Descubra Engelberg, muito além do Monte Titlis

Compartilhe:

Conteúdo do Artigo

engelberg Titlis

Vilarejo muito visitado a partir de Lucerna para conhecer as inúmeras atrações e belezas naturais do Monte Titlis, Engelberg merece mais do que um bate e volta. Veja o que fazer em Engelberg, onde ficar (super dica!), que passe usar, e outras informações.

Numa primeira viagem à Suíça, a gente quer conhecer um pouquinho de cada canto – ou cantão ehehe – do país, e foi isso o que fiz no Roteiro de 14 dias no verão. Mas tive o prazer de retornar para uma viagem focada em montanhas e trilhas da Suíça, e o Vale de Engelberg não poderia ficar de fora. No novo roteiro de 14 dias passei 3 noites em Engelberg, sendo 2 num apartamento do Titlis Resort e 1 noite no Trübsee Alpine Lodge, na montanha Titlis!

Confira também na página Suíça: relato de o que fazer no Monte Titlis, no nível do Lago Trubsee, e da experiência de me hospedar em Engelberg

engelberg Titlis
o lindo Trubsee, no Titlis

PORQUE SE HOSPEDAR EM ENGELBERG

Todo aquele agito de turistas em excursão do Monte Titlis desaparece nas ruas calmas e com vista para montanhas de Engelberg. Além de curtir a paz local, ficar num apartamento completo do Titlis Resort traz a sensação de estar morando ali. Fiz compras no mercado, passei pelos mesmos lugares várias vezes, até encontrei as mesmas pessoas. Para quem vive em capitais como São Paulo, esta experiência é deliciosa. Uma mentirinha que contamos a nós mesmos: estou morando na Suíça! Além disso, economizei nos jantares!

O Titlis Resort é um conjunto de casas de até 4 andares com elevadores, áreas de lazer e apartamentos completos. Há studios, apartamentos completos de 1 a 4 quartos. Achei um luxo o piso aquecido nos banheiros!

E se hospedar em Engelberg também é a melhor opção para os estusiastas da vida ao ar livre: caminhadas, mountain biking, escaladas, trilhas alpinas, há muito pra fazer ali além do Titlis.

Outra coisa: ficar em um hotel na montanha, o Berghotel Trubsee, foi uma experiência completamente diferente! Além da decoração aconchegante do quarto, do restaurante (sistema de meia pensão) e das áreas comuns, quem pretende fazer trilhas mais longas ou várias em um só dia economiza tempo e não precisa se apressar para pegar o último teleférico para o vale.

MELHOR ÉPOCA

Nos dias em que estive em Engelberg, em setembro, nevou no Monte Titlis na primeira semana do outono, choveu ‘no térreo’, e no último dia teve céu limpo. Quando fui em 2019 era verão, e o céu estava nublado. O clima está maluco, por isso é tão difícil escrever a respeito.

Mesmo que o Monte Titlis tenha neve o ano inteiro em seu topo, praticar esportes de inverno requer planejar viagem entre dezembro e março. E atenção: novembro é o mês de maior índice de chuvas e muitos teleféricos da Suíça não funcionam devido a manutenção.

Para fazer trilhas, a temporada é de final de junho e outubro, como em toda Suíça.

o que fazer em engelberg
foto pintada de 1910, em exibição no Museu Tal

Com certeza você vai querer ler Monte Titlis, Suíça: mais do que neve o ano todo

COMO CHEGAR

É possível chegar a Engelberg a partir de Lucerna em 43 minutos pelo Luzern-Engelberg Express. O trem a partir de Interlaken Ost pára na plataforma em frente, então é bem prático. A partir de Zurique, são 2 horas, ou seja, ainda é possível um bate e volta a Engelberg.

Da estação de trem de Engelberg, você toma ônibus gratuito ao Monte Titlis, e outras montanhas menos conhecidas dos brasileiros, mas muito frequentadas por suíços, como Brunni e o maravilhoso Furenalp, conhecido como Pequena Patagônia.

Leia também Trem na Suíça: tudo sobre a melhor forma de viajar

O QUE FAZER EM ENGELBERG-TITLIS

O vilarejo está crescendo, e prédios (baixos) de apartamentos com varandas generosas começam a aparecer. Mas as ruas próximas da estação de trem de Engelberg têm fachadas clássicas e charmosas, e praças e parques bem cuidados.

Mosteiro de Engelberg

Além de caminhar pelas ruas para sentir a paz local, admirando os contornos dos picos, visitar o mosteiro beneditino é um encontro com a história de Engelberg. Fundado em 1120 por monges beneditinos, quando também nomearam o vale como Engelberg. Aprendendo alemão em viagens parte 4905756: em alemão, “Engel” significa “anjo” e “Berg” significa “montanha”. Portanto, “Engelberg” pode ser traduzido como “Montanha dos Anjos”.

engelberg Titlis
igreja do mosteiro de Engelberg. Fonte commons.wikimedia

Museu Tal

Embora pequena e com uma população de 4 mil pessoas, Engelberg tem seu próprio museu, o Tal (Dorfstrasse 6). Instalado numa casa rústica do século 18, exibe fatos da história do vale desde sua fundação monástica à transformação em resort no meio do século 19.

Há também exposições como a dos vencedores olímpicos de Engelberg, que se orgulha de ter 15 medalhas dos Jogos de Inverno.

Caminhar pela garganta do Engelberger Aa

O rio que corta o vale de Engelberg tem uma trilha linda em que passamos por várias pontes. Fiz num dia de chuva em que não teria vista das montanhas, mas é um belo passeio mesmo assim. A trilha começa no lago Eugeniesse e segue pela floresta exuberante. Tem 9 km de extensão, mas a chuva aumentou e voltei para o aconchego do apartamento antes de finalizá-la. Se você fizer a trilha completa, ela termina na estação de trem Grafenort.

Monte Titlis

Monte Titlis é a montanha mais turística de Engelberg e da Suíça Central. Conhecida internacionalmente como um dos melhres picos parase visitar numa viagem à Suíca, em 2022 recebeu 827 mil turistas, número que deve ser ultrapassado ao final de 2023. Com 3.062 metros de altitude, é uma das poucas onde você pode experimentar neve o ano todo na Suíça. Outras são o Matterhorn Glacier Paradise, em Zermatt, e o Jungfraujoch, na região de Interlaken.

Monte Titlis de Excursão

Caso você opte por conhecer o Monte Titlis, confira as opões de nossos parceiros TIQETS e Get your Guide, com quem compro meus ingressos.

Brunni

Chamada de “a montanha ensolarada de Engelberg”, Bruni tem trilhas de vários níveis e é muito visitada por famílias suíças. Tem vista para o Monte Titlis, playground e pista de tobogã.

Furenalp

Conhecer Furenalp foi incrível! Que pena tão poucos brasileiros invistam mais tempo em Engelberg, mas espero que depois de ler a respeito e ver as imagens que eu compartilho isso mude.

Vou contar mais a respeito em um post próprio, pois fiz uma trilha linda em Furenalp no último dia na Suíça.

Por favor procure na página-índice Suíça o relato da trilha em Furenalp, onde também encontrará posts de trilhas em outras regiões do país

almoço com vista, em Furenalp

QUE PASSE USAR EM ENGELBERG

Para quem vai ficar em Engelberg, Lucerna ou outra cidade da Suíça Central, vale a pena investir no Tell Pass. Com o Swiss Travel Pass, você tem gratuidade no trem até Engelberg, mas não nos teleféricos, gôndolas e chairlifts da região. No Titlis, por exemplo, com o STP você paga 50% do valor.

O Tell Pass pode ser comprado para uso em 2, 3, 4, 5 ou 10 dias consecutivos, começando em CHF 190. Crianças e jovens até 16 anos pagam apenas CHF 30, desde que acompanhadas de um adulto portador do passe.

E fique de olho no site do Tell Pass porque sempre tem promoções. Em 2023, ficando em um dos hotéis participantes, ao comprar um Tell Pass o segundo era gratuito.

Saiba mais em Swiss Travel Pass vale a pena? e Passes Regionais na Suíça para economizar

Como fui a Engelberg para subir montanhas e fazer trilhas, foi mais vantajoso usar o hiking pass. São passes para o período de maio a outubro, válidos de 2 a 6 dias, com custo entre CHF 68 a CHF 124. Jovens de 6 a 15 anos pagam meia. O passe dá acesso aos seguintes meios de elevação: de Engelberg ao Trubsee, de Trubsee a Jochpass e Engstlenalp, Bruni e Furenalp. No link acima tem a tabela de preços desses meios de elevação.

QUE ROUPA USAR NO INVERNO EM ENGELBERG OU NO TOPO DO TITLIS (mesmo no verão)

OUTRAS DICAS DE ENGELBERG-TITLIS

  • O banheiro da estação de trem é pago. Tenha moeda de 1 CHF para usá-lo.
  • Na estação de Engelberg tem um mercadinho, como em quase todas as estações de trem na Suíça
  • É permitido pescar no lago Eugenisee, de abril a outubro
  • Há lockers de vários tamanhos na estação de Engelberg, mas se você preferir, a loja da SBB cobra CHF12. Se mesmo com todas estas dicas você tiver que fazer um bate e volta, pode deixar sua mala no locker da estação de Lucerna, na plataforma 12.
  • A altitude de Engelberg é de 1.020 metros
  • Os mercados Coop e Migros ficam na Klosterstrasse. Gastei cerca de CHF 40 para 2 cafés da manhã (6 ovos, 1 litro de leite, queijo emental, chá English Breakfast, 6 croissants pequenos, bananas e manteiga) e para 1 jantar: 1 lasanha a bolonhesa congelada e meio litro de vinho.
Ficar em Engelberg é ter estas vistas na hora de ir ao mercado

Espero que você opte por ficar em Engelberg mais do que algumas poucas horas. Se tiver alguma dúvida, deixe nos comentários. Se tiver várias e nem souber por onde começar o planejamento de sua viagem à Suíça, entre em contato pelo mulhercasadaviaja@hotmail.com para conversar sobre roteiro personalizado e/ou consultoria de viagem.

Picture of Marcia Picorallo

Marcia Picorallo

Escrevo o Mulher Casada Viaja com carinho desde 2014, compartilhando minhas impressões dos lugares por onde passei, inspirando e ajudando leitores a planejar suas aventuras.

Índice

Picture of Márcia, a viajante

Márcia, a viajante

Bem-vindo a bordo - e nem precisa apertar os cintos! Escrevo o Mulher Casada Viaja com carinho desde 2014, compartilhando minhas impressões dos lugares por onde passei, inspirando e ajudando leitores a planejar suas aventuras.

SAIBA MAIS

Assine a Newsletter

Resolva sua Viagem

Os artigos te inspiraram ou ajudaram no planejamento da viagem? Retribua sem pagar nada a mais por isso ao fazer reservas, comprar ingressos e seguro pelos links abaixo.
São os que uso para minhas viagens. É uma forma simpática de retribuir pela ajuda sem custo recebida.
Manter o site tem custo e é trabalhoso – e todo trabalho deve ser remunerado, concorda?

Hospedagem

Faça suas reservas de hotel, apartamento ou B&B

Aluguel de Carro

com parcelamento e isenção de IOF, no caso de aluguel no exterior

Viagem Segura

Viaje com Seguro, viaje tranquilo!

Roteiro Personalizado

Não pode planejar tudo sozinho e prefere contar com minha ajuda? Clique .

Artigos Recentes

Leia Também

Siga no Instagram

Planeje sua Viagem Aqui

Blogs de viagem são muito úteis no planejamento de viagem e gratuitos para o leitor, mas têm um custo para serem mantidos no ar – além do trabalho para edição. Se você gostou das dicas do Mulher Casada Viaja, saiba que pode retribuir e contribuir para que continuem chegando gratuitamente a quem busca inspiração e informação de qualidade. Basta clicar sobre os links de nossos parceiros. Você planeja sua viagem e retorna a gentileza:

Aluguel de Carro

com parcelamento e isenção de IOF, no caso de aluguel no exterior

Hospedagem

Faça suas reservas de hotel, apartamento ou B&B

Ingressos sem Fila

Ingressos de atrações, excursões e tours

Viagem Segura

Viaje com Seguro, viaje tranquilo!

Roteiro Personalizado

Não pode planejar tudo sozinho e prefere contar com minha ajuda? Clique .

COMENTÁRIOS

8 respostas

  1. Márcia, conquistou-me com a frase: o “agito de turistas em excursão do Monte Titlis desaparece nas ruas calmas e com vista para montanhas de Engelberg”. Procuro, cada vez mais, tranquilidade nos destinos. Essa paisagem maravilhosa deve ter proporcionado memórias lindas, como se percebe pelas fotos. Adoraria passar umas semanas a fingir que moro aí (ah, o poder da auto sugestão, rs).

  2. Márcia, conquistou-me com a frase: o “agito de turistas em excursão do Monte Titlis desaparece nas ruas calmas e com vista para montanhas de Engelberg”. Procuro, cada vez mais, tranquilidade nos destinos. Essa paisagem maravilhosa deve ter proporcionado memórias lindas, como se percebe pelas fotos. Adoraria passar umas semanas a fingir que moro aí (ah, o poder da auto sugestão, rs).

  3. Maravilhosa dicas de como descobrir Engelberg. Você mostrou bem que a cidade é mais que o Monte Titlis nos mínimos detalhes. Incrível a neve mesmo no verão!!!! Viagem dos sonhos.

  4. Sobre os outros brasileiros não posso responder, mas posso dizer por mim: fiquei com muita vontade de passear por Engelberg depois de ler esse post (e acompanhar a sua viagem toda, que foi incrível!) Voltei até a ficar curiosa sobre meu bisavô, que imigrou da Suíça para o Brasil lá pelos idos de 1900 e pouco – talvez tenha vindo dessa região? Enfim, fiquei querendo também experimentar essa sensação de morar na Suíça por alguns dias, ainda mais numa apartamentinho fofo como esse que vc ficou.

  5. Caramba, Marcia! Você está se superando nas fotos! Uma mais linda que a outra!
    E essa sensação de estar “morando” é demais, né?
    Esse apartamento no Titlis Resort me pareceu muito aconchegante e a vista é sensacional. Se abastecer disso faz muito bem para a saúde mental, né? Se inspirar com a natureza, caminhar em um lugar seguro, conhecer outras culturas… bom demais!

    1. Sim foi um ponto alto da viagem ficar num apartamento, embora eu tenha usado supermercado sempre na Suíça, para economizar ou comprar lanche para almoço durante a trilha.
      Quanto à segurança, foi um dos motivos para escolher a Suíça para esta viagem com foco em trilhas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa Newsletter!

Cadastre seu e-mail e receba conteúdos exclusivos por e-mail.