Mürren, Suíça, e os picos Birg e Schilthorn, a montanha do 007

Mürren Schilthorn Suíça

Comecemos as introduções destes pontos turísticos da Suíça: Mürren é uma vila a 1.638 metros de altitude, acima do paredão oeste do vale de Lauterbrunnen. Birg é um cume a 2.700m, com mirante para os 3 grandes picos Eiger, Monch e Jungfrau e outras atrações. Schilthorn, a 2.970m, é popularmente conhecida como a montanha do 007 James Bond.

Veja abaixo o conteúdo deste post e, se preferir, vá direto ao ponto de interesse, mas ler tudo te ajudará a compreender melhor a região e o motivo de eu ter reunido no mesmo post estes três pontos de interesse da Suíça.

Mürren, a vila nas brumas

Murren me lembrou outro vilarejo que conheci na Suíça, Zermatt. Ambos não permitem carros e estão aos pés de montanhas icônicas, respectivamente a Matterhorn e a Schilthorn. Casas alpinas e flores de altitude também são similaridades que encontrei entre as duas vilas. De diferente, achei Zermatt mais popular, com muitos turistas, enquanto Mürren parece ter parado no tempo, assim como o Vale de Lauterbrunnen, o que na minha opinião conta pontos a favor quando se tratam de férias.

Eu estava no meio do meu roteiro de 14 dias no verão suíço, hospedada em Lauterbrunnen. A calmaria desta parte da Suíça tomou posse de meu corpo e eu, que sempre quero fazer tudo e não perder nenhuma atração, inexplicavelmente apresentei um ritmo lento, como se eu vivesse ali, como se o tempo estive parado, hipnotizada pela energia local. Em vez de usar transporte gratuito, caminhei até o final do vale, uma região chamada Stechelberg, onde tomei o teleférico (incluso no Swiss Travel Pass).

Em poucos minutos, a vista do vale, da cachoeira Mürrenbach e dos parapentes – e até da luz do sol – desapareceram e o cable car mergulhou nas nuvens. E não foi diferente quando desci em Mürren, e minha expectativa de tomar um café com vista de Lauterbrunnen lá embaixo foi frustrada.

Caminhei pela cidade e fotografei algumas das fofuras da vila. Comprei uma lembrancinha pra minha filha, que adora raposas, e pensei que no retorno talvez eu tivesse mais sorte antes de tomar novo teleférico até Birg.

O que Fazer em Mürren

Para quem tem pouco tempo, sugiro caminhar pela rua principal e admirar os paredões do vale. Há vários restaurantes, alguns com terraços como o da foto abaixo. Uma parada num café assim não é nada mau!

Mürren Suíça

Trilhas e esportes de neve

No inverno, são 53km de pistas preparadas de esqui, snowboard e tobogã, além de trilhas para caminhadas de inverno.

Aliás, a história de Mürren é originalmente relacionada com o esqui, quando britânicos se estabeleceram ali e fundaram a Corrida dos Infernos, em 1928. Hoje o evento anual reúne quase 2 mil esquiadores amadores que descem 15 km entre Schilthorn e Lauterbrunnen. Leia mais a respeito em Inferno – Muerren.

Quem não vai no outono e inverno, terá a chance de fazer trilhas com paisagens fantásticas e totalmente diferentes do que estamos habituados no Brasil: vistas de montanhas mais altas da Suíça, vilarejos e chalezinhos alpinos, campos cobertos de flores silvestres, tudo ao som dos sinos das vaquinhas.

Uma delas é a North Face Trail, uma trilha circular de nível fácil com 7 km, que pode ser feita com crianças. Para trilheiros mais experientes, a trilha de Mürren a Sechelberg via Tanzbodeli é um desafio. São quase 16 km com 1.151 metros de elevação. Uma que eu fiquei babando é a Via Ferrata de Mürren a Gimmelwald, que tem apenas 2,1km, mas é uma via ferrata, ou seja nível hard! No post de Lauterbrunnen compartilhei o vídeo dela, confira lá.

Para completar seu planejamento, não deixe de ler os demais posts com dicas de viagem à Suíça

Birg

Parada intermediária até Schilthorn, Birg tem uma das melhores vistas dos 3 grandes picos, numa plataforma aramada e com um trecho de vidro. Uma lanchonete com esta vista, ou mais quentinha do lado de dentro, é uma boa opção se seu estômago reclamar que não fica cheio com paisagens, apenas.

Mürren Suíça

Descemos alguns degraus e encontramos a Thrill Walk, passarela construída em 2016 no penhasco com aventuras que divertem principalmente as crianças: mais um trecho de piso de vidro, uma corda bamba (com rede protetora, claro) e um túnel telado. Tudo incluso no custo do teleférico.

Mürren Suíça

Schilthorn

Em 1967, o topo da Schilthorn finalmente ganhou acesso a qualquer pessoa graças ao mais longo cable car do mundo até então. Não bastasse isso, o idealizador construiu o primeiro restaurante giratório a 3 mil metros de altitude, o Piz Gloria, usado nas filmagens do 007 A Serviço de Sua Majestade.

Além do restaurante, há algumas atividades interativas com o tema 007, uma loja de souvenirs, lanchonete e uma plataforma com vista para os 3 grandes Eiger, Mönch e Jungfrau além de outros poucos 200 picos. Na minha opinião, eu dispensaria todas as atrações do 007 e ficaria só com a vista, mas talvez para as crianças ou para fãs da franquia seja bem legal esta adição.

Mürren Suíça

Para 2020 estava programado um projeto de neve disponível 365 dias por ano, como já existe no Monte Titlis, em Engelberg, perto de Lucerna.

Com chegar a Mürren, Birg e Schilthorn

Mürren Suíça como chegar

Para chegar a Schilthorn, você passa obrigatoriamente por Mürren e Birg, e antes disso, é preciso chegar a Lauterbrunnen, que está a 12 km de Interlaken ou 20 minutos de trem. Há duas estações de trem em Interlaken, atenção, embarque para Lauterbrunnen na Interlaken Ost.

A partir de Lauterbrunnen, há duas maneiras de chegar a Mürren, os transportes mais comuns na Suíça, e tudo incluso no Swiss Travel Pass:

1. de teleférico + trem, partindo em frente da estação de trem de Lauterbrunnen até Grütschalp, uma viagem de 4 minutos de teleférico. Depois um trem te leva até a estação de Mürren. Tudo incluso no Swiss Travel Pass.

2. de teleférico, no final do vale de Lauterbrunnen (Stechelberg), fazendo troca de teleféricos em Gimmelwald. Para chegar a Stechelberg, há ônibus (linha 14) que percorre o vale, também incluso no Swiss Travel Pass.

Se você tiver tempo, eu sugiro que faça os dois caminhos, para curtir as duas paisagens. Na subida de teleférico a partir de Stechelberg, você verá de pertinho a cachoeira Mürrenbach (como visto no filminho no início do post) e a ponte nepalesa que é parte da via ferrata de Grimmelwald (foto à direita, abaixo).

Se você estiver de carro, há bolsões de estacionamento tanto em Lauterbrunnen quanto em Stechelberg. Quando fui a diária era CHF 17. Há apenas um posto de combustível em Lauterbrunnen. Como eu disse, não há carros em Mürren, então talvez você prefira usar os eficientes trens da Suíça.

Para chegar a Birg e Schilthorn, você pegará outros dois teleféricos. Parece complicado, mas é bem simples e organizado, só não perca seu bilhete, que precisa ser apresentado a cada nova viagem de teleférico.

Quando ir

Estive em Mürren no verão, então se você for no inverno a paisagem será completamente diferente, mas também linda, imagino. Lembre-se que mesmo no verão as regiões de montanhas e especialmente de altitude podem ter temperaturas baixas, então não esqueça de levar uma jaqueta corta-vento, toucas e, se você for muito friorento, luvas.

Você precisa se preocupar com um detalhe que fará toda diferença ao conhecer Mürren ou qualquer topo de montanha na Suíça: suba se o tempo estiver aberto, ou não verá toda a beleza do lugar. Se não houver outra data para ir, vá assim mesmo, pois sempre tem o que fazer e ali há várias atrações!

Mürren Suíça
edelweiss, a flor símbolo da Suíça, presente nos Alpes – encontrei num canteiro em Murren!

Onde ficar e quanto tempo

Durante o planejamento, sonhei ficar em Wengen ou Mürren, para ter a vista do vale de Lauterbrunnen, mas desisti por causa das frequentes nuvens que cobrem o vale – e quando estive lá comprovei ser verdade, até Mürren estava quase escondida. Como já levantei os pontos positivos e negativos de ficar em Mürren, Wengen, Lauterbrunnen e Interlaken, por favor leia Onde Ficar para Conhecer o Vale de Lauterbrunnen.

Em um dia você conseguirá passear por Mürren e subir até Birg e Schilthorn, e se fizer tudo com pressa, o que não recomendo, dá até pra ver Wengen. Mas o ideal é se entregar a caminhadas pelas ruazinhas de Wengen, encontrar trilhas com vistas fantásticas, e para isso é preciso mais tempo. Em Lauterbrunnen, reserve tempo para conhecer a Trummelbach (de abril a novembro, apenas), uma cachoeira singular, dentro da montanha, e subir até a base da Staubbach, a primeira cachoeira e mais fotografada do vale.

Veja opções de hotéis e B&B no Vale de Lauterbrunnen, em Wengen, e em Murren

Outras dicas de Mürren e região da Suíça

Refeições

Em Mürren há tantas opções de restaurantes como em Lauterbrunnen. Também tem uma Coop, uma rede de supermercados com refeições simples para viagem, lanches, frutas, e variedade enorme de pães e queijos que podemos comprar pra piqueniques. Uma salada caprese ou grega custa em torno de CHF6. No terraço do Schilthorn, gastei CHF15 em uma cerveja e um hambúrguer. Na Suíça você economizará na água, que é potável e pode ser consumida da torneira, geladinha até no verão.

Bagagem

Se decidir se hospedar em Wengen ou Mürren, saiba que há espaço nos teleféricos para elas, assim como nos trens, sem cobrança extra. Outra opção é deixar sua mala grande num locker na estação de Interlaken e seguir até a região com uma mochila ou bolsa-sacola. Vi muita movimentação de malas na estação de Lauterbrunnen, carregadas por empilhadeiras, mas acho que era para levá-las ao teleférico ou trem para Wengen. Diferente de outras estações, não vi lockers na estação de Wengen.

Mürren Suíça
na estação de Lauterbrunnen, 3 elementos: o supermercado Coop, o teleférico para Grütschalp e as malas

Espero que você goste de Mürren e das atrações aqui sugeridas. Se tiver mais tempo que eu e tiver feito trilhas, que tal deixar um comentário para compartilhar dicas, também?

Organize sua viagem aqui

Blogs de viagem são muito úteis no planejamento de viagem e gratuitos para o leitor, mas têm um custo para serem mantidos no ar. Se você gostou das dicas do Mulher Casada Viaja, saiba que pode contribuir com a manutenção do blog e consequentemente para que as dicas continuem chegando gratuitamente a quem busca inspiração e informação de qualidade. Basta clicar sobre os links de nossos parceiros. Você planeja sua viagem e retorna a gentileza:
Booking.com: para fazer suas reservas de hotel, apartamento, B&B
Rentcars: aluguel de carro, com possibilidade de parcelamento e isenção de IOF, no caso de aluguel no exterior
Seguros Promo: desconto de 5% em seguro viagem para leitores. Aplique o código CASADAVIAJA5
Chip de Viagem: compre seu chip e receba em casa antes de sua viagem

20 COMENTÁRIOS

  1. Cada post da Suíça me faz sonhar mais e mais com essa viagem. Ela está no topo da minhas viagens de sonhos. Adorei os cenários de casinha de boneca e que, mesmo no verão, você viu as montanhas geladas. Acho que prefiro visitar com temperaturas mais quentes porque imagino que o frio ali seja intenso.

    • Ainda não viajei para o hemisfério norte no inverno, Lulu, justamente por receio do frio, Decisão acertada ir no verão, ainda mais cariocas como você.

  2. Márcia, obrigado pela resposta lá no texto sobre o Vale de Lauterbrunnen. Mais um texto completo com muitas dicas e informações que certamente servirão de base para a montagem do meu roteiro para a Suiça.

  3. Que lugar lindo! Amei as fotos e os cenários, parece casinha de boneca. A Suiça tem essa magia que nos deixa hipnotizados e fiquei morrendo de vontade de fazer seu roteiro… que está ótimo!

    • Nossa, quantas ‘casinhas de boneca’ tem a Suíça! E rios e lagos coloridos, aff, é muita beleza pra um país só!

  4. Com certeza colocarei os Picos de Birg e Schilthorn no meu roteiro quando visitar a Suiça. Eu adorei essa passarela com o trecho em vidro, e gostaria de andar no teleférico também. Que linda essa montanha!

    • Diego, tem dois teleféricos maravilhosos na Suíça: um é o Rotair, no Monte Titlis. O outro é o Stans Cabrio, perto de Lucerna, que tem um segundo andar descoberto, ao ar livre!

  5. Eu estou programando uma viagem p Suíça há muito tempo. Fico só pesquisando e adicionando lugares p conhecer e com certeza já vou querer incluir Mürren e os picos Birg e Schilthorn. Daqui a pouco vou precisar de No mínimo seis meses p conseguir conhecer tudo q já adicionei na minha lista. Rsrsr

    • ahaha, é isso mesmo, tem muita coisa pra ver e nem me refiro a trilhas, pontes suspensas, passeios de barco, trens panorâmicos… Ah, que país!

  6. Assim como você, quando vejo quero conhecer de tudo e fica difícil imprimir um ritmo lento. Fiquei feliz de saber que isso aconteceu naturalmente com você na Suíça, assim como aconteceu comigo. Quis vivenciar muito mais a experiência e o local, do que sair no ritmo frenético de conhecimento, mesmo não tendo conhecido Murren, que achei um charme e quero conhecer na próxima visita.

    • Acho que a Suíça nos puxa pro slow travel, porque é o ritmo de vida deles, mesmo nas grandes cidades. Invejinha…

  7. Oi Márcia,
    To adorando passear pela Suíça contigo. Mais um lugar lindíssimo que eu nem sabia da existência: Mürren.
    Poxa, eu passei tão rápido pelo país, não conheci nada!
    Meu sonho é assistir ao festival de Montreaux! Os shows são sempre maravilhosos, quando isso acontecer, esticarei mais uns dias passeando por essas paisagens lindas que você compartilha.

    Bj
    Mari

    • Mari, cada vez descubro novos lugares maravilhosos, já tenho destinos para umas 10 viagens à Suíça! Estive em Montreaux na época do festival, mas não assisti a nada por falta de tempo. Mas deu pra sentir o clima do festival, muuuita gente pelas ruas e em frente ao lago, nem consegui uma foto do Fred Mercury!

  8. Que delícia viajar pela Suíça e conhecer esses vilarejos apaixonantes. Murren é uma gracinha!! Acho emocionante esses pisos de vidro como o da Thrill Walk. Sempre ando pelos eixos escuros como se fizesse alguma diferença… rs

  9. Marcia, eu estou louca para conhecer a Suiça, A Suiça tem essa coisa de nos deixar apaixonados né? kkk
    Amei seu roteiro e já quero fazer, cada lugar mais lindo que o outro!

    • E eu estou louca pra voltar! rsrsrs. Ah, você viu o post do roteiro, também? Qualquer duvida, pode perguntar.

  10. Impressionante como tem lugar lindo na Suíça rs Nunca tinha ouvido falar nem de Mürren e nem de Birg ou Schilthorn hehehe. Já tô lendo sobre a Suíça tem bastante tempo e estou louca para finalmente conhecer o país!

    • Muitos países são assim, né? Quanto mais a gente estuda, mais descobre que precisa voltar e voltar porque as possibilidades são quase infinitas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui