Como emitir a Permissão Internacional para Dirigir (PID)

A PID é um documento emitido pelo Detran de cada estado para turistas brasileiros que desejam dirigir no exterior, segundo a legislação nacional e a Convenção de Viena de 8 de novembro de 1968. O tema sempre gera controvérsias, então veja informações a respeito e como emitir a Permissão Internacional para Dirigir.

dirigir no exterior
Pelas estradas do Alasca

Em 2017 o Denatran modificou o formato da PID e eu escrevi um post a respeito, o Dirigir no Exterior: Alterações na PID. Volto agora ao assunto porque decidimos emitir o tal documento para nossa próxima viagem e principalmente para explicar o porquê, uma vez que eu sempre disse que nunca nos foi solicitada a PID nas viagens em que alugamos carro nos Estados Unidos, Canadá, França, Alemanha, Chile, Argentina, Itália.

Acontece que um primo foi à Itália e na hora de retirar o carro reservado no aeroporto Fiumicino ele foi barrado por não ter a PID. Sua sorte foi que tinha alugado o carro com a Rentcars, que ao ser notificada do ocorrido reembolsou o valor cobrando dele apenas 1 das diárias. Diante disso, Álvaro achou que valia a pena – ou a taxa salgada – emitir a PID. Depois de uma semana ela chegou pelos Correios. Depois eu conto se ela foi solicitada ou não, mas eu duvido que vão pedir na locadora. Já fomos até parados pela polícia em Key West, Flórida, e o policial aceitou a habilitação nacional. Mas.. you’d better be safe than sorry.

carteira habilitação internacional
Pelas ruas de São Francisco

Como emitir a PID

Antes de solicitar sua PID leia os itens ‘validade da PID’ e ‘Quais países aceitam a PID’.

Entre no site do Detran de seu estado para solicitar sua Permissão Internacional para Dirigir. Em São Paulo, alternativamente, há vários postos de atendimento físico, como os Poupatempo, então imagino que em outras cidades também haja. Caso não haja atendimento online no seu estado, procure a unidade do Detran mais próxima.

Que documentos são exigidos para a PID

É preciso ter a habilitação para dirigir nacional com a categoria equivalente ao veículo que será alugado no exterior e ela precisa estar em bom estado.

dirigir na Alemanha
pelas estradas entre Áustria e Alemanha

Qual o custo para emitir a PID

Cada estado tem uma taxa diferente. Em São Paulo é de R$ 291,83 e é possível receber a PID pelos Correios, mediante pagamento da taxa de R$11.

dirigindo exterior
cruzando os Andes

Como é a PID

A PID é uma caderneta de papel. Na primeira folha tem um selo colado do Ministério das Cidades, com o número da PID, sua validade e data de missão, e número da CNH. As páginas seguintes são de igual teor (foto abaixo), mudando apenas as línguas, que são Português, Espanhol, Inglês, Alemão, Russo, Árabe, Francês, e duas línguas orientais, que imagino serem Coreano e a outra me disseram ser Chinês. Agora me explica: se a China não aceita a PID, pra que ter esta língua?!

Na última folha tem a identificação com foto do condutor e a/s categoria/s que está autorizado a dirigir.

Validade da PID

A validade da PID é a mesma da sua Carteira de Habilitação nacional ou 3 anos, o que ocorrer primeiro. Por isso, se sua habilitação estiver próxima do vencimento, melhor aguardar a renovação, se possível.

em Siena, mas de brincadeirinha!

Quais países aceitam a PID

A Permissão Internacional para Dirigir tem que ser aceita nos 100 países signatários da Convenção de Viena firmada em 1968. Confira a lista:

África do Sul, Albânia, Alemanha, Angola, Argélia, Argentina, Austrália, Áustria, Azerbaidjão, Bahamas, Barein, Belarus (Bielo-Rússia), Bélgica, Bolívia, Bósnia-Herzegóvina, Bulgária, Cabo Verde, Cazaquistão, Chile, Cingapura, Colômbia, Coréia do Sul, Costa do Marfim, Costa Rica, Croácia, Cuba, Dinamarca, El Salvador, Equador, Eslováquia, Eslovênia, Estados Unidos, Estônia, Federação Russa, Filipinas, Finlândia, França, Gabão, Gana, Geórgia, Grécia, Guatemala, Guiana, Guiné-Bissau, Haiti, Holanda, Honduras, Hungria, Indonésia, Irã, Israel, Itália, Kuweit, Letônia, Líbia, Lituânia, Luxemburgo, Macedônia, Marrocos, México, Moldávia, Mônaco, Mongólia, Namíbia, Nicarágua, Níger, Noruega, Nova Zelândia, Panamá, Paquistão, Paraguai, Peru, Polônia, Portugal, Reino Unido (Inglaterra, Irlanda do Norte, Escócia e País de Gales), República Centro – Africana, República Democrática do Congo, República Checa, República Dominicana, Romênia, San Marino, São Tomé e Príncipe, Seichelles, Senegal, Sérvia e Montenegro, Suécia, Suíça, Tadjiquistão, Tunísia, Turcomenistão, Ucrânia, Uruguai, Uzbequistão, Venezuela e Zimbábue.

Se você gostou das dicas do Mulher Casada Viaja, saiba que, ao clicar sobre os links do Booking.com e da Rentcars para fazer suas reservas de hotel, apartamento, B&B e carro, você estará contribuindo para a manutenção do blog e consequentemente para que as dicas continuem chegando gratuitamente a quem busca inspiração e informação de qualidade. E o melhor: sem gastar nada a mais por isso, pode conferir.

E você, já tem ou vai emitir sua Permissão Internacional para Dirigir? Me conta aí nos comentários se alguma vez ela te foi solicitada.

Anúncios

9 comentários sobre “Como emitir a Permissão Internacional para Dirigir (PID)

  1. Sabrina Kelly Coelho 8 de março de 2019 / 9:16 am

    Boaaa, muita gente pergunta sobre isso. Em Portugal não é obrigatório ter a PID, eu conduzia aqui no tempo de turista com a carteira normal. Não sei nos outros países. O tempo máximo de turista, no caso os 90 dias, você pode dirigir normal sem a PID. Mas nunca se sabe né?

    Beijos

    Curtir

    • Marcia 17 de março de 2019 / 1:29 am

      Como eu disse, eu sempre aluguei carros sem a PID, em vários países, mas…

      Curtir

  2. Cynara Vianna 7 de março de 2019 / 10:17 am

    Ricardo e eu emitimos nossa PID mas até agora não fomos abordados para mostrá-la. Levamos para a Europa e EUA, a de Ricardo venceu recentemente e a minha ainda não, ele vai renovar a dele e é um documento que levamos sempre em viagens para não termos uma surpresa como a do seu primo :).

    Curtir

    • Marcia 7 de março de 2019 / 1:14 pm

      Pois é, já dirigimos tanto e nunca pediram. Nem quando a polícia nos parou. Vai entender…

      Curtir

  3. Nati 7 de março de 2019 / 1:15 am

    Esse poat caiu como uma luva. Tava lesquisando sobre isso esses dias mesmo! Pena que a taxa é tão salgada, ne? Mas com ctza vale a pena.

    Curtir

    • Marcia 7 de março de 2019 / 1:15 pm

      Eu acho um abuso o custo. Que bom que o post te foi útil.

      Curtir

  4. Ruthia 6 de março de 2019 / 2:33 pm

    Tratei da carta internacional quando morei no Brasil. Se me quiser enviar a página, eu confirmo se é chinês. De destacar que outros países orientais usam ou entendem os caracteres do mandarim….

    Curtir

    • Marcia 7 de março de 2019 / 1:18 pm

      Mistério, Ruthia, porque não há países orientais signatários deste tratado. Talvez o mandarim esteja presente na PID porque é uma língua falada por muita gente em todo o mundo…

      Curtir

Vamos trocar figurinhas! Deixe seu comentário ou dúvida:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.