Catedral de Amalfi: relíquia entre paisagens arrebatadoras

É compreensível que os turistas queiram passear de barco ou curtir as praias da Costa Amalfitana, mas a catedral de Amalfi não deveria ficar fora do roteiro pelo Sul da Itália, seja por sua relevância histórica e arquitetônica, seja pela beleza ou pela fé.

catedral de amalfi

A Catedral de Amalfi, ou Duomo, fica convenientemente a passos da Marina Grande e da Piazza Flavio Gioia, local de desembarque do ferry ou do ônibus – ou estacionamento público, se você estiver de carro. A piazza Duomo é ponto de encontro de muuuitos turistas, que posam para fotos em sua fonte e nas escadarias da catedral. Vá além e dirija-se à esquerda do belo átrio para comprar o ingresso (3 euros) e conhecer o interior não apenas da catedral de Amalfi, mas o complexo que inclui o Claustro e a Basílica, onde funciona o Museu Diocesano, e a cripta do apóstolo Santo André.

Não raramente me questiono se ter acesso a tantos detalhes de um destino turístico nos rouba surpresas, mas penso que muitas vezes acabo ‘convencendo’ os leitores a visitar determinados lugares, assim como já fui levada a vários destinos que não estavam nos meus sonhos. E tenho convicção de que a surpresa pode ter sido roubada, mas mantém-se o inegualável prazer de ver com seus próprios olhos e sentir à maneira singular própria de cada um. Então vamos aos detalhes!

Como é a visita à Catedral de Amalfi

Não é porque você está a beira-mar que as regras de decoro em recintos religiosos foram relaxadas. Uma mulher que vestia uma saída de praia telada teve de ser ‘envelopada’ em TNT para poder acessar a área paga (apenas o acesso à escadaria e ao átrio é gratuito, portanto sem restrições) do complexo da Catedral de Amalfi. Mas diferente da catedral de Como onde fui barrada por ter os braços nus, ali não tive problema para entrar com alcinhas e coxas parcialmente à mostra. Mas aconselho a sempre levar um ou dois echarpes na bolsa.

Caso você não possa entrar na catedral, observe a fachada reconstruída no século 19, as ‘janelas’ com colunas em estilo mourisco e o mosaico de Domenico Morelli, cujo original se encontra na Prefeitura de Amalfi.

os belos morros da Costa Amalfitana vistos do átrio
fachada da catedral de amalfi

A escadaria de 62 degraus nos leva ao átrio. Aproveite para fazer fotos legais entre as colunas, mas preste homenagem às portas de bronze forjadas em Constantinopla, as mais antigas do gênero presentes em solo italiano.

O Campanário

Restaurado no século 18, o campanário construído entre 1180 e 1280 apresenta uma cúpula linda, com forte influência árabe, feita com mármore e majórica, cerâmica colorida muito comum nesta região. Servia como torre de defesa e aviso em caso de ataques. Afinal, Amalfi foi uma das maiores potências marítimas da era medieval, assim como Veneza, Pisa e Gênova.

O campanário não recebe visitas de turistas. Abaixo, à esquerda, o belo átrio com pedras em tons contrastantes.

Claustro (chiostro del Paradiso)

A visita ao interior do complexo da Catedral de Amalfi começa no belo claustro construído entre 1266 e 1268, onde se nota a influência árabe no jardim central e nas colunas. Em dias quentes de verão, a sombra e frescor ali são bem-vindos, então aproveite para observar o campanário a partir do claustro, um ângulo bem bonito que estava contra-luz na minha visita, então o registro ficou ruim.

catedral de amalfi claustro

O claustro servia como local de sepultamento para os nobres de Amalfi. Por isso você verá vestígios de capelas e sarcófagos

Além da beleza arquitetônica, no claustro estão expostas peças arquitetônicas como pilares, pórticos e fragmentos de mosaicos. Há painéis explicativos em italiano e inglês, não me lembro se havia em outra língua, mas certamente não havia em Português.

Basílica do Crucifixo (la basilica del Crocifisso)

Construída no século 9 e consagrada aos santos Cosme e Damião, a basílica funcionou como igreja principal e, algo raro, não foi destruída, mas anexada à nova catedral erguida no início do século 13. Em 1994 uma restauração removeu elementos barrocos e devolveu à basílica sua aparência medieval e inúmeros afrescos.

Hoje abriga o Museu Diocesano de Amalfi, que compreende a área do claustro e da basílica. Objetos litúrgicos como relicários, crucifixos, cálices, e esculturas e pinturas estão expostos, compondo o tesouro da catedral de Amalfi.

Cripta

Poucos degraus unem a basílica à cripta. Apesar do nome sugerir um lugar lúgubre, a sensação é de se estar numa sala de um palácio. Se você tiver apenas 10 minutos para conhecer a catedral, passe 5 deles na cripta. Eu fiquei muitos, observando os detalhes dos afrescos, das esculturas e dos mármores – que coisa impressionante, que trabalho incrível de marchetaria em pedra – se é que exite este nome.

Durante a Quarta Cruzada no início do século 13, os restos mortais do primeiro apóstolo de Jesus, o pescador André, foram trazidos para Amalfi, e construída a cripta para recebê-los.

cripta da catedral de amalfi

Outro lugar religioso construído para abrigar uma relíquia que eu acho imperdível é Sainte Chapelle, em Paris. Mas as semelhanças acabam aí, a Sainte Chapelle tem um tipo de beleza completamente diferente da cripta de Amalfi.

Catedral de Amalfi

Suba degraus na direção oposta e chegará à catedral de Amalfi, dedicada a Santo André. O estilo barroco predonima apesar de a catedral ter sofrido diversas modificações ao longo dos séculos.

Muitas estruturas foram trazidas de construções romanas em diferentes países, transportadas por mar, como as duas colunas que vieram de Pesto.

amalfi catedral

Para complementar seu planejamento e saber mais sobre Amalfi e outros destinos da região, não deixe de ler, também:
8 Motivos para NÃO visitar a Costa Amalfitana no verão
Onde comer em Sorrento e Costa Amalfitana
O que fazer em Ravello, Costa Amalfitana
Praias da Costa Amalfitana
Sorrento, base para a Costa Amalfitana

Horário de abertura da Catedral de Amalfi

De Março a Junho: das 9h às 18h45
De Julho a Setembro: das 9h às 19h45
Outubro a Fevereiro: 10h às 13h e 14h30 às 16h30

Como Chegar a Amalfi

Amalfi fica na região de Campania, no Sul da Itália. Nápoles, Sorrento e Salermo são as cidades maiores com opções de transporte público. É possível chegar no ônibus Sita Bus cujo ponto inicial é em Sorrento, de onde também partem barcas, durante o verão, que acho mais prazerosas. Encontre informações detalhadas aqui no Mulher Casada Viaja em Como ir de Roma a Sorrento (e Costa Amalfitana) – todas opções.

Caso você prefira viajar na comodidade de um carro alugado, confira as condições da RentCars, site de busca de preços e reservas que sempre uso nas minhas viagens. E não se esqueça de levar sua PID, a permissão internacional para dirigir, que muitas vezes não pediram na retirada do veículo, mas nas duas últimas viagens à Itália, em Milão e no aeroporto de Roma, nos foi solicitada. Veja Como emitir a Permissão Internacional para Dirigir (PID).

Abaixo, algumas sugestões de passeios ou traslados para Amalfi e Costa Amalfitana, comercializados pela Get your Guide. Já comprei deles tours em Portugual e deu tudo certo.

Outros templos religiosos

Na minha opinião, visitar igrejas e templos durante viagens é tão importante quanto provar comidas e bebidas típicas. São retratos de uma época, contam parte da História local e em muitos casos da Arte. Espero que tenha curtido visitar a Catedral de Amalfi comigo!

catedral de amalfi

Confira outros #lugaresreligiosos sugeridos pelos blogueiros do grupo Pequenos Grandes Viajantes:

Destinos Por Onde Andei… – Santuário do Bom Jesus do Monte, Braga, Portugal
Vamos viajar pra onde agora – Santuário de Fátima em 1 dia
Across The Universe – Igrejas de Brasília: 7 templos icônicos para conhecer na capital
Dani Turismo – Turismo Religioso em Minas Gerais
Entre Polos – Santuário Nacional de Aparecida
6 Viajantes – Praça do Templo de Salt Lake City. Visitando a sede de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
Chicas Lokas Viagens – Os 4 mais Belos Santuários em Minas Gerais
Viajante Móvel – Madonna della Corona, Itália – incrível igreja encravada na rocha
Uma Viagem Diferente – Os Principais Templos em Bangkok
Recordações de Viagens – Necrópole do Vaticano e o túmulo de São Pedro

Planeje sua viagem por aqui

Se você tiver tempo e disposição, em geral é mais barato organizar a própria viagem, além de a gente curtir toda a antecipação e começar a viajar antes da data! Seguindo as dicas do blog, fica ainda mais fácil! Também sugiro uma relação de prestadores de serviços que já testei e que uso em minhas próprias viagens. Confira:

Blogs de viagem são muito úteis no planejamento de viagem e gratuitos para o leitor, mas têm um custo para serem mantidos no ar. Se você gostou das dicas do Mulher Casada Viaja, saiba que pode contribuir com a manutenção do blog e consequentemente para que as dicas continuem chegando gratuitamente a quem busca inspiração e informação de qualidade. Basta clicar sobre os links de nossos parceiros. Você planeja sua viagem e retorna a gentileza:
Booking.com: para fazer suas reservas de hotel, apartamento, B&B
Rentcars: aluguel de carro, com possibilidade de parcelamento e isenção de IOF, no caso de aluguel no exterior
Seguros Promo: desconto de 5% em seguro viagem para leitores. Aplique o código CASADAVIAJA5
Chip de Viagem: compre seu chip e receba em casa antes de sua viagem

20 COMENTÁRIOS

  1. Oi Márcia, não conheço a Costa Amalfitana e agora acho que fiquei “convencida” a visitar. Adoro ler detalhes de um destino turístico e deparar com atrações específicas que não fazia ideia da existência. Mas também curto muito as surpresas que vão aparecendo nas viagens. E ahh, já fui envelopada em tnt para poder visitar uma igreja. Esse é um dos problemas de quando você sai do hotel com uma intenção, mas no decorrer do dia os planos mudam. Acho que acontece com todo mundo, não? Certamente não deixarei de visitar a Catedral de Amalfi quando for conhecer o sul da Itália. Lindas fotos!

  2. Que linda essa Catedral de Amalfi. Uma arquitetura riquíssima em detalhes. Adoro descobrir relíquias como essa quando passeio por uma cidade. Vontade de conhecer essas paisagens arrebatadoras do Sul da Itália.

  3. Fica difícil querer se afastar das maravilhosas praias da Costa Amalfitana com suas paisagens arrebatadoras, mas sem dúvidas vale muito a pena reservar um tempo para apreciar toda a beleza da Catedral de Amalfi. Quantos detalhes lindos!

  4. Por fora, essa foto da Catedral de Amalfi, me lembrou muito uma que conheci em Firenze. Achei linda demais! Cada vez que leio um texto da Itália aqui no blog eu fico com mais vontade de voltar e explorar mais o país. Adorei

    • Diego, a Itália tem tantos lugares maravilhosos! Quanto mais lemos, mais vem a certea de que é rpeciso voltar e voltar…

  5. Márcia, esse é um pedaço da Itália que ainda não tive o prazer de conhecer, mas quero muito. E depois de ler sobre as reliquias entre essas paisagens arrebatadoras, ai mesmo que só aumentou. Meu Deus que lugar perfeito!!!!!!!!!!!!!!!

  6. Ah, a Itália, sou completamente apaixonada por este país recheado de surpresas. E esta é mais uma delas, e com certeza irá para minha lista de atrações a conhecer, quando puder visitar este destino.
    A Catedral de Amalfi, além de exuberante e bela, possui muita arte e este claustro impressionante que deve deixar qualquer um de queixo caído.
    Uma atração maravilhosa além das praias, com certeza, Márcia, adorei saber de sua existência.

    • Não me lembro se eu coloquei a catedral no roteiro por ter lido a respeito em algum lugar ou se resolvi entrar ao acaso, mas valeu muito a pena. Sem contar que no verão escaldante foi um alívio entrar num lugar fresquinho.

  7. Lendo o seu relato, vejo como é importante levar uma encharpe ou comprar durante a viagem. As minhas vieram de aquisições feitas na Itália ou Ásia.. kkk.. Além de eu gostar de usar, no meu dia a dia, também é uma forma de esconder partes do corpo durante a visitação de uma edificação religiosa.
    Conheço Nápoles e muito pouco de Sorrento. Tenho lindas lembranças que me motivam a voltar e conhecer a Costa Amalfitana.

    • Foi o que fiz desta vez, Danielle, pois só conheci Capri e Nápoles de passagem em uma viagem anterior. Se tiver alguma dúvida quando voltar, estou à disposição.

  8. Mais um argumento para visitar a Costa Amalfitana. Parece linda a catedral de Amalfi, com tantos detalhes inspiradores e a entrada é económica. Quanto tempo demora a visita?
    A propósito da escadaria, ainda é permitido os turistas sentarem-se e apreciarem um gelado? Ou a proibição que fizeram na escadaria da Praça de Espanha, em Roma, já se alastrou a outros pontos de Itália?

    • Oi, Ruthia, não sei se as pessoas podem se sentar, estava tão quente que os degraus eram pouco convidativos. Só vi as pessoas parando para uma foto ou várias…

  9. Sou apaixonada pela Itália, já visitei algumas regiões, mas infelizmente não a Costa Amalfitana. Se já queria visitar, agora depois de ver a Catedral de Amalfi tenho mais motivos ainda p ir.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui