O que fazer em Ravello, Costa Amalfitana

Se você vai à Costa Amalfitana, não deixe de incluir Ravello em seu roteiro e neste post vou te contar o motivo e sugerir o que fazer em Ravello – ou não fazer nada, no melhor estilo dolce italiano.

Villa Cimbrone

Ravello é uma das principais cidades turísticas da Costa Amalfitana, protegida pela Unesco por sua significância artística e arquitetônica, mas também pela versatilidade de suas áreas rurais, com vinhedos e pomares em terraços cortados nas encostas dos morros. Não tem praia, o que pode desestimular sua inclusão no roteiro. Mas guarda cartas na manga: tem uma vista do mar a 365 metros de altitude, villas ajardinadas que em dias insuportáveis de verão são bem-vindos oásis, e o motivo principal de eu ter gostado tanto de Ravello: não tem as mesmas multidões de Amalfi, Positano ou mesmo Sorrento.

Os Romanos foram os primeiros habitantes de Ravello, que provavelmente se estabeleceram nas praias de onde hoje fica Minori, buscando nova morada após a erupção do monte Vesúvio no século 1 DC. Os próximos registros históricos da região aparecem a partir de 1070, quando a colônia romana foi absorvida pela República de Amalfi. No século seguinte, uma batalha pela independência deu o nome ao lugar: Rebellum, que evoluiu para Ravello.

Mas foi o período medieval que deixou o legado da catedral, da Villa Rufolo e dos pallazos, quando alcançou uma população estimada em 40.000, enquanto hoje menos de 3 mil pessoas vivem por lá. Além da peste que dizimou a população em 1656, muralhas e castelos foram destruídos pelo exército de Pisa no século 12.

Esse passado bélico parece apenas uma história distante para quem caminha pelas ruas livres de automóveis e perfumadas de jasmim (ao menos no verão), com vistas para colinas de vinhedos e limões, além do mar, claro. Confira os principais pontos turísticos de Ravello:

O que Fazer em Ravello

O ponto final do ônibus da linha Amalfi-Ravello tem a graça de ser num mirante de Ravello, onde ninguém resiste fazer várias fotos.

 o que fazer em Ravello Costa Amalfitana
O ponto de ônibus com vista!

Atravessamos o túnel onde taxistas se escondiam do sol e poucos metros depois já estávamos na…

Piazza del Duomo

Ampla, democraticamente sombreada por belos pinheiros ou ensolarada para os dias mais frescos, a escolha é sua: sente-se em um dos bancos sob os pinheiros ou aproveite o sol em uma das mesas dos restaurantes da piazza. Seja qual for sua opção, ver a vida passar no melhor estilo dolce far niente é uma das melhores coisas para fazer em Ravello.

Foi lá que terminamos o dia, depois de visitar a Villa Cimbrone. Bebericamos drinks e comemos uma porção de fritas, observando as pessoas banhadas, perfumadas e arrumadas que chegavam à praça para jantar. E ainda teríamos um busão pra tomar de volta a Sorrento!

Não fui a única a ‘dolce far nientar

Duomo, a catedral de Ravello e seu museu

Tanto me entreguei ao dolce far niente que meus pés não subiram os poucos degraus de frente da catedral de Ravello. Construída no século 11 com ajuda financeira dos Rufolos, a igreja passou por várias reformas e abriga o museo dell’Opera del Duomo (€3).

 o que fazer em Ravello Costa Amalfitana

Villa Rufolo

Se você nunca foi à Itália talvez tenha dificuldade para entender o que é uma villa, que tem o sentido muito diverso do português do Brasil. Enquanto os palazzos são prédios residenciais urbanos, as villas em geral são palácios construídos em áreas rurais, para as férias de verão, com jardins, esculturas, capelas e outros elementos esculturais.

A Villa Rufolo foi construída no século 13 por ricos comerciantes medievais. Tem um claustro lindo, jardins bem cuidados com vista para o azul do mar tirreno e outros elementos arquitetônicos. Fica na piazza del Duomo, o que a torna uma ótima opção para quem tem pouco tempo em Ravello. Abre diariamente das 9h às 17h e custa €7.

Fachada da Villa Rufolo

Auditório Oscar Niemeyer

Projetado pelo mais popular arquiteto brasileiro, foi inaugurado em 2010 para sediar o Festival de verão de Música de Ravello, depois de muita polêmica, pois a legislação local não permite novas construções. Segundo a BBC, a ‘mais recente’ construção foi a Villa Rufolo, no século 11. Em geral eu gosto da mistura clássico/antigo com o moderno/contemporâneo – e aprecio muitas obras do Niemeyer, mas achei o auditório um intruso em meio àsplantações e pallazzos do morro.

Villa Cimbrone

A caminhada de cerca de 10 minutos a partir do Duomo para chegar à Villa Cimbrone é um grande prazer aos sentdos, com perfume de jasmim vindo das trepadeiras e de limão de plantações próximas. Para os olhos, as plantações vista para os morros e passagem pelo Mosteiro S. Chiara e por espaços lindos para eventos e casamentos, como a Villa Eva.

A villa Cimbrone, assim como a Rufolo, é do século 11, mas seus jardins passaram por alterações no final do século 20. Em suas dependências fica um hotel 5 estrelas, mas seus amplos jardins e elementos arquitetônicos são abertos ao público.

Ao passar pela bilheteria, à esquerda verá o prédio onde fica o hotel e o claustro, que pode ser visitado e é um cenário maravilhoso para fotos. Do outro lado fica a sala de chá, visivelmente de influeência bizantina, e o jardim das rosas (foto que abre este post), com várias esculturas e dominada por um frondoso pinheiro típico italiano.

 o que fazer em Ravello Costa Amalfitana
o claustro, no prédio onde fica o hotel, é aberto ao público

Mas eu só conheci o jardim das rosas no final do passeio, pois não resisti ao longo corredor que leva ao gazebo com a estátua de Ceres, a deusa das plantas e do amor maternal.

 o que fazer em Ravello Villa Cimbrone
Terraza dell’Infinito

Depois de cruzar o templo de Ceres, chego a um dos lugares mais fotografados da Costa Amalfitana, a Terrazza dell’Infinito (foto abaixo), um mirante com bustos de mármore e vista incrível do mar a 365 metros.

Mirante do Terraço

Foi difícil deixar o terraço, o azul intenso no horizonte hipnotiza, mas continuamos pelo jardim, agora descendo até encontrar o Templo de Baco, com a imagem do deus do vinho em bronze. A seus pés estão as cinzas de Ernest William Beckett, o lorde Grimthorpe que renovou os jardins no início do século 20 após adquirir a propriedade.

 o que fazer em Ravello Costa Amalfitana

Passei por outros trechos do jardim menos cuidados, como a Gruta da Eva, e subi em direção à Avenida das Hortênsias, que tem um poço decorativo lindo, de metal, à frente de um pergolado cuja espécie não identifiquei.

Compartilhei aqui apenas algumas imagens, o jardim do Cimbrone é uma combinação de estilos italianos e ingleses. Aprendi na França, numa pousada em que fiquei no Vale do Loire, que os ingleses preferem misturar espécies e cultivar jardins mais selvagens. Meu sangue italiano achou estas partes do jardim menos atraentes do que os corredores, pergolados e canteiros simétricos.

O Villa Cimbrone abre das 9h ao pôr-do-sol, e custa 7 euros. O ingresso é um marcador de livro, não é fofo? Fica na Via S Chiara, 26. Acho que o melhor período para visitá-lo é a primavera, claro. O

Caminhar pelas ruas de Ravello

Tire algum tempo, sempre, em qualquer viagem, para caminhar pelas ruas despretenciosamente. Para comprinhas, a Via Roma é a mais adequada. O calor me derrotou um pouco, confesso, mas Ravello é menos abafada que as demais cidades da Costa Amalfitana – e tem espaço para colocar os pés, coisa rara no meio do dia das principais ruas de Amalfi ou Positano, no verão. Um desfile de Fiat 500 originais estava rolando pela cidade – em Sorrento eram Ferraris…

Em toda Costa Amalfitana há diversas lojas de cerâmica, objetos lindos, utilitários ou decorativos, mas gostei muito desta loja pela atenção que a proprietária dispensou, explicando sobre a argila vulcânica usada como matéria prima e outros detalhes que infelizmente o tempo se encarregou de apagar de minha memória.

o que fazer em Ravello compras

Talvez você se interesse também por estes outros posts:
8 Motivos para NÃO visitar a Costa Amalfitana no verão
Onde comer em Sorrento e Costa Amalfitana

Leia sobre Amalfi, Positano e Sorrento e sobre Capri, Pompeia e Nápoles

Como chegar a Ravello

Infelizmente não há uma linha de trem na Costiera, como nas Cinque Terre da Ligúria, então dependemos de barcos, ônibus ou aluguel de carros ou transfers para ir de uma cidade a outra. Não deixe de ler o post Como ir de Roma a Sorrento (e Costa Amalfitana), com tabela comparativa de preços e duração da viagem.

Ravello de transfer privado ou excursão

De Amalfi a Ravello ou Sorrento a Ravello

Como passamos a manhã em Amalfi, foi simples tomar o ônibus da Sita Bus, a linha que percorre Sorrento e Costa Amalfitana e tem validade de 24 horas. Se você sai direto de Sorrento, pode alternativamente tomar o barco da Alilauro até Amalfi (€13,20) e depois o ônibus (€1,30). Além das estações de trem de Sorrento e Salermo, qualquer tabacaria vende, mas não é possível comprar com o motorista e não há cobradores. O ponto final fica na Piazza Flavio Gioia, em Amalfi.

Como chegar a Ravello de carro a partir de Sorrento

Como visitamos a Costa Amalfitana na segunda quinzena de junho, preferimos não alugar carro pois as estradas ficam muito cheias no verão, além de serem estreitas e cheias de curvas, mas se você se aventurar, de Sorrento pegue a SS 145, depois a SS 163 para Amalfi, dirija até Atrani e pegue a próxima esquerda para Ravello. Continue subindo por mais 3 km.

Não se esqueça de que veículos não circularm nos centros históricos, nas chamadas ZTL, e você precisará deixar o carro em um dos estacionamentos públicos (pagos). Leia minhas dicas para Dirigir na Itália.

Onde ficar em Ravello

Se decidir ficar em Ravello, pesquise a localização do hotel, apartamento ou B&B considerando que muitos lugares não são acessíveis por carro. Para quem está com malas, crianças pequenas ou tem dificuldade de mobilidade, o ideal é ficar no centro, que é plano, mas bem pequeno. Hospedagem a 300 metros de distância parecem OK, mas considere desníveis por ladeiras estreitas e escadarias. Todas as sugestões abaixo têm nota superior a 8 segundo avaliações de hóspedes:

A 250 metros do Duomo, o Hotel Villa Fraulo tem quartos e restaurante com vistas lindas:

Antigo convento, com terraços charmosos, jardins e decoração caprichada, o Hotel Parsifal leva o nome do compositor Wagner, que ali encontrou inspiração para terminar sua obra, em 1880.

Hotel Vila Maria – passei por ele a caminho da Villa Cimbrone, lindo!

Se a ocasião é especial ou a conta bancária permite, que tal um 5 estrelas pra arrasar? Hotel Villa Cimbrone e Palazzo Avino

Palazzo Avino

Confira outras opções de hotéis e, se você prefere uma casa de temporada ou apartamento, veja as sugestões no Booking.com

Nós ficamos em Sorrento porque visitamos Pompeia e estando de transporte público foi a melhor opção para ir de uma cidade da Costa Amalfitana a outra, na alta temporada. Positano e Amalfi são lindas, mas espero que estas dicas de o que fazer em Ravello tenham te convencido a subir o morro. Sem samba ou funk!

16 COMENTÁRIOS

  1. O mirante de Ravello é uma vista de tirar o fôlego. Lindo demais! Se eu escolhesse um lugar agora para relaxar, com certeza seria na Costa Amalfitana. Adorei as dicas e não conhecia direito nada sobre do lugar 🙂 Obrigada!

    • Seria uma ótima escolha, Mariana, a Costa Amalfitana é linda, pena que fica tão cheia no verão. Ravello foi um refúgio!

    • Eu peguei em promoção, Suriàn, andei a Itália de Norte a Sul, mas valeu a pena o tempo que perdi em deslocamentos considerando o preço que paguei no bilhete.

  2. A Costa Amalfitana é um pedaço do paraíso logo ali na Itália! Amo! Adorei suas dicas sobre o que fazer em Ravello, não vejo a hora de voltar =)

  3. A Costa Amalfitana é mesmo um lugar incrível! Adorei saber mais sobre Ravello, um lugar que vou querer conhecer em breve. Abraços!

  4. Oi Marcia, quanta dica boa do que fazer em Ravello! Nunca tinha ouvido falar nessa cidade e me encantei com as suas fotos. Adorei a Villa Cimbrone, já quero ir pra fotografar tambem. E o ponto de ônibus com aquela vista é um privilégio, né?

    • São muitas cidades na Costa Amalfitana, as mais famosas são Positano e Amalfi, mas adorei Ravello pela tranquilidade.

  5. Esse ano de 2020 devo ir para a Italia algumas vezes, é está juntamente buscando o que fazer em Ravello, pois quero em alguma viagem passar pelas cidades da Costa Amalfitana.

  6. Que delícia de lugar! Num roteiro pela Costa Amalfitana acho que teria dificuldade de ir embora de Ravello rsrsr. Adorei as dicas e as fotos 🙂

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui