Que Castelos da Alemanha visitar e a Rota dos Castelos

Palco de contos de fada e de brincadeiras da sua infância e de acordos políticos ou resistência na vida real, os castelos fascinam mesmo numa cultura que escapou do período medieval. Encontre aqui uma lista de castelos da Alemanha para incluir no seu roteiro na Alemanha, e informações sobre a Rota dos Castelos da Alemanha.

Sim, é real – e não é da Disney!

Enquanto fazia meu roteiro da Rota Romântica Alemã me surpreendi com a quantidade de castelos, palácios e fortalezas no itinerário que tracei. Cheguei a desviar alguns bons quilômetros só para curtir 1 deles, o Hohenzollern, este da foto acima. Visitamos 7 castelos nas regiões Baviera e Baden-Wurttemberg, mas se tivéssemos tempo teríamos conhecido ainda mais. Veja abaixo a relação de castelos da Alemanha a visitar também em outras regiões do país.

Castelo de Neuschwanstein

Dizem ser o castelo mais fotografado do mundo e é realmente uma beleza, não só pela arquitetura, mas pela localização em meio aos Alpes. Mas acredito que o fácil acesso tenha também contribuído para sua popularidade, afinal, um bate-volta a partir de Munique de trem ou carro é fácil.

O Neuschwanstein é um dos castelos construídos pelo rei Ludwig II em meados do século 19. Fica entre Schwangau e Füssen, no sudoeste da Baviera, pertinho da fronteira com a Áustria. Confira as informações completas e relato de nossa visita em Castelos da Alemanha: Neuschwanstein (aquele da Cinderela).

Palácio de Linderhof

Este é um palácio, também construído por Ludvick II nas propriedades de caça de seu pai, cercado por jardins de inspiração francesa (leia-se Versailles). Não se deixe seduzir pelo exterior, que tem acesso gratuito. Compre o ingresso porque vale muito a pena conhecer o interior do Linderhof, que é de deixar qualquer um de boca aberta. Fica em Ettal, e também é possível conhecer num bate-volta de Munique, mas acho uma pena não aproveitar para passar ao menos uma noite em Fussen, Oberammergau ou Garmisch Partenkirchen. Leia informações completas e relato de nossa manhã de início de outono em Castelos da Alemanha: Linderhof

Castelo de Lichtenstein

Outro castelo de Ludwig de grande impacto, o Lichtenstein foi inspirado num livro de contos medievais, período muito apreciado pelo rei. Também tem um apelido: “Castelo do Conto de Fadas”. Eu achei lindo seu exterior, mas me decepcionei com o interior, que embora tenha decoração caprichada é bem pequeno. Mas tire suas próprias conclusões, não deixe de ir por isso, eu não deixaria. Fica nas montanhas suábias, na região de Baden-Württemberg, pertinho do Hohenzollern. Leia as informações completas em Castelos da Alemanha: Lichtenstein.

Castelo de Hohenzollern

Quando descobri este castelo dei um jeito de incluí-lo na nossa rota entre Colmar, a queridinha da Alsácia (França) e Schwangau – pois além de sua beleza teríamos um bônus: um festival no castelo! OBurg Hohenzollern fica bem próximo do Linderhof, então aproveite para conhecê-los no mesmo dia. A cidade grande mais próxima é Stuttgart, a 67 km. Para chegar no alto da colina onde está, do estacionamento pegamos uma trilha em meio à floresta, outro bônus do dia. Confira o relato completo, como chegar e outras informações em Castelos da Alemanha: Hohenzollern

Fortaleza de Würzburg

Comparada aos castelos e palácios comentados acima, a fortaleza de
Würzburg não chega a encantar, mas nem por isso deve ser riscada de seu roteiro. Aliás, é de seu jardim que temos a vista mais legal da cidade de Würzburg, e seu interior conta com um museu que ajuda a entender sua história.

Palácio de Würzburg

Do outro lado do rio Meno e além do centro histórico, fica o palácio que figura entre os mais importantes da Europa. Na lista da Unesco deste 1981, tem jardins lindos e de acesso gratuito. Passei tempo demais na fortaleza e pelas ruas de Würzburg e não tive tempo de visitar o interior do palácio. Mas conto sobre ele em Palácio de Wurzburg na Rota Romântica Alemã.

Castelo Harburg

Dos castelos que visitei, o de Harburg me pareceu o mais autêntico, sem filtros ou maquiagem. Fica dentro da Rota Romântica, entre as cidades de Donauworth e Nordlingen. De Munique, são 127 km. Dicas completas em Castelo de Harburg, na Rota Romântica Alemã.

Começa abaixo a relação dos castelos que ainda não tinha visitado quando publiquei este post. As dicas vêm de blogs parceiros que leio e confio.

Castelo de Heidelberg

Um dos mais visitados de toda Alemanha, talvez pela proximidade com Frankfurt, tem parte de sua estrutura em ruínas. Quem visitou a cidade de Heidelberg foi o Rozembergue do Mochilão Barato. Ele dá dicas da visita ao castelo em O que Fazer em Heidelberg.

o Heidelberg em foto de Herbert Aust, Pixabay

Burg Eltz

Este já está anotado para um roteiro que até já rascunhei pelo Oeste da Alemanha, só esperando uma promoção de aéreo das boas! E quem sabe o euro baixar…A Carol do blog Viajar Correndo esteve lá e escrevreu Burg Eltz, um castelo medieval na Alemanha.

Burg Eltz em foto de Herbert Aust, Pixabay

Castelo de Cochem

Aproveite sua visita ao Burg Eltz e estique mais 30km para o Castelo de Cochem. Reconstruído no século 19 após um incêndio que o destruiu, fica no alto de uma colina com vista para o Rio Mosela. A Aline do Contando Destinos esteve lá, confira suas dicas em Reichsburg, um Castelo de Conto de Fadas em Cochem, na Alemanha.

Castelo Cochem em foto de Coco Parisienne, Pixabay

Schloss Hohenschwangau

Castelo com vista do ou para o Neuschwanstein, o Hohenschwangau foi a residência de infância do Rei Ludwig II e é possível conhecer os dois no mesmo dia. Para saber mais, confira o site oficial do Hohenschwangau

Hohenschwangau visto do Neuschwanstein

Castelo de Drachenburg

Localizado próximo ao rio Reno, na cidade de Konigswinter, o Castelo do Dragão está ligado a uma lenda alemã em que Siegfried teria matado um dragão, banhado-se em seu sangue e adquirido invencibilidade eterna. Tem um currículo camaleão, tendo servido a diferentes propósitos, como armadilha de turistas nos anos 1970, faculdade só para homens segundo preceitos nazistas, base do exército americano. Saiba mais no site oficial Schloss Drachenburg.

Castelo de Schwerin

Localizado na cidade homônima entre Berlim e Hamburgo e construído entre dois lagos, o antigo palácio hoje abriga um museu e o parlamento
do estado de Mecklemburgo-Pomerânia Ocidental. Dica anotada numa eventual viagem ao Norte da Alemanha! Confira informações no site oficial do Castelo-Museu Schwerin.

Foto de Coco Parisienne, Pixabay

Mapa dos Castelos da Alemanha

Muitos castelos da Alemanha ficam em pequenas cidades ou vilas e você vai precisar estar conectado à Internet para encontrar o caminho. Em geral, há estações de trem e então é preciso pegar um ônibus. Eu sempre uso o Google maps e sempre viajo conectada. Nesta viagem eu comprei o chip no aeroporto de Munique, quando chegamos. Mas confesso que perdi um certo tempo ali, esperando ser atendida e a boa vontade do atendendente em fazer as configurações necessárias no meu celular. Em outras viagens preferi comprar um chip ainda no Brasil e já chegar lá conectada, o que sugiro no caso de você não ter aquela fluência em Inglês. Confira as condições da Travel Mobile.

Sim, eles estão por todo canto, e estes são apenas os castelos citados neste post:

[googlemaps https://www.google.com/maps/d/embed?mid=1BMsrP5Dlue-2q22BXZDOvyL_lUESsR1N&w=640&h=480]

Rota dos Castelos da Alemanha

A Alemanha espertamente traçou várias rotas pelo país para impulsionar o turismo no pós-guerra. Tem a Rota do Vinho, Rota dos Contos de Fada, Rota Alpina, e a Rota dos Castelos. Esta última começa em Mannheim e desde a abertura do Leste Europeu nos anos 1990 segue até Praga, na República Tcheca. São mais de 70 castelos (ai, como eu quero viver a viajar!), num percurso de 1.200 km passando por cidades medievais como Rothenburg-ob-der-Tauber, Bamberg, Heidelberg, entre outras.

Perceba que esta rota não engloba muitos dos castelos listados aqui, então é uma opção complementar.

É possível, claro, fazer apenas trechos da rota. O site oficial da rota dos castelos Burgenstrasse traz sugestões de 6 rotas distintas. Ative seu Google translator e aproveite as dicas. Que tal rodar num Mercedes clássico conversivel? ou se hospedar em um dos castelos? Que tal a gente ganhar na loteria? ahaha

Como e quando visitar os Castelos da Alemanha

É preciso conferir os horários de cada um dos castelos, por isso deixei os links para posts específicos, mastigadinho pra você. Alguns têm tours agendados em inglês, outros apenas em Alemão. A melhor época para visitá-los é entre abril e outubro, pois durante o inverno têm reduzidos os espaços de visitação ou cancelados os tours.

A Rota dos Castelos da Alemanha pode ser percorrida de várias maneiras. A linha de trem corre paralela à rota com paradas em quase todas as cidades do percurso. Conta também com uma ciclovia que corre paralelamente à estrada.

Mas se você puder, alugue um carro. Além de otimizar seu tempo permitirá parar diante de uma paisagem ou para fotografar os castelos de vários pontos diferentes. Foi o que fizemos para percorrer a Rota Alpina e Rota Romântica, quando visitamos os 7 castelos que citei neste post. Também rodamos pela Rota do Vinho na Alsácia, França, que traz muitas características alemãs pelo histórico de domínio da área.

Ah, também alugamos carro para conhecer os castelos do Vale do Loire, na França, há alguns anos. Tenho feito minhas reservas de carro com a Rentcars não só pelo ótimo custo-benefício (pagamento parcelado, livre de IOF), mas porque tive problemas com locadoras e o atendimento da Rencars foi assertivo e ágil na solução do problema, então tenho plena confiança para indicar para você. A plataforma e o atendimento são em português, o que facilita a busca e a comunicação, se necessária. Só tem uma pegadinha que eles ainda não melhoraram na plataforma: quando escolhemos uma cidade, o sistema automaticamente seleciona retirada e retorno no aeroporto, mas isso é fácil de resolver: basta continuar com o processo e selecionar alteração da loja antes de finalizar a reserva. Se tiver dúvidas, pode me chamar que eu te ajudo.

Garmisch-Partenkirchen estradas
Garmisch-Partenkirchen, Rota Alpina

Documentação para viajar para Alemanha e descontos para leitores do blog

Apenas o passaporte válido com vencimento anterior a 6 meses. Tenha em mãos comprovantes de reservas de hotel e bilhete aéreo de retorno ao Brasil. Além disso, para viajar a qualquer país europeu integrante do espaço Schengen é obrigatório o seguro viagem com cobertura mínima de 30.000 euros.

O Mulher Casada Viaja está com uma nova parceria de seguros, a Seguros Promo e a novidade é que além dos bons preços o leitor do blog tem direito a um desconto de 5% ao inserir o código CASADAVIAJA5. Adquira o seu clicando abaixo:

Seguros Promo

Espero não ter deixado você na dúvida em relação a que castelos da Alemanha visitar, sei que são muitos e por isso aí vai a útlima dica: concentre-se em uma região da Alemanha e visite os castelos próximos. Numa outra viagem, num outro roteiro, acrescente mais alguns. Acredite, há mais dos que os citados aqui. Abraços!

Assine a nossa Newsletter
Cadastre seu e-mail e receba dicas imperdíveis de viagem!

23 COMENTÁRIOS

  1. Que pequena maravilha, essa rota dos castelos e que sorte apanhar o festival no Hohenzollern. Você foi da realeza em vidas passadas, Márcia.
    A minha vontade é não ir trabalhar daqui a pouco e meter-me num avião até ao sul da Alemanha. Não devia ler posts maravilhosos destes numa segunda-feira de manhã.
    Beijinho, votos de uma linda semana

    • Nem conhecia o Hohenzollern, muito menos o festival, mas quando pesquisei não teve como deixar de fora do roteiro! Ahaha, esse negócio de vidas passadas é engraçado, ninguém nunca foi ordinário, sempre um nobre ou inventor do Renascimento ahaha

  2. A Alemanha é um país que eu adoro e já fui muitas vezes, mas infelizmente nunca tive a oportunidade de fazer essa rota dos castelos, tá na hora de eu começar a pensar nisso, né?

  3. Que lindos, imagino que visitá-los é como estar dentro de um filme da Disney. Ainda não conhecemos a Alemanha, mas com certeza vou querer fazer pelo menos uma parte desta rota quando for montar o roteiro.

  4. Cada um destes castelos parece saído de um conto de fadas!
    Mas não só a beleza dos castelos, fiquei encantada com o entorno deles e a cor da vegetação. Que época linda tu pegaste! Era outono?
    Obrigada pelo post, ainda não estive na Alemanha, mas certamente vou querer incluir pelo menos alguns desses castelos no roteiro quando eu for.

  5. Adorei! Acho que esse roteiro é encantador, quantas opções! Deve ter sido uma experiência maravilhosa! Tá na minha lista agora! Bjo, qjo

  6. Quanto castelo lindo para visitar nessa rota! Eu até passei pelo Castelo de Neuschwanstein há anos atrás, mas estávamos a caminho da Itália e não paramos. Quero muito voltar e ver tudo com calma. Suas fotos me inspiraram. Adorei saber da linha de trem, pode ser uma boa opção. Mas fiquei tentada em encarar o percurso de bicicleta. Deve ser uma viagem lindíssima!

    • A Europa tem tantas rotas lindas pra se fazer de bike, né? Mas a gente sempre tem que otimizar o tempo nas viagens, acho que so morando lá pra isso.

  7. Menina! Adorei o post, mas uma coisa me deixou chocada! Você foi ao Neuschwanstein e não foi ao Hohenschwangau? Que interessante, porque, normalmente, as pessoas vão e conhecem os dois!
    E muito obrigada pela citação do post do Viajar correndo sobre o Burg Eltz!
    Parabéns pelo post!
    Um super beijo,
    Carolina

    • Carol, foi falta de tempo, mesmo, eu queria subir uma montanha e caminhar na cidade de Fussen, não tinha outro dia pra isso. Escolhas…
      Abraços!

  8. Conheci o Neuschwastein, Hohenschwangau e o de Heidelberg e são realmente imperdíveis! Todos os outros estão na minha listinha (listona né? rs)

  9. Oi, boa noite.. em quanto tempo você fez essa rota? 1, 2 dias? Esse foi o melhor post sobre o assunto que encontrei. Vou pra Alemanha em junho e estou pensando em tirar uma noite de Munique para passar em Fussen.. você acha que vale a pena? ou só bate e volta mesmo para aproveitar Munique por mais tempo? ao todo serão 3 noites para dividir entre as duas cidades.

    • Oi, Beatriz, desculpe, pensei que tinha te respondido, acho que só pensei alto. Eu não fiz esta rota mencionada, a dos Castelos, mas conheci os 7 que mencionei durante a viagem à Rota Romântica e Rota Alpina.
      Eu fui a Munique 2 vezes e nunca dormi lá, porque não gosto de bate-voltas, mas isso é muito pessoal. Em 1 dia dá pra conhecer bem a cidade e ainda um museu. Você pode ficar uma noite lá e depois seguir para Fussen e ficar 2 noites, mas depende do que você quer e gosta. Veja este post sobre bate-voltas a partir de Munique https://mulhercasadaviaja.com/2018/02/18/bate-voltas-a-partir-de-munique/ e este com os posts sobre o que fazer em Munique, como chegar do aeroporto, etc. https://mulhercasadaviaja.com/destinos/europa/alemanha/munique/

      Qualquer dúvida, pode mandar mensagem pelo Instagram ou FB.

      Abraços,
      Marcia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui