Viajar sem sair de casa: filmes gravados na Toscana

viajar sem sair de casa

Dias sob a nuvem espessa daquele vírus cujo nome não deve ser pronunciado podem ser perfeitos para viajar sem sair de casa e matar aquela saudade de lugares já visitados ou com os quais sonhamos. E sejamos gratos caso nossa preocupação nestes dias gire em torno de ocupar as horas no conforto de nossas casas e na cmopanhia de nossos familiares. E estejamos atentos porque há muitas formas de ajudar quem não está tão confortável assim. Se precisar desta dica, também, é só deixar um comentário que tenho listas e listas de organizações sérias e comprometidas com o bem estar social. Mas voltemos ao tópico…

Livros e filmes são poderosos e transformadores, podem agir como uma válvula de escape ou despertar desejos ocultos e até então desconhecidos. Somos convidados a embarcar numa vida que não é nossa, uma história emprestada, a sorrir, chorar, testar os nervos, exercitar sagacidade e empatia. E em meio a estes sentimentos, o pano de fundo e a fotografia podem deslumbrar. Neste sentido, quantas vezes você já viajou através de filmes gravados na Toscana? Percorreu estradinhas sinuosas entre campos de oliveiras ou girassóis, adentrou villas cujas paredes e janelas denunciam camadas de séculos, caminhou por piazze medievais e bebericou o vinho local?

Venha conhecer ou rever comigo alguns dos filmes cujas cenas foram rodadas nesta que é uma das mais belas regiões da Itália. E aproveite os links para posts com dicas de cidades da Toscana, sublinhadas ao longo deste. Já pensou em fazer um roteiro pela Toscana seguindo os passos destes personagens?

1. Viajar para Florença sem sair de casa

Uma Janela para o Amor

Dos filmes para viajar sem sair de casa, este apresenta vários lugares mega turísticos da belíssima Florença. Lançado em 1985, esta produção inglesa levou às telas o romance A room with a view de E. M. Forster, impresso em 1908, que aborda o papel da mulher na sociedade presente em várias outras obras do início do século 20.

Não garanto que você tenha vista para o amor, mas o hotel degli Orafi (no filme leva o nome Pensione Bertolini) tem um quarto com varanda enorme para os padrões europeus e vista deslumbrante para o rio Arno e a Ponte del Vecchio, batizado com o nome do filme. Na minha última viagem a Florença fiquei num quarto com vista parecida, o Hotel Berchielli, foi uma ótima experiência!

Hannibal

No filme de 2001, Hannibal, vivido pelo grande Anthony Hopkins, cuja trama gira em torno da investigação do desaparecimento de um curador da biblioteca, também figuram diversos pontos turísticos imperdíveis de Florença: a Galleria Uffuzi, a Catedral, o Palazzo Vecchio, a piazza della Repubblica, a ponte del Vecchio e o Mercato Nuovo, onde fica a fonte Porcellino e onde em vez de lavar mãos manchadas de sangue, você pode seguir a tradição e esfregar o focinho do javali.

Para incluir no seu roteiro: visite a farmácia mais antiga da Europa (1221!), onde Hannibal compra produtos de perfumaria para Clarice, Officina Profumo – Farmaceutica di Santa Maria Novella. Fica na Via della Scala, 16.

Inferno

Terceiro filme da série, a adaptação da obra de Dan Brown, estrelado por Tom Hanks (aquele com quem você nunca, jamais, deve viajar), tem cenas em várias cidades turísticas italianas. Eu visitei os Jardins de Boboli no Palazzo Pitti de uma forma bem mais relaxada que Robert Langdon! Confira as dicas no link acima.

Há até um tour especial de 2 horas comercializado pela Get your Guide, percorrendo os lugares citados no livro/filme, dá uma olhada:

2. Viajar para o Val d’Orcia sem sair de casa

O Gladiador

Não é preciso ter sido um gladiador para sonhar com um retorno ao Vale d’Orcia – ou para viajar sem sair de casa. Se este vale dispensa apresentações para alguns, para quem ainda é estreante ou novato em Itália é preciso dizer que ele incorpora o imaginário da Toscana, com seus campos dourados ou verdejantes, suas villas, cidades muradas sobre colinas, e seus sempre enfileirados ciprestes.

Quer saber o local exato que aparece no filme de 2000, pelos olhos do personagem vivido por Russel Crowe? Basta jogar no Google Maps “Villa Poggio Manzuoli” ou “Genna Maria Eva Borborini”, uma casa de fazenda que fica a menos de 2 km da cidade San Quirico d’Orcia.

Eu passei por ela no caminho entre Pienza e San Quirico d’Orcia, mas viajando pela Toscana você terá a chance de ver váras estradinhas ladeadas de ciprestes. A mais bonita que visitei fica pertinho de Siena, na cidade Sinalunga, a 50 km de Siena. Falei sobre ela no post de Montepulciano. A estradinha lega ao pátio do hotel Locanda dell’Amorosa, um antigo castelo do século 14, ótima opção para quem viaja pela Toscana de carro.

Leia também bate-voltas a partir de Florença ou Siena, com sugestões de cidades para visitar na Toscana.

O Paciente Inglês

O filme de 1996 é outro baseado em livro, e conta a história do conde Laszlo, que realmente existiu, interpretado por Ralph Fiennes. O mosteiro Sant’Anna in Camprena, onde o personagem principal vive uma série de flashbacks, fica 8 km ao norte da lindinha Pienza, e hoje funciona como um agriturismo, ou seja, você pode se hospedar lá!

A capela Bacci, onde a personagem de Juliette Binoche aprecia afrescos dependurada em uma corda, fica na Basilica de San Francesco, em Arezzo. Hoje os afrescos estão restaurados e iluminados adequadamente, esperando tua visita na Piazza San Francesco.

3. Viajar para Arezzo sem sair de casa

A Vida é Bela

Buongiorno Principessa! Taí um filme que preciso rever, um novo clássico com o ótimo Roberto Benigni. Se você não conhece, La vita è bella conta a história de pai e filho durante dias amargos em um campo de concentração da Segunda Guerra transformados com leveza e humor pelo personagem principal. Antes dos dias do Holocausto, as cenas de conquista de amor acontecem pelas ruas do centro de Arezzo, com destaque para a Piazza Grande.

4 e 5. Viajar para Montepulciano e Cortona sem sair de casa

Sob o Sol de Toscana

Este é um clássico das listas de filmes ou livros que se passam na Toscana. O filme de 2003 baseado no romance homônimo de Frances Mayes sobre uma mulher que compra uma villa e recomeça a vida na Itália. Na vida real, a autora é quem compra a casa, mas para temporadas de verão. Good enough for me!

Além de cenas feitas na Toscana, a personagem tem uma escapadela que rendeu imagens típicas de publicidade turística para a bela Costa Amalfitana, em particular Positano.

A igreja que aparece no filme e no trailer é a San Biagio, e fica aos pés de Montepulciano. Muitas cenas urbanas foram feitas em Cortona, como a da fonte, na Piazza Signorelli, mas a fonte é fake, ok? foi feita para o filme e retirada. A villa fica fora do centro de Volterra e na vida real se chama Villa Laura. Reformada depois do sucesso do filme, hoje é um complexo de 3 casas que podem ser alugadas. São 10 suítes ricamente decoradas com capacidade para até 20 pessoas.

6. Viajar para Siena sem sair de casa

007 – Quantum of Solace

007 sempre foi referência de boas locações – aliás, os lugares onde ele vive suas aventuras são, pra mim, o maior atrativo da série – e Bond, James Bond, não poderia faltar numa lista como esta. E estando em Siena, o agente não poderia perder o tumulto na Piazza del Campo durante o Palio di Siena.

Cartas para Julieta

Sim, eu sei, Verona é a grande estrela do filme de 2010 e onde começa a história de uma senhora em busca de seu amor da adolescência, mas é na Toscana que esta parte da história acontece e termina. Além dos passeios pelos campos, o jovem casal que acompanha a senhora faz uma parada para um gelato na Piazza San Giovanni, onde fica o batistério da incrível catedral de Siena.

viajar sem sair de casa

A passos dali, fiquei num B&B muito legal, o Casacenti, indico caso queira passar a niote em Siena, o que acho aconselhável, a cidade é muito bem preservada pois não foi bombardeada na Segunda Guerra e pode ser uma boa base para visitar outras cidades da Toscana.

Outras sugestões de o que ler e assistir durante a quarentena do coronavírus

As ‘meninas’ lindas do 8on8 também escreveram sobre filmes, livros, shows pra gente viajar sem sair de casa, confira suas sugestões:

viajar sem sair de casa.

Ai, que saudades da Toscana, que saudades da Itália! Estamos compartilhando as dores de lá e de cá, e não sabemos como será o mundo depois que esta pandemia acabar, mas é preciso sonhar que um dia pisaremos na velha Bota. Por enquanto, vamos viajar sem sair de casa.

Blogs de viagem são muito úteis no planejamento de viagem e gratuitos para o leitor, mas têm um custo para serem mantidos no ar. Se você gostou das dicas do Mulher Casada Viaja, saiba que pode contribuir com a manutenção do blog e consequentemente para que as dicas continuem chegando gratuitamente a quem busca inspiração e informação de qualidade. Basta clicar sobre os links de nossos parceiros. Você planeja sua viagem e retorna a gentileza:
Booking.com: para fazer suas reservas de hotel, apartamento, B&B
Rentcars: aluguel de carro, com possibilidade de parcelamento e isenção de IOF, no caso de aluguel no exterior
Seguros Promo: desconto de 5% em seguro viagem para leitores. Aplique o código CASADAVIAJA5
Chip de Viagem: compre seu chip e receba em casa antes de sua viagem

15 COMENTÁRIOS

  1. Ai que saudades da Toscana! Ai que saudades da Itália!!! Eu também adoro embarcar nas histórias de outras pessoas!!!! Sou viciada em filmes!

    Eu nem lembrava que tinha tanto filme gravado na Toscana. Cartas para Julieta e Sob o Sol da Toscana viraram os clássicos filmados na região, né?! A Toscana aparece, sem dúvida, como personagens. Assim como você, preciso ver de novo A Vida é Bela. Não recordava das cenas em Arezzo. Outro filme que eu queria muito ver de novo é O Paciente Inglês! Também não lembrava das cenas na Toscana.

    Que delícia de lista!!!

  2. O único que não assisti desses filmes foi o Hannibal, tenho medo rsss
    Sob o sol da Toscana foi o filme que fez eu querer ir para a Toscana, e Cartas para Julieta fez eu tem a certeza… Maravilhosa Toscana, maravilhosa Itália, Deus permita que eu consiga pisar meus pés lá novamente.

    • Que legal, Gislene, saber que os filmes te inspiraram! Também adoro Cartas para Julieta. Vamos voltar, sim, com certeza.

  3. Linda Toscana! Esses filmes realmente despertam o desejo de querer ir à região. Amo o filme “A vida é bela”! Assisti quase todos da lista, mas fica a dica para aqueles que não assisti ainda! Beijos!

    • É lindo demais! Quando vi pela primeira vez ainda não era mãe, e já achei lindo. Depois de ter filhos é simplesmente impossível não chorar compulsivamente!

  4. Já comentei lá no Instagram como essa imagem de abertura é inspiradora e parece uma tela de um grande pintor. Só ela já nos permite viajar pela Itália, país que eu amo e ao qual regresso sempre que possível. Em parte por causa da sua comida. Adoro a comida italiana…
    Nestes dias estranhos, que nunca imaginámos viver, é preciso reinventar rotinas, para passarmos por esta experiência de isolamento sem pagar com a própria sanidade mental. Tenho tentado voltar a ler com o ardor de outrora e tentar passar esse hábito, tão maravilhoso quanto útil, ao meu filho. Só o tempo dirá se conseguirei tal proeza num mundo tão tecnológico e que os puxa demais para os ecrãs.
    Bem, perdoe as minhas fabulações, que nada têm a haver com o seu post lindo. Assisti a alguns dos filmes da sua lista mas, curioso, não ligava a Itália ao Hannibal e ao Paciente Inglês. No primeiro caso, porque o thriller psicológico é tão grande, que nem prestei atenção ao cenário.
    Grata por este momento de evasão, querida Márcia.
    Muitos beijinhos

    • Ruthia, esta BC tem sido muito benéfica, me aproxima de pessoas queridas e traz prazer em conhecer lugares pelos olhos alheios, por suas lembranças, mesmo neste momento que não sabemos se voltaremos a viajar como antes. Como você, também tento tirar um caldo doce desta amarga realidade. Nada deveria nos acontecer sem nos transformar. Que venham pessoas melhores para dias melhores.

  5. Que relação de filmes bacana Márcia. A Toscana é tão linda que merece mesmo ser eternizada na telona. Vale a pena revê-los para pelo menos nossa mente poder viajar nesse momento difícil que enfrentamos. Gostei de saber de alguns detalhes que desconhecia. bjs

  6. Encantada com as dicas e emocionada só de pensar que , no meus sonhos mais íntimos, estava viajar a Itália e viver um grande amor sob o sol da Toscana……..o que houve? Conheci um italiano vero e nos encontramos como nos filmes, no verão escaldante de 2015 em Gênova e pude escrever lindas páginas na minha história de vida.Nossa!Pareceu mesmo um filme. Bom, o que aconteceu depois pode render novos enredos para novos filmes com direito a pizza, gelado, granizo, presto genovês, Insalata, birra, tiranias, pecorino……………….deixemos para as próximas dicas.Obrigada por me permitir sonhar com a minha realidade inesquecível! Bjos

  7. Que delícia poder viajar pela bela Itália sem sair de casa. Isso consola nosso coração, que anda apertado por ver o que a Itália está sofrendo nessa Pandemia. Espero que logo tudo isso passe, para que possamos visitar pessoalmente esses lugares lindos que você nos brindou neste post. Adorei e vou ver se consigo ver esses filmes que você citou aqui. Beijos

    • Oi, Cecília, muitos países sofrendo, né? Mas confesso que pela Itália me dói ainda mais, meu país do coração. Veja os filmes, sim, principalmente os água-com-açucar – estamos precisando. beijos e obrigada pela visita!

  8. Que saudades mesmo, Márcia, ainda pisaremos novamente na Velha Bota, tenho fé!
    Filmes rodados na Toscana são garantia de entretenimento da melhor qualidade, se não for pelo roteiro, será pelas belas fotografias de uma das regiões mais lindas da Itália.
    Adorei suas dicas, assisti os trailers e me encantei novamente pelos filmes que já havia assistido e pelos que ainda assistirei com suas sugestões aqui.
    Belíssimo post, ainda mais você dando as coordenadas das locações dos filmes, arrasou, parabéns!

  9. Que região linda, a Toscana! Bela escolha, Márcia! Sabe que eu lia muito os livros do Dan Brown e um dos meus preferidos é o Inferno. Sempre gostei da forma dele descrever os lugares e obras de arte, me sentia dentro da história.
    Sempre quis ver o Paciente Inglês, foi bom ler seu post, vou procurar para assistir.
    Gostei muito das suas dicas!
    Vamos viajar sem sair de casa, né?
    Beijos,
    Mari

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui