Onde Comer no Deserto do Atacama

O Deserto do Atacama, no Chile, já é um destino desejado por muitos brasileiros e como se trata de um deserto, há muitas dúvidas sobre como é a vida do turista por lá, mas neste post falo especificamente sobre como são os restaurantes, o que servem, compartilho os preços…

A salada Caeser do Tierra, na Caracoles

Como são os Restaurantes em San Pedro do Atacama
Quando você anda de dia pelas ruas da cidade de San Pedro do Atacama, se você é do tipo que adora uma cidade grande e tudo o que ela pode proporcionar, talvez fique preocupado no primeiro momento, pois as casas são baixas, portas e janelas pequenas e o contraste do sempre presente sol com o interior sombreado, mal se enxerga o que rola dentro de lojas e restaurantes. À noite, a cidade se transforma: todo mundo está de volta dos passeios e as ruas ficam lotadas e com o escuro da noite dá pra enxergar o interior de lojas e restaurantes. É uma sensação muito engraçada e tive a impressão de que a alternância entre noite e o dia faz de San Pedro dois lugares diferentes.

Alguns restaurantes são bem decorados, outros bem simples. Nem sempre o serviço é bom. Às vezes é bom de dia, quando o movimento é menor e à noite deixa a desejar, como foi o caso do Tierra, para onde voltamos numa noite depois de um almoço legal, pra nunca mais.

Cantores e violeiros se apresentam em alguns restaurantes, em troca de um troco. Cantam e tocam um pouco e partem para outro. Não vi um lugar com música ao vivo direto.

Quanto aos sabores, não teve nenhuma refeição que deixasse lembranças inesquecíveis, mas talvez eu não tenha escolhido pratos bons. Na verdade, acho difícil avaliar um restaurante por apenas um prato. É como rotular uma pessoa por ter batido um papo de meia hora… De positivo, a surpresa por ter legumes e verduras frescos estando no meio do deserto.

Comemos uma pizza num lugar pequeno e simples, indicado por uma moradora local. O serviço era bem lento devido à demanda – eles faziam a pizza ali e entregavam também no restaurante em frente – e esperamos por 40 minutos. A simpática atendente nos ofereceu refrigerantes gratuitos como desculpa pela longa espera. Quer saber? Adoro lugares bem decorados, mas atendimento humanizado ainda é a melhor coisa! Não é pela coca, é pela simpatia e humildade. A pizza não era das melhores, mas matou a fome.

a pizza do El Charrua, na Tocopilla


Nossa primeira refeição foi no Cafe Adobe e pedimos um prato comum no Chile, uma espécie de bife a cavalo, mas com filé mignon, chamado lomo a lo pobre. Se preferir frango, fica pollo a lo pobre. Achei o prato gigante e poderia muito bem ter servido nos dois.

o Adobe, na Caracoles

Apesar do pó onipresente em San Pedro, o Blanco teve coragem de pintar seu interior de branco e ter um ambiente rústico-chique – e a cara de pau de servir cerveja a temperatura ambiente. Como eu disse, no Tierra o serviço deixou a desejar. A pizza que pedi tinha a massa dura feito pedra (juro, fazia barulho quando eu batia a borda no prato!) e tive que trocar por um prato rápido, afinal, meu marido já estava comendo o dele. Veja mais abaixo o endereço dos restaurantes.

o clima do Blanco

 

Leia sobre como chegar a San Pedro, onde se hospedar, como evitar o soroche e outros em Guia do Atacama. 

Preços médios nos Restaurantes do Atacama
A agência onde fechamos nossos passeios pelo deserto, a FlaviaBia Expediciones, nos ofereceu uma lista de restaurantes, e eu de bom grado aceitei, já que raramente pesquiso sobre onde comer nos lugares que visito. Veja abaixo.

A conversão no momento em que escrevi este post era 1.000 pesos = R$ 5,00.

A partir de 8.000 pesos:
Adobe, La Casona, Blanco, La Estaka, Las Delicias del Carmem (todos na Caracoles)
Baltinache, Bedito Desierto (Rua Domingo Atienza)
Ckunna (Rua Tocopila)

A partir de 5.000 pesos:
Pica del indio, Sol Inti, Café Aloza, Charuna, Barros Cafe, Barros Bar, Burger Garden (Rua Tocopilla)
Rincon san Pedrino, Mal de Puna (Rua Licancabur)
Roots Cafe (Rua Toconao)

A seguir, você pode ter uma ideia dos preços e pratos servidos em alguns dos restaurantes de San Pedro. Os valores são para pratos individuais, mas alguns, como o lomo a lo pobre, podem ser compartilhados, se você não costuma comer um boi. Clique nas imagens para ampliá-las.

O serviço não está incluso no total da conta, mas eles cobram os 10% e perguntam se podem incluir no pagamento em cartão, se for o caso.

Sobremesas
De sobremesa, você vai encontrar doces parecidos com os nossos, como o tiramissu e o petit gateau, mas experimente o chileno Tres Leches e você vai se lembrar do pudim de leite condensado, mas com uma textura de bolo. Há sorveterias espalhadas pela cidade, caso você prefira.

Tre leche do La Estaka


Quer saber mais? Confira mais dicas na página-índice do Atacama

Economizando
Você encontra vários mercadinhos na cidade e se estiver hospedado num lugar com cozinha pode fazer sua própria refeição para economizar. Os mercadinhos também ajudam para comprar uma fruta ou um snack para levar nos passeios.

A Angie do Apure Guria, que faz viagens estilo mochilão, tem dicas bem econômicas, passe lá pra ver se for seu estilo.

Onde comer durante os passeios no Atacama
Muitos passeios levam o dia todo, como o Salar de Tara e o Lagunas Altiplânicas, então verfique com a agência que contratar para os passeios se há algum lanche incluso, porque não há lojinhas no deserto, não! A maior parte dos hotéis prepara um box, um café da manhã para viagem, caso seu passeio saia de San Pedro antes do horário em que o café da manhã é servido. Não se esqueça de levar uma sacolinha plástica para colocar todo o lixo e levar de volta a San Pedro, onde pode ser descartado.

Nós fomos com a FlaviaBia, que incluía no custo total refeições nos passeios. O Salar de Tara e Lagunas Altiplânicas, passeios que levam o dia todo, incluíram café da manhã e almoço. E dá só uma olhada no café da manhã e na paisagem do café:

o capricho em forma de café da manhã!

Quando o passeio era à tarde, como foi o Vale da Lua e da Morte (leia o post aqui) e o Lagunas Escondidas, era servido um coquetel. Dá uma olhada eu brincando de rycca phina:

A vida pode ser boa no deserto!
O coquetel esperando o por do sol no Vale da Morte

E você, já esteve no Atacama? Deixe seu comentário para ajudar outras pessoas que estão planejando a viagem. e se você estiver indo e tiver dúvidas, participe também e buen provecho!

 

Anúncios

23 comentários sobre “Onde Comer no Deserto do Atacama

  1. Pollyane Martins 17 de junho de 2017 / 9:33

    Essa paisagem do café da manhã tá mesmo UAU, hein? Que isso! A comida nem precisa ser tão boa! haha Adorei o post, cheio de dicas legais para quem estiver viajando para a região. Ainda não conheço, mas está na ~longa~ lista! =D Beijo grande.

    Curtir

  2. Gabriela Torrezani 18 de junho de 2017 / 10:19

    ótimo post, ajuda muito quem está no Atacama e não sabe onde comer. nós adoramos comer nas barraquinhas, que ficam próximas ao campo de futebol… bem mais baratas que os restaurantes da Caracoles e tudo estava gostoso. 🙂

    Curtir

  3. 1001dicasdeviagem 18 de junho de 2017 / 11:15

    Nossa adorei! Pensei que os preços fossem mais baixos, mesmo nos restaurantes… Mas mesmo assim acho que pelo menos um dia temos que conhecer um restaurante local. Amei o café da manhã.. A cara da riqueza mesmo rs.. 🙂 Parabéns pelo post!

    Curtido por 1 pessoa

  4. Tina Wells - LondresPraVocê 18 de junho de 2017 / 11:42

    Realmente o Atacama não é pra mim. Além de não ter espírito aventureiro, gosto de comer bem. Achei os preços bem altos também. Se pudesse ir só pro café da manhça, toparia!

    Curtir

  5. angiesantanna 18 de junho de 2017 / 12:04

    comemos uma pizza nesse mesmo lugar que vc indicou ahueahe a nossa tb n tava boa, muito cara pelo o que oferecem mas era a unica opção ainda aberta…tinhamos feito o tour astronomico e ficamos morrendo de fome aheuahe

    Curtido por 1 pessoa

  6. quartodeviagem 18 de junho de 2017 / 18:00

    ótima dica Marcia, quando eu for ao Atacama vou querer comer comidas locais e é claro uma boa comida!

    Curtido por 1 pessoa

  7. Leo Vidal 19 de junho de 2017 / 8:21

    O Atacama é incrível e comer por lá também é gostoso. Fui em todos esses que você comentou e adorei, apenas o Café Adobe que achei mais fraco. Ainda recomendo o Baltinache.

    Curtir

  8. Anderson Kaiser 19 de junho de 2017 / 17:27

    Boa dicas. E realmente quando você pensa em deserto, com certeza comer é uma preocupação. Bom saber desses locais que são opções de refeição.

    Curtido por 1 pessoa

  9. nyrdagur 19 de junho de 2017 / 18:13

    Eu só comi uma vez fora em SPA mas eu lembro que eu tinha gostado.. e tb lembro que eu vivi de empanadas o resto do meu tempo por lá hahah
    E ter um café da manhã com essa vista maravilhosa, nada mal, né? ❤

    Curtir

  10. Ana 19 de junho de 2017 / 18:44

    Estive em San Pedro de Atacama o ano passado e adorei simplesmente! Mas de facto não me lembro de ter comido particularmente bem, não houve nenhuma refeição que marcasse. Só me lembro que serviam muita batata frita a acompanhar as comidas e já estava farta, haha! Os preços também não são nada acessíveis, mas adorei tanto a experiência no Atacama que nem importa!

    Curtir

  11. Deisy Rodrigues 22 de junho de 2017 / 0:36

    Muito bom você colocar os preços, eu sempre pesquiso sobre onde comer em viagem, justamente pra não ter um surpresa enorme na conta, agora essa refeição com essa paisagem, não têm preço.

    Curtir

  12. Mariana 22 de junho de 2017 / 11:00

    Sabe que eu também não lembro de ter comido nada incrível em San Pedro? Também fui nessa pizzaria e – acho que – no Adobe. Sobre esse café da manhã ao ar livre, só uma palavra define: arrasou! Que vista maravilhosa hein, mulher. A vida pode ser incrível até mesmo no deserto! hahaha

    Curtir

  13. Vickawaii 26 de junho de 2017 / 8:55

    Vocês do Bloggers out and About tem que parar de postar sobre o Deserto do Atacama, porque euzinha estou morrendo de vontade e cada post atiça ainda mais minha curiosidade haiusdhuai. Acabei de comentar num blog que Santiago tá cada vez mais na lista das futuras viagens, será que rola conhecer o Deserto do Atacam também?

    Beijinhos

    Curtir

    • Marcia, blogueira do Mulher Casada Viaja 26 de junho de 2017 / 23:16

      que susto, Vicky! Achei que tava levando uma bronca mesmo kkkk. Mas foi assim que resolvi ir pro Atacama, de tanto ver imagens impossíveis. No meu caso, Santiago foi segundo plano, mas se vc vai pra lá, coloque mais uns 5 ou 6 dias pro Atacama, sim. bj

      Curtir

Vamos trocar figurinhas! Deixe seu comentário ou dúvida:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s