Denali Park, Alasca: Nós na Natureza Selvagem

Sim, eu fui ao Alasca! Respondi diversas vezes esta pergunta retórica, porque, afinal, não é lá um destino muito comum para brasileiros. E o Denali Park é um lugar do Alasca que embora seja bem turístico talvez melhor resuma o que é o Alasca. Ficamos 2 noites por lá, na natureza selvagem, então confira aqui as dicas de o que fazer, como chegar, onde comer, ou seja, informações essenciais para planejar sua viagem. Também deixo minha avaliação pessoal: vale a pena ir até o Denali?

#alasca #denali

Este post tem links para hospedagem e reserva de carro. Ao fazer a sua reserva através deles, você não pagará nada a mais por isso e contribuirá para a manutenção do blog. Uma maneira simpática de contribuir com quem te ajuda a realizar viagens redondinhas.

Nós, na natureza selvagem

Começo descrevendo nossa experiência no Denali e minhas impressões; as informações práticas estão um pouco mais adiante. Partimos cedo, de carro, para rodar os 385 km entre Anchorage e Healy, vilarejo mais próximo do Denali, mas a viagem levou o dia inteiro por conta das paradas ao longo da Interstate 3, cujo relato você encontra em Alasca: Roadtripd de Anchorage a Denali. Chegamos no final do dia, fizemos o check in no Denali Park Hotel, saímos em seguida para jantar ali perto, na super legal 49th State Brewing Co., onde além de muita gente (o que foi uma surpresa), cerveja boa e ambiente familiar, você vai encontrar a réplica do ônibus do filme Na Natureza Selvagem. Aproveite e faça sua fotinho!

Denali Alasca natureza selvagem

Acordamos às 6h pois nosso ônibus-safari estava agendado para as 7h (fiz a compra online com hora marcada), mas acabamos perdendo-o. Colocaram nossos nomes numa lista de espera e conseguimos embarcar uns 20 ou 30 minutos depois. Quando compramos os ingressos online, pediam que confirmássemos o horário de saída com 48 horas de antecedência pessoalmente, mas acabamos não fazendo isso, por motivos óbvios, que bom que no fim deu tudo certo.

alasca-denali-como chegar

Escolhemos o tour que percorre 132 milhas em 8 horas e vai até o Eieson Visitor Center, na minha opinião a parada mais bonita, porque é de onde melhor se avista o monte Denali (foto de abertura deste post). O ônibus sacoleja bastante, pois a estrada é de terra batida e o ônibus daqueles escolares. As janelas precisam de 2 pessoas para abrir, o que acaba integrando um pouco os vizinhos de assento. Não tivemos muita sorte, porque nosso motorista era bem quieto, não falou quase nada o caminho inteiro, apenas nos avisando quando avistava um ponto branco no alto da montanha e dizia ser uma ovelha montanhesa (dall sheep) ou uma sombra escura para urso. Fomos orientados a gritar Bear, Moose, ou seja lá o nome do animal que avistássemos para que o motorista parasse e observássemos, mas foi bem frustrante para quem já ficou bem pertinho de ursos e de ovelhas de montanha no Canadá.

Quem consegue levantar estes chifres de alce?

O ônibus faz paradas de 15 a 20 minutos, mas se você preferir, pode ficar mais e aguardar um próximo, mas isto pode ser um problema, porque os ônibus estão sempre cheios, então não sei se é uma boa ideia.

Há banheiros em todas as paradas, algumas têm apenas cabaninhas, mas todos limpos, com papel higiênico e álcool gel. Outras paradas têm lojinhas e o Visitors Center Eielson é bem completo, com exposição educativa sobre o parque e a melhor vista.

denali-park-alasca
Denali McKinley ônibus

Foi ali que ficamos mais tempo, colocamos nossos nomes numa lista para embarcar num ônibus de volta ao Wilderness Access Center. Esta parte pode ser bem chatinha se estiver chovendo ou frio, porque tivemos que esperar ao lado do ponto de ônibus e só conseguimos embarcar no terceiro ônibus. Achei os funcionários pouco prestativos, até um pouco ríspidos, algo que estranhei porque em outros parques nacionais sempre fomos muito acolhidos. Pelo menos tivemos sorte: a motorista era uma graça, dava informação o tempo todo sobre os animais, o parque e até causos ocorridos com funcionários e turistas. Tinha menos gente, também, vários assentos vazios, e o dia nublado deu lugar a um céu azul, perfeito para fotografar, mas eu estava muerta de cansaço.

Apesar disso, fomos até o centro comercial na Parks Highway, para conhecer as lojas e o entorno – acho que eu precisava de um pouco de vida ‘urbana’… Ao voltar ao hotel, vi dois hóspedes fotografando algo no ‘quintal’ do hotel: era uma família de alces! Pensei que depois de 8 horas dentro de um ônibus-safari, sem ver um só alce, o animal mais esperado por mim nesta viagem, aquilo só podia ser uma brincadeira. Fotografei mamãe alce e seu filhote, mas papa moose ficou por trás da mata.

#denali onde ficar

No dia seguinte, os planos eram passear pelo Denali, usando nosso próprio carro, mas amanheceu chovendo, muito frio, e decidimos pegar a estrada para Anchorage. Denali Park: checked!

Confira o post Roteiro de 7 dias no Alasca e planejamento da viagem (com preços)

Como Chegar ao Denali

✈ Os aeroportos mais próximos ficam em Anchorage, a 415km do Denali, ou Fairbanks, a 177 km. Tanto uma cidade como outra têm locadoras de veículos ou agências de turismo onde você pode comprar um passeio para o Denali.

alasca dicas viagem

🚈 Para chegar ao Denali de trem, compre o trajeto entre Anchorage e Fairbanks (ou vice-versa) pela Alasca railroad e desça na estação Denali, perto do Denali Visitor Center. No verão há trens com saídas diárias. Eu queria muito ter a experiência de viajar um trecho do Alasca de trem, mas os preços me desestimularam. De Anchorage a Denali, ida e volta sairiam USD$342 por pessoa!

trem alasca

🚗 Voamos até Anchorage e alugamos um carro pela Alamo com a Rentcars, site de busca de preços e reservas que sempre indico pelo custo e pelas condições de pagamento: em reais, livre de IOF e ainda parcelado. Desta vez, conferi que o pós venda também é muito bom. A Alamo não me entregou o tipo de carro que reservei (sedam) e tive que pagar a diferença para pegar um Camry, apesar dos protestos de que qualquer upgrade deve ser gratuito em caso de não haver disponibilidade do carro reservado. No retorno ao Brasil, entrei em contato com a Rentcars, expliquei o caso e o valor da diferença foi creditado no meu cartão de crédito após algumas semanas. A dica é sempre fazer anotações no contrato em casos como este, que sirvam como prova.

alasca o que fazer
uma das muitas placas personalizadas dos carros alsaqueanos

Saindo de Anchorage, é fácil chegar, basicamente pegar a1-East e e a I-3, chamada Parks Highway. A entrada do parque fica na milha 237. Não há pedágios, a estrada é muito boa e fica aberta mesmo no inverno. Vou escrever em detalhes sobre este trajeto, com dicas de onde parar, especialmente sobre Talkeetna. Veja atualizações em Alasca.

[googlemaps https://www.google.com/maps/embed?pb=!1m52!1m12!1m3!1d1884929.8682519079!2d-151.77058777589892!3d62.524949683350115!2m3!1f0!2f0!3f0!3m2!1i1024!2i768!4f13.1!4m37!3e0!4m5!1s0x56c8917604b33f41%3A0x257dba5aa78468e3!2sAnchorage%2C+AK%2C+EUA!3m2!1d61.2180556!2d-149.9002778!4m5!1s0x56c8e43f2c261f99%3A0x490e48bc5ee70465!2sReflections+Lake%2C+Alasca%2C+EUA!3m2!1d61.4862172!2d-149.2550866!4m5!1s0x56cbef0f9f252fa3%3A0x512548773ff2c773!2sTalkeetna%2C+AK%2C+EUA!3m2!1d62.3209046!2d-150.10662209999998!4m5!1s0x56cd33d79bad6479%3A0xd3ee9cea5b3172f1!2s49th+State+Brewing+Co%2C+Mile+248.5+Parks+Hwy%2C+Healy%2C+AK+99743%2C+Estados+Unidos!3m2!1d63.864154!2d-149.0177479!4m5!1s0x56cd25e6c028d2fb%3A0x34d0c881021e1aa6!2sDenali+Park+Hotel%2C+247+George+Parks+Hwy%2C+Healy%2C+AK+99743%2C+EUA!3m2!1d63.8474741!2d-149.0164518!4m5!1s0x56ccdf53c9180297%3A0x17eb2b5bac3f2ce6!2sDenali+Visitor+Center%2C+Park+Rd%2C+Denali+National+Park+and+Preserve%2C+AK+99755%2C+EUA!3m2!1d63.730898499999995!2d-148.9171456!5e0!3m2!1spt-BR!2sbr!4v1516076582768&w=600&h=450]

Que tal alugar um motorhome? Eu pensei nisso, fiz as contas e compartilhei o resultado no post RV (motorhome) ou carro+hotel no Alasca? Comparativo de custos.

alasca trem ou carro
Foto de Eugene Quek

A Montanha que deu nome ao Denali

Denali é o nome tanto do parque quanto da mais alta montanha da América do Norte (6.190 metros), dado pelo povo Athabaska que a chamava Deenaalee (=a alta).  Em 1917 o governo americano oficializou o nome McKinley e criou o parque com o mesmo nome e desde então o Alasca pressionou as autoridades para voltar ao nome original, o que só conseguiu em 2015.

Mesmo sendo um paredão no horizonte, a metade superior da montanha só é visível 30% do ano, e justo no verão quando o parque recebe mais turistas ela brinca de se esconder atrás das nuvens. Imagine minha alegria quando justamente no dia de nosso tour pelo parque as nuvens se afastaram e pudemos ver o Denali inteirão, majestoso e dominante no horizonte. Obrigada, universo!

Alasca viagem roteiro #denali

Quando ir ao Denali

Em se tratando de Alasca você deve pressupor que apenas o verão é turístico, então programe-se com antecedência porque não há muitas opções de hospedagem, seja em camping ou hotel. Antes de junho e depois de setembro não há atividades no parque e a única estrada do Denali fecha. Não vá dar uma de Christopher McCandless e se aventurar a passar o inverno num ônibus largado no meio do Alasca. Caso você não saiba do que estou falando, trata-se do livro e filme Na Natureza Selvagem (Into the Wild), um bom aperitivo para o Alasca e uma carona na vida do autor. 

quando ir Denali alasca

Quantos dias ficar no Denali

O mínimo recomendado é 1 dia inteiro e 2 dias parciais (de chegada e partida), assim dá para fazer um tour de ônibus no dia completo e escolher entre caminhadas ou outras atividades (leia o que fazer no Denali) nos dias parciais. Mas se tiver mais tempo, melhor, porque você vai fazer paradas entre Anchorage e Denali (recomendo que almoce em Talkeetna) e chove muito no Alasca, dificultando passeios.

Para quem gosta de fazer trilhas, há várias, então acrescente dias de acordo com sua disposição. Vimos muita gente andando pelo parque, em campos abertos cobertos de tundra, vegetação rasteira, mas claramente não há marcos ou espaço delimitado para caminhar e isso é permitido. Apenas caminhadas com pernoite precisam ser registradas. Depois de ter lido tanto sobre cuidado com encontro de ursos, nem me atrevi a pensar em fazer uma trilha selvagem assim. Para eles, mais acostumados a ursos, tudo parecia bem natural.

Alasca denali o que fazer

Ingresso ao Denali National Park

O ingresso ao parque custava $10 por pessoa em agosto/18, mas hoje custa $15, e tem validade para 7 dias. Diferente de outros parques nacionais, Denali não tem um portal ou entrada onde comprar o ingresso, que é cobrado quando você adquire o tour de ônibus, online ou na bilheteria do Wilderness Access Center, ou faz reserva em um camping. No último caso, guarde o comprovante para não pagar novamente ao comprar um dos tours de ônibus.

denali-passeio onibus

Circulando dentro do parque Denali de ônibus

O Denali é maior que a cidade de São Paulo, mas há apenas uma estrada no parque, a Park Road, que é aberta a carros privados somente até o Savage Check Station, mile 15, ou seja, só podemos dirigir por 15 milhas (24 km).

Se você estiver sem carro, há opção de ônibus gratuitos, para fazer o mesmo trajeto dos carros particulares (cerca de 45 minutos), que podem ser verdes ou beges, mesmas cores dos tours pagos, então preste atenção no letreiro – pra que facilitar se pode complicar? São os mais usados para quem vai fazer trilhas ou fotografar a natureza selvagem.

Denali Alasca mapa
Em vermelho, a I-3 e a única estrada onde circularm carros particulares

Para percorrer todo o trajeto de 92 milhas (148 km), ou opcionalmente parte dele, há duas opções: os ônibus sem narrativa de guia e os com narrativa, ambos pagos e operados por uma concessionária que faz as reservas e vendas online. Confira o site oficial do parque Denali

denali como é tour ônibus verde

Os ônibus partem do Denali Bus Depot, no Wilderness Access Center, milha 1 da Denali National Park Road, e há placas indicativas, não tem como perder. Deixamos o carro no estacionamento, que é gratuito. Como eu disse, os ônibus não são muito confortáveis, são igualzinhos àqueles escolares.

Denali ingresso

Ônibus sem narrativa – Verdes
Os ônibus chamados non-narrated transit buses fazem paradas com duração de 15 minutos a cada 90 minutos e sempre que avistam algum animal selvagem. É é possível descer e pegar o próximo, como num hop on hop off, mas como a espera dependerá de haver assento disponível, pode levar 5 ou 60 minutos.

onibus transporte Denali Alasca

Os valores praticados em 2018, quando estivemos lá:

Destino/Duração (ida e volta) Adultos
(16 anos ou +)
crianças
(15 anos ou -)
Toklat River (Mile 53) – 6h30 $31.25 grátis
Eielson Visitor Center (Mile 66) – 8h $40.00 grátis
Wonder Lake (Mile 85) – 11h $55.00 grátis
Kantishna (Mile 92) – 12h $60.00 grátis
Camper Bus $40.00 grátis
alasca onibus denali

Ônibus com narrativa – Beges
O diferencial deste transporte é que os motoristas são naturalistas certificados que ao longo da viagem dão informações históricas e geológicas sobre o parque. Além disso os assentos são mais confortáveis e um lanche é oferecido. Há três tipos de excursão:

  • Natural History Tour ($80 adultos, $40 crianças)
  • Tundr Wilderness Tour ($136 adultos, $68 crianças)
  • Kantishna Experience ($208 adultos, $104 crianças)

Onde Ficar no Denali

Compartilho aqui lugares para se hospedar mais próximos da entrada do parque. Antes de chegar à entrada do parque, tem o Denali Cabins, com nota 7,7 no Booking, a uns 15 minutos do Wilderness Access Center.

denali onde ficar

Bem na entrada do Denali, há um conjunto comercial grande e algumas possibilidades de hospedagem, como o McKinley Chalet Resort, nota 7.9 no Booking. O Denali Bluffs Hotel, nota 8, e o Grande Denali Lodge, nota 7.6, também ficam ali pertinho. São boas opções principalmente para quem está sem carro, pela oferta de restaurantes e proximidade do parque.

onde ficar no #Alasca
O McKinley Chalet Resort

Ao Norte da entrada do parque, a cidade mais próxima é Healy, e foi onde ficamos, no Denali Park Hotel, a 18 km do Wilderness Access Center. O hotel é estilo motel americano: carro estacionado em frente à porta do quarto com varandinha, o que acho muito prático. O quarto estava com decoração meio antiguinha, mas tinha frigobar e ótimo aquecimento, cama e banho bons. Do que mais gostei lá? Dos alces no jardim! Foi o lugar com melhor custo-benefício que encontrei, mas precisa ser reservado com bastante antecedência.

denali alasca hotel
A recepção do hotel: um vagão de trem!
hotel alasca denali

Confira outras possibilidades de hospedagem no Denali ou, como ainda o chamam, McKinley Park. E não se esqueça de que se você fizer sua reserva pelos links daqui, estará contribuindo para que dicas boas como deste post continuem chegando às pessoas.

O que Vestir e levar no tour do Denali

Os passeios de ônibus acontecem somente no verão, mas estamos no Alasca. Em 29 de agosto, dia do tour de ônibus, estava 4º às 7h. Como a gente abre as janelas do ônibus toda hora pra fotografar, o vento frio entrava, então não é exagero usar uma touca se você sentir muito frio. Mesmo com dia claro de céu azul e sol, usamos jaquetas corta-vento o tempo todo. Para o tour não é preciso nenhum tipo de calçado especial além de tênis confortável, mas, se for fazer trilhas, botas de caminhada são essenciais, assim como spray contra ursos – e vi muita gente com sininho amarrado à mochila ou pés, para fazer barulho e afastar um possível urso distraído. Como chove muito, capa de chuva pode ser um item indispensável. Não se esqueça de sua câmera e de binóculos bons.

#alasca ônibus no #denali
um dos ursos que avistamos muuuito à distância

Leve uma garrafinha d’água, que pode ser abastecida nas paradas ou no Visitor Center e lanches – não há onde comer depois que saímos do Wilderness Access Center. Nós não nos prevenimos e tivemos que comprar lanches lá, bem carinhos, então sugiro que compre pães, sucos e recheio para sanduíche em Anchorage, ou pare no vilarejo próximo à entrada do parque, que também não deve ser muito barato. Não pense que vai encontrar Target ou Walmart na Parks Highway. Os postos de combustível também são poucos e bem simples.

#alasca #denali o que levar
Juju reabastecendo no Wilderness Access Center

O que Fazer no Denali

Além dos tours em ônibus e de trekking, você pode:

  • assistir a um guarda (ranger) demonstrar como funciona o modo mais tradicional de transporte do Alasca: o trenó puxado por cães. Há ônibus partindo do Visitor Center 40 minutos antes do início de cada apresentação, que acontecem às 10h, 14h e 16h. É um programa gratuito e não é necessário fazer reservas
  • rafting no rio Nenana, que você pode contratar no centro comercial da I-3 (Parks Highway)
  • Voar sobre o Denali. Várias empresas fazem voos sobre o Denali, alguns pousam em geleiras. Se quiser mais informações, deixe nos comentários, porque eu trouxe vários fliers.

Compras no Denali

O centro comercial que fica na Parks Highway a 1 milha da entrada do Denali Park é chamada de BoardWalk (por causa do terracinho elevado à frente de todas as lojas (foto abaixo) e tem várias lojas de souvenirs e produtos ‘típicos’ – muita pele, chega a dar aflição e em algumas nem entramos -, chifres de alces transformados nas mais inusitadas coisas, como o skate da foto abaixo

denali alasca compras

Onde Comer no Denali

Em Healy, comemos na 49th State Brewery Co. e recomendo que você vá também. Fica na I-3 sentido Fairbanks, não tem como errar com apenas estas indicações. Tem um espaço grande para estacionamento, uma tenda usada quando o restaurante está lotado, imagino, e à esquerda o magic bus. Uma salada Caesar custou $12, uma lager $6, e o hambúrguer de carne de iaque saiu por $25. Minha filha provou o que eles chamam de root beer, sem álcool (que mais parece um refrigerante). A vida é cara pra quem ganha em reais…

Denali restaurantes

Numa segunda noite, a recepcionista do hotel nos indicou um restaurante de que não gostamos, mas talvez você queira conferir e tirar suas conclusões, o Totem Inn Café & Bar. Tem serviço de buffet e a la carte e fica perto do 49th.

Diferente do californiano Yosemite Park, dentro do Denali Park não há restaurantes, apenas cafés no Wilderness Access Center e no Visitor Center.

denali-onde comer
área comercial do Wilderness Access center

O centro comercial (mile 238 da Parks Highway) perto da entrada do parque é o lugar onde há mais opções de cafés e pizzarias.

Confira o post Quanto Custa Viajar para o Alasca

Vale a pena ir ao Denali?

Se você tem uma semana no Alasca, vale, sim. Se dispor de menos tempo, sugiro que se concentre na região entre Anchorage e Seward, cujas paisagens são lindas e onde tem muita coisa para fazer, como passeios de barco nos Fiordes de Seward, trilhas, geleiras e lagos em Portage e o Wildlife Conservation Center. As paisagens entre Anchorage e Seward também me agradaram mais e já publiquei a respeito: Roadtrip entre Anchorage e Seward: a Melhor do Alasca. Quando publiquei este post ainda não havia terminado todos da série do Alasca, então confira atualizações na página-índice do Alasca.

Alasca Seward exit glacier
Geleira Exit, perto de Seward

Confesso que fiquei um pouco decepcionada com o passeio do ônibus no Denali, mas de forma alguma me arrependi de ter ido. Esperávamos um verdadeiro safari, mas só vimos ursos bem à distância, um caribu pertinho e um esquilo bem de perto ahaha.

se cair comida no chão, recolha, ou os rápidos esquilos serão alimentados sem que seja sua intenção
caribu: o único selvagem que vimos mais de perto no Denali

Um diferencial foi que o Alasca, até agora, foi o único lugar aonde fomos e não encontramos um só brasileiro. No Denali, um rapaz se surpreendeu com nossa presença e nos sentimos exóticos ahaha. Mas em geral achei as pessoas menos amigáveis. As paisagens são bonitas e fiquei meio abobada com o monte Denali, mas se é beleza que você procura, não acho que seja este o lugar mais lindo do mundo. Minha opinião pessoal, vá pras Montanhas Rochosas do Canadá pra ver montanhas lindas, lagos maravilhosos e vida selvagem. Marketing é tudo, e americano é bom pra danar nisso, não? Não estou dizendo que seja puro marketing, que o denali não seja bonito, não é isso, só estou comparando com o inigualável Canadá.

Se eu tivesse que usar apenas uma palavra para explicar o Denali, talvez fosse vastidão. Foi, dos lugares que conheci, onde mais me senti num lugar imenso e com pouca vida humada, uma verdadeira natureza selvagem. Se você gosta de lugares assim, acompanhe nossas viagens pelo Deserto do Atacama e Torres del Paine, no Chile, e Glacier e Yosemite Parks, nos Estados Unidos.

Coloquei aqui informações agrupadas antes e depois da viagem, mas se ainda ficar alguma dúvida sobre o Denali Park, deixe nos comentários que terei prazer em ajudar.

1 COMENTÁRIO

  1. Olha que interessante sentir-se uma ave rara no Alasca. Acho que nunca estive num sítio onde não encontrasse portugueses. Tirando esse detalhe, acho que a imagem de entrada já fez valer o desvio até Denalí, apesar da ausência ou distância da vida animal

    • Com certeza valeu, Ruthia! Hipnotizante este monte Denali, parecia um ímã a meus olhos. O ideal é se jogar nas trilhas pra ver animais, infelizmente não pudemos fazer isso.

  2. Que viagem maravilhosa! Um cenário lindo e com muitas opções para se explorar. Que hora anoitecia? Imagino que tarde… É possível esticar o dia ou tudo fecha cedo por lá?

    • Na época em que estivemos lá, escurecia depois das 22h, mas em julho ainda tem uma luzinha à meia noite. Falo sobre isso no psot sobre o planejamento da viagem ao Alasca. A cervejaria ficava aberta até as 2h. No parque talvez possa circular, sim, a gente saiu de lá na hora do fechamento do visitor center, 17h, cansados pra caramba.

  3. Eu tenho muita vontade de conhecer o Alasca, mas ando pensando se o Alasca que eu imagino existe de verdade! Que pena que o passeio não atendeu a expectativa, mas estar ai e observar a vastidão do lugar já vale alguma coisa né?!

    Sem brasucas por perto! Interessante! rsrsrs Pessoas pouco amigáveis?! Nada interessante! rsrsrs

    Está registrado que, se um dia for ao Alasca, não priorizar o Denali Park. Você já ficou perto de ursos?!!!!!!! Impressionada! Quero também!!!! bj

    • Ana, precisamos conversar sobre este seu Alasca imaginário, fiquei curiosa. Olha, acho que se você for, certamente vai ficar 1 semana só no Denali e aí acho que vai valer muito a pena, porque é dos lugares para imergir. MAs como eu disse, 1 semana no Alasca todo, eu achei o trecho ao Sul de Anchorage mais legal, para o tipo de viagem que fiz. Beijinhos

  4. Oi Márcia, que destino incrível o Alaska, não é? Para quem curte parques e natureza exuberante é um prato cheio. Seu post é um verdadeiro manual para quem pretende fazer este roteiro, parabéns!

  5. Marcia, tenho muita vontade de conhecer o Alaska deve ser um sonho essa paisagem. Que pena que o passeio não atingiu as expectativas, mas tbm ficaria frustrada de ter visto os animaizinhos de tão longe e acredito que a simpatia e alegria do povo influência muito na experiência.

    • Mayte, acho que vale a máxima de em lugares muito frios e chuvosos as pessoas são mais fechadas e sérias, mas engraçado que em Anchorage interagimos com pessoas bem falantes e simpáticas, vai entender.
      Quanto às minhas expectativas, elas estão sempre nas alturas ahaha.

  6. Ei Marcia. Adorei suas dicas! Estou indo para o Alaska agora em maio/2019.
    Estou indo com minha mãe aventureira de 69 anos. Vou fazer o percurso até Fairbanks mas estou apertando para tentar passar 1 dia no percurso até Seward.
    Vc comentou que tinha flyer de empresas que fazem passeios de avião no Denali, teria como compartilhar?
    Agradeço muito as dicas.

  7. Ei Márcia! Que post legal sobre o Denali Park. Viajar para o Alasca deve ser muito diferente, ne? Adorei suas fotos e viajei junto com você ao ler seu relato =)

  8. Sempre tive o sonho de conhecer o Alasca, mas também muito receio. O seu post com certeza me animou agora!!

  9. Olá Márcia, eu e minha esposa chegamos a poucos dias de El Calafate, Torres de Paine e El Chalten, usamos várias dicas deixadas através do seu blog, principalmente sobre o aluguel do carro, e tudo foi maravilhoso, uma frase perfeita é “Estava sonhando acordado”, e queria aqui agradecer pelas dicas. Como falei aqui antes em outros posts, finalizada a patagônia, iríamos nos programar para ir ao Alasca, mas isso é para 2020, e já estou salvando várias dicas sobre o Alasca, post completo e maravilhoso, meus parabéns.

  10. Está aí um filme que eu ainda não vi… haha… todo mundo fala tão bem, mas acabo sempre postergando. Adorei seu roteiro, já fica anotado para quando decidirmos ir para o Canadá.

  11. Na natureza selvagem é um filme que me marcou muito! O Denali Park, no Alasca, é um lugar maravilhoso para ver essa natureza silvestre que está tão longe dos nossos olhos! Deve ser um passeio incrível.

    • Marcou muita gente, sim, embora eu ache que tenha sido um desperdício de vida. Medidas extremas causam isso. Quanto ao Denali, precisa-se ir ver com os próprios olhos e sentidos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui