Montepulciano: o que fazer e muitas dicas da cidade toscana

Perder-se pelas ladeirinhas desta cidade toscana pode ser um bom programa, mas Montepulciano tem pontos turísticos e históricos que se compreendidos tornam a visita mais interessante. Confira o itinerário que fiz, além de outras dicas práticas de como chegar, estacionamento, restaurantes e onde ficar nesta cidade Toscana.

Montepulciano-dicas

Depois de curtir os encantos de uma cidade toscana grande como Siena – sim, perto de Montepulciano, San Quirico d’Orcia e Pienza, Siena pode ser considerada uma metrópole! – pegamos nosso Fiat alugado e seguimos para o Sul logo após o café da manhã.

A Toscana é uma região conhecida por vinhos mundialmente apreciados, como o Chianti, o Nobile di Montepulciano e o Brunello di Montalcino, cidades medievais muradas no alto de colinas, ciprestes enfileirados em estradinhas, e a tradição da boa mesa presente em toda Itália. Mas não dá pra explicar porque a Toscana é tão assim… uma Toscana, é preciso ir e sentir. Em nada me decepcionou, tivemos dias lindos de final de primavera e mesmo que a gente tenha se perdido numa estrada ou noutra, foi um prazer, porque caímos em agriturismos lindos, ou achamos fazendas à venda que dariam uma boa pousada. Viajar é sonhar…

Para completar seu planejamento, leia outros posts de cidades da Toscana:
Um dia em Siena – Roteiro
Florença: Guia para Planejar sua Viagem
Bate-voltas a partir de Florença ou Siena
Colle di Val d’Elsa: boa parada entre Florença e Siena
San Quirino d’Orcia e Pienza, no Vale d’Orcia.
Toscana: o que fazer em Montalcino

Confira também a sugestão de 7 Cidades mais Românticas da Itália, segundo o blog Ares do Mundo

A primeira estradinha ladeada de ciprestes, entre Siena e Montepulciano

50 km depois de Siena, logo após a cidade de Sinalunga, avistamos nossa primeira estradinha ladeada de ciprestes. Dirigi por ela e estacionei para fotos, mas não resisti e entrei no pátio do hotel Locanda dell’Amorosa, que lugar dos sonhos! Para quem está de carro, é uma excelente base para explorar a Toscana, imagine acordar num lugar assim todos os dias…

Este hotel não é apenas lindo, mas histórico, com referências do século 14 presentes em afresco no Palazzo Pubblico de Siena. Como era uma vila medieval, um borgo, é um hotel com sua própria igreja e, para os hóspedes, restaurante, piscina e um jardim que vai fazer você querer ficar por ali mesmo. Apesar disso, seguimos nosso rumo a Montepulciano, a primeira cidade do dia.

toscana onde ficar
locanda dell’Amorosa

Abaixo o trajeto que fizemos naquele início de junho. Chegamos a Montalcino já passava das 20h, então só a visitamos na manhã seguinte.

Não deixe de ler os posts Quanto Custa uma Viagem à Toscana
Acesse todas as dicas já publicadas sobre a Itália aqui no Mulher Casada Viaja, organizados em: Norte da ItáliaSul da Itália e Centro da Itália

Minhas impressões de Montepulciano

Avistar Montepulciano no alto da colina causou um impacto grande. Eu que gosto de plantas, árvores e afins, acho que o melhor da Toscana é justamente o que encontramos entre uma cidade e outra, as estradas, as plantações ou campos nus, as flores silvestres, as parreiras, mas não tenho certeza disso, porque…

Toscana Montepulciano

…também me perco nas adivinhações sobre as fachadas das casas, imaginando o tamanho da janela que ali existia antes, denunciado pelos tijolos. Adoro o fato de as cidades terem aquelas luminárias grandes em forma de lampiãozinho e que nos remetem a nossas cidades históricas de Minas Gerais, assim como me surpreender com a vista do vale montanha abaixo, visto de um corredor estreito ou do terraço de um restaurante. Observar as mamas nas janelas, as floreiras de gerânios pendentes, isso tudo tem muito a cara da minha família.

Durante as viagens, gosto de caminhar bastante e fugir para ruelas menos movimentadas, o que em geral rende boas surpresas. Nesta viagem em particular, não pesquisei o que havia para fazer em cada cidade que visitamos, e só agora que estou escrevendo os posts sobre a Toscana organizei os principais pontos e pesquisei um pouco sobre cada um. Montepulciano não estava lotada de turistas, o que rendeu pontos a seu favor, e também não estava vestida para eles, o que acho positivo, apesar da boa infraestrutura. 

Montepulciano de trem
Pontinho vermelho na bota é Montepulciano. A área verde é a região da Toscana e o verde mais escuro de Siena, a que pertende Montepulciano

Como Chegar a Montepulciano

Aeroportos mais próximos

Saindo do Brasil, os vôos diretos param em Roma ou Milão, e para a Toscana, o mais próximo é o de Roma, distante 2 horas de carro.

Montepulciano de ônibus

A partir de Siena, os ônibus chegam em 1h30 a Montepulciano e param convenientemente perto da Porta al Prato, na Piazza Pietro Nenni. Visite o site da Tiemme Toscana Mobilità, a empresa privada de transporte público da Toscana.

Montepulciano de trem

A estação de trem mais conveniente para chegar a Montepulciano, por causa do serviço de ônibus, é Chiusi Chianciano Terme, servida pela estatal Trenitalia, linha Florença-Roma. De lá você precisará tomar um ônibus da LFI, que vai levar entre 20 e 25 min.

Montepulciano de carro alugado

Na Toscana, como em outros roteiros europeus (Rota Romântica na Alemanha, Alsácia na França, Montanhas Dolomitas na própria Itália), acho essencial alugar um carro, porque o tempo rende mais, você para em qualquer paisagem bonita para apreciar e fotografar, e principalmente porque não há estações de trem no alto das colinas onde ficam as cidades.

Montepulciano estacionamento

Em minhas viagens, tenho alugado há anos carro na Rentcars, principalmente pela possibilidade de parcelamento e pagamento em reais, ficando livre do IOF, talvez o imposto mais abusivo que conheço.

Não perca as dicas práticas e objetivas se você vai alugar um carro na Itália:
Dirigir na Itália: pedágio, sinalização, combustível e outras dicas e Dirigindo na Itália: sobre estacionamento,  zona de tráfego limitado, obrigatoriedade de portar a PID e a CNH e em que roteiros é melhor alugar um carro na Itália

Estacionamento em Montepulciano

O centro histórico de Montepulciano tem trânsito limitado (ZTL), mas há vários bolsões de estacionamento (P) ao redor da cidade murada. Nós paramos no P2, com poucas vagas, perto do Ristorante La Corte Medicea, e entramos na cidade pela Porta Al Prato.

estacionamento Montepulciano toscana

Para pagar, há máquinas de autoatendimento, mas é bem simples, não se impressione com os montes de botões. Você define o número de horas que utilizará a vaga e paga o valor em dinheiro ou cartão de crédito.

Montepulciano estacionamento

Onde Comer em Montepulciano

OK, mesmo antes do que possa me lembrar, domingo sempre foi dia de massa, então nunca tive problema para comer na Itália. Antepastos, massas, molhos, saladas, cerveja e vinhos, tortas e gelato – tudo me agrada. Só fizemos uma refeição em Montepulciano, o almoço. Primeiro escolhemos um restaurante pela vista (foto abaixo), nas proximidades da igreja Santa Lucia, mas minha colega de viagem se incomodou com o ventinho fresco e acabamos escolhendo outro. 

onde-comer-Montepulciano
vista  do Vale d’Orcia a partir de um restaurante

Neste outro, o dos gurada-sóis da foto abiaxo, a massa não foi das melhores que já comi, mas tivemos música ao vivo na Piazza Grande – e o prazer de absorver um entorno tão antigo e preservado.

Montepulciano pontos turísticos
Montepulciano onde comer

Onde Ficar em Montepulciano

Há muitas opções de hospedagem em Montepulciano, desde B&B a apartamentos inteiros. Em qualquer lugar dentro da cidade murada você estará perto de todos os pontos turísticos, mas lembre de se informar sobre estacionamento enviando uma mensagem ao estabelcimento, porque muitas vezes o hotel informa que há estacionamento, mas isso não significa que fique no hotel ou próximo a ele, mas sim que pode ser um estacionamento público, fora dos muros, o que pode ser um pouco incômodo se você traz muita bagagem.

Confira hotéis com boas avaliações (e bons preços) e localização em Montepulciano. Fazendo a reserva através do link acima, você não gasta nada a mais do que se fizesse direto no site do Booking.com, e ainda contribui com a manutenção do blog, pois recebo uma pequena comissão. É uma maneira simpática, indolor e gratuita de ajudar quem te ajuda com dicas de viagem, não?

montepulciano o que fazer
Mapa fornecido pelo Pro-loco Ufficio Turistico. Clique para ampliar

Montepulciano: pontos turísticos

Antes ou depois de conhecer a cidade, pois fica fora da muralha e mais abaixo, como se vê na foto abaixo, você pode visitar a Igreja de San Biagio, considerada uma obra-prima do renascimento. Desenhada por Antonio da Sangallo sob inspiração da Basilica di Santa Maria delle Carceri, de Prato, por sua vez, criação do irmão Giuliano da Sangallo.  Ingressos a €3,50 com guia gravado. Em geral, abre das 10h às 18h.

Montepulciano Toscana
Tempio di San Biagio, na parte baixa e fora da cidade murada

É muito fácil encontrar em Montepulciano os principais pontos turísticos apenas ‘caminhando em frente’. Nós entramos pela Porta al Prato, na parte baixa da cidade, uma boa opção para quem  quer ‘economizar’ energia, pois no começo da manhã você sobe as ladeiras cheio de disposição e pra sair da cidade, já sabe, tutti i santi aiutano!

Montepulciano porta al prato
Porta Al Prato

Mas antes de cruzar o arco, você verá a Igreja e convento di Sant’Agnese, de 1306 e dedicada a Santa Inês de Montepulciano, padroeira da cidade e possivelmente avistará um monumento aos mortos na guerra no Giardini Poggiofanti. Em frente à igreja fica o P1, estacionamento com pouquíssimas vagas que na minha opinião deveria ser reservado a pessoas com dificuldade de locomoção. Aproveite e passe no Ufficio Turistico para pegar um mapinha e pedir informações.

Montepulciano como chegar

A via di Gacciano segue ladeira acima e tem várias lojas de vinho, souvenires e restaurantes, mas a cidade vai te apresentar muuuitas enotecas, não se preocupe.

Uns 5 minutos depois, você verá a Igreja de Santo Agostinho e em frente a ela a Torre do Pulcinella, a torre de relógio que segundo contam foi instalado por um bispo de Nápoles

Montepulciano pontos turísticos

Passando a igreja, pegamos alguma rua logo à direita e saímos na Piazza di Santa Lucia, onde fica a igreja de mesmo nome, de 1653.

Montepulciano pontos turísticos: igreja santa Lucia

Já cansou? Só mais alguns passos e encontrará bancos sombreados aos pés dos muros do convento di San Francesco (via del Poggiolo).

montepulciano atrações
Montepulciano Convento São Francisco
Fachada do convento, ao fundo

Subindo até onde estão os carros na foto acima, você chegará ao mirante para o lindo Vale d’Orcia, quase a mesma vista da foto do item Onde Comer em Montepulciano, mais acima.

Voltando à Via Ricci, à direita fica o Palazzo Ricci, sede da Academia Europeia de Música e Artes Cênicas. O Palácio foi construído entre 1534 e 35, financiado pelo cardeal Giovanni Maria Ricci, natural de Montepulciano e figura influente no Vaticano. Permaneceu da família Ricci até 1970, passando então ao município.

Em frente ao Palazzo Ricci, você poderá visitar o Museu Civico, que funciona desde 1957 no Palazzo Neri Orselli e cujo acervo conserva a memória da arquitetura sienense do século 14. Funciona das 10h às 18h e o ingresso custa €6.

Seguindo em frente, você chegará à praça principal da cidade, a Piazza Grande, centro religioso e político de Montepulciano. A praça foi set de filmagem de Lua Nova, mas uma fonte cenográfica foi instalada em seu centro para o filme. Ah, vampiros também não existem, mas atores ruins, sim. Na praça, ficam 3 edifícios importantes, o Palazzo Comunale, o Tarugi e a Catedral, e um poço onde você encontrará o brasão dos Medicis.

O Palazzo Comunale é a sede da prefeitura erguido no século 14 em estilo gótico, e reformado no seguinte. Se você já esteve em Florença, certamente perceberá a semelhança entre este e o Palazzo della Signoria, afinal, ambos foram construídos a mando de Cosimo di Medici.

Montepulciano Palazo Comunale

Você pode subir na Torre (€5) para uma vista panorâmica dos vales e de Montepulciano. São apenas 67 degraus, mas daqueles estreitos, como em toda torre medieval.

A Catedral Santa Maria Assunta pode não impressionar depois de se ver o duomo de Siena e de Florença, mas carrega um ar autêntico e é muito a cara da era medieval, não?

catedral Montepulciano

Festas em Montepulciano

Se você vai a Montepulciano no último domingo de agosto, além dos pontos turísticos vai se divertir com o Bravio delle Botti, uma corrida anual em que os participantes empurram barris de vinho de 80 kg num percurso de 1,8 km – ladeira acima, claro. Assim como em Siena, os participantes se organizam em 8 contratas.

Ci vediamo presto!

18 COMENTÁRIOS

  1. As fotografias são magnificas! Uma colega minha de trabalho é dessa zona e já me convidou imensas vezes a ir conhecer a zona dela, a minha vontade aumentou imenso depois deste artigo 😀

    • Obrigada, Valéria. Verdade, a Itália precisa ser conhecida por regiões, são tão lindas e distintas e a Toscana é uma das minhas preferidas.

  2. Essa região é maravilhosa. Foi um dos lugares mais encantadores que conheci. Estou planejando voltar ano que vem para apreciar com calma e curtir muito os vinhos da região. Dicas salvas!

  3. Como adoro esses cantinhos italianos… Montepulciano eu não conheci…. apesar de sempre ver a Torre do Pulcinella em meus livros! Fiz um ràpido tour pela Toscana na semana de meu aniversàrio de 30 anos…. pensei em repetir a dose agora, ao completar 40, mas não rolou!
    snifff
    Mas me diverti te vendo beber Birra Moretti na terra do Sangiovese
    hehehehehe

  4. Marcia, lindo blog. Estou indo a Italia final de Maio. Só de olhar o Parkeon ja me assustei. Faz um roteiro basico de como usar, please. kkkk

    • Ah, eu devia ter feito, né? Mas em qualquer paÍs é mais ou menos igual: você seleciona a língua, insere a placa do carro, às vezes quanto tempo vai usar o estacionamento, e mo de pagamento. Prometo que na próxima viagem eu faço, mas vou depois de você à Itália! As máquinas podem até assustar, mas é só ter calma e tudo dá certo!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui