Bariloche: roteiro de inverno

Pela visão brasileira, Bariloche é sinônimo de inverno, mas a alta temporada rola também no verão. Por isso o título roteiro de inverno. No verão as atividades são diferentes, pois incluem caminhadas e excluem brincadeiras na neve. E a paisagem muda conforme a estação, claro. No outono, os álamos tingem de dourado os lagos à beira dos quais estão plantados, criando um efeito ainda mais encantador e as árvores da base de montanhas, ou cerros, como eles dizem lá, ficam ferrugem. E a luz do outono, sempre tão especial…

Pois bem, segue o meu roteiro de 15 dias em Bariloche. Não, não foi muito tempo. Há anos não fazíamos uma slow travel, pra falar a verdade, acho que nunca tínhamos feito. Bariloche é perfeita para repor as energias: o sol surge depois das 9h, chove bastante e o frio te convida a ficar em frente à lareira olhando a neve lá fora. OK, isso só aconteceu porque eu tinha 15 dias, senão teria sido uma corrida contra o calendário, como sempre é. E nem falei da boa carne e do vinho mais acessível do que cerveja. E não há barreira de língua: a gente entende o espanhol e eles entendem nosso português, olha que coisa boa.

Não deixe de ler os outros posts com dicas práticas de Bariloche e Cerro Catedral, bem como o relato de cada um dos passeios. Os links estão no final deste post.

Roteiro

Segue meu roteiro de 25 de junho a 10 de julho, para você se planejar antes de ir a Bariloche e sugiro outras atividades que não fiz por preguiça ou porque estava gostando de “brincar de casinha” no apart-hotel em Cerro Catedral. Sem culpa.

Dia 1: viagem e chegada. Reconhecimento da Villa Cerro Catedral (nos hospedamos lá). Leia-se: ‘à procura de um restaurante aberto’.

Aeroporto de Bariloche
O aeroporto de Bariloche


Dia 2: dormimos bastante para compensar o alarme do relógio às 3 da manhã do dia anterior, descemos a cerrinha para o centro de Bariloche, caminhamos pelo Centro Cívico, lojas da Mitre e da San Martin e pegamos nossos vouchers na agência Turisur, pois no dia seguinte começariam as excursões lacustres.  

Centro Cívico e o Lago Nahuel Huapi
Centro Cívico e o Lago Nahuel Huapi


Dia 3: excursão de dia inteiro: navegação no Nahuel Huapi para Puerto Blest, Lago Frias e Cascata Los Cantaros.

Puerto Blest
Puerto Blest


Dia 4: excursão de dia inteiro: Cerro Tronador.

Ilha Piuqué Huapi, na excursão Cerro Tronador
Ilha Piuqué Huapi, na excursão Cerro Tronador


Dia 5: excursão à tarde: navegação no Nahuel Huapi para Isla Victoria e Bosque Arrayanes.

Vista do Mirante no Bosque de Arrayanes
Vista do Mirante no Bosque de Arrayanes


Dia 6: Ficamos na Villa Catedral e à noite jantamos no centro.

A avenida principal da Villa Catedral
A avenida principal da Villa Catedral


Dia 7: Nevou de madrugada e choveu a maior parte do dia. Acordamos tarde, almoçamos no centro, visitamos o Museu do Chocolate, passeamos no centro e jantamos no apart-hotel.

Capela São Eduardo
Capela São Eduardo

Dia 8: Passeio na Capela Santo Eduardo e no Hotel Llao Llao. À tarde subimos o Cerro Catedral
esqui em Bariloche

Dia 9: Cruce Andino: um dia inteiro de passeio por lagos e montanhas, cruzando os Andes.

Uma das cenas do Cruce Andino
Uma das cenas do Cruce Andino

Dia 10: Puerto Varas: enquanto não choveu, conheci a cidade e observei as nuvens e o vulcão Osorno brincarem de esconde-esconde. Depois assisti à final da Copa América 2015 no hotel, com os chilenos. Deu Chile.

Osorno: vulcão adormecido em Puerto Varas
Osorno: vulcão adormecido em Puerto Varas

Dia 11: Cruce Andino (retorno a Bariloche). Retirada do carro alugado.

20150705-IMG_0125
Quando o guia disse que temos belas praias no Brasil, mas não nessa cor, eu perguntei se ele conhecia Ilha Grande…

Dia 12: Dia de conhecer o sanatório, quer dizer, o hospital de Bariloche: estava com infecção urinária. Aproveitei pra ficar de molho por causa da torção no pé esquerdo quando caí na escada de um dos barcos do Cruce Andino. Não achei benzedeira em Bariloche (rsrsrs), mas por falar nisso, tem um tipo de loja que não é comum por aqui: santeria, que vende imagens, velas, crucifixos, terços… Fizemos compras no supermercado e à noite recebemos, para uma noite de vinho, pães e queijos, os proprietários do apart-hotel e a família do sobrinho do meu marido que estava em Bariloche.

Dia 13: Circuito Chico. À noite jantamos com um casal que conheci no Chile.

20150706-IMG_0255
Dia 14: Day trip a Vila la Angostura debaixo de chuva. À noite a família se reuniu no hotel onde estavam os sobrinhos.

Villa la Angostura
Uma das paisagens a caminho de Vila La Angostura

Dia 15: Nevou bastante e subimos o Cerro Catedral mais uma vez. À noitinha, cervejaria com a família.

20150709-IMG-20150709-WA0008
Gorro inspirado no filme Fargo

Dia 16: devolução do carro no aeroporto de Bariloche e viagem de volta ao Brasil.

⛄  ⛄ ⛄ ⛄ ⛄ ⛄ ⛄ ⛄ ⛄ ⛄ ⛄ ⛄

O que você pode incluir em seu roteiro que até entrou no meu, mas saiu de fininho:

  • Cerro Otto: subir ao topo, avistar o entorno e comer na confeitaria giratória que tem láCerro Otto
  • Cerro Campanario: Outra montanha que tem ascensão e faz parte do Circuito Chico

20150706-IMG_0316

  • Piedras Blancas: Além das brincadeiras na neve, tem um centro de esqui para iniciantes
  • Tomar um chá da tarde no Hotel Llao Llao

    20150702-LrMobile0207-2015-1229127747433819569
    panorâmica do salão de chá do Llao Llao
  • Subir o Cerro Bayo, em Villa La Angostura, para esquiar ou brincar na neve
  • Circuito Grande: Não o fiz por completo porque quando fomos a Villa la Angostura (dia 14), a primeira parada, choveu muito, então decidimos voltar a Bariloche.
  • Esticar até San Martin de Los Andes

Você não me perguntou, mas vou falar: se eu tivesse que escolher apenas uma atividade em Bariloche… ia ser dureza! Duas fica mais fácil: subir o Cerro Catedral e fazer o Cruce Andino.

⛄  ⛄ ⛄ ⛄ ⛄ ⛄ ⛄ ⛄ ⛄ ⛄ ⛄ ⛄

Links para posts relacionados a Bariloche (clique sobre o título para saber mais sobre a região)

– Bariloche: Passeios e Checklist
– Cabaña del Lago: um refúgio em Puerto Varas, Chile
– Puerto Blest e Los Cantaros: O Melhor passeio de Bariloche
– Isla Victoria e Bosque de Arrayanes: Natureza e História em Bariloche
 Primeiro Encontro com Bariloche

– Cerro Catedral: um templo para brincar em Bariloche
Roupa de Neve ou para Temperaturas Negativas
– Bariloche: Guia para Planejar sua Viagem
Cruce Andino: de Bariloche a Puerto Varas
– Cerro Tronador: Lagos, Geleiras e Vulcão em Bariloche

Em breve:
Bariloche: restaurantes e supermercados
Troquei de Casa! Bariloche, Fui!
Vila la Angostura
Hotel Llao Llao
Puerto Varas: o que fazer

Vai programar sua viagem a Bariloche? Pesquise seu hotel pelo site Booking.com, o mesmo que utilizo para fazer as minhas viagens. Leia as avaliações de hóspedes, veja as fotos do quarto e do hotel, a localização e faça sua reserva clicando aqui.

O blog também te ajuda com o seguro viagem, que inclui desde problemas de saúde a extravio de bagagem. Temos parceria com a Mondial Assistance, que oferece 15% de desconto para os leitores do Mulher Casada Viaja. É só clicar aqui e fazer seu orçamento para uma viagem tranquila e segura. O código para fazer valer o desconto é atualizado nesta página do blog.

Anúncios