Garmisch-Partenkirchen: separadas pelo rio, unidas por Hitler

Eu sei, eu sei, o nome Garmisch-Partenkirchen assusta pela dificuldade em ser pronunciado, mas o que importa é saber de sua existência e incluí-la no roteiro de viagem pela Alemanha. Cidade-resort de esqui na Bavária, Garmisch-Partenkirchen sediou os Jogos Olímpicos de Inverno de 1936 e até hoje é um dos principais destinos de inverno da Europa. E mesmo que você não curta esportes de inverno, é uma cidade linda para passear.

Sediar os jogos trouxe desenvolvimento e popularidade, mas causou a união das duas cidades de forma arbritária: um ano antes dos jogos, Hitler obrigou os prefeitos das duas cidades a se unirem como uma cidade só.

Neste mês de março, o hemisfério sul dá as boas vindas ao outono, e curiosamente foi em nossa visita a Ga-Pa que o outono resolveu mostrar sua cara no início de outubro. O vento soprou das árvores as folhas douradas, durante a noite a temperatura ficou negativa e o topo das montanhas amanheceram nevadas. Mas antes disso, nós curtimos um passeio a pé pelo centro e também de carro pelo entorno da cidade.

Garmisch-Partenkirchen no outono

As imagens que você vê aqui são do lado leste, Garmisch. Não estivemos do outro lado, em Partenkirchen, mas sugiro alguns pontos para você conhecer por lá, também.

Confira o roteiro desta viagem à Baviera, Áustria e França, quando conhecemos várias cidades nos Alpes, castelos e cidades da Rota Romântica.

O que Fazer em Garmisch-Partenkirchen

Os Jogos Olímpicos de Inverno de 1936 deixaram um legado duradouro em Garmisch-Partenkirchen, consagrando-a(s) como um dos principais destinos de esportes de inverno e competições internacionais e locais. Muitos dos chalés e hotéis foram construídos especialmente para o evento e permanecem em uso até hoje. 

Mas o que mais gostei em Ga-Pa foi a atmosfera de resort de inverno, os muitos restaurantes com mesas ao ar livre, comércio farto de artigos de montanha, e principalmente os Alpes invadindo o espaço como se estivessem sobre os telhados da cidade. E mesmo o vale rural agradava: celeiros, vacas e cavalos pastando, que me lembraram os quebra-cabeças e muitas folhinhas. Folhinhas eram calendários que ganhávamos do comércio quando eu era criança, com imagens européias – e eu nunca imaginei que fosse vê-las pessoalmente um dia.

Zugspitze

Zugspitze Garmisch-Partenkirchen

Acho que todo brasileiro que vai a Garmisch-Partenkirchen tem como objetivo subir a montanha mais alta da Alemanha, Zugspitze. Subir de teleférico, rapidinho e sem esforço, como a maior parte dos turistas. Nós chegamos tarde, nos encantamos com o palácio Linderhof e fizemos um slow tour em Oberammergau, então quando chegamos à base de Zugspitze o último teleférico já estava subindo.

O Zugspitze tem 2.962 metros de altura, e no inverno se transforma num destino muito popular entre os europeus por causa do esqui. No verão, como em todos os Alpes, são as trilhas que fazem o chamado.

Você pode comprar ingressos online e apresentar na bilheteria, atualmente junto com o certificado de vacinação do Covid-19. Adultos pagam € 31,00. Veja os horários do teleférico e outras informações no site oficial do Zugspitze.

Minha última dica serve para qualquer montanha que você tiver que visitar: confira a previsão do tempo, pois picos e neblina ou chuva não combinam!

Garmisch-Partenkirchen Zugspitze

AlpspiX

Plataformas no alto de montanhas são comuns nos Alpes, e o AlpspiX fica a 2.050 m da Osterfelderkopf, montanha do Alpspitze. É uma das atrações mais populares de Garmisch-Partenkirchen. Para chegar lá, é preciso tomar o teleférico Alpspitzebahn até a última estação, onde fica o AlpspiX.

Caminhar pelo centro histórico de Ga-Pa – ou centros

Como as duas cidades se uniram apenas no século 20, há dois centros históricos.
Em Garmisch, passeie pela Frühlingstraße, rua de comércio com muitas casas do século 18 decoradas com sacadas floridas e fachadas de pinturas Lüftlmalerei.

Do outro lado do rio, a rua Ludwigstraße também tem seus encantos: terraços tomados por jardineiras floridas, e fachadas de casas com pintura trompe l’oeil, que em volta de janelas e portas parecem arabescos esculpidos.

Museu Richard Strauss em Garmisch-Partenkirchen

Strauss viveu em Garmisch-Partenkirchen por 40 anos nesta casa que hoje abriga um museu de 3 andares com objetos que pertenceram a ele e exibição de sua obra. Fica na Schnitzschulstraße 19.

Michael Ende Kurpark

O parque urbano de Garmisch é bem pequeno e homenageia outro cidadão de Ga-Pa, o escritor Michael Ende. Você deve conhecer ao menos uma obra dele, que virou filme em 1984: A História sem Fim.

Garmisch-Partenkirchen parque Michael Ende

Foi neste parque que me deleitei com uma das características do outono: a queda das folhas das árvores. É um parque relativamente pequeno, mas tem concertos e atividades culturais e esportivas, além de várias esculturas – mais lúdicas do que artísticas.

Ga Pa
Relógio de flores no Michael Ende Kurpark

Na praça que dá acesso ao parque fica o Escritório de Turismo de Ga-Pa, uma bela fonte, e a sala de concertos da cidade.

Garmisch-Partenkirchen

Pontos turísticos fora do centro de Ga-Pa

A Garganta do rio Partnach (Partnach Gorge)

Uma trilha acompanha o curso do rio Partnach, onde paredões de 80 metros de altura e quedas d’água podem ser admirados até mesmo no inverno. Uma das principais atrações naturais de Garmisch-Partenkirchen, recebe 200 mil pessoas por ano. Estava na minha lista, mas não deu tempo. Mais informações no site oficial do GaPa Tourismus.
De junho a setembro abre das 8h às 20h e de outubro a maio das 9h às 16h30. Adultos pagam 6 euros.

Garmisch-Partenkirchen canion
foto de Patrick Baum

Ruínas do Castelo Werdenfels

A menos de 4 km do centro de Garmisch, ficam as ruínas do castelo que serviu de prisão em séculos passados. No século 16, dificuldades de plantio no vale e doenças levaram os moradores a uma caça às bruxas, e 10% da população foi julgada e queimada

Eibsee, um dos lagos mais lindos da Alemanha

lago alemanha

Caso você vá aos Alpes alemães no verão, aproveite para mergulhar nas águas turquesas e refrescantes (leia-se gélidas) do Eibsee, lago a apenas 10 minutos de Ga-Pa. Você pode também fazer uma caminhada em volta do lago, alugar caiaque ou SuP e descobri agora que um teleférico parte de lá para o alto da Zugspitze, o Seilbahn Zugspitze.

Outros destinos turísticos perto de Garmisch-Partenkirchen

Ga-Pa pode ser uma ótima opção de base para conhecer lugares mais famosos entre os brasileiros. Veja:

Se você gosta de brincar de Indiana Jones (como eu!) e cruzar pontes suspensas, a Highline 179 fica a apenas 40 km, embora em território austríaco. Veja meu post sobre o lugar, que tem também ruínas de fortaleza romana.

ponte áustria
Highline 179, Áustria

Onde Ficar

hotel Garmisch-Partenkirchen

Ficamos no Hotel Bavaria Biotel (Partnachstr. 51), um hotel maravilhoso na minha opinião. Típico alpino, cheio de fofuras, café da manhã orgânico e delicioso, quarto com sacada e várias salas aconchegantes para refeições. Veja no Booking.com outras sugestões de hospedagem em Ga-Pa.

Onde Comer em Garmisch-Partenkirchen

Fizemos apenas uma refeição em Michael Ende , no Franz Krönner Konditorei und Cafe e.K. (Achenfeldstraße 1).


Como você pode ver, mesmo sem esquiar tem muita coisa para fazer em Garmisch Partenkirchen, é possível ficar uma semana e curtir bastante a região!

Garmisch-Partenkirchen
E no dia de partir, vontade de ficar expressa em imagem

Planeje sua Viagem aqui

Blogs de viagem são muito úteis no planejamento de viagem e gratuitos para o leitor, mas têm um custo para serem mantidos no ar – e posts como este levam muitas horas e às vezes dias até serem publicados.

Se você gostou das dicas do Mulher Casada Viaja, saiba que pode retribuir e contribuir para que as dicas continuem chegando gratuitamente a quem busca inspiração e informação de qualidade. Basta clicar sobre os links de nossos parceiros. Você planeja sua viagem e retorna a gentileza:

Booking.com: para fazer suas reservas de hotel, apartamento, B&B
Rentcars: aluguel de carro, com possibilidade de parcelamento e isenção de IOF, no caso de aluguel no exterior
Seguros Promo: desconto de 5% em seguro viagem para leitores. Aplique o código CASADAVIAJA5
Chip de Viagem: compre seu simcard internacional e receba em casa antes de sua viagem
– para ingressos de atrações, excursões e tours, temos 2 opções para você escolher: a Get your Guide e a Tiqets.


9 COMENTÁRIOS

  1. Nossa, essa trilha entre os paredões deve ser surpreendente! Mas tudo nesse roteiro em Garmisch-PartenKirchen é imperdível. Lindas paisagens e muita história, com cidadãos ilustres como Strauss à ação de Hitler, demais esse destino.

    • Pois é, eu perdi essa trilha, mas pra compensar fiz duas parecidas nas montanhas rochosas do Canadá. Paisagens lindas no outono, imagino no inverno…

  2. Forte e até poético esse título: “Garmisch-Partenkirchen, separadas pelo rio e unidas por Hitler”. Fiquei com muita vontade de conhecer o AplspiX =)

  3. Garmisch-Partenkirchen é um dos destinos na Alemanha que tenho muita vontade de conhecer. E a verdade é que essa vontade aumentou depois de ler o seu post. Que local incrível.

  4. Que lindo post, Márcia. Garmisch Partenkirchen pode ter um nome complicado, mas a visita parece ser uma delícia. Gosto muito de lugares com as estações do ano bem marcadas e esse é um deles. Esses tapetes de folhas de tons doirados são tão lindos! E divertidos de pisar, quando as folhas ficam quebradiças…
    Beijinhos

    • Sim, Ruthia, estações bem marcadas é algo que não temos por aqui – mas temos tapetes de flores, quando ipês, sibipirunas e outras espécies colorem nossas vidas em diferentes estações. É a compensação da natureza por não termos fall folliage. Aguardando a compensação por não termos alpes…

  5. De fato nunca tinha ouvido falar em Garmisch Partenkirchen e estou completamente apaixonada pela região. Agora quero conhecer o quanto antes rs

    • O mundo é lindo, com tantos lugares pra visitar, e quando a gente conhece não tem como não se apaixonar por muitos. Obrigada pela visita.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui