Alasca: cruzeiro nos Fiordes de Kenai, em Seward

Embarque comigo neste cruzeiro de 6 horas pelos fiordes de Kenai, um passeio de catamarã necessário para ver e sentir o Alasca com todo conforto, a poucas horas de Anchorage.

alasca cruzeiro seward
Divulgação

Pelo sistema de áudio do catamarã, um park ranger anuncia que orcas estão às 11h do catamarã. Todos correm com suas câmeras e smartphones para o deck. Feitas as observações e fotos, voltamos para o interior do barco, quentinho e confortável, até que novo anúncio é feito e o sistema de posicionamento baseado no relógio é usado novamente, para que saibamos exatamente para onde nos deslocar. Podem ser lontras, leões marinhos, baleias jubarte ou orcas, ou os simpáticos puffins, o papagaio marinho. Ou mesmo icebergs ou a aproximação de uma geleira, mas não uma qualquer, uma geleira do Alasca. Depois de a cena se repetir tantas vezes, é a vez de o almoço a bordo ser anunciado. E que surpresa, uma delícia de comida, salmão, claro, mas até arroz tinha. Que brasileiro não adoraria?!

Aliás, que brasileiro não adoraria conhecer Seward? Sim, faz frio no Alasca, brasileiros e brasileiras, mas no verão um casaco corta-vento com uma fleece de segunda camada e um gorro – e para os mais friorentos um bom par de luvas – são suficientes para você conhecer as belezas do Alasca – e Seward, a cidadezinha ao Sul de Anchorage de onde partem os cruzeiros, é um trecho lindo do estado, em cujo roteiro deve figurar um dos passeios pelos fiordes do Kenai com a Major Marine Tours, sua chance de experimentar a vida marinha, sentir na pele a brisa forte e fria na Resurrection Bay, as águas turbulentas do Golfo do Alasca, e o vento gélido na aproximação das geleiras. Que experiência inesquecível!

Oficialmente um parque nacional desde 1980, o jovem Kenai Fyords National Park tem uma área equivalente ao Yosemite Park na Califórnia, mas por sua natureza não pode ser explorado de carro, por isso a relevância destes passeios de barco e do motivo de ter sido a primeira atividade que programei para fazermos em nossa roadtrip de 9 noites no Alasca no final de agosto. Nos 7 meses que antecederam a viagem fui acompanhando as fotos lindas da Major Marine no Instagram, empresa que há mais de 25 anos faz este e outros passeios partindo da cidadezinha de Seward, ao sul de Anchorage. Fui aprendendo sobre os animais e pássaros marinhos, as rotas, e a preocupação ambiental da MMT com os descartáveis usados a bordo.

Os 7 meses passaram se arrastando, e me perguntava se seria tão emocionante quanto fora o passeio na Perito Moreno, na Argentina, quando além das passarelas cara a cara com o paredão gelado fizemos um passeio de barco e um mini trekking sobre a geleira. Difícil de bater, né? Finalmente chegou o dia – e ele estava lindo, frio, mas claro e ensolarado, perfeito para este tipo de passeio. E os salmões ainda estavam subindo o rio, o que sinalizava que haveria baleias e/ou orcas na Resurrection Bay – e elas deram um show! Neste aspecto o parque alasquiano ganha do argentino: vida marinha farta, enquanto na Argentina navegamos num lago.

baleias Alasca

Já segue o Mulher Casada Viaja no Facebook e no Instagram? Te espero lá, também! Não se esqueça de curtir e/ou comentar as publicações lá, porque senão suas chances de ver as publicações futuras são mínimas…

https://www.facebook.com/plugins/post.php?href=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2Fmulhercasadaviaja%2Fposts%2F2081020718576664&width=500

Tínhamos chegado da roadtrip mais linda do Alasca no final da tarde anterior, a entre  Anchorage a Seward, aproveitando muitas paradas ao longo da Seward Highway, e na manhã seguinte fomos à loja da Major Marine logo que abriu para trocar o voucher pelos cartões de embarque – e aproveitamos para comprar souvenirs (#aloucadoimadegeladeira).

Alasca seward cruzeiro
Escritório da Major Marine, entre o memorial aos mortos no terremoto de 1964 e a marina

O embarque acontece no Seward Harbor 360 Hotel e começa 30 minutos antes do início do cruzeiro. Há passeios de 3h30, 5h, 6h, 7h30 e 8 horas, com valores (2018) que variam entre USD$84 a USD$ 224 e operam na temporada de verão (entre maio e setembro). Fizemos o de 6 horas com o apoio da Major Marine, e é este percurso e um pouco do que vimos e vivemos que descreverei aqui.

Alasca seward-cruzeiro-passeio-barco
O Kenai  Fyords 360 pronto para o embarque

Ainda na rampa de acesso, somos recebidos por funcionários uniformizados, que recebem os cartões. Então uma fotógrafa nos dá uma bóia salva-vidas e faz uma foto (acabamos comprando no final do tour). Uma outra funcionária nos dá o número da mesa em que ficaremos. É este número que será chamado no painel na hora do almoço, evitando aglomeração no buffet.

cruzeiro Seward Alasca

A saída da marina é rápida e temos pouco tempo para avistar a cidadezinha de Seward ficando ainda menor na medida em que o catamarã se afasta.

Alasca seward cruzeiro
a pequena Seward

Mas navegamos por vários minutos ao longo da baía Resurrection, pontilhada de paredões rochosos e ilhas, em cujas encostas vivem leões marinhos e que abrigam ninhos de diversos tipos de aves, como o puffin (papagaio do mar), a águia símbolo dos Estados Unidos, o kittiwake (uma gaivota de corpo mais curto) e outros que não reconheci.

Alasca seward cruzeiro
o simpático – mas atrapalhado – puffin
Alasca seward cruzeiro
a aerodinâmica gaivota kittiwake
Alasca seward cruzeiro
com a aproximação dos barcos, os pássaros se agitam ainda mais

As águas são casa das simpáticas e divertidas lontras e dos preguiçosos leões marinhos, que aproveitam o dia de sol sobre as pedras.

alasca passeios barco

dicas Alasca

alasca cruzeiro

Como é difícil fotografar essas orcas danadinhas! Elas são muito rápidas e como estavam um pouco distantes, era até difícil de enxergá-las. Quando eu as avistava já estavam mergulhando de novo! Como eu havia dito, orcas e baleias eram o que mais eu queria ver, mas só vimos orcas e não tivemos a sorte de vê-las assim tão de pertinho…

adivinhe qual é a minha foto?

Pensa que é fácil? Te desafio a encontrar a águia careca entre os pinheiros. Foto sem ampliação, do jeito que tirei:

spot the bald eagle!

Alasca seward cruzeiro

Ao longo do trajeto, park rangers (guardas florestais) vão trazendo informações sobre a vida animal, o relevo, os glaciares e para crianças e adolescentes há o programa Junior Ranger. Minha filha pegou a revistinha com atividades a ser preenchida de acordo com as experiências que íamos tendo a bordo, uma forma de educar os menores para hábitos ecológicos e fatos geográficos – e mantê-los atentos!

Seward cruzeiro fiordes

Acompanhe os demais posts desta viagem ao Oeste norte-americano. Quando publiquei este post, os demais ainda estavam em andamento, mas confira atualização nas páginas  Alasca, Glacier Park (Montana), e parques de Banff, Jasper e Yoho, no Canadá

Alasca seward cruzeiro
Bear Glacier

Mas acho que todos concordam que o ápice do tour se dá na aproximação das geleiras, e nosso tour nos levou à Aialik, que também foi o ponto onde o catamarã começou o retorno à marina.

Alasca seward cruzeiro

Percebi que nosso barco não chegou tão próximo da geleira quanto o Glacier Express (que faz o tour de 7h30), mas até gostei porque acho extremamente perigoso, já que enormes pedaços de gelo se desprendem e provocam ondas altas – bem no momento em que ninguém está segurando no guard-rail porque está fotografando… Pura dor de cotovelo, queria estar naquele Glacier Express! ahaha

Alasca seward cruzeiro

A geleira Aialik é a maior da baía de mesmo nome: tem 1.3 km de largura e 70 metros de altura, um paredão impressionante.  Aprendi no Alasca que há vários tipos de geleiras e esta é uma calving glacier, isto é, ela se parte e solta pedaços grandes de gelo devido ao avanço da geleira sobre o mar – ou sobre um lago, como em El Calafate, na Argentina. Em nossa visita, estava calminha, mas em maio e junho costuma soltar grandes pedaços.

Avaliação do barco

O catamarã Kenai Fyords 360 é confortável, moderno (2017), silencioso e sua rapidez foi o que mais me impressionou: quase 50 km/h. Tem capacidade para 150 passageiros e 3 níveis: no primeiro fica o bar/buffet e os banheiros, no segundo a sala de comando e no superior o sun deck, uma área aberta nas laterais, mas coberta. Os passageiros têm lugar marcado em mesas nos dois primeiros níveis, e podem circular à vontade pelos decks laterais, frontais e traseiros, além do superior. As janelas são amplas e anti-embaçamento, obviamente há aquecimento central, tomadas para recarga de celulares e acessibilidade para cadeirantes.

Alasca seward cruzeiro
o interior do segundo nível do catamarã: cozy and warm
O deck superior, onde não há assentos marcados

Um monitor espelha a navegação, assim sabemos exatamente onde estamos e onde estão as demais embarcações:

Seward cruzeiro fiordes

Refeições a bordo


Café e chás estão disponíveis gratuitamente durante todo o percurso. Você pode reservar um almoço no momento da compra do cruzeiro (recomendo!) por USD$24, que inclui salada Caeser, salmão do alasca e costela (há opções vegetarianas). Saiba que no restaurante ali da marina um prato de salmão a la carte saiu por USD$30 fora gorjeta, sobremesa e bebidas. Você se serve no buffet ao ter o número de sua mesa chamado no painel e pode repetir depois que todos tiverem sido servidos. Bebidas não alcoólicas estão inclusas e dois tipos de sobremesa são servidos a todos a bordo. 

Alasca seward cruzeiro

Você pode levar um lanche, se preferir, só não pode levar a bordo bebidas alcoólicas, mas há também um cardápio de bebidas alcoólicas ou não, que você compra no bar/buffet.

Seward cruzeiro fiordes
cardápio a bordo

Adorei o fato de pratos e copos serem de papelão e não de plástico e os canudos e mexedores de papel e madeira. Ponto pra Major Marine Tours!

Leia sobre a cidade de Seward com indicação de camping, hotel e restaurante, além de outras dicas aqui no Mulher Casada Viaja

Que tipo de cruzeiro pelos fiordes de Kenai escolher

Pense não apenas no percurso (e no custo), mas no tempo que você tem disponível e em quem vai embarcar. Crianças muito pequenas e alguns adultos podem sentir o balanço acentuado dos cruzeiros superiores a 6 horas, que chegam às águas do Golfo do Alasca. Os cruzeiros de 3h30 a 5h permanecem apenas na baía Resurrection, de águas mais protegidas, mas ainda com abundante vida marinha. O de percurso mais longo (7h30) visita duas geleiras e chega mais pertinho delas, também.

Seward cruzeiro Alasca rotas
rotas dos cruzeiros

Veja o quadro comparativo dos passeios oferecidos em 2018 no site da Major Marine Tours

Onde comprar seu ingresso da Major Marine


Reserve seu ingresso no site da Major Marine Tours com antecedência pois os cruzeiros pelos fiordes de Kenai são a principal atração de Seward, e passageiros de navios de cruzeiros e do trem Alaska railroad desembarcam na cidade muitas vezes exclusivamente para fazer um dos tours, além do transporte em ônibus a partir de Anchorage e dos turistas que já estão em Seward.

que-fazer-alasca

Estacionamento e guarda-volumes


A cidade é muito tranquila, mas se você preferir deixe seu carro no estacionamento (US$10/dia) em frente ao Hotel 360. Foi o que fizemos pois estávamos com as malas no porta-malas. Se preferir, pode deixar as malas no escritório da Major Marine Tours.

E depois, no retorno pra casa, do avião você verá tudo isso lá do alto…

alasca geleira avião

Avaliação do Serviço


Bem, o que dizer de um serviço prestado num país cuja cultura domina a arte da organização e eficiência? Acho que a única coisa que eu tenho negativa pra dizer é que a garrafa de água quente para o chá estava vazia ahaha. Serviço impecável do começo ao fim, barco fantástico, funcionários atenciosos (deram maior apoio às pessoas que enjoavam na saída da baía para o mar aberto, no Golfo do Alasca). 

Tenho total confiança em indicar o cruzeiro e espero que você tenha a mesma sorte de um dia lindo como o que tivemos – e que venham as baleias e orcas! Se tiver alguma pergunta, dúvida ou comentário, já sabe, é só escrever. Abraços, viajantes.

Alasca barco cruzeiro fiorde

Assine a nossa Newsletter
Cadastre seu e-mail e receba dicas imperdíveis de viagem!

COMENTÁRIOS

  1. Que tour incrível, não vejo a hora de fazer o meu, dicas muitos úteis. Adorei as fotos e o texto bem explicado.

  2. Que incrível! Me lembrou muito a paisagem da Patagônia chilena, região de Torres del Paine ou mesmo de Perito Moreno, né?.

    • Torres del Paine nem tanto, mas desde que decidimos ir ao Alasca ficava me perguntando se as geleiras lá trariam o mesmo impacto que a Perito Moreno. São duas coisas muito diferentes, no Alasca tem miutas geleiras, você até acaba se acostumando, mas a Perito não deixa a desejar, não.

  3. Que paisagem de sonho! É tão bom ver a natureza livre, leve e solta assim…baleias, lontras, leões marinhos, que fantástico! Deve ser mt emocionante ver 🙂 O Alaska é bem interessante, uma colega foi recentemente morar lá e fico admirada com as fotos.

  4. estou babando nestes posts do alasca! so paisagens incriiiveis e quantos animais! fico feliz em saber que tem mais q na argentina, assim faz o passeio duma vez so aheuahe

  5. Meus filhos querem muito conhecer o Alasca e eu claro que estou empolgadíssima porque sei que será uma viagem inesquecível. Ainda não marcamos a viagem mas está no topo da fila de destinos para irmos em família, essas paisagens são encantadoras.

  6. Adorei acompanhar-vos neste cruzeiro. Senti as suas dificuldades de fotógrafa nos Açores, quando fizemos um passeio em busca das baleias. Na verdade, a sua foto ficou ainda melhor do que a minha… é preciso uma teleobjetiva para isto. Mas as viagens não são as fotos que tiramos mas as experiências que temos, as emoções que sentimos e as recordações que criamos em família.
    Beijinho

  7. […] A península de Kenai é de uma beleza ímpar: geleiras encontram o mar protegido em diversas baías com encostas rochosas, águas línpidas e vegetação exuberante. Aqui e ali lagos pontuados por hidroaviões e rios por salmões. E onde tem salmão, tem urso. Trilhas, geleiras, campings, muitos motorhomes. Vida marinha farta, que você vê a bordo de um dos minicruzeiros que partem da cidade de Seward. Confira o post sobre nossa experiência em um deles no post Alasca: cruzeiro nos fiordes de Kenai  […]

  8. Olá Márcia, muito legal o seu blog, eu e minha esposa estamos programando fazer o trecho Fairbanks-Seward, tudo a partir de Anchorage, o seu blog está nos ajudando a ir sonhando até lá, parabéns pelas postagens, e esperando as novas atualizações.

    • Oi, Wanderson, que bom, a ideia do blogs é esta: inspirar e ajudar! Esta etapa da viagem, o planejamento e a expectativa são mesmo uma delícia. Bem-vindo a bordo!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui