Bellagio no Lago Como: o que fazer e outras dicas

Bellagio é um dos lugares mais visitados do Lago de Como e neste post eu conto o que tem para fazer lá, sugiro outros lugares interessantes para conhecer no lago mais popular da Itália, e trago outras dicas.

Bellagio no lago Como

Veja só o quanto eu queria conhecer Bellagio: eu estava no final de minha viagem pela Suíça, hospedada em Lugano, cidade na porção italiana do país que também tem um lago lindo, mas decidi fazer um bate-volta até o Lago Como.

Os trens na Itália estavam em greve naquele dia, mas eu fui mesmo assim, deixando pra ver o que fazer ao chegar lá. Viajar sozinha é bom, as decisões são todas suas, e as consequências também. Às vezes nos precavemos demais, nos preocupamos demais, e devíamos seguir mais o provérbio You can cross that bridge when you come to it, ou seja, preocupe-se quando o problema se apresentar. E não é que deu tudo certo? Sem pretenções, puxei conversa com uma moça no trem, e seguimos papeando até Chiasso, na fronteira Suíça-Itália, onde fomos obrigadas a descer. Ela telefonou para a amiga que encontraria e me ofereceu uma carona até o Lago Como, em Cernobbio. Que delícia morar na Europa, né? Cruzar fronteira do país para um papo com amiga…

Poucos minutos depois estávamos em Cernobbio. Antes de tomar o barco, fiz algumas fotos na Piazza Rissorgimento e no Lungolago di Cernobbio, um caminho lindo igual ao de Lugano e de Bellagio, e também de Sirmione, no Lago de Garda.

Já a bordo do barco, percebi e sensação de pertencimento por estar novamente na Itália. Não dá pra explicar estas coisas, né? Lugano não é tão diferente, em Bellinzona até se ouve italiano pelas ruas, mas a alegria de estar oficialmente na Bota só pode ser explicada pelo sangue que corre nas minhas veias. A Itália tem um charme único…

O que fazer em Bellagio no lago Como

O passeio pelo Lago de Como sem descer em nenhuma parada já é bem prazeroso, pois do barco avistam-se as margens com suas casas coloridas dependuradas nos morros, a vegetação e os rochedos, as montanhas prealpinas e as riquíssimas villlas. Mas descer em Bellagio foi uma boa maneira de curtir o passar das horas depois de um mês viajando pela Itália e Suíça.

Caminhar pelas ruelas de Bellagio

Bellagio é bem compacta, mas tem muitas ladeiras, prepare as pernas! Em apenas uma hora é possível caminhar por tudo, inclusive para conseguir uma foto dos telhadinhos e do lago.

Caso você prefira evitar as ladeiras, as ruas na beira do Como são bem agradáveis, com várias lojas e restaurantes.

Registrar sua passagem pela Lungalongo Europa

A Lungalondo Europa é uma passarela pedonal que no verão é sombreada por árvores de flores de várias cores, à beira do lago di Como. Difícil fotogragar-se ali sem uma multidão, pelo menos na alta temporada.

Aproveite e siga o perfil do MCV no Instagram

Jardins da Villa Melzi em Bellagio

Bellagio no lago Como
um dos lagos do jardim

A Villa Melzi é um jardim botânico caprichado em frente ao lago de Como. O espaço é ótimo para descansar nos dias quentes e para fazer fotos bem bonitas, e além das plantas, árvores e flores há vários elementos como estátuas, lagos com ninfeias, aqueles portões típicos dos lagos do norte da Itália, túnel de árvores…

Bellagio no lago Como
Chiosco Moresco

É preciso comprar o ingresso na entrada dos jardins (8 euros), que fica no final da Lungalongo Europa, depois do Lido di Bellagio. Os jardins fecham no inverno, reabrindo apenas no final de março, com a chegada da primavera. Confira informações precisas sobre o funcionamento no site do Giardini di Villa Melzi.

Visitar a Basilica di San Giacomo

Se você curte igrejas de arquitetura românica, saiba que igreja de São Tiago de Bellagio, embora tenha passado por várias restaurações, ainda tem o domo original do século 12, e a última intervenção no século 20 a levou a sua forma original, passando a monumento nacional por decreto de 1904. Fica na Piazza della Chiesa, 27.

Bebericar um drink num restaurante de frente para o lago

Bellagio no lago Como

Perdi a hora do almoço e confesso que não curto muito sentar e comer sozinha, nem mesmo em casa, nem mesmo com essa vista aí de cima, então acabei comendo apenas um salgadinho típico do sul da Itália, o arancino. Mas tinha feito isso nesta mesma viagem com meu marido, no Lago di Garda.

Onde ficar em Bellagio ou no Lago Como

Caso você seja mais zen que eu e consiga ficar quietinho num lugar só por vários dias, a localização geográfica de Bellagio faz da cidade um ponto perfeito para montar base e explorar as demais cidades do lago de Como, ou praticar esportes aquáticos ou o doce esporte da comilança. Convenhamos, não tem comida mais gostosa que a italiana!

Veja abaixo algumas sugestões de hospedagem:

Booking.com

Como chegar a Bellagio no Lago Como

O lago Como tem o formato de um Y invertido e Bellagio está no topo do triângulo terrestre que divide o lago em dois. A maneira mais conhecida de visitar o Lago Como é a partir de Milão, mas há trens diretos ou com paradas partindo de Zurique, por exemplo.

De Milão a Bellagio de trem

A partir de Milão há duas opções: o trem que sai da estação Cadorna e vai até a estação Como Nord Lago, e o que parte da Centrale e chega na estação San Giovani, um pouco mais longe do porto de Como. Depois caminhe uns 10 minutos até o terminal de balsas.

Se preferir, há ônibus saindo da estação de trem de Como, na piazzale della Stazione, até Bellagio.

Caso seu ponto de origem seja o aeroporto Malpensa, por favor leia Lago di Como em bate volta a partir de Milão.

De Milão a Bellagio de carro

A viagem de carro costuma levar 1h30 a partir de Milão, mas estacionar pode ser um problema, principalmente no verão. Segundo o site de Bellagio, há 7 bolsões de estacionamento com parquímetros, a € 1.50/hora das 8 às 20h. O centro histórico é acessível apenas a pedestres de abril a outubro diariamente, e apenas em feriados em março e novembro.

Para dirigir na Itália com segurança, leia Dirigindo na Itália, onde tem informações sobre ZTL, estacionamento, limite de velocidade, e Dirigir na Itália, com dicas de pedágio, combustível, sinalização de trânsito.

De Milão a Bellagio de tour/excursão

Mesmo com todas as informações para viajar independentemente, há quem prefira a segurança e comodidade de excursões. Veja abaixo algumas sugestões de passeios oferecidos pela Get your Guide, nossa parceira. Eu já usei para comprar ingressos e para meus pais comprei tours em Portugal. Por sorte, acabaram cmo um guia exclusivo para eles.

Custo das Balsas no Lago Como

As balsas têm dois tipos de ingresso: o free circulation ticket e o One-way ticket. O custo é variável, numa escala de 1 a 8, ou seja quanto maior a distância, mais você paga. Crianças e idosos têm redução.

Para embarcar e descer quantas vezes quiser, escolha o free circulation Ticket. Caso passe as férias no Lago de Como, há passes de 6 dias.

Caso você escolha descer em apenas um ponto, escolha o One-way ticket – e peça round trip para voltar.

Confira os valores no site oficial Navigazionelaghi, responsável pelas barcas do lago de Como, Lago Garda e Lago Maggiore.

Para dicas que você não encontrou aqui, por favor leia
Lago di Como em bate volta a partir de Milão.

Caso tenha alguma pergunta sobre Bellagio ou Lago de Como, não hesite em deixá-la nos comentários, terei prazer em ajudar.


Este post faz parte da blogagem coletiva do grupo 8on8, quando outras blogueiras publicam sobre um mesmo tema. O tema deste mês foi água, então as sugestões e dicas de viagem são bem variadas, dá uma olhada:


Planeje sua Viagem aqui

Blogs de viagem são muito úteis no planejamento de viagem e gratuitos para o leitor, mas têm um custo para serem mantidos no ar – e posts como este levam muitas horas e às vezes dias até serem publicados.

Se você gostou das dicas do Mulher Casada Viaja, saiba que pode retribuir e contribuir para que as dicas continuem chegando gratuitamente a quem busca inspiração e informação de qualidade. Basta clicar sobre os links de nossos parceiros. Você planeja sua viagem e retorna a gentileza:

Booking.com: para fazer suas reservas de hotel, apartamento, B&B
Rentcars: aluguel de carro, com possibilidade de parcelamento e isenção de IOF, no caso de aluguel no exterior
Seguros Promo: desconto de 5% em seguro viagem para leitores. Aplique o código CASADAVIAJA5
Chip de Viagem: compre seu simcard internacional e receba em casa antes de sua viagem
– para ingressos de atrações, excursões e tours, temos 2 opções para você escolher: a Get your Guide e a Tiqets.


12 COMENTÁRIOS

  1. Eu tenho muita vontade de conhecer essa região. Suas imagens, suas palavras só aguçaram essa vontade! Adoro a Itália também. Tanto que já visitei 2x e quero estar lá outras tantas vezes. A comida, o vinho, a história, a arquitetura e nessa Bellagio no Lago Como, as belíssimas vistas.

    Deve ser mesmo uma delícia estar num lugar assim! 🙂 bjus

  2. Amei passear com você por Bellagio no Lago Como. Eu visitei uma vez a muuuuito tempo atrás e o seu post me trouxe lindas recordações. Sua aventura viajando sozinha deu super certo e foi maravilhosa, em um cenário incrível. “Deixa a vida me levar” às vezes dá muito certo. Morrendo de vontade de voltar e poder passear de barco por lá.

  3. Que lugar incrível, Marcia! Bellagio parece combinar bem o que a Itália tem de mais famoso: arquitetura histórica e paisagens lindas. Confesso que não gosto de viajar sozinha, gosto de ter companhia para dividir alegrias e perrengues de viagem, mas admiro profundamente quem se diverte só e ainda faz amizade com estranhos rsrs

    • Cíntia, não fiz amizades, mas conversei com muita gente nos trens – e comigo mesma, com a câmera fazendo stories, foi legal, diferente.

  4. Lendo seu post, tenho certeza que adoraria passar horas caminhando pelas ruas de Bellagio! A Itália me fascina desde menina, quando me imaginava conhecendo os lugares que via na TV e nos livros. Fica a inspiração para uma viagem pelo Lago Como!! Beijos!!

    • Eu não sabia muito da Itália quando era criança, só repetia o que ouvia da minha mãe. Perdi a fase dos filmes e músicas italianas dos anos 1970.

  5. “Os trens na Itália estavam em greve naquele dia”. Isso acontece na Europa ? Inacreditável. Márcia estou ficando sem espaço no meu passaporte de tantos lugares que fui através do seu site (é isso mesmo ?). Aliás nem sei como é esse documento, só tenho identidade e c.p.f isso só não serve para viajar para fora né. Lugar magnifico, o melhor colírio do dia.

    • Acontece e muito na Itália, Fabio. Que bom que você está viajando, mesmo que virtualmente. Aqui na América do Sul você consegue viajar só com estes documentos, sim. E tem lugares lindos, principalmente de natureza, como Deserto do Atacama no Chile, Região dos Lagos na Argentina, e o magnifício Machu Picchu no Peru.

  6. Um passeio de barco no Lago de Como foi uma das melhores experiências que vivi na Itália, conhecemos Cernobbio que é realmente muito linda, mas não deu tempo de irmos à Bellagio, uma pena, pois gostaria muito de ter conhecido, fica para uma próxima, se Deus quiser.

  7. Marcia, tenho a maior paixão por conhecer Bellagio e o Lago Como. Ainda não tive essa oportunidade maravilhosa. Suas dicas são preciosas e ficarão guardadas com carinho para um futuro bem próximo, eu espero.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui