Trümmelbach e outras 7 cachoeiras na Suíça

Trümmelbach cachoeira na Suíça
O Vale de Lauterbrunnen visto da parte externa do conjunto de cachoeiras Trümmelbach

Quanto mais eu aprendo sobre esse país, mais impressionada fico com suas belezas naturais, e suas facilidades de acesso. Porque na Suíça um vale não é apenas um vale, uma montanha não é apenas uma montanha, e uma cachoeira talvez não seja apenas uma cachoeira. Muitos países têm natureza espetacular e digna de ser conhecida, mas na Suíça essa ideia parece ter sido compreendida cedo e os caras construíram pontes, túneis, funiculares, trens de cremalheira valendo-se da engenharia para propiciar acesso a lugares inimagináveis e remotos, como as cachoeiras Trümmelbach.

Veja neste post como é a visita à Trümmelbach, uma série de 10 cachoeiras que podemos visitar dentro da montanha!

Trümmelbach

Trümmelbach cachoeira na Suíça
entrada na montanha

A sensação é de se estar adentrando numa mina. O funicular escavado na montanha rochosa em 1913 com ares industriais, a iluminação artificial reduzida, a umidade alta e escadinhas são responsáveis pela impressão, mas também por permitir que meros turistas presenciem o espetáculo da natureza que é esta cachoeira na Suíça. Estas, na verdade, já que são 10, e apenas 1 delas é externa.

Depois da viagem ao centro da terra montanha dentro do funicular que percorre 105 metros, chegamos entre o nível 6 e 7, como mostra a foto acima. Dali em diante, caminhamos por passarelas estreitas, até o nível 10, intermediadas por trechos fechados e abertos ou com alguma abertura de luz natural. Quem tem claustrofobia pode não curtir muito. São 400 metros de galerias, 5 túneis e 30 metros de pontes, tudo construído de maneira a causar o menor impacto possível no meio natural.

Se você não quiser tomar o funicular, pode subir pelas escadas, mas sugiro que use as escadas para descer, assim terá aproveitado um pouco dos dois caminhos.

Cuidado especial se estiver com crianças, alguns trechos são escorregadios e o guarda-corpo pode ser um convite para os pequenos escalarem…

cachoeira na Suíça

Nós brasileiros estamos habituados a ‘entrar’ em cachoeiras, mas você já deve ter percebido que esta é uma experiência contemplativa. Não deixa de ser emocionante: a força da natureza expressa nos relevos das paredes, no barulho provocado pelas águas, na força das quedas que gera spray gelado e às vezes chega até a gente.

A Trümmelbach em imagens

Não costumo fazer muitos vídeos, mas o Mulher Casada Viaja tem alguns vídos no YouTube. Que tal dar uma forcinha e se inscrever no canal, depois dar um like no vídeo? É grátis e indolor e pro criador de conteúdo faz uma diferença enorme. Obrigada!

Onde na Suíça fica a cachoeira Trümmelbach

Nomeadas Trümmelbach (trummel = tambor, bach = riacho – ando aprendendo juntar palavras pra entender alemão), este conjunto de cachoeiras fica num destino popular da Suíça, o Vale de Lauterbrunnen, na parte mais linda do país na minha opinião, Bernese Oberland, no cantão de Berna. 

No cantão de Berna estão, além da bela capital da Suíça, Berna, lugares como Interlaken, os lagos de Thun e Brienz (e suas cidades), região de Jungfrau, onde as estrelas são os picos Jungfrau (4.158 m), Mönch (4099 m) e Eiger (3.970 m). São 24 km2 de geleira neste conjunto de montanhas que dão origem à Trümmelbach, mas como você sabe, elas estão derretendo, então vá logo.

Eu avistei esses picos a partir da montanha a oeste do vale de Lauterbrunnen, onde fica a idílica Mürren, a partir de onde cheguei a Birg e Schilthorn. Muita gente prefere visitar Jungfrau, do outro lado do vale de Lauterbrunnen, mas eu tinha lido que a maior parte da viagem até lá se faz dentro de túneis, enquanto para Schilthorn as vistas são incríveis e sempre livres para os 3 picos.

Como chegar a Trümmelbach

de trem – A estação de conexão de trens é Interlaken Ost, em direção a Lauterbrunnen. São 20 minutos de viagem. Veja horários e preços no site da OBB. E não se esqueça de baixar o app deles, é ótimo!

Caso você esteja em Wengen, no lado leste do Vale de Lauterbrunnen, o trenzinho até o vale leva menos de 20 minutos.

Da estação de trem de Lauterbrunnen, peque o ônibus 141 para Stechelberg, no lado oposto do vale. Leva uns 10 minutos. Desça no ponto Trümmelbach. Os ônibus têm monitores que avisam as paradas, nem precisa tentar falar com motorista.

Se for de carro, de Lauterbrunnen até as cachoeiras são apenas 3 km. Estacionamento gratuito.

Espero que você tenha tempo e faça o trajeto a pé pelo vale de Lauterbrunnen, que foi o que fiz no dia anterior. Levei cerca de uma hora, mas fui parando e fotografando as muitas cachoeiras, o ruidoso riozinho que corre no vale, os animais das pequenas fazendinhas, o tempo parou por ali e isso é muito prazeroso.

a dleicadeza expressa numa caneca em uma fonte de água potável

Quando visitar Trümmelbach

Como a água proveniente das cachoeiras Trümmelbach provêm do degelo, o volumes das águas será maior no período da primavera e verão (de abril a junho) e no inverno haverá apenas um fio de água, mas de dezembro a março não há visitação.

Eu fui no verão, na primeira quinzena de julho. Confira o roteiro de 14 dias na Suíça.

Trümmelbach cachoeira na Suíça

Mais dicas para visitar Trümmelbach 

  • Mesmo no verão, vista uma jaqueta quente e impermeável. Eu usei até um corrinho e queria ter levado luvas. A umidade potencializa o frio no interior da montanha.
  • Chegue cedo. Eu fui a primeira – e única no funicular. Ao final da visita, os grupos começaram a chegar.
  • É bem difícil fotografar as cachoeiras, caminhamos por passarelas estreitas em túneis também estreitos formados pela força das águas. Prefira lentes wide ou use este recurso em seu celular.
  • O estacionamento em frente às cachoeiras é grátis, algo raro na Suíça.
  • Tem um pequeno café no local.
  • Horário de visitas: diariamente, de abril a novembro, das 9h às 17h e das 8h30 às 18h em julho e agosto.
  • Reserve entre 1 hora ou 1,5 para a visita, que varia em função de filas para o funicular ou para sua observação.
  • Adultos pagam CHF14 e crianças CHF6 para conhecer as cachoeiras. Não há gratuidade para portadores do Swiss Travel Pass.

Enfim, visitar a cachoeira Trümmelbach na Suíça é uma experiência diferente, uma mistura de cannyon, caverna e quedas d’água.

Outras Cachoeiras na Suíça

Este post fala mais especificamente das Trümmelbach Falls, mas tem muitas outras cachoeiras na Suíça e aproveito para deixar algumas sugestões:

Staubbach

Não é à toa que esta parte tão especial da Suíça tem o nome de Lauterbrunnen (=vale das fontes/cachoeiras). A Staubbach talvez seja a mais famosa, pela proximidade com a estação de trem, sendo facilmente acessível a turistas que passam por Lauterbrunnen com pressa. Eu tive a sorte de ficar numa pousadinha com quarto com vista para ela, mal consegui dormir de emoção. E à noite ela fica iluminada, uma das coisas que se perde ao fazer bate-volta.

É possível vê-la do vale ou pegar uma trilha curtinha montanha adentro e ficar por trás do spray de suas águas. Entrada gratuita. Olha eu lá:

Staubbach, a cachoeira mais famosa do Vale de Lauterbrunnen

Mürrenbach

Uma das muitas cachoeiras do vale de Lauterbrunnen, a Mürrenbach  fica em frente à Trümmelbach, no lado oeste do vale (direito). Tem 417 metros de altura e é a cachoeira mais alta da Suíça.

cachoeira na Suíça
a Mürrenbach em julho, com volume de água bem reduzido, vista do teleférico para Mürren

As Cataratas do Reno

Como eu contei no post As Catarata do rio Reno, chamá-las de cataratas é um tanto exagerado, mas é uma cachoeira muito visitada na Suíça, e como ficam numa região com duas cidades lindas, eu indico ir. Dá pra conhecê-las num bate-volta de Zurique, junto com Schaffhausen e Stein-am-Rhein.

Giessbach

Não tive o prazer de conhecer esta cachoeira na Suíça, mas numa próxima vez não vou deixar passar. Ela fica no lago Brienz, lugar bem acessível perto de Interlaken.

A Giessbach é na verdade uma sucessão de quedas vistas ao caminhar por ponte e passarelas, e deságua nas águas azuis do lago Brienz.

cachoeira na Suíça

Staüber

Eu já vi várias imagens desta cachoeira na Suíça no instagram, mas não me lembrava seu nome e deu um pouco de trabalho pra encontrar. Pra chegar lá, tem que pegar treem para Engelberg a partir de Lucerna, depis até Fürenalp.

Uma embaixadora informal das belezas do país tem um vídeo encantador da Stäuber no Instagram, o problema é que ela não coloca a localização. Mesmo assim vale seguir o perfil da fotógrafa e de seu modelo, um pastor alemão branco, o Rasta. Além de talentosa, os cliques com o Rasta nas paisagens suíças são de derreter o coração!

Bärglistüber

Não muito longe da Staüber, na região de Linthal, fica uma das cachoeiras mais lindas da Suíça, uma queda de 1.200 metros divididas em 3 estágios.

cachoeira na Suíça
crédito: @giardina.daniele_photography

Seerenbach

Esta cachoeira que despenca por quase 600 metros e deságua no lago Wallen pode ser visitada a partir da estação Ziegelbrücke.

cachoeira na Suíça

Há muitas outras cachoeiras na Suíça, mas acho que com estas você teve uma ideia de suas belezas pra incluir algumas na sua viagem.


Planeje sua Viagem aqui

Blogs de viagem são muito úteis no planejamento de viagem e gratuitos para o leitor, mas têm um custo para serem mantidos no ar – e posts como este levam muitas horas e às vezes dias até serem publicados.

Se você gostou das dicas do Mulher Casada Viaja, saiba que pode retribuir e contribuir para que as dicas continuem chegando gratuitamente a quem busca inspiração e informação de qualidade. Basta clicar sobre os links de nossos parceiros. Você planeja sua viagem e retorna a gentileza:

Booking.com: para fazer suas reservas de hotel, apartamento, B&B
Passagens Promo: pesquise e reserve passagens aéreas nacionais e internacionais
Rentcars: aluguel de carro, com possibilidade de parcelamento e isenção de IOF, no caso de aluguel no exterior
Seguros Promo: desconto de 5% em seguro viagem para leitores. Aplique o código CASADAVIAJA5
Chip de Viagem: compre seu simcard internacional e receba em casa antes de sua viagem
– para ingressos de atrações, excursões e tours, temos 2 opções para você escolher: a Get your Guide e a Tiqets.


10 COMENTÁRIOS

  1. Que experiência incrível nessas cachoeiras da Suça, Marcia! Parece mesmo ser bem diferente de visitar cachoeiras no Brasil, onde tudo é mais “selvagem” – é aquela história, não basta ter as belezas naturais, é preciso dar meios para que os turistas as conheçam com segurança…

    • Pois é, Cíntia, Trummelbach é bem organizada, mas sabe que achei a Suíça bem desencanada em relação à segurança em lugares naturais? Tem muitos cheios de riscos que deixariam qualquer advogado americano louco pra ganhar uma graninha.

  2. Que a Suíça foi privilegiada pela natureza isso não tinha dúvidas, mas sinceramente nunca havia visto o país como um destino onde poderíamos encontrar tantas cachoeiras. Adorei me inteirar sobre isso, vou incluir algumas cachoeiras em meu roteiro com certeza.

    • Acho que associamos a Suíça sempre a neve, mas o verão é a melhor época para descobrir as belezas naturais do pais.

  3. Você está uma verdadeira especialista na Suíça, Márcia. Não tinha ouvido falar desse Trümmelbach, mas é um passeio muito interessante, por ser diferente das restantes cachoeiras. Os suíços sabem como é bom sair de casa e aproveitar a natureza com cuidado e respeito

    • Quem me dera ser especialista em Suíça, Ruthia, mas confesso que tenho aprendido muito a cada post que faço, pois descubro ‘vizinhos’ de lugares que conheci. Além disso, sonho em voltar, então já tenho uma lista de lugares que não pude visitar na primeira vez.

  4. Acho que nem sabia da cachoeira Trümmelbach, mas agora definitivamente está no meu roteiro pela Suíça! rs Não curto entrar em cachoeiras pela água gelada e tals, mas se não tiver que entrar, tudo bem hehehe

  5. Marcia, simplesmente demais essa Trummelbach e as outras 7 cachoeiras na Suíça. Um lugar bem diferente com formações rochosas delineadas pela força das águas, certo? Imagino a emoção de ouvir o som da agua caindo combinado com tantas outras belezas. Assisti o vídeo, me inscrevi no canal e ficou redondinho a imagem e o post. Parabéns!

    • Exato, Lilian, é emocionante sentir a força das águas, e quando o spray gelado atinge a gente, me senti como um bebê tocando em água de mangueira num dia quente…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui