Norte da Itália: que cidades visitar em 5 dias ou mais e sugestão de roteiros

Que cidades do norte da Itália incluir numa viagem? A macro região Norte da Itália faz divisa com Suíça e Áustria ao Norte, França a Oeste, e Eslovêia a Leste, e isso faz dela a região mais acessível do país, além de que cruzar as fronteiras de avião, carro ou trem não exige nenhum cuidado extra. E o norte italiano guarda cidades grandes, montanhas, mar e lagos, e muita história e cultura, claro.

verona quantos dias
Verona

As 7 regiões do norte da Itália têm algumas das cidades italianas mais conhecidas dos brasileiros: Veneza, Verona e Milão, aos pares com Roma e Florença, são comumente as eleitas numa primeira viagem à Itália, mas se você já as conhece e como eu não resiste a mais uma e outra viagem à Itália, vamos explorar um pouco mais, porque tem muito pra ver e conhecer!

Que cidades visitar no Norte da Itália em 5 dias ou mais

Apenas 5 dias para conhecer uma região inteira é muito pouco, então sugiro aqui 3 roteiros diferentes, cada um explorando um trecho da macroregião norte. Se você tiver mais dias, é só mesclar os roteiros, de acordo com sua disponibilidade e preferência por cidades do norte da Itália.

SUGESTÃO DE ROTEIRO 1: Vêneto, Emilia Romanha e Lombardia

Se você chegar por Veneza, reserve 1 dia inteiro (de preferência 1 noite passada em Veneza, não em Mestre) para ela, suficiente para ver as principais atrações turísticas, que compartilhei em O que fazer em San Marco, bairro onde se concentram. Se já conhecer estes pontos, visite as ilhas Murano e Burano e perca-se pelas ruelas de Veneza, aliás, o melhor para fazer sempre.

basilica Sao Marcos Veneza
Veneza

De Veneza, pegue um trem até Verona (1h10) e fique 2 noites. No primeiro dia, explore a cidade: visite a Piazza delle Erbe e a Piazza Bra, o Castelvecchio, suba na Torre de Lamberti, cruze as portas da cidade, como a Borsari e a di Bra e, va bene, visite a suposta casa de Julieta e dê uma pegadinha em seu seio para a clássica foto. Confira meu roteiro em Verona.

verona o que fazer
Verona

No segundo dia faça um bate-volta a Sirmione (1h30), cidade lindinha sobre o Lago di Garda, onde você pode visitar o castelo Scaligero e fazer um passeio de barco em volta dele. Se curtir história, confira o sítio arqueológico Grotte di Catullo.

Sirmione Lago Garda cidades norte da Itália
Sirmione, Lago Garda

Depois você pode ficar os últimos 2 dias em Bolonha (1h30 de trem) ou apenas 1 dia, e no outro ir até Pádua ( 1h de trem).

cidades norte da Itália
Bolonha

Veja algumas opções de hospedagem em Bolonha, Sirmione, Verona e Veneza

SUGESTÃO DE ROTEIRO 2: Lombardia e Ligúria

Se você chegar à Itália por Milão, que tem voos diretos desde o Brasil, reserve duas noites para a capital da Lombardia. No primeiro dia conheça o Castello Sforzesco e o Parco Sempione, o Duomo, a Galleria Vittorio Emanuele II e a Opera Scala. Leia as dicas de onde ficar, como chegar e o que fazer em Milão.

pontos turísticos de Milão
cateral de Milão

No segundo dia, curta a tranquilidade de um passeio de barco no Lago di Como. Tem tudo explicadinho no post Bate-volta a partir de Milão

Lago Como bate-volta Milão
Lago Como

No terceiro dia, acorde bem cedo, pegue o primeiro trem da Trenitalia (1h30 de viagem) e vá de mala e cuia (que você pode deixar no guarda volume da estação) até Gênova. Quem tem dicas é o blog Ligado em Viagem.

roteiro italia genova
foto de Francesca Traverso, Pixabay

No final do terceiro dia, pegue as malas e outro trem (1h10), desta vez para La Spezia, onde você montará base para visitar as Cinque Terre nos últimos 2 dias. A Juliana do Turistando.in tem várias dicas desta região, com roteiro de 1 dia, dicas para quem vai fazer a costa da Ligúria de carro e um falando sobre as trilhas. E a Tharsila do Mapeando o Mundo respondeu se Bate-volta em Cinque Terre vale a pena, confira!

cidades norte da Itália

Confira onde se hospedar em La Spezia, Gênova, Milão e Lago di Como

SUGESTÃO DE ROTEIRO 3: Trentino Alto Ádige

Se você gosta de lagos e montanhas, a região Norte é perfeita para você e acho uma pena ser tão pouco explorada turisticamente por nós brasileiros. E não pense que só encontrará natureza, não. A região Trentino-Alto Ádige é tão rica culturalmente que lá se falam 3 línguas, o ladino, o alemão e o italiano, além de tradições particularmente tirolesas. Nas cidades maiores, como Trento e Bolzano, isto não é tão visível, mas nas Montanhas Dolomitas você vai se sentir mais na Áustria e Alemanha do que na Itália.

cidades norte da Itália
Dolomitas

Para este roteiro, há várias cidades do norte da Itália por onde você pode chegar: Veneza, Verona, Bérgamo ou até Milão, pois as Dolomitas se estendem de Leste a Oeste e o importante é saber que precisará alugar um carro ou vai perder muito tempo com ônibus.

Confira os preços e as condições da Rentcars, site de busca e reservas com as melhores locadoras pelo mundo que eu sempre uso nas minhas viagens. O melhor é poder escolher uma tarifa paga em reais e parceladamente, ficando livre do IOF que pagaríamos no cartão de crédito na hora da retirada do carro ou ao fazer o câmbio e pagar em dinheiro. E se você reservar pelo link acima, contribuirá com a manutenção do blog no ar, pois recebo uma pequena comissão. Uma forma de retribuir pelas informações gratuitas e de contribuir para manter o blog no ar, ajudando mais pessoas a viajar melhor.

Outra informação importantíssima é a época da viagem: há duas temporadas nos Alpes Italianos: a de inverno (dezembro a meio de fevereiro) e a de verão (meio de junho a meio de setembro). Fora destas épocas, os meios de elevação e até alguns hotéis e restaurantes fecham.

Se você pegar o carro em Veneza passe as duas primeiras noites em Cortina d’Ampezzo (161km) ou no Lago Misurina (172km), como eu fiz. No dia da chegada, passeie pela cidade e almoce, sempre observando as nuvens brincarem sobre os picos que a circundam.

cortina dampezzo
O ginásio que serviu para competições das Olimpíadas de 1956

À tarde, volte ao carro e pegue a estrada 48 em direção a Passo Giau (20km). A estrada é linda, cheia de curvas, com vaquinhas pastando bem ao lado e o grand finale é estonteante: uma formação rochosa piramidal. Confira o Roteiro de 3 dias nas Dolomitas

Alpes Italianos Dolomitas
Passo Giau

62 km ao Norte do Passo Giau fica o lago mais visitado das Dolomitas, o Braies. Nós fizemos em bate-volta a partir de Cortina e valeu a pena! Se você estiver em Bolzano ou Dobbiaco, é mais perto.

No segundo dia, coloque suas botas de trilha e suba de carro até o Rifugio Auronzo (23 km). Deixe o carro no estacionamento mais lindo que seus olhos já viram e faça a trilha ao redor da montanha Tre Cime di Lavaredo. Na volta, você passará pelo Lago Misurina, aproveite e mergulhe os pés na água geladinha.

Rifugio Auronzo dolomitas
Trilha próxima ao Rifugio Auronzo

No terceiro dia, ponha as malas no carro e siga até Ortisei (62 km). Se for pela Strada Regionale 48, pare no Passo Falzarego e, se o céu estiver limpo, pegue o teleférico para ver de pertinho as Cinque Torri e visitar o Museu a Céu Aberto da Primeira Guerra Mundial.

passo-falzarego Dolomitas

Prossiga até Ortisei, onde você pegará um teleférico para chegar ao maior planato de altitude da Europa, Alpe di Siusi ou Seiser Alm, com 57 km2. Você pode chegar até ele também pelo lado Oeste, na cidade de Siusi, do outro lado da montanha. É tão grande que tem vários hotéis, restaurantes e até lojinhas na estação do teleférico. Lá você pode fazer trilhas fáceis ou apenas sorver a paisagem de sonho a 1800 metros de altitude, sentindo que pode tocar os picos.

cidades norte da Itália

No quarto dia, pegue o carro até Val di Funes e Santa Magdalena (35km) e faça a melhor foto de calendário da sua vida: um vale cheio de casinhas, com uma igreja de torre pontiaguda e um incrível fundo montanhoso igualmente pontiagudo. Mas não pare ali: siga mais 5 km até a pousada onde me hospedei, o Sass Rigais, aos pés das montanhas de mesmo nome.
Atualização: em junho/19 voltei a Funes e a pousada tinha fechado, uma pena! MAs o restaurante na casa que aparece na foto abaixo continuava funcionando.

Santa Madalena Funes Dolomitas Italia
Quintal da Pension Sass Rigais

Talvez esteja cansado de tanta paisagem linda (procure um médico!) e não queira mais acordar com a vista aí de cima, então rode 100km até Trento. Pode entregar o carro por lá, pois é possível caminhar por toda o centro histórico, que tem ZTL (zona de tráfego limitado). Visite a piazza del Duomo e compre o bilhete para acessar o subsolo da catedral. O castelo del Buonsonsiglio é outro lugar imperdível de Trento. Se tiver tempo, ande a esmo e descubra torres e portas medievais e fachadas com afrescos. Confira meu roteiro de 1 dia em Trento.

cidades norte da Itália
Castello del Buonconsiglio, em Trento

Confira onde se hospedar em Funes, Trento, Alpe di Siusi, Siusi, OrtiseiCortina d`Ampezzo e Lago Misurina.
Em geral, as pousadas afastadas ou no alto das montanhas trabalham no sistema de meia pensão.

Várias cidades da Itália ficaram de fora destes roteiros sugeridos, como Turim e Parma, assim como castelos, fortalezas e lagos, mas acho que é um bom começo para explorar esta rica região. Se tiver alguma outra sugestão, somos só ouvidos.

20 COMENTÁRIOS

  1. Adorei suas opções de roteiros no norte da Itália, sou apaixonada pelo país e com certeza planejarei alguma dessas viagens… fique particularmente interessada em conhecer Trentino Alto Ádige, ultimamente as montanhas vem me atraindo muito.

    • Sou suspeita pra falar sobre o Norte da Itália, Gabriela, porque além de ter minhas raízes por lá, adoro montanhas, Vá, sim, você vai gostar.

  2. É muita vontade de largar o trabalho e sair para explorar a Itália. Porque temos contas para pagar no fim do mês? Vou espreitar o seu roteiro em Verona porque planeio dar lá um saltinho você sabe quando!
    Beijinho

  3. Existem diversos lugares interessantes para visitar no norte da Itália. Sou apaixonada pela região e quero conhecer um dia ainda.

  4. Morei sete meses em Trento e sou absolutamente apaixonada por essa região da Itália. O Lago di Garda e Cortina d’Ampezzo são mesmo de tirar o fôlego… Para completar essa lista maravilhosa, só acrescentaria os pequenos lagos das montanhas com água cor de esmeralda!

    • Mariana, como Trento me encantou! Eu não fui a nenhum lago além do Misurina, que não é dos mais cristalinos, mas espero corrigir esta falha desta vez.

    • Ai, que sonho fazer este trecho, deve ser lindo, Flávia! Da Suíça em breve terei dicas pra dar, pois vou cruzar a fronteira provavelmente de trem, no Bernina Express.

  5. Esse roteiro pelo Norte da Itália ficou muito completo. Eu passei apenas uma noite em Verona e achei suficiente para conhecer a cidade que é uma graça. Agora quero me dedicar a outros cantos do Norte da Italia, incluindo Genova, vou usar suas dicas.

    • Estive duas vezes em Verona, passando 1 noite, 2 dias, e se pudesse eu voltaria. Acho que quanto mais ficamos num lugar mais percebemos cantinhos não turísticos que merecem nossa atenção, também. Mas o mundo é grande, vamos conhecer outros lugares. Não sei se terei tempo pra Gênova, mas Cinque Terre não vai escapar.

  6. Pra agradecer é só reservar hospedagem pelo seu link né? Pq esse post aqui me ajudou muito a decidir quais cidades eu quero passar de carro. Muito obrigada!

  7. Nós fizemos uma viagem bem legal pelo norte da Itália , mas cada vez mais tenho vontade de ir de novo. Ainda mais agora com dicas de novas cidades para visitar.

  8. Lendo o seu post só me veio uma coisa na cabeça: QUE SAUDADES DA ITÁLIA! hahahahaha… fui 3x e voltaria mais 3mil! Agora quero conhecer a região de Emilia-Romanha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui