Do aeroporto ao centro de Munique

Aproveitar conexões pode ser uma maneira econômica de visitar uma cidade que inicialmente não estava nos planos de viagem, mas é preciso pesar os pros e contras de se fazer isso. No post anterior eu listo alguns considerações a respeito para ajudar na decisão e neste eu falo um pouco sobre o super aeroporto de Munique e sobre como chegar de lá ao centro.

Nosso voo a Viena faria conexão na cidade mais conhecida pela Oktoberfest e optamos por  conhecer a cidade pois pretendo voltar a Munique em um outro roteiro pela Europa, então não senti aquele aperto “ah, que pena, não consegui fazer isso ou aquilo” e uma breve “olhada” pela cidade valeu muito a pena! Em quatro horas conseguimos ver muitas monumentos, percorrer galerias de lojas, entrar na catedral e até tomar uma cerveja no lendário Hofbräuhaus Beer Hall. E essas árvores no comecinho do outono, que coisa mais linda!!!

Munique se aproxima
Munique se aproxima

Além de Munique, aproveitei conexão em Buenos Aires quando ia a El Calafate, porque já conhecia a capital argentina, então foi só uma visita rapidinha. Leia no post Buenos Aires em Conexão no Aeroparque como foi.

O aeroporto de Munique
Estamos na Alemanha, um dos países mais ricos do mundo e convenientemente posicionado na Europa Central, então era de se esperar que um de seus aeroportos tivesse ótimas instalações, mas descobri que o de Munique é considerado um cinco estrelas. Tomadas para recarregar eletrônicos nos portões de embarque, grande oferta de lojas e restaurantes não são novidade, mas algumas coisas me chamaram à atenção.

Salas para fumantes: a sala para fumar é uma dessas facilidades – e fica lotada! Um cubo de vidro no meio do largo corredor das salas de embarque. Não incomoda o não fumante e respeita a necessidade de quem não vive sem o cigarrinho. Eu não entrei lá (fui fumante involuntária por décadas, o que resultou numa alergia respiratória), então não sei se havia outros confortos.

duschen[1]Chuveiros: se você não pertence à classe privilegiada que utiliza os lounges e quer tomar uma ducha, aqui é possível. Basta dirigir-se ao Service Center no nível 3 do Terminal 2 e pagar a taxa de €15 para ter acesso ao banheiro privativo e completo. Máquinas automáticas vendem gel para banho e toalhas.

Camas, oh, camas! Quem nunca teve o corpo implorando por uma cama ou qualquer coisa naaeroporto Munique posição horizontal no meio de um voo de mais de 11 horas na classe econômica? Longas conexões também podem alimentar esse desejo e ainda bem que os aeroportos estão pensando nisso.  Os  níveis 4 e 5 do Terminal 2  têm cabines que podem ser usadas para dormir ou trabalhar num ambiente mais relaxante. Você paga de €10 a €15 a hora, com pagamento mínimo de €30. É um sono caro, mas o que é barato para quem tem real como moeda?

Guarda volumes
Essa bons aeroportos têm, mas fica o registro: caso sua bagagem não tenha sido enviada ao destino final e você queira ir à cidade, você pode alugar um espaço para deixar suas malas (bikes ou prancha de surfe ou qualquer outro item grandão também pode) ao custo variável de €3 a €10, segundo o tamanho da mala e horas de aluguel do locker. Fica no nível 4 do Terminal 2.

Em caso de conexão curta

Não vai rolar um passeio até a cidade? Fique nos arredores do aeroporto! Saindo do terminal 2, há uma praça coberta com mais lojas e restaurantes no estilo bier garten. Se sua conexão não for tão longa mas com folga para sair da área de segurança e no retorno passar pelos procedimentos novamente (tira cinto, cachecol, mostra tablet, esvazia os bolsos, passa pelo Raio X…), pode ser uma boa aproveitar o Airbrau. Foi o que fizemos em nossa conexão de retorno ao Brasil (no post Roteiro de Munique e dicas para uma conexão longa eu falo mais a respeito).
O Airbrau, bier garten na saída do terminal 2
O Airbrau, bier garten na saída do terminal 2


Comprando os bilhetes de trem para o Centro de Munique
Ai, que inveja das cidades europeias que têm não só uma, mas várias opções para chegar ao centro saindo do aeroporto! Depois de passar pelos procedimentos de imigração, saímos do terminal 2 e procuramos pelas placas com um círculo verde e S branco, como mostra a foto abaixo.

trem MuniqueA linha S8 (amarela) leva 40 minutos até o centro de Munique, na Marianplatz. Além dela, a linha S1 também chega até o centro mas não a usei, então falo da S8.

O bilhete pode ser comprado em máquinas de autoatendimento, e há várias opções de tarifa. Também tem cabines de venda, mas eu gosto do auto atendimento. Compramos o de grupo, que vale para até 5 pessoas e custou €22,30.

Veja como fazer para comprar o seu:

1. se não souber alemão, como eu, escolha a bandeira da língua que você compreende melhor, clicando sobre ela. Para variar, não tem Português. Eu escolhi Inglês e apareceu a seguinte tela. Clique no retângulo inferior à direita (Transport Association).

20150928_161818_HDR

2. Selecione qual itinerário você quer, escolhendo partida e destino. Partida é Munchen Flughafen (Aeroporto Munique) e destino é Munchen Marienplatz (a praça onde ficam as prefeituras e outras atrações facilmente alcançadas a pé), a segunda opção na segunda foto abaixo, à esquerda. Não é preciso digitar, apenas escolher.quanto custa ir do aeroporto ao centro de munique

bilhete de trem aeroporto Munique

3. Agora você precisa selecionar o tipo de bilhete que deseja. Atenção: esse bilhete único que aparece nas fotos é válido para as 4 áreas atendidas pelo metrô de Munique e custa 10,80.  Nós compramos o de grupo (group all day ticket), como eu disse acima, por 22,30.como chegar ao centro de munique do aeroporto

4. Como mostra a tela, no momento da compra só eram aceitas notas de até 20 e moedas. Também é possível pagar com cartão. Depois disso, basta inserir o dinheiro no vão próprio para isso e seu bilhete será impresso. Retire o bilhete e o troco da caixinha.do aeroporto ao centro de Munique

A estação Munich Flughafen
Por todo aeroporto você verá as placas redondas verdes com um S branco (foto mais acima) que indicam o caminho a seguir até a estação Flughafen (que significa aeroporto em alemão), onde as linhas S1 (azul) e S 8 (amarela) partem para o centro de Munique.

Para acessar a plataforma, que fica num nível abaixo de onde se compra o bilhete, não há catracas, como em várias estações europeias, mas achei que era preciso validar o bilhete, só que este bilhete é mais largo do que o espaço da máquina para inseri-lo. Outros turistas também tiveram problemas e então resolvemos descer sem validar mesmo. Só depois pensei que talvez não seja necessário validá-lo, mas é importante guardá-lo com você caso haja fiscalização, sob pena de multa. 

O Trajeto de trem
O trem é de superfície, limpo e confortável, e a paisagem é bem rural. Tem espaço para pequenas malas, do tipo de bordo, acima da cabeça. As demais vão no chão ao lado do passageiro mesmo. O percurso leva cerca de 40 minutos. Tem indicação das estações e uma gravação anuncia em alemão e em Inglês as estações que se aproximam. As portas não são automáticas, é preciso apertar o botão para acionar sua abertura.

Uma coisa que estranhei é que um rapaz sentado perto de mim tinha uma maleta e a colocou no assento ao lado do seu, sem se importar com quem estava em pé. Viu? na Europa também tem gente mal educada.

O interior do trem
O interior do trem
Plataforma da estação Marienplatz
Plataforma da estação Marienplatz


Quer saber o que fizemos por Munique naquela tarde de 28 de setembro? Leia o post Roteiro de Munique e dicas para uma conexão longa.

Anúncios

5 comentários sobre “Do aeroporto ao centro de Munique

  1. Julio Souza 19 de abril de 2016 / 20:22

    Parabéns pelo post!

    Curtir

  2. Vanderlei Dias 15 de julho de 2016 / 15:18

    Olá Marcia.
    Eu eu minha noiva vamos para a Grécia no próximo dia 18, com escala de cinco horas e meia em Munique. Eu não gostaria de perder a oportunidade de pelo menos ir ver (já que não vai dar pra conhecer mesmo) a Praça de Maria e almoçar no Hofbräuhaus Beer Hall, conforme sua sugestão no post anterior. Mas tenho medo de não dar tempo. Você acha que nesse período de escala dá pra arriscar?
    Obrigado

    Curtir

    • Marcia, blogueira do Mulher Casada Viaja 15 de julho de 2016 / 16:05

      Oi, Vanderlei, vá com intenção de ir ao centro de Munique e veja quanto tempo leva o desembaraço da imigração para então decidir. As cinco horas que coloquei aqui são passadas em Munique, sem considerar transporte e imigração, procedimentos de segurança, etc. Acho que vocês teriam apenas 2 horas na cidade… Pense em tomar o trem de volta ao menos 2 horas antes de seu voo para a Grécia, pois você precisará passar pelos procedimentos de segurança de novo e dependendo do horário do voo o aeroporto pode estar bem cheio, com filas. Não sei se ajudei, só não queria dizer “não, não dá”, porque é uma decisão de vocês. Abraços e boa viagem!

      Curtir

      • Vanderlei Dias 15 de julho de 2016 / 16:17

        Por enquanto, obrigado Marcia.
        Na volta eu conto o que aconteceu.

        Curtido por 1 pessoa

Vamos trocar figurinhas! Deixe seu comentário ou dúvida:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s