Gornergrat, passeio imperdível em Zermatt, Suíça

gornergrat zermatt

Gornergrat nomeia três elementos nas proximidades de Zermatt: a ferrovia ao ar livre mais alta da Europa, o pico (=grat, em alemão) de 3.089 metros, e a geleira. Para fins turísticos, é um passeio imperdível para quem tiver a sorte de ir a Zermatt, vilarejo car-free na divisa da Suíça com a Itália. A curta viagem de trem pode ser considerada um mirante para a icônica montanha Matterhorn.

Depois da viagem de Berna a Zermatt sob um sol filtrado pelos janelões do trem, e da excitação de estar na vila aos pés da icônica Matterhorn, me encontrei insegura sobre subir ou não a montanha Gornergrat. Fiquei algum tempo observando os monitores com imagens das estações lá em cima, pois o tempo estava fechando cada vez mais. Já eram umas 15h quando finalmente entrei no trenzinho de cremalheira, mas se você puder ir mais cedo, terá tempo de fazer trilhas e explorar bem mais do que eu pude. Mas houve uma vantagem em ter subido no dia em que cheguei: pude fazer uma trilha bem legal no dia seguinte, que leva a uma ponte suspensa, em Randa, vilarejo vizinho.

Para te situar, estive na Suíça no verão, nos primeiros 15 dias de julho. Dias lindos e quentes, peguei apenas alguns dias nublados – e chuva em Zermatt no segundo dia. Mas o clima anda tão estranho! Este ano choveu muito em julho, e muitos lagos chegaram a transbordar. Para saber meu roteiro e ler dicas de planejamento de viagem à Suíça, leia Suíça: Roteiro de 14 dias no verão.

O trem de Zermatt a Gornergrat

Inaugurada em 1898, a Gornergrat é mais uma linha turística do que um meio de transporte, uma vez que liga a vila de Zermatt a estações com hotéis e restaurantes de montanha, além de inúmeras trilhas. No verão, as atividades voltam-se para trilhas e no inverno para os esportes de inverno.

A estação da ferrovia Gornergrat fica convenientemente em frente à estação de trem de Zermatt. O trem parte a cada 24 minutos, exceto no outono e na primavera, quando os intervalos são de uma hora, e leva 35 minutos até a última estação, justamente a Gornergrat.

gornergrat zermatt
a estação e bilheteria, em Zermatt

O trem lento permite que você curta a vista da vila de Zermatt lá embaixo, com a Matterhorn ao fundo. Aos poucos o verde vai desaparecendo e dando lugar a vegetação rasteira. Durante o percurso, você pode avistar um rebalho de carneiros ou ter a sorte de ver um ibex, além de marmotas, os mais típícos animais de montanha alpina.

As paradas do Gornergratbahn

Além da estação de Zermatt, a 1.608 metros, há outras 4: Riffelalp, Riffelberg, Rotenboden, Gornergrat. Eu desci apenas na Riffelberg, que tem uma vista muito legal da Matterhorn, e na Gornergrat.

Guarde seu bilhete em um bolso acessível, mas seguro para não perdê-lo, pois a cada estação você terá que passá-lo em catracas.

gornergrat zermatt
Entrada para a estação, em Gornergrat

Riffelalp

Esta parte da montanha fica na floresta dos pinheiros e o principal destaque é o hotel 5 estrelas Riffelalp Resort 2222m. Uma diária com café da manhã e jantar, em julho, alta temporada, sai pelo mesmo preço de um final de semana em hotelzinho ou pousada em Campos do Jordão-SP!

hotel zermatt
a piscina do hotel no inverno, com a Matterhorn ao fundo

Para comer, uma boa opção é o Alphitta (9h às 17h), a 10 minutos de caminhada da estação. Típico restaurante de montanha, com mesas ao ar livre e parte interna com todo o aconchego da madeira.

Riffelberg

Descendo na estação Riffelberg você terá a sensação de que a Matterhorn está ao alcance de suas mãos, pois em linha reta são apenas 7,5 km. Não sei você, mas eu me emocionava a cada ve que fitava esta montanha, daquelas emoções que a gente sente quando vê o crush, pra usar uma linguagem compreensível para os mais jovens ahaha. Acho o melhor lugar para observá-la – e para fazer a foto com a embalagem de Toblerone. Você pode comprá-lo em Zermatt, mas se não me engano tem também nas lojinhas das estações da Gornergrat.

Aproveite e curta o @mulhercasadaviajaaiajasadaviaja no Instagram

Em Riffelberg se encontra o hotel de montanha mais antigo de Zermatt, de 1855, onde alpinistas se hospedavam no século 19. Se você segue perfis da Suíça, já deve ter curtido a vista de uma das janelas do Riffelhaus. Inclusive o escritor americano Mark Twain esteve lá e publicou Climbing Riffelberg, uma sátira a todo rebuliço em torno das escaladas.

gornergrat zermatt

Como contei no post de Zermatt, estive lá no dia de uma corrida, e a reta final era em Riffelberg, então o lugar estava muito agitado, e para mais introspecção me refugiei na parte de baixo do restaurante do hotel, de cara para a Matterhorn. Adoro montanhas, e até me dei um apelido: Moana das Montanhas, em referência à animação da Disney, cujo personagem principal recebe chamadas pelo mar. Fiquei muito emocionada ali, tive uma crise de choro que só consegui controlar porque um hóspede do hotel que usava a sauna veio à janela pra ver o que tava rolando! E eu nem tinha percebido que era uma sauna. Quem liga pra isso diante da natureza?

hotel zermatt
hotel hotel zermatt

O restaurante ao ar livre do Riffelhaus e o interno são abertos a não-hóspedes. O externo é mais acessível enquanto o segundo é mais exclusivo, financeiramente falando. Funcionam respectivamente das 8h30 às 16h15 e das 11h30 às 15h.

Acho que não há melhor lugar do que a natureza para expressar gratidão, mas se você preferir, visite a Bruder Klaus, capela consagrada em 1961 ao irmão Klaus, um dos santos patronos da Suíça. É preciso pedir as chaves no hotel.

Rotenboden

Uma das estações mais movimentadas, graças ao Riffelsee, lago onde se reflete a Matterhorn, a apenas 10 minutos de caminhada da estação de trem.

riffelsee
O lago Riffel em um dia claro e sem vento. Foto de Jachen Dorta, Pixabay

Gornergrat

Final da linha Gornergratbahn, podemos dizer que a estação Gornergrat é um mirante. Além da Matterhorn avistam-se os picos do maciço Monte Rosa e suas geleiras. Se você gosta, reserve um tempinho para observar as formações no gelo. Eu curto talvez porque seja algo tão diferente de nosso cotidiano. Mesmo em julho havia neve no chão, e ouvi em bom português um cara maravilhado, pois nunca havia visto neve. Sorte a dele de ter sido em algum lugar tão especial quanto a Suíça.

Afaste-se um pouco da estação em direção ao complexo de hotel, restaurante, loja de souvenirs, tudo no Kulmhotel. O hotel tem uma arquitetura sisuda, mas há um detalhe interessante: em suas torres foram instalados dois observatórios astronômicos nos anos 1960.

matterhorn zermatt

A geleira Gorner

Ao lado do Monte Rosa ficam duas geleiras, a Gorner e a Monte Rosa. A Gorner tem 12 km de extensão e 1,5 km de largura, mas devido ao aquecimento global a cada ano retrocede cerca de 30 metros. A primeira coisa que penso é no quanto cada voo contribui para isso…

Já caminhou sobre uma geleira? Eu já, eu foi aqui na América do Sul! Confira Perito Moreno: Caminhando sobre o gelo.

gornergrat zermatt
as geleiras, na última estação

Onde comprar o bilhete do Gornergrat

Eu comprei na bilheteria da própria estação, em Zermatt, e como já era tarde, não havia fila. Caso você esteja num horário de muito movimento, garanta um assento comprando o Priority boarding, por apenas mais 5 CHF. Com ele você embarca primeiro, e pode garantir um lugar à direita do vagão.

Custo do trem Gornergrat e passes de trem

Viajar de trem na Suíça é uma experiência e tanto (juro, só depois de estar lá é que se entende), os trens chegam a todo canto e altitude, são pontuais, mas não é barato. O ideal é fazer as contas dos trechos que irá percorrer e ver se compensa comprar um passe. Em geral compensa, porque além das viagens há descontos ou gratuidade em meios de elevação e em museus. Por outro lado, as cidades oferecem um cartão de transporte gratuito para quem fica em hotel. Existem vários passes, eu comprei o Swiss Travel Pass e usei o Tell Pass na região de Lucerna. Há 50% de desconto no custo de qualquer bilhete da Gornergrat, para quem tem o Swiss Travel Pass, o Half-fare e outros.

O bilhete tem variação de preço de acordo com a temporada. No verão/21, o ida e volta até Gornergrat, sem desconto, estava a 126CHF. A partir de Riffelberg você tem também a opção de tomar o teleférico até Furi e outro até Zermatt, o Riffelberg express (CHF 38). De Rifffelberg a Zermatt são cerca de 2 horas caminhando. Se você gosta de caminhar, pode comprar apenas a ida pela metade do preço, e descer a montanha. Infelizmente pela falta de tempo não fiz isso.

Mais Dicas da Gornergrat e Zermatt

  • Os bilhetes não têm lugar marcado, então na subida pegue um assento no lado direito do trem para garantir a vista da Matterhorn e da vila de Zermatt.
  • Se quiser economizar nas refeições, sugiro comprar logo cedo no Coop um lanche pronto ou frutas, queijos, pães, e fazer um piquenique. Coop é uma rede de supermercados presente em todo lugar na Suíça.
  • Não se esqueça de levar protetor solar, mesmo no inverno. Não há sombra porque não há árvores e são poucas as construções, apenas os hotéis e restaurantes mencionados. E no inverno o sol refletido na neve potencializa o efeito dos raios solares.
  • Mesmo no verão, leve uma jaqueta corta-vento. Eu não passei frio de bermudas, mas a jaqueta me protegeu do vento que vinha da geleira, principalmente.

Não deixe de ler O que Fazer em Zermatt

Vale a pena fazer o Gornergrat?

Hoje eu vejo que fiz o típico passeio turistão: peguei um trem (caro), desci em alguns pontos, curti o visual, fotografei, passei algum tempo e desci. Valeu a pena? Com certeza, mas está longe do tipo de passeio que gosto de fazer. Se eu pudesse voltar atrás, teria deixado minha mala na estação quando cheguei pela manhã, comprado o bilhete de ida apenas, feito alguma trilha, descido a pé. E só então fazer o checkin no hotel em Zermatt.

Outros Mirantes

Os blogueiros do grupo Pequenos Grandes Viajantes neste mês escreveram sobre mirantes que visitaram e indicam. Dê uma olhada em suas sugestões:

Planeje sua viagem aqui

Blogs de viagem são muito úteis no planejamento de viagem e gratuitos para o leitor, mas têm um custo para serem mantidos no ar. Se você gostou das dicas do Mulher Casada Viaja, saiba que pode contribuir com a manutenção do blog e consequentemente para que as dicas continuem chegando gratuitamente a quem busca inspiração e informação de qualidade. Basta clicar sobre os links de nossos parceiros. Você planeja sua viagem e retorna a gentileza:
Booking.com: para fazer suas reservas de hotel, apartamento, B&B
Rentcars: aluguel de carro, com possibilidade de parcelamento e isenção de IOF, no caso de aluguel no exterior
Seguros Promo: desconto de 5% em seguro viagem para leitores. Aplique o código CASADAVIAJA5
Chip de Viagem: compre seu chip e receba em casa antes de sua viagem

18 COMENTÁRIOS

  1. Eu tinha visto essa foto do chocolate no seu insta quando você estava viajando por lá, achei demais! haha
    Adorei o visual, agora é guardar dinheiro para visitar, por que com certeza quero ficar nesse hotel com essa piscina incrível haha

    • Diego a Suíça é tão linda que a natureza cosegue brilhar mais que qualquer hotel. Mas que uma piscinha com vista seria legal, não posso negar.

  2. Eu fiquei de cara com essa piscina lá em cima! Que lugar mais surreal! Eu lembro do meu pai quando esteve lá me falando “eu tô naquela montanha do toblerone” hehehe nunca esqueci

    Que post completo!! Adorei.

    • Esses resorts de montanha têm piscinas e spas fenomenais, mas dá pra curtir a natureza sem gastar os tubos neles.

  3. Bem que eu queria ficar nesse hotel com piscina em meio às montanhas rsrsrs que passeio incrível esse, super entendo a sua emoção ao ver essas lindas paisagens montanhosas. A Suíça está há anos na minha lista de desejos e com certeza vou incluir Gornergrat no meu roteiro!

    • E eu estou cada vez mais apaixonada pela Suíça. Quanto mais eu leio e vejo imagens, mais quero voltar para explorar novos destinos.

  4. Me emocionei com a sua emoção só lendo o post, imagina a minha situação quando fizer esse passeio incrível! kkk. Sonho conhecer a Suíça. Já querendo muito conhecer Gornergrat e comprar esse Toblerone para foto!

    • Nossa, viajar sozinha nos permite colocar pra fora estas emoções, contidas quando estamos acompanhados. Mas com emoção ou não, ir à Gornergrat é incrível.

  5. Pra começar amoooooo esse chocolate, amo trem e viagens de trem pela Europa. Acho que eu tb ia chorar ao ver Gornergrat, em Zermatt na Suíça. Mirante e vista maravilhosos !!!!!!Vou levar alguns toblerones, um para as fotos e outros pra comer de frente para o Gornergrat. Maravilha de post !!!!!

    • Lilian, eu comprei um panetone individual lá em cima, em julho comer panetone naquele lugar foi um evento, pra mim! Toblerone e Lindt comi todos os dias, tão baratinhos por lá…

  6. Marcia, a Suíça é um dos meus sonhos de viagem. Com certeza vou querer fazer esse passeio imperdível e conhecer o Gornergrat. Acho que vou me emocionar tb. Adorei a foto do Toblerone.

    • Foi um sufoco fazer esta foto do Toblerone sozinha, segurando com a mão direita e o celular com a esquerda!

  7. Marcia, que espetáculo de lugar! Como pode um país tão pequeno como a Suíça ter tantos lugares lindos, né? Me emociona muito ver essas obras majestosas da natureza. Adorei o post, o vídeo (me identifiquei com vc atravessando a ponte, eu acho que demoraria uns minutos antes de relaxar) e viajei aqui junto nas fotos.

    • Tenho muita preguiça de editar vídeos. Tenho imagens do Gornergrat, preciso sentar e fazer sair. E além da natureza a Suíça é também riquíssima no quesito cultural. Vamos à França, à Itália, à Alemanha em poucas horas, tudo dentro do país!

  8. Uauuu, adorei seu post sobre Gornergrat, este passeio imperdível em Zermatt, Suíça. Apesar de você dizer que faria um pouco diferente, não vi defeito nesta sua viagem à este mirante incrível.
    Será que ter descido a pé seria melhor do que isto? Pode ser que sim, mas achei top demais! Parabéns!

    • Com certeza a pé seria maravilhoso, descer e curtir a paisagem, quem sabe encontrar animais pelo caminho… Adoro uma trilha!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui