Florença: Jardim Boboli e Palazzo Pitti

O Palazzo Pitti visto de seu "quintal"
O Palazzo Pitti visto de seu “quintal”, onde tem até obelisco egípcio

Mi dispiace, mas Palazzo Pitti não tem nada a ver com Brad Pitt, meninas. Mas outros nomes de peso e tão dramáticos quanto produções hollywoodianas envolvem a historia deste palácio de Florença: a própria família Pitti, que o construiu para rivalizar com os Médici (se você não se lembra deles das aulas de História ou de Arte, aposto que não vai esquecê-los depois de visitar Florença), que depois de falidos tiveram o edifício adquirido pela esposa de Cosimo I de Médici, em 1550. E aí a Granero entrou em ação e o Palazzo Vecchio perdeu o posto de residência oficial da família. E como a vida é feita de ciclos, também chegou a vez de os Médici dizerem adeus e o Palácio Pitti virou a residência dos Lorena e depois dos Sabóia. O palácio é hoje um complexo de museus e jardins – o conhecido Jardim Boboli, sobre o qual falarei mais adiante – e fica pertinho da Ponte Vecchio.

Agora, olha que legal: sabe o que é corredor vasariano? Existe um ligando o Castelo Sant’Angelo à São Pedro, em Roma e existe um em Florença, ligando o Palácio Vecchio ao Pitti – e que pode ser visitado! Esses corredores elevados eram construídos para que o monarca pudesse se deslocar de um ponto a outro em segurança. Se você já esteve em Florença notou as janelinhas acima da ponte Vecchio, não é?

O corredor Vasariano
O corredor Vasariano

blog-vasari-corridor-tours[1]

Museus do Palácio Pitti
É preciso visitar o complexo Pitti em mais de um dia, se quiser ver todos os museus e conhecer os jardins. Para quem não dispõe desse tempo todo – mesmo porque há tantos outros museus em Florença – sugiro que escolha os de seu interesse.

O ingresso que compramos (€10 em maio/15) incluiu acesso aos seguintes espaços e sobre os quais falarei mais abaixo:

  • Jardins de Boboli
  • Museu da Prata
  • Museu do Vestuário
  • Museu da Porcelana

Mas ainda tem:
– Galeria Palatina: arte dos séculos XVI e XVII
– Galeria de Arte Moderna Italiana: pintura e escultura do final do século XVIII ao fim da primeira guerra mundial.
– Aposentos Reais: salas ricamente decoradas com mobiliário, pinturas e tapeçaria do período dos Savoy.
– Museu da Carruagem (fechado para reforma)

Localização
Piazza de’ Pitti 1, do lado oposto do rio Arno ao Duomo, Uffizi, Galleria, etc.

Os Jardins de Boboli
Eu visitei o complexo com meus pais, em nossa última manhã em Florença, pois achei uma boa opção para sair do muvucado centro histórico e do sol de maio, dois elementos que cansam ainda mais os idosos. Chegamos bem cedo e compramos os ingressos na hora, sem filas. Eu não tinha feito minha lição de casa e não sabia o que esperar do palácio, pois meu interesse maior eram os jardins (meus pais não têm muita paciência para museus). Talvez por isso me surpreendi positivamente com o acervo dos museus que visitei- e me decepcionei com os jardins, cuja manutenção estava muito aquém de outros palácios que visitei na França e Áustria.

folheto e ingresso do Pitti
folheto e ingresso do Pitti

Ao comprar o ingresso (€10) na entrada do palácio, recebemos um folheto com o regulamento de visitação, em vez de um mapa ou guia, o que achei bem estranho. Nosso tipo de ingresso não dava acesso aos aposentos reais e à Galeria Palatina ou de Arte Moderna. Seguimos diretamente para os jardins.    Além de canteiros, árvores e plantas, elementos arquitetônicos como escadarias, fontes e estátuas adornam os Jardins de Boboli. Fiquei impressionada com o estado dos jardins: quase não havia flores (estávamos em maio, primavera!) e até a fonte Netuno (Fontana della Forchetta) estava coberta por mato e desativada.

A fonte de Netuno
A fonte de Netuno: mato verde e seco e maquinário desligado

Boboli Jardim Pitti

Dos lugares em que passeamos, o único jardim com flores era o de frente ao Museu da Porcelana, que é pequeno e não me interessou muito, mas tem uma vista magnífica da região e é a cara da Toscana.

O jardim em frente ao Museu da Porcelana
O jardim em frente ao Museu da Porcelana
Ao fundo, o Museu da Porcelana
Ao fundo, o Museu da Porcelana

Alessandra Griffo, Arte Historiadora e diretora dos Jardins, conta que no século XX cerca de 20 jardineiros prestavam serviços ali – hoje são apenas 5, segundo informação que li no livro disponível no quarto do hotel em que fiquei. As espécies plantadas são as mesmas escolhidas na época da idealização dos Boboli em 1549, com o intuito de preservar a historia. Dizem que o Boboli está para a história da jardinagem assim como o Uffizi está para a historia da Arte. Por isso, mesmo que o estado dos jardins não seja assim uma Brastemp, eu ainda sugiro uma visita.

Um dos cantos lindos dos Jardins
Um dos cantos lindos dos Jardins
Jardins Boboli Florença
Os jardins têm estátuas romanas e dos séculos 17 e 18 no Passeio

Jardins Boboli Florença

Há algumas placas indicativas de áreas importantes do jardim, mas elas não informam distâncias (algo importante para quem está com idosos ou mesmo quem tem tempo apertado), então acabamos por explorar apenas a área imediatamente atrás do palácio, sem visitar o que se encontra à direita, como você pode ver no mapa abaixo. Em minha pesquisa, notei que alguns museus de uma planta estavam diferentes da posição em outra. Que eu me lembre, o museu da porcelana, por exemplo, ficava no número 7, mas minha memória pode estar me enganando.

jd boboli c legenda

Museu do Vestuário
Depois de sairmos dos jardins, voltamos ao palácio e visitamos o Museu do Vestuário, que existe desde 1983 no Palacete Meridiano (Palazzina della Meridiana) e conta a historia da moda ao longo dos séculos. Estilistas como Valentinio, Versace, Armani e Saint Laurent estão representados, então,  se você gosta de moda, não perca. Se não gosta e tem tempo, vá também, pois está incluso no ingresso e não é um museu tão grande ou cansativo.

Traje pertencente a um membro dos Médici
Traje pertencente a um membro dos Médici
Um pouco mais contemporâneo
Um pouco mais contemporâneo

Como meus pais estavam cansados, levei-os para o pátio do Palácio, onde tem um agradável café. Eles voltaram ao hotel, mas eu ainda não estava satisfeita (quando estou em se tratando de viagem?) e prometi que em meia horinha os encontraria lá para almoçarmos e pegarmos o trem para Roma. Foi então que vi a Gruta.

Pátio do Palácio Pitti
Pátio do Palácio Pitti
A gruta
A gruta

Museu da Prata
Eu pensei que fosse um… museu da prata, mas acho que prata aqui significa riqueza. A coleção tem  objetos belíssimos e interessantes, que merece uma visitar muuuito maior do que apenas os 30 minutos de que eu dispunha. Então eu literalmente corri para ver um pouco de tudo. OK, tem objetos de prata, mas tem cristal, porcelana, camafeus, armas, objetos de marfim, esses retratos fotos em miniatura (acho que eram o 3X4 da época).
palácio Pitti Florença

Objetos de marfim
Objetos de marfim

O museu tem 14 salas no piso térreo e 13 no mezanino. Os afrescos são do século XVII, mas a sala da foto abaixo me impressionou pela pintura: as escadarias e sacadas não são reais, mas ilusão de ótica da técnica trompe l’oeil. Demais, não?

Palazzo Pitti firenze

Como o museu fica num antigo palácio, algumas salas são ricamente decoradas:

Sala do Museu da Prata, Palácio Pitti
Sala do Museu da Prata, Palácio Pitti

Claro que ao voltar ao hotel o tempo para o almoço antes do trem para Roma foi reduzido, mas valeu!

 

Anúncios

2 comentários sobre “Florença: Jardim Boboli e Palazzo Pitti

  1. Juliana Moreti 6 de agosto de 2017 / 13:15

    Florença encanta e não tem mesmo como detestar os Medici apòs conhecê-la (os primeiros Medicis principalmente).

    Esse jardim foi um dos que eu infelizmente não consegui entrar, mas meu maior sonho é circular pelo Corridoio Vasariano de ponta a ponta.
    Um aluno fez e disse que poderia morrer feliz apòs aquela visita (hahahahahaha Ele é arquiteto).
    Amei teu texto (apesar de que eu nunca associei o Brad Pitt com o Luca Pitti – hehehehe)!

    Curtir

Vamos trocar figurinhas! Deixe seu comentário ou dúvida:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s