Cruzeiro no Rio Nilo, esse gigante

cruzeiro rio Nilo

Se você está em dúvida sobre fazer ou não um cruzeiro pelo Rio Nilo durante sua viagem ao Egito, não hesite. Eu que não sou grande apreciadora de cruzeiros posso dizer que foi uma experiência inesquecível. Mas um cruzeiro fluvial ou lacustre é muito diferente de um marítimo. Veja como é se hospedar num barco pelo Nilo, entre Assuã e Luxor.

O cruzeiro no Rio Nilo

Difícil eleger o ponto alto desta viagem ao Egito, mas o cruzeiro no Rio Nilo certamente foi um deles. E nem era um sonho meu, o que potencializaria o prazer da experiência. Mas o rio Nilo é meio magnético. Em minhas primeiras horas no Cairo fiquei olhando para ele da janela do quarto como pensando: “nossa, estou no Egito, este é o poderoso Nilo”. E durante o cruzeiro, as paisagens são enebriantes: dunas bronzeadas, campos verdes, tamareiras, templos, pores do sol arrebatadores, vilas verdadeiras, com mil miranetes de mesquitas e muita pobreza, ou turísticas, como a Núbia.

E se você tem enjoo, saiba que o navio não balança nem um pouquinho – e olhe que estivemos lá em dias de bastante vento.

Nosso pacote incluía 3 noites de cruzeiro no Esmeralda Nile Cruise, de Assuã a Luxor. Chegamos depois de um voo a partir do Cairo e ao final, em Luxor, outra van nos levou até Hurghada. É possível também fazer o cruzeiro no sentido Luxor-Assuã, mas a navegação é um pouco mais lenta pois vai contra a corrente do Rio Nilo, o que rende uma noite a mais a bordo.

Ao longo do Rio Nilo há vários portos onde param dois ou até três navios um ao lado do outro, então a gente passa por dentro de outro navio para embarcar/desembarcar, dependendo da posição em que o nosso ancorou.

Não pense que você terá horas sem fazer nada a bordo, pois tem muitos templos para visitar enquanto o navio fica ancorado. Na maior parte do tempo, ele navega durante a noite, mas teve uma tarde em que passamos a bordo, em navegação, e aí você pode aproveitar para curtir a cabine, ou a piscina no deck. Foi o dia em que passamos pela eclusa, e presenciamos a arte da venda ambulante no Rio Nilo: pequenas canoas a remo se aproximam do navio, exibem seus produtos, jogam-nos para o deck do navio, e o comprador devolve o dinheiro em uma sacola plástica. Não tão rápido assim, é preciso barganhar.

Achei a experiência surreal, e apesar de ter comprado uma toalha para valorizar o trabalho deles, a princípio pensei se o ato não estimularia ainda mais esse comércio. Por outro lado, tudo no Egito é tão emaranhado que duvido que eles não tenham autorização nem que informal – leia-se envolvendo proprina – para comercializar ali. Além disso, parece uma atividade que virou atração turística.

Não deixe de ler os demais posts que você encontra na página-índice Egito.

Comece por Viagem ao Egito: dicas essenciais e roteiro

O Navio

Os navios de cruzeiro no Nilo têm por padrão 4 andares ligados por uma escada. No nosso, havia cabines no mesmo andar da recepção, e dois andares mais com cabines.

O navio conta com um lounge/bar onde houve apresentação de danças árabes e festas promovidas pela tripulação, como a festa árabe.

No deck inferior ficava o restaurante, cozinha e mais algumas cabines. Todas as cabines têm vista para o Rio Nilo e suas margens. Vi que alguns navios tinham até varandas, e outros tinham janelas fixas, que não se abriam.

O terraço no quinto nível é área de lazer com bar, espreguiçadeiras, mesas e cadeiras e piscina. Eu acabei não usando a piscina, ventava muito e ainda era começo de primavera. Só os europeus achavam aquilo quente ehehe.

cruzeiro rio Nilo
o navio ancorado em Luxor

A Cabine

Todas as cabines têm vista para o Rio Nilo e suas margens. Vi que alguns navios tinham até varandas, e outros tinham janelas fixas, que não se abriam. Em nosso navio, as janelas amplas nos permitiam ver as margens do rio Nilo mesmo quando deitados na cama, que momentos maravilhosos!

A cabine standard tem um tamanho muito bom e é bastante confortável. Além da cama e mesas auxiliares, tinha um móvel longo que servia para colocar objetos e como mesa de trabalho e até duas poltroninhas que eu arrastei pra perto da janela pra tomar um solzinho, pois lá fora estava muito vento.

Veja o vídeo do interior da cabine e da vista da janela enquanto o navio está ancorado:

Não sei se foi o lugar de nossa cabine, mas achei o navio meio barulhento. Mas o cansaço era tanto que não atrapalhou em nada. A gente acorda muito cedo pra fazer os passeios, muitas vezes antes de o sol nascer. E isso é lindo! No passeio a Abu Simbel, por exemplo, tive o prazer de ver o sol nascendo no deserto.

Serviço a bordo

Os funcionários do cruzeiro são todos homens. O Egito é num país muçulmano, então apenas em Hurghada, que é mais ‘liberal’, vi mulheres trabalhando no hotel. Eles são simpáticos, mas é bem complicada a comunicação, pois quando falam inglês o sotaque é bem carregado e meus ouvidos despreparados pra isso.

Cuidado pra não ser muito simpática e distribuir sorrisos. A gente faz muito isso naturalmente, mas eles podem entender que você está dando bola, sabe? Deixam o profissionalismo de lado, especialmente com mulheres viajando sozinhas. Uma colega que estava sozinha na cabine disse que duas vezes cortaram a energia do quarto dela, e ela acha que foi pra entrarem no quarto, quando o funcionário a elogiava, pedia pra tirar selfie…

Outra coisa estanha é que eles mexem nas suas coisas, e notei isso porque a cada dia o camareiro deixava uma surpresa em formato de toalha no quarto e num dos dias ele pegou meus óculos de sol que estavam sobre a mesa para compor o visual da toalha.

Achei a cabine bem limpa e tudo estava sempre arrumado quando retornávamos do passeio.

Quando embarcamos, tinha uma cestinha com algumas frutas em nossa cabine e todos os dias eles deixavam algo no quarto, como pãezinhos ou biscoitos. Água em garrafa foi gratuita na cabine e também nos hotéis em que ficamos.

Usei o serviço de lavanderia, que foi rápido, mas a mancha de henna da calça continuou ali. Em casa lavei a mão, e foi só esfregar com sabão e bicarbonato…

cruzeiro rio nilo
um barco de cruzeiro diferente, com capacidade para até 12 pessoas

O restaurante e a comida a bordo

As mesas ficam dispostas em fileiras, coladas e tínhamos uma mesa reservada para nosso grupo, como acontece em cruzeiros marítimos. O espaço é bem apertado, mas não houve problemas. O serviço é de buffet e a cada noite um tema diferente, noite italiana, noite pirata, noite árabe, e a decoração acompanhava o tema.

Entretenimento

Além do deck superior, com piscina e bar, os navios de cruzeiro do rio Nilo têm um bar/lounge, onde assistimos apresentação de dança do ventre e algo próximo do dervixe. A performance da dançarina não chegou perto da de sua convidada, nossa colega de viagem apelidada de Shakira, mas a dança dervixe talvez seja novidade para você. As origens são turcas, uma cerimônia mística da ordem dos dervixes rodopiantes proveninete do século 13. Claro que o que vimos é algo mais turístico, com roupas coloridas e sem o caráter espiritual característico.

os templos ficam à beira do Nilo

O que fazer durante o cruzeiro no rio Nilo

Dia 1: do aeroporto de Assuã, passamos de van pela represa de Assuã e seguimos sem parar até o porto onde tomamos um barco para visitar o Templo de Philae, que fica numa ilha do Rio Nilo. Depois fizemos uma parada – meio a contragosto – no Palácio dos Perfumes e visitamos o obelisco inacabado de Assuã. Pensa que acabou? No final da tarde um novo passeio de barco até a Vila Núbia. Voltamos ao navio para o jantar.

Dia 2: saímos de madrugada para viajar até Abu Simbel, complexo dos templos de Ramses II e Nefertari, quase na fronteira com o Sudão. Voltamos ao navio, que começa a navegação, e conhecemos o Templo de Kom Ombo. Aproveitei o resto do dia para descansar e curtir o deck. À noite o navio continua a navegação.

Aproveite para seguir o Mulher Casada Viaja no Instagram

Dia 3: Mais um amanhecer com as galinhas, 6h já prontos na recepção. Tomamos a van até um ponto onde todos os turistas pegam uma charrete ou tuktuk até o Templo de Edfu. Foi o dia em que ficamos mais tempo no navio, quando presenciamos a venda das canoas e passamos pela eclusa. Chegamos a Luxor pouco antes do anoitecer, quando visitamos o templo de Luxor ao anoitecer, um momento inesquecível. Fiquei arrepiada com o silêncio respeitoso de todos os turistas quando a mesquita soou o chamado para a oração do pôr do sol. E surpresa com a bleeza da Avenida das Esfinges – e frustrada por não termos tempo de percorrê-la, pois tínhamos horário para jantar no navio. Depois do jantar saímos com o grupo sem o guia, para passear pela agradável Al Nile Corniche, uma avenida com vários restaurantes, hotéis e lojas.

Dia 4: check out do navio e de volta à van. Visitamos o Templo de Karnak, os Colossos de Menon e o Vale dos Reis e seguimos viagem até Hurghada.

Fazer tanto em tão pouco tempo só é possível porque seguimos um rígido horário para tudo e porque a agência já tem tudo organizado. Se você estiver por conta própria reserve mais dias. Além do tempo que gastará para contratar guias e comprar ingressos e organizar o dia, tem muita coisa para fazer além do que estava incluso no nosso roteiro. Uma boa opção seria manter os 3 dias de cruzeiro, mas adicionar pernoites em hotéis em Luxor e Assuã, antes e depois do cruzeiro no rio Nilo.

cruzeiro rio Nilo

Onde comprar cruzeiro no Rio Nilo

Há muitas opções de cruzeiros, que vão de um jantar com poucas horas de duração a bordo, apenas uma noite ou cruzeiros mais longos e que combinam passeios de balão, visita às Pirâmides de Gizé e a templos, como o incrível Abu Simbel.

Veja abaixo algumas sugestões bem completas, comercializadas pelo nosso parceiro Get your Guide. Quando meus pais viajaram a Portugal, comprei todos os passeios com eles, e deu tudo certo. Alguns guias foram especialmente atenciosos, compartilhando o próprio telefone deles com os filhos aqui no Brasil, preocupados com os idosos sozinhos na Europa.

Se você se interessar por algum (há outros no site) sugerido abaixo, e quiser mais informações, pode me perguntar aí nos comentário que terei prazer em ajudar.

Jantar em passeio de barco no Rio Nilo

Para quem não vai ao sul do Egito e ficará apenas na região do Cairo, há passeios noturnos pelo rio Nilo com jantar e danças típicas, como o do Nile Maxim.

Nós não fizemos nenhum destes jantares porque tivemos algo parecido a bordo de nosso cruzeiro, entre Aswan e Luxor. Mas veja as opções do Get your Guide:

A saúde dos rios

Aproveito este post para lembrar que os rios estão agonizando. Temos acompanhado há anos as notícias dos efeitos do aquecimento global em nossas vidas – e alguns sentido na pele inundações, estiagens, calor excessivo e os efeitos da poluição em nossas águas.

Eu que sempre me adimirei com a limpeza e beleza dos rio europeus, fiquei triste em saber que eles também sofrem. Assista a este vídeo (em português) da TV alemã DW, que eu vi em compartilhamento do blog Tá indo pra Onde, sobre o baixo volume das águas.

E por aqui, no Brasil, um estudo do SOS Mata Atlântica demonstrou que apenas 10% de nossos rios estão em boas condições, contra 17% de qualidade ruim e 73% regular.

No Egito, apesar de toda a importância do Rio Nilo, seja como único recurso de água, ou na movimentação do turismo, vimos muitos de seus canais entupidos por lixo plástico e orgânico.

“As pessoas precisam entender que o Nilo é tão importante –
se não mais – que as pirâmides”
Mostafa Habib cofundador do grupo ambientalista Very Nile.


Outros Rios

Este é mais um post da blogagem coletiva do grupo 8on8, em que os envolvidos publicam dicas ilustradas com 8 fotos sobre um deterinado tema, que neste setembro foi rios. Confira os relatos:


E agora, nossos comerciais:

Blogs de viagem são muito úteis no planejamento de viagem e gratuitos para o leitor, mas têm um custo para serem mantidos no ar – e posts como este levam muitas horas e às vezes dias até serem publicados.

Se você gostou das dicas do Mulher Casada Viaja, saiba que pode retribuir e contribuir para que as dicas continuem chegando gratuitamente a quem busca inspiração e informação de qualidade. Basta clicar sobre os links de nossos parceiros. Você planeja sua viagem e retorna a gentileza:

Booking.com: para fazer suas reservas de hotel, apartamento, B&B
Passagens Promo: pesquise e reserve passagens aéreas nacionais e internacionais
Rentcars: aluguel de carro, com possibilidade de parcelamento e isenção de IOF, no caso de aluguel no exterior
Seguros Promo: desconto de 5% em seguro viagem para leitores. Aplique o código CASADAVIAJA5
Chip de Viagem: compre seu simcard internacional e receba em casa antes de sua viagem
– para ingressos de atrações, excursões e tours, temos 2 opções para você escolher: a Get your Guide e a Tiqets.


6 COMENTÁRIOS

  1. Oi Marcia, que super experiencia esse cruzeiro no Rio Nilo né?
    Eu amo cruzeiros e fiquei bem tentada. Adorei a cabine, me pareceu bem confortável. E que loucura esse comércio no meio do Rio!
    Eu não curto essas coisas de ter que barganhar mas com certeza é uma experiencia unica de viagem.
    Obrigada por ccompartilhar.

    Bjs,
    Mari

  2. Que maravilhoso esse Cruzeiro no Rio Nilo, Márcia, sou fascinada pelo Egito desde criança e tenho cada vez mais interesse em visitar este país surpreendente.
    Suas fotos e seu relato me encheram de vontade de fazer este passeio pelo Rio Nilo, conhecendo cada templo e admirando a paisagem de suas margens.
    Amei, parabéns por esta viagem linda!

  3. Essa uma viagem que está no topo da minha lista. Especialmente depois de acompanhar a sua e ficar babando com cada foto, post e vídeo. Muito bom saber que esse cruzeiro é bem movimentado e tem muita coisa para fazer e conhecer. Confesso que viajar de navio sempre me desanimou por conta do medo de ficar “presa”. Com certeza não é o caso desse cruzeiro. Isso só aumentou a minha (já grande) vontade de fazer essa viagem!

  4. Que experiência incrível esse cruzeiro no rio Nilo, Marcia! Eu confesso que tenho um certo receio de viajar por países muçulmanos, mas lendo seu post reconheço que a experiência supera o medo de longe rsrs

  5. Eu tenho muita vontade de conhecer o Egito. O desejo só aumentou em ler seu post sobre o cruzeiro no Rio Nilo. As cabines parecem ser um sonho!! Quantos lugares incríveis! Triste saber que a poluição também é um grande problema para este rio tão importante para a história mundial.

  6. Outro dia andei pesquisando sobre cruzeiros no Rio Nilo mas não sabia que era tão legal até ler seu post. Agora já tenho ideia de como é legal este passeio. Poder ver o Nilo e suas margens de dentro da cabine é o máximo! Amei seu post, Márcia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui