas dos doze apóstolos, representando os pilares da Igreja. Seis deles são os originais restaurados em 1840 e os demais estão no Museu Cluny por estarem muito danificados. Estudos de 2017 feitos por uma equipe de cientistas franceses revelam que as cores originais das estátuas dos apóstolos do século 13 são muito diferentes das que vemos hoje e esperam ter as estátuas restauradas com fidelidade até 2020 e então expostas no Cluny, o Museu de Arte Medieval de Paris.

França_igrejas_paris_Sainet-Chapelle
um dos apóstolos na capela real
Paris_dicas_viagem
Detalhe da rosácea da capela real

Se você puder escolher um horário para visitar a capela, prefira o final da tarde de um dia ensolarado, quando os raios entram pela rosácea que conta a historia do apocalipse. A janela com 86 painéis foi um presente do rei Carlos VIII em 1485.

Informações práticas
Endereço: 8, Boulevard du Palais (linha 4, estação Citè)
Horário: 9h-17h (até as 19h de abril a setembro) Fecha em 1 de janeiro, 1 de maio e 25 de dezembro
Ingressos: podem ser adquiridos no local (com possibilidade de filas) ou antecipadamente online ao custo de €$10. Se você comprar no site oficial ou com nosso parceiro Tiqets, o valor será o mesmo, mas o blog recebe uma pequena comissão. Veja também a opção de compra casada de Sainte Chapelle & Conciergerie por €$15.
App: baixe o aplicativo Vitraux Sainte-Chapelle (só encontrei em francês) gratuitamente e leia as historias contidas nos 1.113 vitrais da capela.
Concertos na Sainte Chapelle: Se estar na Sainte Chapelle já é emocionante, imagine participar de um dos 100 concertos anuais que acontecem lá! Só encontrei ingressos no site da classictic, que não conheço.

Comparei a Sainte Chapelle a uma pérola por ela estar escondida entre edifícios governamentais, fazendo companhia a seu contemporâneo Conciergerie, mas tenho certeza que ainda está para ser descoberta uma pedra preciosa que esteja à altura da comparação a esta obra prima medieval. Na minha opinião, a igreja mais tudo de Paris. Au revoir!

Participaram desta blogagem coletiva do 8on8 os blogs:

Let’s Fly Away: [8 on ] 8 igrejas imperdíveis na Itália

Turistando.in: 8on8 – 8 igrejas na Itália que você precisa conhecer

O Berço do Mundo [8 on] 8 Igrejas para conhecer em Braga

Quarto de viagem [8on8] – Igrejas pelo mundo

Anúncios

23 comentários sobre “Igreja Sainte Chapelle, a pérola de Paris

  1. Catarina Leonardo abril 16, 2018 / 11:42 am

    Conheço muito mal Paris, por isso não fui a essa Igreja. Se lá voltar parece ser obrigatório visitar Sainte Chapelle. Gostei 🙂

    Curtido por 1 pessoa

    • Paulo julho 18, 2018 / 8:25 pm

      Olá Márcia, Saints Chapelle está no meu roteiro, olhando pelo mapa da cidade, não consigo visualizar onde está a porta de entrada da igreja, mas, isso não vai ser problema não é? Adorei sua postagem. Obrigado

      Curtir

      • Marcia julho 19, 2018 / 8:20 am

        Oi, Paulo, obrigada pelo feedback. Você não visualiza provavelmente porque está esperando ver a fachada da igreja, mas como a S Chapelle era a capela do palácio real, que hoje é o da Justiça, fica meio escondida e a entrada confunde mesmo, porque nada se parece com a de uma igreja. Veja no Google: um portão preto com detalhes dourados que dá para um patio, e ao fundo um edifício de colunas com escadaria. É ali a entrada. A capela fica à esquerda deste edifício. Abraços

        Curtir

  2. Edson Jr abril 16, 2018 / 5:20 am

    Que vitrais maravilhosos, Marcia. Que coisa mais linda, não lembro se eu já visitei… rs… preciso voltar para ter certeza 🙂

    Curtir

    • Marcia abril 16, 2018 / 1:21 pm

      Desconfio que não tenha ido, Edson, acho que você se lembraria. Mas temos sempre uma boa desculpa pra voltar a Paris!

      Curtido por 1 pessoa

  3. Katarina Holanda abril 10, 2018 / 1:06 pm

    Que linda!! Amo vitrais e esses tetos das capelas inferior e real são muito lindos, é difícil ver igrejas com essas cores. Fascinante!

    Curtir

    • Marcia abril 11, 2018 / 11:35 pm

      Palavra exata, Katarina, esta capela é fascinante!

      Curtir

  4. Adriana Magalhães abril 10, 2018 / 10:42 am

    que MA-RA-VI-LHA!! Eu li o livro Pilares da Terra, do Ken Follet, e depois disso fiquei apaixonada por catedrais góticas! Tenho que conhecer essa beleza!

    Curtir

    • Marcia abril 11, 2018 / 11:35 pm

      E eu tenho que ler os Pilares da Terra. Abraços

      Curtir

  5. Ruthia abril 9, 2018 / 10:52 am

    Fiquei apaixonada por esta Sainte Chapelle, que momentos de extâse deve ter vivido ali. Apreciei bastabte o enquadramento histórico, acho que faz mais sentido do que fazer uma lista, colocar 8 fotos e pronto. Aliás, escrevi uma introdução longuíssima no meu post…

    P.S. a minha educação formal e informal também são mais anglófonas.

    Curtir

    • Marcia abril 11, 2018 / 11:40 pm

      Eu estava devendo este post há tempo, foi uma boa oportunidade para escrever sobre esta capela. Não sei se êxtase, mas emoção de arrepiar a pele, sabe? abraços e obrigada pelo comentário.

      Curtir

  6. Flávia abril 9, 2018 / 9:38 am

    que igreja incrível, cada detalhe é fantástico, a última foto me tocou profundamente, quantos detalhes. Já está anotada pra uma próxima visita a Paris.

    Curtir

    • Marcia abril 11, 2018 / 11:45 pm

      Vá, sim, Flávia, tenho certeza que você também vai se emocionar lá.

      Curtir

  7. Marcia abril 8, 2018 / 4:42 pm

    PONTO P VC, QUE LINDA ESTA IGREJA….JA ESTA NA MINHA LISTA

    Curtir

    • Marcia abril 11, 2018 / 11:49 pm

      Ponto pra Paris, Marcia! Vá, sim, ela merece tanto quanto a catedral e a basílica, tão visitadas pelos turistas.

      Curtir

  8. Juliana Moreti abril 8, 2018 / 2:10 pm

    Que linda!!!!!! Me arrependo amargamente de não ter conhecido esta igreja! Algumas pessoas me aconselharam, passamos acho que 2x na frente, mas como estava fechada, me esqueci de voltar!
    😦

    Curtir

    • Marcia abril 11, 2018 / 11:48 pm

      Nossa, isso acontece muito comigo! Mas ela continua lá, firme e forte e um dia você volta!

      Curtir

      • Juliana Moreti abril 12, 2018 / 8:23 am

        Eu imagino que um dia eu retorne para Paris, mas é uma cidade que, apesar de linda, me traz algumas amargas lembranças….
        rsrsrsrs

        Curtido por 1 pessoa

  9. Lulu Freitas abril 8, 2018 / 12:45 pm

    Que linda!!!!! Em julho vou a Paris e está na minha lista. Os vitrais são maravilhosos. Tenho certeza que vou me apaixonar ao ver ao vivo. 🙂

    Curtir

    • Marcia abril 11, 2018 / 11:48 pm

      Eu também tenho certeza que você vai se apaixonar. Que delícia, boa Paris pra você!

      Curtir

Vamos trocar figurinhas! Deixe seu comentário ou dúvida:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.