Florença: guia para planejar sua viagem

atualizado e ago/22

dicas de viagem Florença

Primeira vez na Toscana? Confira as dicas de viagem a Florença essenciais em qualquer planejamento: como chegar, onde ficar, o que fazer – inclusive tours super diferentes – e outras informações relevantes.

517dcfa31ef15a15fc7a2f2bf7a084b5

Florença, ou Firenze em Italiano, é um encanto porque está na Toscana ou a Toscana é um encanto porque tem Florença? Certamente as duas afirmações! A região da Toscana encanta pelos campos e colinas, pela mesa, e pela Arte, presente não apenas em Florença, embora ela seja sua maior representante.

Já reparou que até os ciprestes e os pinheiros parecem ter sido esculpidos? E os campos de girassol, lado a lado com os cilindros de feno? Uma viagem pelas estradas da Toscana é mesmo inesquecível! Mas não menos do que apreciar as fachadas e o interior de igrejas e museus. Então tome nota destas dicas de viagem a Florença!

É muita boniteza, mesmo!
É muita boniteza, mesmo!

Onde na Itália fica Florença

Florença é a ‘capital’ da Toscana, que fica entre as região Lazio, onde está Roma, e a Ligúria, onde ficam as Cinque Terre e Gênova. Ou seja, uma ótima localização para montar base e conhecer não apenas cidades toscanas como Montepulciano, San Quirico d’Orcia, Pienza ou Montalcino, mas também fazer bate-voltas

Quase na dobra da bota
Quase na dobra da bota

Leia também:

Quanto Custa uma Viagem à Toscana 

Que língua falar em Florença

Italiano, obviamente, mas o Inglês pode ser usado em lojas, na maioria dos restaurantes e até mesmo taxistas arranham a língua de Shakespeare. Sempre é de bom tom aprender algumas palavrinhas básicas, como cumprimentos e agradecimentos. Denota respeito pela cultura do país que visitamos: Grazier, per favore, scusi, buongiorno…

Fuso Horário em Florença

Na Itália são 4 horas a mais do que Brasília, ou 5, se for verão.

dicas de viagem Florença

Onde Ficar em Florença

Onde ficar é uma das dicas de viagem a Florença mais relevantes, na minha opinião, pois a localização de seu hotel ou apartamento alugado influencia muito na sua experiência de viagem. Qualquer lugar do centro histórico de Florença é bem localizado e se faz tudo a pé,, o que pode ser um transtorno para quem está de carro, devido à ZLT (zona de tráfego limitado), que só permite o trânsito de carros autorizados. Neste caso, entre em contato com seu hotel para emitir uma autorização, mas considere o custo de estacionamento.

Hotéis próximos à estação de trem costumam ser mais em conta, mas a região também é vista como menos segura, embora eu não tenha tido problema em caminhar mesmo sozinha perto da Centrale de Milão ou da Termini de Roma. Mas minha experiência de viagem pela Europa me mostra que, morando no Brasil, nada parece ser assim tão inseguro, já estamos acostumados a ter cuidado com tudo.

Em minha primeira vez em Florença fiquei numa zona residencial, a 4 km do centro histórico, o Gabriele D’Annunzio que agora se chama Villa Neroli. Tem nota 9 no Booking, um agradável jardim e boas instalações e é uma alternativa para quem está de carro.

onde ficar em Florença
Eu, virando anjo no jardim do hotel

Na segunda estadia em Florença, tínhamos apenas uma noite, e nos demos de presente um hotel em frente ao Rio Arno, entre as pontes Vecchio e Santa Trinita, o BerchielliAchei muito legal ficar no centro histórico, à noite fica muito vazio, uma delícia explorar a cidade sem as multidões que tomam as ruas durante o dia.

dicas de viagem Florença onde ficar
Vista de nosso quarto no quinto andar

Como Chegar a Florença

A Latam e a ITA têm voos diretos para Roma saindo de São Paulo. Você pode também voar com outras companhias aéreas e fazer conexão em algum país antes de chegar na Itália.

Para voos domésticos, você pode chegar a Florença pelo aeroporto Americo Vespucci, localizado a 4 km do centro da cidade. Lembre-se que aeroportos demandam um tempo maior para deslocamentos e procedimentos de embarque que os trens dispensam, então pense seriamente em riscar esta opção em distâncias que podem ser tranquilamente percorridas por trem. 

Os trens da empresa privada Italo são tão bons quanto os da estatal Trenitalia. Eu acabo decidindo pelos melhores preços e horários. Prefira trechos em trens IC, evite os regionais que são mais lentos devido a paradas múltiplas e também desconfortáveis.

Aproveite para ler Viagem de trem na Europa: dicas essenciais para uma primeira vez sem perrengues

Guarda volumes na estação de trem de Florença

Caso você esteja com malas e não for se hospedar em Florença, a estação de Florença tem guarda volumes que funciona das 6h às 23h e o custo é de €6 pelo período de 5 horas, com hora adicional a €0,90 até o limite de 12 horas. Fica próximo à plataforma 16. Estas pesquisas foram feitas em março/16, quando eu planejava minha terceira viagem à Toscana.

dicas de viagem Florença
Paisagem da janela do trem

Florença de carro

As principais atrações turísticas estão no centro histórico, que é possível conhecer a pé sem problemas, pois é quase tudo plano. As atrações mais distantes estão a 20, 25 minutos de caminhada.

Estacionar no centro histórico é bem complicado e tem tráfego limitado somente a carros autorizados. Se você tiver que usar o carro mesmo assim, converse com o gerente de seu hotel para saber como receber permissão para entrar com o carro no Centro Histórico para descarregar a bagagem e recarregar o carro no dia do check out. Se for explorar outras cidades da Toscana, aí sim, vale a pena alugar um carro

Não perca as dicas para quem vai alugar carro em Diringindo na Itália

A ZTL de Florença
A ZTL de Florença

Compras em Florença

Florença é famosa pelos artigos de couro, e você encontrará diversas lojas especializadas com jaquetas, bolsas, carteiras, assim como no Mercato del Porcellino, mais turístico. 

Como não sou do tipo compradora (a viagem é meu principal objetivo e me satisfaz), respondendo a uma leitora que me enviou mensagem perguntando sobre outlets da região, descobri que há dois:

– o The Mall, que fica em Leccio
– o Prada Space outlet, que fica em Levanella.

dicas de viagem Florença
As joalherias sobre a Ponte Vechio, que existem desde a Idade Média, substituindo o antigo mercado de peixe e carne

Para comprar alimentos e bebidas, aposte no Mercato de San Lorenzo, o mercado central de Florença.

Preços médios (em maio/2015, em euros)
– taxi da estação de trem  até o centro histórico, às margens do Rio Arno: 10
– gelato pequeno: 2,50
– pizza individual: 9
– salada individual, mas generosa: 7
– massa: a partir de 10
– garrafa de vinho: a partir de 15
– Coca-Cola: 6
– café: 4 euros
– litro de água mineral: 3

– ingresso para Jardim e Museu Boboli: 10
– ingresso para a Torre Giotto: 10
– ingresso para Basílica Santa Croce: 6
– ingresso para Galeria da Academia e Uffizi: 12 cada
– visita guiada às Galerias Academia e Uffizi: 73
– tour de meio dia por Florença (com ingresso da Academia): 47
– tour de dia completo a San Gimignano, Siena, Monteriggioni e Chianti: 55
– tour de meio dia a Pisa:  45
– tour de dia inteiro ao Museu da Ferrari em Maranello: 110
– tour de dia inteiro a Veneza: 95

Veja como é o passeio pelo Palazzo Pitti e Jardins de Boboli

O que Comer e Beber em Florença

o que comer em Florença
clique para ampliar a imagem

O vinho produzido na Toscana é delicioso e mais barato do que Coca-Cola, aproveite!
O prato local é o Fiorentina, uma bisteca de porco. Veja a descrição e preço no cardárpio acima.

Documentação para viagem a Florença

Até que entre em vigor o Etias (Sistema Eletrônico para Autorização de Viagem), programado para novembro de 2023, não é preciso visto para entrar na Itália, apenas passaporte com validade mínima de 6 meses.

Mas é obrigatória a apresentação da Carta Schengen e para isso é preciso contratar Seguro Viagem com cobertura de 30 mil euros. O Mulher Casada Viaja fez parceria com a Seguros Promo que oferece desconto para leitores do Mulher Casada Viaja e uma lista de opções de seguradoras e tipos de seguro. 

Quanto tempo ficar em Florença

Duas noites permitem conhecer bem as principais atrações que listei abaixo, e começar a se apaixonar pela cidade. Muita gente faz bate-volta a partir de Roma, mas não recomendo.

Fique ao menos uma semana (dois em Florença+ 5 para outras cidades) se quiser montar base em Florença para bate-voltas a cidades como Siena, Pisa, Luca e Bolonha, seja de carro ou de trem, e se quiser esticar até as pequenas cidades medievais como San Gimignano, Montepulciano, Montalcino, Pienza e San Quirico d’Orcia.

Veja as dicas de Bate-voltas a Partir de Florença ou Siena

O que Fazer em Florença

O bom é que toda cidade tem atrações que não envolvem gastos, e esta é uma das dicas de viagem a Florença mais importantes. Eu selecionei 10 Coisas Gratuitas para Fazer em Florença, confira no link.

Ponte Vecchio

Uma das poucas pontes europeías em que podemos ter uma ideia de como eram as costruções sobre as pontes. Ali elas se tornaram lojas de jóias que estão sobre a ponte desde o século 15, quando substitu[iram peixarias e açougues.

Enquanto a maior parte dos turistas se amontoam na Piazzale Michelangelo para curtir o pôr do sol, eu preferi fotografá-la (foto de abertura deste post).

Ponte Santa Trinita

Esta bela ponte se destaca porque tem ‘vista para a ponte vecchio’ e é um ótimo lugar para fotografar.

Museus de Florença

Florença tem muitos museus, vou citar apenas os principais. Compre antecipadamente seus ingressos para museus, ônibus hop-on hop-off, tours guiados e bate-voltas e evite filas longas e perda de tempo em bilheterias. O blog tem 2  parceiros que comercializam ingressos e tours, a Tiqts e a Get your Guide, dos links acima. Facilitará sua vida e você ainda estará contribuindo com no blog, pois recebemos uma pequena comissão. É uma forma simpática de retribuir as dicas gratuitas, e que não custará nada a mais para você!

  • A Galleria degli Uffizi é o maior museu de arte de Florença e um dos mais importantes do mundo, e se você não curte arte, vá pelo valor histórico do edifício ou pela arquitetura.
  • Pallazzo Pitti foi casa dos Medici e hoje é um complexo de vários museus e jardins, como os Jardins de Boboli.
O Palazzo Pitti visto de seu “quintal”
  • A Galeria da Academia é muito visitada por causa do Davi de Michelangelo. É realmente ua obra impressionante, mas gostei de ver como se fazem as esculturas.

Piazza della Signoria

Um museu a céu aberto, onde ficam várias réplicas de esculturas fantásticas na Loggia dei Lanzi. A fonte de Netuno é outro destaque, e o Palazzo degli Uffizi também estão ali.

Piazzale Michelangelo

Esta praça é um mirante para a cidade de Florença e ali fica a réplica do Davi de Michelangelo, imperdível! Quando fui era um estacionamento, hoje está mais amigável, com vários canteiros de flores.

Piazza della Repubblica

O tradicional carrossel veneziano é uma das atrações desta movimentada praça. Você certamente acabará passando por ela.

Mercatto del Porcellino

Além das barracas vendendo deiversos produtos, siga a tradição de tocar o focinho do javali para voltar a Florença!

Florença

Igrejas de Florença

  • Santa Maria del Fiore, o Duomo de Florença, é uma das mais importantes catedrais da Itália. Sua cúpula se destaca no horizonte da cidade, e você pode subir nela.
  • Basílica di San Lorenzo é uma das mais ricas da cidades, com obras de Donatello e Michelangelo.

Coisas Diferentes para Fazer em Florença

Se você já visitou Florença outras vezes e a ponte Vecchio, o Duomo, os museus e as ruas medievais já não bastam, experimente novos sabores:

dicas de viagem Florença

Voltagem e tomadas em Florença

A voltagem é 220 e a tomada é de três pinos redondos paralelos. Se seu aparelho tem 2 pinos redondos, não haverá problema, mas leve adaptador se for de pino chato ou os pinos ‘maravilhosos’ do século 21 do nosso Brasil.

Melhor época para ir a Florença e temperatura média

Já estive em Florença em maio, junho e julho. Julho foi de longe menos agradável. Junte o calor e a multidão que caminha pelas ruas e você vai achar que está no inferno de Dante. A vantagem é ter dias mais longos e poder esticar o dia. Se puder escolher, vá entre abril e maio ou no outono, entre setembro e outubro.

average-temperature-italy-florence

Distância de Florença a outras cidades

Siena: 85 km
Pisa: 85 km
Bolonha: 106 km
Verona: 233km
Roma: 285 km
Veneza: 256 km

Espero ter ajudado você em seu planejamento com estas dicas de viagem a Florença. Se tiver alguma pergunta, terei prazer em ajudar, é só deixar nos comentários.

Planeje sua Viagem aqui

Blogs de viagem são muito úteis no planejamento de viagem e gratuitos para o leitor, mas têm um custo para serem mantidos no ar – e posts como este levam muitas horas e às vezes dias até serem publicados.

Se você gostou das dicas do Mulher Casada Viaja, saiba que pode retribuir e contribuir para que as dicas continuem chegando gratuitamente a quem busca inspiração e informação de qualidade. Basta clicar sobre os links de nossos parceiros. Você planeja sua viagem e retorna a gentileza:

Booking.com: para fazer suas reservas de hotel, apartamento, B&B
Passagens Promo: pesquise e reserve passagens aéreas nacionais e internacionais
Rentcars: aluguel de carro, com possibilidade de parcelamento e isenção de IOF, no caso de aluguel no exterior
Seguros Promo: desconto de 5% em seguro viagem para leitores. Aplique o código CASADAVIAJA5
Chip de Viagem: compre seu simcard internacional e receba em casa antes de sua viagem
– para ingressos de atrações, excursões e tours, temos 2 opções para você escolher: a Get your Guide e a Tiqets.


5 COMENTÁRIOS

  1. Que beleza de post para organizar a viagem a Florença!
    Adorei a sugestão desse passeio de balão, desconhecia essa possibilidade. Deve ser lindo, vou analisar com carinho essa ideia. Obrigada!

  2. Florença é minha cidade preferida na Italia, ganha de longe de Roma! Rsrs adorei as dicas de passeios diferentoes! Anotei todos pra minha prócima visita! Ótimo guia, Marcia!

  3. tenho muita vontade de conhecer esta região, parece ser realmente linda! Este post está super completo! Gostaria de explorar esta região e conhecer todas as cidadezinhas próximas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui