Alpe di Siusi, o paraíso nos Alpes Italianos

Inspire-se neste destino das Montanhas Dolomitas: Alpe di Siusi, maior platô europeu de altitude, nos Alpes italianos. Confira dicas práticas de como chegar, onde comer e onde ficar.

Atualizado em maio de 2022

Italia Dolomitas alpe di siusi
Para ser feliz: uma trilha nas montanhas, mochila nas costas e viver um sonho acordada

Se houvesse teletransporte e você fosse enviado por uma falha qualquer na programação para Alpe di Siusi, é provável que pensasse estar morto e ter ganhado o paraíso como destino final. Isso se fosse primavera no hemisfério Norte, claro, quando os campos verdes do maior platô de altitude europeu se enchem de flores selvagens amarelas e os sinos das vacas que por todo lado pastam deixam no ar fresco da montanha uma melodia cheia de paz para completar o clima de paraíso. OK, harpas seriam mais adequadas, mas não produzem som algum apenas com o movimento das simpáticas cabeças bovinas.

Dolomitas Alpe di Siusi
Eu no paraíso – e viva!

Eu não fui teletransportada: Alpe di Siusi era um dos três destinos da minha tão esperada viagem ao Alpes Italianos naquele início de Junho. Os demais foram Lago Misurina, nos arredores de Cortina D’Ampezzo, e Val di Funes. Entre um ponto e outro, estradas com tantas curvas quanto paisagens dramáticas, arquitetura ora alpina ora italiana e igrejinhas que parecem ter sido construídas com aqueles tijolinhos de madeira de nossa infância. Mas as montanhas eram as protagonistas e eu não conseguia parar de repetir “Ai, que lindo!”, para desespero de minha colega de viagem.

Dolomitas alpe di Siusi

Escrevi aqui as dicas para você se preparar para esta parte das Dolomitas. Outras regiões das Dolomitas, como Val di Funes, Bolzano e Trento, Cortina d’Ampezzo, as paradas ao longo da Grande Estrada das Dolomitas, os lagos de Braies, Misurina e Carezza podem ser encontrados na página-índice Alpes: Dolomitas.

Quando preparava a viagem, achei muito pouco material em Português sobre as Dolomitas e tudo foi meio que uma surpresa, aprendendo por lá o que estou compartilhando agora. Aliás, percebi que poucos brasileiros sabiam da existência das Dolomitas. Uma pena, porque para quem gosta de montanhas esta parte dos Alpes poderia se tornar a queridinha da Itália e da Europa.

Atualização: desde então um bom número de blogueiros de viagem estiveram nas Dolomitas e têm compartilhado dicas, alguns até mencionando o Mulher Casada Viaja como fonte de inspiração e dicas. : )

Se você apreciar as dicas e quiser contribuir com a manutenção do blog (sim, as dicas são gratuitas, mas blogs têm custos!), veja ao final do post a lista de produtos e serviços relacionados a viagens que comercializo por aqui para bancar os custos de manter o blog no ar e atualizado.
Se tiver dúvidas, deixe um comentário que terei prazer em ajudar.

clima melhor em 2019

Melhor época para ir às Dolomitas e a Alpe di Siusi

Entre o final da primavera e início do outono estão os melhores meses para ir a Alpe di Siusi. Além de temperaturas mais altas, dias longos propiciam maior proveito das atividades ao ar livre, tenha você escolhido fazer trilhas ou apenas passear de carro. Dias de sol garantem cores mais vibrantes nos muitos lagos das Dolomitas, além de céu claro para apreciar os picos pontiagudos e esbranquiçados típicos da formação que nomeia a cadeia de montanhas.

Na primeira viagem, eu perdi a paisagem deslumbrante do Passo Gradena, por exemplo, pois tudo estava encoberto. Na segunda vez, fiquei impressionada com a beleza que me tihna sido escondida pelas nuvens.

Atenção

Na baixa temporada, novembro a início de dezembro e abril ao final de maio, os teleféricos para Alpe di Siusi fecham!

Alpe di Siusi na primavera e no verão

No verão as temperaturas ficam entre 13 e 30 graus, e diferente do que muitos pensam é alta temporada nos Alpes. As estradas são tomadas por ciclistas, motoqueiros e motoristas e o topo das montanhas por amantes das caminhadas. Muita gente, mesmo, as trilhas mais populares a gnete tem que andar em fila indiana. Mesmo assim, não senti incômodo com a presença de tanta gente, como na trilha Tre Cime di Lavaredo. Nada se comparado à presença de turistas em cidades como Florença, Veneza e Roma. Nada. E em Alpe di Siusi apenas cruzamos com algumas pessoas pelas trilhas, então pode ir tanquilamente.

Atualização: em 2019 estive nas Dolomitas, e novamente em Alpe di Siusi, entre 23 e 27 de junho e os dias estavam perfeitos!

um francês se ofereceu para nos fotografar. E deixou um dedo de lembrança, bem no lugar da montanha! ahahaha

Alpe di Siusi no Outono e Inverno

Além do clima, no início de primavera e final de outono, meios de elevação (teleféricos), algumas lojas e até alguns restaurantes e hotéis não funcionam nos Alpes.

Outro engano comum é achar que no inverno a única coisa a fazer é esquiar. Em Alpe di Siusi é possível fazer trilhas, sabia? Mas os Alpes fervem no inverno para a prática de esqui. A região das Dolomitas possui 17 resorts de esqui, com um total de 978 quilômetros de pistas (668 pistas individuais) e 573 meios de elevação! Em Alpe di Siusi, são 25 pistas.

Olha, universo, eu quero ter esta experiência de ir aos Alpes no inverno em breve, ouviu? Em janeiro as temperaturas podem chegar a 7 graus negativos.

Aproveitei que atualizei este post e fiz um videozinho com algumas imagens não só de Alpe di Siusi, mas de outros pontos das Dolomitas. Aproveite para seguir o Mulher Casada Viaja também no Instagram.

O que é Alpe di Siusi, afinal?

Siusi (Seis) é a cidade (no detalhe da foto abaixo) na base do platô Alpe di Siusi. Alpe di Siusi (Seiser Alm) é o maior platô de altitude europeu e está 2 mil metros acima do nível do mar. Do que mais gostei além das paisagens é a acessibilidade, pois enquanto muitas montanhas são apenas para os mais preparados, em Alpe di Siusi idosos, crianças e até pessoas com mobilidade reduzida – e sedentários – podem caminhar pelas trilhas tendo os cumes tão próximos. Além dos meios de elevação, a estrutura é de invejar: estacionamento em dois níveis coberto e automatizado (e barato: €0,40/hora), lojas, restaurantes, banheiros limpos e bem equipados.

O nome em alemão é Seiser Alm. Alemão? Sim, esta parte da Itália pertencia ao Império Austro-húngaro até o final da Primeira Guerra Mundial, então os costumes do Tirol do Sul são mantidos por aqui. Isso hoje, porque durante os anos sob a ditadura de Mussolini a cultura tirol havia sido proibida. Uma outra língua é praticada por uma porcentagem menor da população, o ladino.

verão nos Alpes italianos

Como chegar a Alpe di Siusi

Aeroportos

Os aeroportos mais próximos das Montanhas Dolomitas ficam em Salzburg e Innsbruck, na Áustria, Munique, na Alemanha, e na Itália em Milão, Veneza, Verona e Bolzano. Voos diretos a partir do Brasil, apenas em Milão.

Trem nas Dolomitas

ANão há trens que cheguem diretamente a esta parte das Dolomitas. Ainda, mas há um projeto de 2017, pensando nas Olimpíadas de Inverno de 2026, com sede em Milão-Cortina.

Atualmente, a cidade mais próxima com acesso por trem é Bolzano, com trens diretos a partir de Bolonha. De Bolzano, você pode alugar um carro, que considero ser o ideal, usar as linhas de ônibus regulares ou contratar passeios em agências. Veja abaixo algumas sugestões:

Alpe di Siusi de carro

Na minha estreia nas Dolomitas, cheguei dirigingo a Siusi a partir de Funes, onde eu e uma amiga passamos a noite para acordar com vista para um dos cartões postais das Dolomitas. Pena que a pousada fechou, mas ainda tem um restaurante no local. Em 2019 passei meu aniversário de 50 anos caminhando lá, e usamos o teleférico que sai da cidade onde fiquei com meu marido, em Ortisei.

alpes italianos Dolomitas
Quase chegando a Siussi. Note que o alemão aparece antes do italiano nesta região

Alpe di Siusi a partir de Siusi (Seis am Schlern)

  • de carro, suba pela estradinha sinuosa por uns 10 km, o que é permitido somente antes das 9h e depois das 17h no verão, a menos que você tenha reserva em um dos hotéis ou pousadas do platô. De novembro ao início de dezembro e de abril ao final de maio a estrada é aberta porque o teleférico fica fechado. Eu subi só um trecho pequeno, de curiosa, mesmo sabendo que não poderia entrar, pois já passava das 9h.
  • então voltamos, estacionamos na base da estação de teleférico, que é enorme, como de um shopping center. O teleférico tem 4.300 metros de extensão, então além de um meio de transporte é um passeio lindo, sobrevoando casas, campos com vaquinhas, trilhas, estradas.

Alpe di Siusi a partir de Ortisei

Uma passarela para pedestres sobre a rodovia 242 liga o centro de Ortisei à estação do teleférico (Funivie Ortisei) que leva à parte de Alpe di Siusi oposta àquela por onde se chega a partir de Siusi. Basta seguir as indicações para a estação Ortisei-Alpe di Siusi Ropeway (também conhecido como Mont Sëuc Gondola). É uma caminhada curta. Se estiver de carro, tem estacionamento pago na estação do teleférico.

Preço do teleférico para Alpe di Siusi

O teleférico a partir de Siusi (Seis am Schlern) custou €16 ida e volta, mas há diversas opções de passes semanais (€85) e anuais (a partir de €130). O Combi card parece mais vantajoso para quem vai trilhar por vários dias, porque permite subir e descer 3 vezes (€39). Outro combo dá uso irrestrito por 7 (€52) ou 14 dias (€76). Cães e bicicletas também podem pegar a carona para as nuvens. Para informações que você não encontrar no site da cidade

teleférico Alpe Siusi Dolomitas
o teleférico que sai de Siusi
Dolomitas Alpe di Siusi
Indicação de trilhas em Alpe di Siusi e de hospedagem, no desembarque do cable car

Ônibus nas Dolomitas

Caso você esteja viajando de trem, e não queira se juntar a uma excursão que sugeri acima, confira o mapa com as linhas de ônibus desta região.

linhas de ônibus de Siusi
As linhas de ônibus de Siussi

Onde Comer em Alpe di Siusi

Quando a fome apertar, tanto pelo lado de Ortisei como no de Siusi, há restaurantes com vistas que alimentam a alma, anexos às estações de teleférico. A parte por onde se chega a partir de Siusi é mais desenvolvida e tem até algumas lojas grandes com artigos de montanha e lembrancinhas.

restaurantes nas Dolomitas
restaurante no desembarque do lado de Siusi
Alpe di Siussi Bullaccia

Também é possível tomar outro teleférico pertinho do ponto de desembarque do primeiro a partir de Siusi, o Puflatsch Bullaccia, que nos levou a um dos pontos com visual ainda mais incrível, conhecido como Bullaccia, onde almoçamos.

teleférico Alpe di Siusi
O teleférico que leva a um ponto ainda mais alto: Bullaccia

No restaurante, o atendimento foi simpático, em inglês, por uma falante de alemão em trajes tiroleses. A cerveja estava geladinha e aproveitei para comer um Schnitzel  (prato típico austríaco, mas que além do nome não tem nada de chique: é na verdade um empanado de frango à milanesa). O preço, apesar do local exclusivo e especial, foi o mesmo que em outro café ou osteria italiana.

restaurante em Alpe di Siusi Itália
Alpe di Siusi Dolomitas
O restaurante disponibiliza espreguiçadeiras. A natureza, a vista

Além da vista espetacular, o restaurante oferece as espreguiçadeiras e um playground para as crianças.

Um outro ponto pertinho do restaurante é um círculo com indicação de todas as montanhas que dali podem ser avistadas:

Dolomitas Alpe di Siusi
Chove em Sassolungo, uma das mais montanhas mais altas, com 3.181 metros

Onde ficar em ou perto de Alpe di Siusi

O maior platô europeu tem algumas opções de hospedagem, que vão de quartos econômicos a hotéis com conforto para enfrentar dias nevados no calor de saunas ou lareiras. Confira minha seleção:

  • Hotel Icaro – nota 9,3 no Booking.com, tem uma vista incrível e decoração clean e caprichada
  • Hotel Bellavista – nota 8,7 no Booking.com, fica bem na saída do teleférico de Siusi, convenientemente perto de restaurantes e lojas
  • Hotel Chalet Dolomites – nota 9,6 no Booking.com, também tem ótima localização em alpe di Siusi

Caso você prefira se hospedar nas cidades perto de Alpe di Siusi, confira a relação de pousadas, apartamentos e hotéis em:

Clima em Alpe di Siusi

Montanhas vivem com a ‘cabeça nas nuvens’, e dependendo do tempo você não verá os cumes. Clique aqui para acessar a câmera on line panorâmica 360° em Alpe di Siusi. Se for noite na Itália, deixe para o dia seguinte, pois as câmeras são ao vivo. E não se esqueça que são 5 horas mais tarde na Itália em relação ao Brasil.

Não se esqueça que o Tratado de Schengen, do qual a Itália é signatária, exige a contratação de seguro viagem no valor mínimo de 30 mil euros. Faça sua cotação de seguro com nosso parceiro Seguros Promo.

As bruxas do Sciliar

Eu sabia que devia ter uma explicação para eu ter ficado tão encantada, enfeitiçada por essas montanhas rsrsrs. Alpe di Siusi tem uma tradição de bruxaria desde o início dos tempos. Calma, na verdade, as “bruxas” eram mulheres que curavam doenças com ervas e faziam rituais para obterem uma boa colheita, coisas comuns antes do Cristianismo. Pesquisadores acreditam que antes delas este ponto havia sido local de cultos durante o neolítico (8 mil a mill AC), e que nesses bancos de pedra que podem ser alcançados numa caminhada fácil de 1h30 a partir de Bullaccia, deusas eram adoradas.

Então, se a atração exercida por estas montanhas é coisa de bruxaria, eu não sei. Que o lugar parece um estereotipado paraíso tenho certeza, assim como sei que você deveria conferir com seus próprios sentidos Alpe di Siusi. Boas Dolomitas para você!


Planeje aqui sua viagem

Blogs de viagem são muito úteis no planejamento de viagem e gratuitos para o leitor, mas têm um custo para serem mantidos no ar – e posts como este levam muitas horas e às vezes dias até serem publicados.

Se você gostou das dicas do Mulher Casada Viaja, saiba que pode retribuir e contribuir para que as dicas continuem chegando gratuitamente a quem busca inspiração e informação de qualidade. Basta clicar sobre os links de nossos parceiros. Você planeja sua viagem e retorna a gentileza:

Booking.com: para fazer suas reservas de hotel, apartamento, B&B
Passagens Promo: pesquise e reserve passagens aéreas nacionais e internacionais
Rentcars: aluguel de carro, com possibilidade de parcelamento e isenção de IOF, no caso de aluguel no exterior
Seguros Promo: desconto de 5% em seguro viagem para leitores. Aplique o código CASADAVIAJA5
Chip de Viagem: compre seu simcard internacional e receba em casa antes de sua viagem
– para ingressos de atrações, excursões e tours, temos 2 opções para você escolher: a Get your Guide e a Tiqets.


27 COMENTÁRIOS

  1. Otimo post!
    Não estive nesta parte italiana. Dizem que é linda e pretendo, claro, faze-la um dia.
    O curioso é que essa região é realmente austrìaca! Não tem nada de italiano nela!
    😉

  2. Exatamente essa sensação que teria se fosse teletransportada. Que lugar belíssimo. Quando achamos que já vimos de tudo vem um blogueiro e descobre um novo lugar. Arrasou! Já inclui na minha lista.

  3. Ah, os Alpes! Não tem como esse lugar sair feio em nenhuma foto, né? Não conheço, mas pretendo muito, e rápido. Parece como o céu, a perfeita definição de paraíso!

  4. Olá Marcia, gostaria de saber qual foi o caminho desse trekking que vc fez no Alpe di Siusi (Seiser Alm). Estou procurando a mais adequada pra Primavera e a sua me pareceu belíssima pelas fotos <3.
    abs
    Rebec

    • Oi, Rebeca, eu não fiz trekking, não. O acesso a Alpe di Siusi é bem fácil, por teleférico, e lá no platô tem várias trilhas. Eu andei quase nada porque meu tempo era limitado. Outro lugar lindo nas Dolomitas é mais a Leste em Rifugio Auronzo. Leia o post ( tem um video tb) e escolha qual fazer – ou, se tiver tempo, faça os dois! Trilhas não faltam. Boa viagem!

  5. Oi Márcia. Está nos meus planos, viagem para Conhecer as Dolomitas no ano de 2020. Período de maio ou junho. Esta reportagem sobre esta linda parte da Itália me deixou fascinado. Parabéns.
    Alugar um carro para percorrer esta região deve ser a melhor maneira, para quem ama fotografia e quer registrar cada curva da estrada. Certo? Há necessidade de reservar acomodação com antecedência? Somos bastante despojados, e não temos necessidade de locais de muito conforto.

    • Oi, Agostinho, obrigada pelo feedback positivo. Adoro esta parte da Itália e semana passada estava lá, então logo tenho mais dicas! Sim, o carro é fundamental e as estradas sinuosas com paisagens incríveis sã um chamariz pra motociclistas, ciclistas, carros antigos e conversíveis, éuma festa no verão. Olha, eu não arrisco viajar sem reserva, alé de que acho um incômodo usar tempo da viagem procurando acomodação. Sugiro que você faça 2 bases: ao menos 2 noites em Ortisei e outras 2 em Cortina d’Ampezzo. Qualquer coisa, volte pra perguntar.

    • Oi, Tatiana, não lembro dos nomes, mas não é difícil de encontrar. Subindo por Ortisei, tem apenas um restaurante logo na saída do teleférico. Do outro lado do planalto, subindo por Siusi, tem um logo na saída da estação, não tem como errar, principalemente porque vocÊ tem as fotos como referencia.Tem um também tomando um novo teleférico, em Bullaccia, onde almoçamos, conforme conto no texto.

  6. Oi Marcia, sua postagem sobre os Alpes di Siusi é o mais completo que encontrei, estou incluindo no meu roteiro pra 2023, somente uma dúvida, meus planos é ir de Bolzano pra Ortisei de ônibus, o teleférico pro Alpes di Siusi eu pego na cidade de Ortisei? Obrigada

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui