Palácio Ducal em Veneza: como é a visita

Palácio Ducal

Talvez você não saiba o que é Palácio Ducal se nunca esteve em Veneza, mas com certeza já viu uma imagem dele ao menos uma vez na vida. Foi só na minha terceira visita à cidade que fiz a visita completa, percorrendo salões decorados, gabinetes governamentais, escadarias monumentais – e até a famosa Ponte dos Suspiros, que une o Palácio Ducal às celas de prisioneiros.

Veja como é a visita ao Palácio dos Doges, palavra vêneta derivada do latim dux, que denominava o primeiro magistrado eleito das antigas repúblicas marítimas italianas, como Gênova e Veneza. Um dos ícones de Veneza e testemunha da história do reino vêneto, o Palácio Ducal brilha entre a Basílica de São Marco e o Grande Canal. Uma das atrações mais visitadas numa viagem à Serenissima.

Como Chegar a Veneza e Guia para planejar sua Viagem
ajudarão no seu planejamento.
E O que há por Baixo de Veneza e Reencontro em Veneza podem ser curiosos

Transformado em museu em 1923, o palazzo Ducale é composto de 3 edifícios: a ala mais antiga, reconstruída em 1340 – a que fica em frente à bacia de Veneza – a ala cuja fachada está na piazzeta, e a ala renascentista, no lado oposto.

Mas as origens do palácio são bem mais antigas, pois há registros de um incêndio no século 10. Muitas modificações e outros incêndios ao longo dos séculos foram modificando a forma dos edifícios e após a queda da República de Veneza, o domínio por franceses e austríacos trouxe novos usos para o palácio. Após a unificação da Itália, um grande projeto de restauração no final do século 19 devolveu ao palácio sua importância na história de Veneza.

O que ver no Palácio Ducal

As Fachadas

Mesmo que você não compre ingresso, terá a chance de observar os detalhes das fachadas do Palácio Ducal. Várias estátuas representando personagens bíblicos, como Adão e Eva no canto esquerdo e no oposto Moisés, que você verá bem da Ponte della Paglia, em frente ao canal. As colunas também são ornamentadas com figuras como crianças, animais, pássaros, monstros… Mas eu gosto mesmo é dos elementos vazados acima das colunas.

Palácio Ducal

Além dos elementos ornamentais, é interessante notar as duas colunas avermelhadas da fachada da piazzeta, que ficam mais à esquerda da fachada. Era ali que os aristocratas eram condenados e enforcados, e seus corpos ficavam pendurados por varios dias.

E se você tomar o elevador do campanário da São Marcos, além da bela vista 360 graus de Veneza, terá uma nova perspectiva do Palácio Ducal. Veja esta opção de ingresso combinado do Palácio Ducal com o campanário e outras atrações de Veneza da Tiqets, que economiza tempo em filas.

Palácio Ducal visto de cima

Porta della Carta

Voltada para a Piazzeta San Marco, a Porta della Carta é uma obra do século 18 que substituiu a original do séc 15, destruída pelos franceses em 1797. Espremida entre o palácio Ducal e a Basílica de São Marcos, você notará o Leão de São Marcos, e diante dele, ajoelhado, representação do doge Foscari, eleito em 1423. No topo, a estátua da justiça. Outros elementos alusivos a governança, afinal, era este o palácio do governo.

Museu da Obra

A entrada do complexo é na ala em frente à Bacia de Veneza e a primeira exposição se dá no térreo, no Museo della’Opera. São 6 salas onde estão expostos elementos arquitetônicos e os originais de colunas e ornamentos da fachada.

Palácio Ducal

Ah, a Basílica de São Marcos também tem um museu assim (achei mais interessante, na verdade), não deixe de visitá-lo. Procure o post sobre a visita ao museu, basílica e campanário na página Veneza.

A Ponte dos Suspiros e a Prisão

Construída em 1614 para unir o Palácio Ducal à Prisão Nova, eu nem sabia que poderia atravessar a icônica Ponte dos Suspiros! Foi interessante ver o canal a partir dela, e mais ainda lembrar que seu nome nada tem de romântico, mas acredita-se ter este nome por ser o último suspiro dado por prisioneiros ao observar o mudo exterior antes de serem trancafiados em celas.

Palácio Ducal

A prisão não é dos lugares mais agradáveis de se visitar, tanto que era o ponto mais vazio do Palácio Ducal, quando estive lá. Então não custa dar uma breve passadinha para conhecer.

Escada de Ouro

Ligando o térreo ao primeiro andar, onde estão os aposentos do Doge, fica a Escada de Ouro, um aperitivo das belezas por vir. A primeira área são os apartamentos do doge, que infelizmente não têm mobiliário, devido à invasão napoleônica, cujos soldados saquearam o palácio.

Salas administrativas do Palácio Ducal

Pelo que entendi, o governo de Veneza era formado por 3 poderes: a monarquia (doge), aristocracia (senadores) e a república (membros do Grande Conselho). Reformas no séculos 13 e 14 encerram o Grande Conselho como se conhecia, e homens nobres maiores de 25 anos ganham o direito hereditário de conselheiros. O último doge foi Ludovico Manin, que abdicou em 1797 quando Napoleão invadiu Veneza, marcando o fim da República.

A Sala do Grande Conselho é um dos destaques do Palácio Ducal, um salão suntuoso de 53 por 25 metros onde as assebléias do Grande Conselho se reuniam aos domingos e onde acontecia a primeira fase da escolha do doge.

Em 1577 um incêndio que teve início na sala vizinha, a Sala dello Scrutinio, destruiu a Sala do Grande Conselho. O que vemos hoje é o resultado da construção que se seguiu, e as pinturas contam a história de Veneza. O destaque desta sala é uma das maiores pinturas do mundo: o Paraíso, de Tintoretto.

Repare, logo abaixo do canto do teto, nos retratos dos primeiros 76 doges. Quando você for, não deixe de observar uma faixa preta onde se lê o nome de Marini Faletro, um doge exectuado por ter tramado um golpe no século 14.

Outras salas são a Sala dello Scrutinio e a do Senado. Confesso que sem guia e com as salas lotadas, eu explorei bem pouco as pinturas. Veja mais abaixo sugestões de visitas guiadas.

sala do Senado

Se estiver planejando uma viagem e tiver dúvidas, deixe seu comentário que terei prazer em ajudar. Caso não queira ou não tenha tempo para organizar o roteiro, pesquisar hospedagem e meios de transporte, demonstre seu interesse deixando um comentário para saber como funciona meu trabalho como travel designer

O pátio do Palácio Ducal e a Escada dos Gigantes – Scala dei Giganti

O pátio repete o padrão das fachadas externas do palácio, com a série de arcos, mas o destaque é a escada dos gigantes, que era a entrada oficial do palazzo, projetada por Antonio Rizzo entre 1483 e 1491. A escadaria era palco da cerimônia de juramento, e de seu topo o eleito jurava fidelidade à República de Veneza, e recebia o Corno Ducale, chapéu usado pelo Doge em eventos religiosos e estatais.

As estátuas dos ‘gigantes’ que dão nome à escadaria, Netuno à esquerda e Marte à direita, são de 1566, executadas por Jacopo Sasovino, autor de várias obras em Veneza – uma delas é a Loggetta del Sansovino, na base do campanário de São Marcos.

Em minhas pesquisas sobre Veneza, descobri uma curiosidade: a bocca di leone, uma figura humana-leonina, em cuja boca há uma abertura que tinha a função de coletar denúncias anônimas. Parece que há várias espalhadas por Veneza, inclusive o Palácio Ducal, mas eu não me lembro de ter visto ali, apenas em Dorsoduro. Quem aí também se lembrou da Boca da Verdade de Roma?

Os dois poços ornamentados do pátio hoje são apenas decorativos. No pátio também tem uma gôndola que pertenceu aos doges.

Não se esqueça que é obrigatória a contratação de um seguro viagem para entrar na Itália. Faça seu orçamento e contratação na Seguros Promo.

Mais dicas da visita ao Palácio Ducal – e a Veneza

Horário de funcionamento

O Palácio Ducal abre diariamente das 9h às 18h (último ingresso às 17h). Em dias especiais, abre até as 21h, como 6 de janeiro, dia de Reis.

A entrada do público é pela Porta del Frumento, em frente à Lagoa de Veneza.

Valor do ingresso e onde comprar

Veneza é conhecida por ser uma das cidades mais turísticas do mundo, e há anos há discussões sobre pedagiar e limitar entrada de turistas por motivos diversos. Isso se reflete também na hora de comprar ingresso para o Palácio Ducal e outras atrações de Veneza. Sugiro que você compre uma das opções de ingressos online da Tiqets, onde eu costumo comprar. Leia o tipo de bilhete para o Palácio Ducal, pois há várias opções, e as avaliações de quem já usou o serviço.

Com ou sem guia?

Uma visita guiada ao Palácio Ducal vai proporcionar uma compreensão maior do que você estará vendo, eu senti falta disso. Por mais que eu tenha me esforçado para descrever como é a visita aqui no post, nada como aprender ao vivo, não?

Café do Museu

Bateu fome? Aproveite o café do Palácio Ducal, no andar térreo.

Outros lugares para conhecer em Veneza

Nos arredores da São Marcos estão algumas principais atrações. No post Veneza bairro a bairro – San Marco: o que fazer, além deles eu também comparilho outros lugares para conhecer a pé.

Que tal assistir ao concerto As Quatro Estações de Vivaldi na igreja San Vidal? Pra mim foi uma experiência bem diferente – e boa para descansar as pernas no final do dia!

Passeio de gôndola

Ir a Veneza e não passear de gôndola é como uma viagem ao Egito sem camelos! E você pode combinar os ingressos ao Palácio Ducal com um passeio de Gôndola pelo Grande Canal nesta oferta da Tiqets.

Vale a pena visitar o Palácio Ducal? Com ou sem guia?

Na minha opinião, não há nada mais legal do que andar pelas ruas de Veneza sem rumo, mas isso para quem curte arquitetura e é apaixonado pela Itália – como eu. Como a grande parte dos turistas vai a Veneza por apenas um dia, em bate e voltas, sobra pouco tempo para conhecer os principais pontos turísticos desta cidade deslumbrante. Se você tiver tempo, acho que vale, sim.

Planeje sua Viagem aqui

Blogs de viagem são muito úteis no planejamento de viagem e gratuitos para o leitor, mas têm um custo para serem mantidos no ar – e posts como este levam muitas horas e às vezes dias até serem publicados.

Se você gostou das dicas do Mulher Casada Viaja, saiba que pode retribuir e contribuir para que as dicas continuem chegando gratuitamente a quem busca inspiração e informação de qualidade. Basta clicar sobre os links de nossos parceiros. Você planeja sua viagem e retorna a gentileza:

Booking.com: para fazer suas reservas de hotel, apartamento, B&B
Passagens Promo: pesquise e reserve passagens aéreas nacionais e internacionais
Rentcars: aluguel de carro, com possibilidade de parcelamento e isenção de IOF, no caso de aluguel no exterior
Seguros Promo: desconto de 5% em seguro viagem para leitores. Aplique o código CASADAVIAJA5
Chip de Viagem: compre seu simcard internacional e receba em casa antes de sua viagem
– para ingressos de atrações, excursões e tours, temos 3 opções para você escolher: a Civitatis, a Get your Guide e a Tiqets.


5 COMENTÁRIOS

  1. Que pena que não visitei o Palácio Ducal quando estive em Veneza… Mas amei seu relato, principalmente em saber da vista panorâmica… Boa dica

  2. Uau, que lindo o Palácio Ducal em Veneza! Amei suas fotos. Não sabia se ia incluir no meu roteiro ou não, mas já me convenceu. Obrigada pelas dicas

  3. Amei conhecer por dentro o Palácio Ducal em Veneza pelo seu post. Quando estive na cidade não entrei, mas fiquei babando com a sua fachada toda trabalhada. Por dentro é ainda mais impressionante. Vontade de ir correndo para Veneza!

  4. Que coisa mais linda esse palácio de Ducal. Eu conheço pouco da Itália ainda, mas quando for a Veneza vou visitar este palácio com certeza ainda mais porque ele tem vista panorâmica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui