A catedral de Estrasburgo, a Notre Dame da Alsácia

Em dias que choramos o incêncio da Notre Dame de Paris, compartilho informações sobre a catedral de Estrasburgo, a Notre Dame da Alsácia, região francesa na fronteira com a Alemanha. Independente de sua crença ou falta dela, tenho certeza que a catedral vai te impressionar, pela riqueza arquitetônica, por sua torre e seu relógio astronômico.

A Catedral Notre Dame de Estrasburgo é reconhecida como uma das mais belas catedrais góticas da Europa. Erguida no mesmo local onde havia um templo romano e uma igreja do século 11 quase que inteiramente destruída por incêndio (olha ele aí outra vez!), a versão atual foi construída pelos mesmos profissionais da catedral de Chartres, nos séculos 13 a 15. Além da riqueza dos detalhes de sua fachada principal, o tom rosado das pedras provenientes da cadeia de montanhas Vosges traz um toque a mais de beleza em todas as fachadas.

A torre da catedral de Estrasburgo tem 142 metros e pode ser avistada de vários pontos da cidade, servindo ainda hoje como um ponto de referência, e de 1647 a 1874 ostentou o posto de mais alta construção do mundo.

Desde 2016 um sistema de iluminação de 500 pontos focais tornam a catedral de Estrasburgo ainda mais bela durante a noite. Mas não é fácil fotografá-la, devido a sua altura. Montei o tripé e fui me afastando até ficar quase no meio da rua em frente a ela, cortando parte de sua fachada.

O interior da Catedral de Estrasburgo

Há mais de 4.600 painéis de vitrais dos séculos 12 a 14, com destaque para a rosácea da fachada principal. Você sabia que os vitrais tinham uma função didática? Suas imagens ajudam a contar passagens do testamento, como um livro de imagens para crianças ou um HQ bíblico – e artístico. Mas na catedral de Estrasburgo há também imagens de reis e imperadores germânicos, uma vez que a região da Alsácia esteve em posse da Alemanha, retomada por França, posse da Alemanha, retomada por França, e assim foi muitas vezes ao longo dos séculos.

O púlpito e o órgão foram outros elementos que chamam à atenção.

A capela românica, estilo vigente na Europa entre os séculos 11 e 13, foi o de que mais gostei e além da elevação em sua altura, percebe-se claramente a diferença arquitetônica românica e gótica. O vitral original foi destruído durante a segunda guerra mundial e o atual é de 1956. As pastilhas douradas são influências do império bizantino, como em muitas outras igrejas europeias.

O Relógio Astronômico da Catedral de Estrasburgo

Mais do que uma moda renascentista, os relógios astronômicos refletiam os novos caminhos da humanidade e projetá-los e executá-los reuniam uma pequena multidão de matemáticos e artistas diversos. Seus segredos de construção e funcionamento eram tão bem guardados que o relógio da Torre de Praga ocasionou a morte de seu idealizador e o de Estrasburgo recebeu como recompensa por seu projeto uma vida de cegueira. Enquanto isso, os artistas do vidro de Murano, em Veneza, tinham em 1474 a primeira patente outorgada pelo Estado. Melhor uma vida burocrática do que perder a visão ou a vida.

O relógio astronômico da catedral de Estrasburgo data de 1571, mas parou de funcionar 2 séculos depois. Só voltou a funcionar em 1842, após 30 anos de estudo e dedicado trabalho de um cidadão local, Jean-Baptiste Schwilgué.

Você pode vê-lo nos fundos da catedral, à direita, mas programe sua visita por volta das 11h45 para vê-lo em funcionamento às 12h30, assim dá tempo de conhecer a catedral e observar os detalhes do relógio antes que a pequena multidão se coloque na sua frente.

O terraço panorâmico da Catedral de Estrasburgo

Perto de outras torres medievias que subi, esta é até agradável, pois tem muitas aberturas e os 330 degraus são mais largos. Depois de retomar o fôlego da escalada, curta a vista privilegiada da linda Estrasburgo a 66 metros de altura. Ao longo da subida você ficará perto de vários detalhes difíceis de serem observados do ‘térreo’, além da proximidade com a torre do sino.

As filas costumam ser um pouco lentas, pois o número de pessoas na plataforma é limitado a 50, então a cada 15 minutos um grupo é liberado para subir. Se você, como nós, pegar um final de semana prolongado por um feriado na vizinha alemã e escolher o primeiro domingo do mês para subir, quando é gratuito, aproveite a espera para admirar a fachada.

Nós na fila para a plataforma da catedral

A plataforma ou terraço panorâmico abre das 9h às 16h30 de novembro a fevereiro e até as 17h30 em Março e outubro. Nos melhores meses para visitar a Alsácia, abril, maio, junho e setembro, abre das 9h às 18h30 e em julho e agosto, alta temporada, das 8h30 às 19h.

Confira todos os posts sobre nossa viagem à Alsácia.
Sobre Estrasburgo, leia:
Onde Ficar em Estrasburgo e Preços de Hotéis
Estrasburgo: o que Fazer e Dicas da Capital da Alsácia
Museu de Artes Decorativas no Palácio Rohan

Horário de Funcionamento da Catedral de Estrasburgo e ingressos

A catedral abre diarimente para visitas, exceto em 01 de janeiro e de maio e 25 de dezembro, das 9h às 19h30 (abril a Setembro) e das 10h às 17h30 (de outubro a março). De junho a agosto, abre até as 22h às sextas e sábados.

uma das portas que ladeiam a porta central

A entrada na Catedral é gratuita, exceto às 12h, quando é preciso comprar um bilhete à parte para poder ver o relógio astronômico em ação. Custa 2 euros, mas se você tiver o Strasbourg Pass, terá direito à visita gratuitamente. Para subir ao terraço panorâmico, também é preciso comprar ingresso (5 euros), mas portadores do Strasbourg pass entram na faixa.

Se você gostou das dicas do Mulher Casada Viaja, saiba que, ao clicar sobre os links do Booking.com e da Rentcars para fazer suas reservas de hotel, apartamento, B&B e carro, você estará contribuindo para a manutenção do blog e consequentemente para que as dicas continuem chegando gratuitamente a quem busca inspiração e informação de qualidade. E o melhor: sem gastar nada a mais por isso, pode conferir.

17 COMENTÁRIOS

  1. Achei essa Catedral linda! Os vitrais são maravilhosos e o relógio astronômico super diferente! Quero com certeza visitar e já anotei p marcar a visita às 11:45h como vc sugeriu.

  2. Eu já estive em Estrasburgo e senti a mesma dificuldade de fotografar a catedral, sem cortar nada. É linda essa igreja, aliás toda o centro parece tirado de um conto com as casinhas perfeitas e os vasos de flores.

  3. Impressionante a semelhança na arquitetura das duas catedrais. Belíssima a Notre Dame de Estrasburgo, com uma vista muito bonita lá de cima da cidade. Fiquei arrepiada com a história do relógio astronômico e como são “recompensados” seus inventores… Adorei o post!

  4. Gente, que maravilhosa! Quantos detalhes, que riqueza! Eu já morria de vontade de conhecer Estrasburgo, agora então só aumentou.

  5. Que belíssimo post, acredita que eu estive 2x em Estrasburgo e ela estava fechada nas 2x 😥 coração aperta só de lembrar e ainda mais agora vendo seu POST.

    Suas fotos ficaram belíssimas e realmente a noite ela é ainda mais bonita. Não sabia da existência desse relógio astronômico no seu interior e isso só me fez ficar com ainda mais vontade de voltar uma terceira vez para a cidade.

  6. Não conheço a catedral de Estrasburgo pessoalmente, mas fiquei muito impressionada com as suas fotos! Eu amo visitar igrejas, mesmo não sendo uma pessoa religiosa, fico apreciando cada detalhe arquitetônico toda vez que visito uma. Gostei de saber do terraço panorâmico, deve ser linda vista!

  7. Adoro visitar catedrais! E fiquei apaixonada em ver essa arquitetura linda, os detalhes, vitrais…esse é um passeio que todo mundo deveria fazer.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui