Salem, Massachusetts, capital do Halloween

Sale massachusetts

Salem fica a 25 km de Boston, a capital de Massachusetts. Não fosse a caça às bruxas que aconteceu no século 17, seria mais uma cidadezinha fofa para se visitar. E talvez não tivesse recebido 1.9 milhões de turistas em 2021! Veja o que fazer em Salem e sua ligação com as bruxas, que deu a ela o apelido de capital do Halloween – o ano todo.

Os 43 mil habitantes de Salem nunca viram um movimento de turistas como tem sido em 2022 e os números continuam sendo contabilizados. Eu também não esperava isso, afinal tinha lido vários blogs de viagem antes de decidir ir a Salem, e nenhum compartilhava o movimento de turistas que vi, quase mais gente do que na capital de Massachusetts.

Talvez pelo retorno à liberdade pós Covid-19, talvez porque estivemos em Salem no dia seguinte em que a adminstração da cidade, em conjunto com a Disney, exibiu Hocus Pokus 2 (Abracadabra 2, aqui no Brasil) na praça Salem Common. Não sei se as pessoas aproveitaram para emendar a segunda-feira ou se ainda teria algum evento naquele 3 de outubro, mas tinha muita gente em Salem! Junte num caldeirão o cansaço acumulado de uma viagem de 10 dias e minha intolerância para multidões e adicione atrações estilo pega-turista. Misture e da fumaça surgirá vontade de sair loga dali. Uma pena, justo eu que curto tanto Halloween.

Para começar, não havia onde estacionar. Todas as vagas nas ruas estavam reservadas aos residentes, talvez uma maneira de apaziguar os inconvenientes causados pelo evento. Deixamos o carro a 15 minutos de caminhada do centro, pois os poucos estacionamentos pagos estavam lotados.

Nas semanas seguintes, as multidões aumentaram. No dia 15, Sábado, 101 mil pessoas estiveram em Salem, mais do que o dobro da população inteira, concentrada no pequeno centro. Mas se você quer conhecer Salem num dia comum, não se impressione por estes comentários, deve ser mais tranquilo, principalmente se não for outubro.

salem massachusetts
um das muitas atrações pega-turista de Salem

Encontre na página Nova Inglaterra dicas de Boston, Newport, de pontes cobertas e cidadezinhas de Vermont e New Hampshire no Outono.

O que fazer em Salem

A cidade é bem sinalizada e tem placas indicando as atrações. Também é bem fácil caminhar, pois Salem é plana e o centrinho histórico tem calçamento de tijolos vermelhos. E para ver os principais pontos turísticos, é só seguir uma faixa amarela contínua pintada na calçada (a foto acima mostra uma, à esquerda), a Salem Heritage Trail. Desde a estação de trem você já a encontra.

Compras

Se você curte o tema bruxaria, vai se esbaldar com as lojas de roupas, livrarias e artigos diversos de Salem. A maioria é minúscula, e com tanta gente é difícil até se movimentar.

salem massachusetts

Na Essex St tem uma loja para quem curte o jogo de tabuleiro ouija, ou como conhecemos aqui no Brasil, brincadeira do copo. A ideia é a mesma: tentar se comunicar com os espíritos. E se você é ‘da área’, com certeza sabe mais do que eu o que encontrar em Salem!

Nós começamos o roteiro no centro de Salem pela Liberty Street, onde fica o segundo Cemitério mais antigo dos Estados Unidos, conhecido como Old Burying Point (ponto antigo de enterros). Ao lado fica o memorial criado em 1992 que consiste em 20 pedras granito onde estão inscritos os nomes e data de morte das vítimas da Caça às Bruxas de Salem. Foi lá que descobri que nem todos foram enforcados, um deles havia sido morto por esticamento, durante a tortura. Na calçada, inscrições como “Oh, Deus, me ajude” e “Deus sabe que sou inocente.”

A casa ao lado do cemitério é um minúsculo museu gratuito, o Charter Street Cemetey Welcome Center. Construída em 1770, foi moradia de Dr Nathaniel Peabody nos anos 1830’s e chamada de Grimshawe House por ter sido usada como palco do romance Dr. Grimshawe’s Secret, de Nathaniel Hawthorne. Nos destaques dos Stories do Instagram tem video meu caminhando por ali. É interessante entrar para ver a arquitetura, a simplicidade da vida na Salem do século 18.

salem massachusetts

A rua paralela à Charter é a Essex, onde fica o Peabody Essex Museum. O contraste de gente nas lojinhas e atrações de bruxaria com o vazio do museu de arte de Salem é de chorar. O PEM é conhecido pela vasta coleção de objetos e arte chinesa, coreana, africana, da Índia e Oceania, algo a que não temos acesso todo dia. Uma casa inteira chinesa do século 18 foi reconstruída no Peabody Essex Museum.

salem massachusetts

Os tijolos vermelhos característicos de Massachusetts em Salem também marcam presença nas construções do centrinho. Na Front St você verá muitos predinhos assim, como a antiga prefeitura, em frente ao Salem Farmer’s Market – que funciona às quintas-feiras.

salem massachusetts

A House of the Seven Gables (Turner St) é atração histórica e arquitetônica de Salem, uma das mais antigas casas de madeira da América do Norte. Junto a ela fica a casa onde nasceu Nathaniel Hawthorne, o autor de A Letra Escarlate. Também transformada em museu, exibe a arquitetura e decoração dos séculos 17 e 18 e uma vista linda para o porto de Salem.

salem massachusetts
Crédito: Wikimedia Commons

O fundador de Salem e de outras cidades de Massachusetts, Roger Conant, pode muito bem passar por um bruxo, mas lembre-se de que era assim que se vestiam os pilgrims, primeiros habitantes dos Estados Unidos. A estátua fica na Bronwn St, em frente ao Museu das Bruxas de Salem, talvez o único museu de bruxas que valha a visita.

Os ingressos são vendidos online apenas. Adultos pagam $16,50 e crianças e idosos acima de 62, $15. Se tiver que escolher entre as atrações pagas de Salem, escolha esta.

Porto e Marina de Salem

Esta região parece ser bem gostosa no verão, não só para passeios de barco, mas pelas lojas e restaurantes locais. Nos refugiamos das multidões ali, as lojinhas etavam bem vazias, mas o vento nos afugentou e logo estávamos de volta ao carro. Como ainda não tínhamos comido hotdog nesta viagem, dispensamos os restaurantes e almoçamos no Boston Hotdog Co. (60 Washington St).

Além disso, esta área é um sítio tomabado em 1938, o primeiro do gênero nos Estados Unidos, envolvendo construções e embarcações históricas. O ingreso é gratuito, mas passe no Salem Armory Visitor Center (2 New Liberty Street) para informações.

Antes de partir, registrei fotinho com a primeira feiticeira de nossas vidas. Ah, como eu queria mexer o nariz e ter um post protinho, fotos editadas, tudo divulgado nas redes sociais…

salem massachusetts

Para descansar, não deixe de ir ao parque principal da cidade, o Salem Common. Não sei se em toda Massachusetts são assim chamados, mas na capital tem o Boston Common, também.

Vale a pena caminhar fora do circuito da linha amarela e explorar a vizinhança em outubro, quando as casas ou estão decoradas com o tema outono ou o tema Halloween. E por ter algumas casas bem antigas, qualquer casa de Salem pode se parecer com uma casa assombrada.

salem massachusetts

Walking tour Hocus Pocus (Abracadabra)

Se você é fã de Abracadabra, deve saber que muitas cenas do filme da Disney foram feitas em Salem. Este tour da Viator te leva às 5 locações do filme Hocus Pocus em Salem.

Um lugar que eu gostaria de ter visitado, mas que não abre às segundas, dia em que estivemos lá, é o Salem Pioneer Village in 1630, um museu a céu aberto construído em 1930 para marcar o terceiro centenário de Massachusetts, recriando a vila do século 17.

Vale a pena ir a Salem?

O que senti em Salem é que tem tanta atração pega-turista que fica difícil ter vontade de entrar em qualquer uma delas. A cidade vive do turismo da bruxaria e assumiu até em órgão oficiais: carros da polícia têm bruxas no logotipo e uma das escolas é conhecida como Witchcraft Heights. Eu não voltaria a Salem, mas não posso dizer que me arrependi de ter ido. E é aquela máxima: se está ali perto em Massachusetts, por que não ir a Salem?

salem massachusetts

As bruxas de Salem

Embora as pessoas passeiem pela cidade brincando de bruxas ou vejam Salem como a capital do Halloween, achei meio desrespeitoso o aparente desinteresse pelo que aconteceu naqueles 1690’s, quando 200 pessoas de Salem foram acusadas de bruxaria e 20 executadas.

A caça às bruxas na Europa estava em seu estágio final quando deu as caras em Salem. Duas jovens estavam tendo ataques com movimentos involuntários no corpo e vocalizações ininteligíveis. Interrogadas, acabaram culpando 3 excluídas da sociedade, e tudo piorou quando uma delas assumiu que tinha tido visões com gatos e um homem de chapéu branco que pedia que assinasse um livro onde travaram um pacto. Foi o começo de tudo. Para saber mais, veja artigo do Smithsonian Magazine.

as bruxas de Salem
T.H. Matteson, Examination of a Witch, 1853 – Wikimedia Commons

Como Chegar a Salem

Nós fomos de carro, porque estávamos em Concord, a capital de New Hampshire, mas a partir de Boston você provavelmente pegará trânsito na saída da cidade. Se for em outubro, pense em deixar o carro e opte pelo trem MBTA. A estação de Salem é pertinho do centro e em Boston fica na North Station. Ou faça um passeio mais prazeroso de ferry, veja a opção de nossa parceira Civitatis – e pague em reais, sem IOF.

As origens do Halloween

casa decorada para o Halloween, perto de Salem

A palavra Halloween deriva de “All Hallows’ Eve”, sendo Hallow uma palavra antiga para ‘santo’ e Eve véspera. Ou seja, quando era celebrado o dia de todos os santos. Mas isso depois que o Papa Gregório III mudou a data santa para ofuscar o festival pagão, assim como aconteceu com os dias de santos juninos e outros tantos. Mais ou menos como estabelecer o dia do Saci em 31 de outubro em terra brasilis.

E diferente do que muita gente pensa, Halloween não é uma festa americana, tem origens no Reino Unido, onde os celtas comemoravam a colheita de verão no dia 31 de outubro. Chegou à América apenas em 1845, com a leva de imigrantes irlandeses. Seu primeiro registro em solo americano é de 1870, onde a festa é descrita como inglesa na publicação feminina.

Na ilha bretã, o halloween era mais pesado por causa da época, assim como eram os contos infantis, por exemplo. Eram comuns jogos de advinhação ou previsão do futuro, geralmente envolvendo casamento, morte e trabalho. A farta oferta de maçãs no início do outono propciou a brincadeira de pescá-las com a boca numa tina de água, onde se escreviam os nomes dos candidatos a casamento e hoje ainda é uma brincadeira tradicional – eu já fiz isso com meus alunos várias vezes, mas sem os nomes. Você, adulto, pode fazer com as maçãs mergulhadas em uma poção mágica que vai te deixar mais solto e alegre, ehehe.

Nos Estados Unidos é comum o consumo de cidra nesta época. O milho, alimento muito consumido pelos nativos americanos, foi introduzido no Halloween do lado de cá do oceano, e até hoje pés de milho decoram fachadas de casas e comércio, assim como as abóboras, maior símbolo do Halloween e se chamam Jack’n lantern. No Reino Unido, em vez de abóboras esculpiam-se turnips (nabo).

Mas antes do Halloween, no início de outubro, as fazendas exibem sua produção e o consumidor final usa as abóboras para decorar as fachadas das casas, sem nenhuma menção à festa de origem pagã. Elas também estão rpesentes em receitas sazonais, como tortas e até sorvetes. Eu provei e naõ curti.

A fogueira caiu em desuso por causa de nossa vida urbana, mas o trick or treat continua! Em sua versão raiz, no Reino Unido, as crianças cantavam rimas para as almas dos mortos, e recebiam bolos representando o espírito salvo do purgatório, segundo o site da BBC, fonte destas informações.

casa decorada em Salem Massachusetts

Se você curte Halloween, com certeza visitar Salem, Massachusetts, é daquelas coisas para se colocar na bucket list, ainda mais durante o mês de outubro, quando nos finais de semana há eventos especiais.

Planeje sua Viagem Aqui

Blogs de viagem são muito úteis no planejamento de viagem e gratuitos para o leitor, mas têm um custo para serem mantidos no ar – e posts como este levam muitas horas e às vezes dias até serem publicados.

Se você gostou das dicas do Mulher Casada Viaja, saiba que pode retribuir e contribuir para que as dicas continuem chegando gratuitamente a quem busca inspiração e informação de qualidade. Basta clicar sobre os links de nossos parceiros. Você planeja sua viagem e retorna a gentileza:

Booking.com: para fazer suas reservas de hotel, apartamento, B&B
Passagens Promo: pesquise e reserve passagens aéreas nacionais e internacionais
Rentcars: aluguel de carro, com possibilidade de parcelamento e isenção de IOF, no caso de aluguel no exterior
Seguros Promo: desconto de 5% em seguro viagem para leitores. Aplique o código CASADAVIAJA5
Chip de Viagem: compre seu simcard internacional e receba em casa antes de sua viagem
– para ingressos de atrações, excursões e tours, temos 3 opções para você escolher: a Civitatis, a Get your Guide e a Tiqets.


10 COMENTÁRIOS

  1. Que bacana uma cidade que “vive” o Halloween o ano inteiro! Gosto dessas cidades temáticas. Apesar de as vezes ter algumas atrações “pega-turista”, no geral são experiências interessantes! Curti a dica como uma opção para quem está em Massachusetts. Parabéns pelo post!

    • Acho que eu tava cansada e tinha me acostumado à quietude do interior de Vermont e Massachusets ahaha.

  2. Adorei ver tudo o que fazer em Salem! Tenho vontade de conhecer, apesar de ter ficado assustada com a quantidade de turistas que você relatou! Mas é isso, além do Halloween ser super tradicional por lá, o ser humando adora uma história de bruxaria, né?

    • Acho que neste segundo semestre de 2022 tudo está muito cheio, as pessoas felizes por poderem viajar novamente. Não fique assustada, não, talvez nos próximos anos não esteja tão cheio.

  3. A única referência mental que tinha sobre Salem era essa história das bruxas do século 17. Triste como pessoas diferentes eram facilmente apelidadas de bruxas e tratadas com desprezo ou, no limite, perdiam a vida. Fiquei aqui a pensar como será uma morte por esticamento. Medo! Percebo a sua aversão a multidões, mas estar em Salem no Halloween deve ser uma experiência gira.

    • Acho que se tivéssemos ido antes, teríamos aproveitado mais. Era último dia de viagem, já batia o cansaço. Mas não daria uma segunda oportunidade a Salem, não. Pra mim ver as decorações nas casas e principalmente as abóboras nas fazendas em Massachusets já foi suficiente. Talvez um Halloween num parque de Orlando…

  4. Que história curiosa a de Salem! Não tinha ideia. Adorei saber mais sobre o Halloween, e fiquei com vontade de conhecer a cidade 🙂

    • Eu conhecia essa história de Salem há décadas, por ser professora de inglês, pois a gente aprende muito sobre a cultura, também.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui